Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 13/11/2018
Somos uma agência com experiência no mercado editorial e especializada em assessoria de imprensa e na produção de eventos destinados à conexão entre profissionais de diversas áreas.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
Adaptamos seu valioso conteúdo para o universo digital com tecnologia de nível mundial. Na Hondana, o seu conteúdo é tratado da maneira que merece.
PublishNews, Redação, 13/11/2018

Relatório com resultados do terceiro trimestre da Saraiva aponta prejuízo líquido de R$ 66,6 milhões | © Humberto SousaA Saraiva publicou, no fim da tarde desta segunda-feira (12), relatório com os seus resultados do terceiro trimestre de 2018. No momento em que o principal varejista no segmento de livros no país passa por uma profunda crise, esses resultados eram esperados com muita ansiedade tanto por investidores quanto pelas pessoas que trabalham com livros. O que se viu no relatório foi o desabamento das receitas brutas da rede. Na comparação com igual período de 2017, o tombo foi de 19,4%, fechando o terceiro trimestre em R$ 329,3 milhões. O e-commerce, que vinha apresentando bons resultados e constantes crescimentos, teve queda de 26,1% das suas receitas brutas. A companhia informa aos seus acionistas que essa queda é resultado do início da descontinuação da categoria eletrônicos, cujo abastecimento foi sendo reduzido gradualmente ao longo do trimestre. Mas há que se pesar aqui a suspensão de fornecimento de produtos por parte de muitos dos credores da empresa. Em valor, os estoques da empresa sofreram queda de 14,4% na comparação com o terceiro trimestre de 2017. A queda nas receitas afetou o lucro da empresa que fechou o terceiro trimestre no vermelho, com prejuízo líquido de R$ 66,6 milhões. Essa cifra é por pouco o dobro da apurada no terceiro trimestre do ano passado. Clique no Leia Mais para conferir outros detalhes do relatório.

PublishNews, Felipe Lindoso, 13/11/2018

Acompanho há tempos a crise que foi crescendo e amadurecendo nas relações entre as editoras e as redes da Cultura e da Saraiva. Os atrasos, tergiversações – diria eu, pura e simplesmente má fé em vários momentos – levaram várias editoras de pequeno e médio porte à beira da falência, e também as grandes casas a dificuldades em seu fluxo de caixa. Finalmente, há alguns dias, Marcos Pereira, afirmando sua condição de liderança, declarou que as editoras – através do SNEL – não aceitariam a “proposta” sem-vergonha da Saraiva e esperavam o pedido de recuperação judicial da sociedade anônima. “Queremos saber da situação real da empresa e de como efetivamente pretende (ou pode, diria eu) pagar as dívidas”. Parabéns, Marcos Pereira. Mas é o caso de perguntar: essa crise era previsível e inesperada? Era previsível, por vir se arrastando há muito tempo, e muito menos inesperada. Uma análise fria e desapaixonada sobre o mercado editorial brasileiro mostra, facilmente, que as editoras, em especial os grandes grupos editoriais, foram criando e cultivando as raízes dessa crise, e que deveriam há tempo ter provocado medidas mais assertivas no que diz respeito à relação editoras / distribuidoras / livrarias. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra deste artigo.

PublishNews, Redação, 13/11/2018

Stan Lee | © Edward LiuFaleceu na tarde desta segunda-feira (12), aos 95 anos, Stan Lee, o mais famoso autor de quadrinhos do mundo. Ele passou mal em sua casa em Los Angeles, foi levado ao hospital, mas não resistiu. Lee sofria de pneumonia. Junto com outros artistas como Jack Kirby e Steve Ditko – falecido em junho – Stan Lee criou diversos super-heróis como Homem-Aranha, Doutor Estranho, Hulk, Quarteto Fantástico, Pantera Negra e X-Men. Segundo Bob Iger, chefão da Disney, empresa dona da Marvel, “Stan Lee foi tão extraordinário quanto os personagens que ele criou. Um verdadeiro super-herói para os fãs da Marvel ao redor do mundo, Stan tinha o poder de inspirar, entreter e conectar. A grandeza de sua imaginação só foi superada pelo tamanho de seu coração”. No início dos anos 2000 o universo criado por Lee expandiu ainda mais com diversos de seus personagens ganhando franquias no cinema como Demolidor, Hulk, Homem de Ferro, Thor, Homem-Formiga e os Vingadores. O escritor e empresário ficou ainda mais popular por suas pequenas participações nos filmes da Marvel, no total foram 35 cenas. Sabe-se também que ele aparecerá em Vingadores 4, com estreia prevista para 2019.

PublishNews, Redação, 13/11/2018

No último domingo (11), o jornalista Elio Gaspari, colunista da Folha de S.Paulo e de O Globo, publicou artigo intitulado Os livreiros querem tungar os leitores, no qual fala sobre a situação das duas maiores redes de livrarias do Brasil (Saraiva e Cultura) e sobre como as associações do livro “pedem uma canetada para tabelar o preço dos livros”, criticando a possibilidade da promulgação de uma política de regulação do comércio de livros no País. Para Gaspari, “a origem do pleito é uma majestosa demonstração do atraso de empresários e do oportunismo de suas corporações”. Em resposta ao artigo, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) enviou ao jornal uma nota – publicada nesta segunda (12) - esclarecendo que a proposta é de "garantir a pluralidade de oferta no mercado". O comunicado completo você confere clicando no Leia Mais.

PublishNews, Redação, 13/11/2018

Cristovam Buarque será, pela segunda vez, o relator do PL da Divulgação Escolar | © José Cruz / Agência BrasilNa Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), o senador Cristovam Buarque (PPS / DF) foi designado como relator do Projeto de Lei (PL) 106 / 2017 que quer alterar Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) para vedar a divulgação de produtos, serviços, marcas ou empresas nos estabelecimentos de ensino de todo o Brasil. O senador foi o relator do PL em outra comissão, a de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC), onde defendeu, em primeiro momento, que feiras de livros fossem igualmente proibidas no ambiente escolar. Depois de pressões, o senador voltou atrás e o relatório foi aprovado fazendo a ressalva às feiras de livros, desde que essas não façam “apelo ao consumo” de qualquer marca ou produto. A matéria tem caráter terminativo na CE, o que significa dizer que o que for decido ali será enviado à Câmara dos Deputados, sem passar pelo plenário do Senado Federal.

PublishNews, Redação, 13/11/2018

Em parceria com a Sextante, a Casa Educação realiza durante o mês de novembro, a Harvard Fundamental. Na série de webinars gratuitos serão debatidos temas a partir dos conteúdos da coleção Essenciais de Harvard Business Review, editados no Brasil pela Sextante. Nos dois primeiros webinars da série os inscritos ouviram sobre como gerenciar pessoas e os desafios gerais da gestão. A próxima aula acontece no dia 21 e terá como tema Gerenciando a si mesmo. No dia 22, a aula falará sobre negociações eficazes; no dia 26, sobre como preparar negociações convincentes; e para finalizar, no dia 28 o webinar será sobre como lidar com a política no trabalho. Os interessados podem se inscrever clicando aqui

PublishNews, Redação, 13/11/2018

Até este domingo (18), o município paulista de Monteiro Lobato realiza a 9ª edição do seu Festival de Literatura Infantil, que tem como objetivo incentivar a leitura entre as crianças e possibilitar o contato do público com os livros. Neste ano, o evento homenageia a poeta goiana Cora Coralina. Até quarta, a programação é destinada aos alunos da rede municipal de ensino e à comunidade com contação de histórias, oficinas literárias e apresentações de espetáculos teatrais. De sexta-feira até domingo, das 10h às 18h, as atividades acontecem na Praça Deputado Cunha Bueno para visitantes e apaixonados por literatura. Será possível participar de oficinas culturais, exposição e comercialização de livros, lançamentos de obras, bate-papo com escritores e ver diversas atrações artísticas e musicais. No domingo, às 16h30, o cantor e compositor maranhense, Zeca Baleiro, participa de um bate-papo. Ele falará com as crianças sobre a importância da leitura na infância e como a música pode transformar o gosto pelos livros. 

PublishNews, Redação, 13/11/2018

Um dos mais populares autores de todos os tempos, Jorge Amado foi lido com igual satisfação nos cinco continentes. Marcou não só as letras latino-americanas, mas também a política, os costumes, a TV e o cinema nacional. Escrita por Josélia Aguiar, Jorge Amado: Uma biografia (Todavia, 640 pp, R$ 79,90), é a primeira, mais completa e atualizada biografia desse grande escritor brasileiro. Com acesso exclusivo a documentos de família e cartas de parentes, amigos e outros escritores, além de exaustivas entrevistas e pesquisas no Brasil, na Europa e nos EUA, o livro retraça a vida de um dos mais populares escritores universais do século XX. Autor de clássicos brasileiros como Capitães da areia, Jubiabá, Tieta do Agreste e Gabriela, Cravo e Canela, com livros que se tornaram sucesso do cinema e da TV, Jorge tem aqui sua vida - de homem, escritor, político, celebridade - recontada com elegância, precisão e fluência quase romanesca. Este mês, Josélia lança o livro no Palácio das Artes (Salvador / BA), no dia 27, e em Belo Horizonte, no dia 28, no Gordac, como parte do Clic – Circuito de Literatura e Cafés. Em dezembro a Travessa do Botafogo (Rio de Janeiro / RJ), recebe o lançamento no dia 11, e no dia 13 é a vez de São Paulo, com lançamento na Martins Fontes da Avenida Paulista.

“E escrever poesia lida com a linguagem, mas através do cultivo das emoções.”
Maria Carpi
Escritora brasileira
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
3.
O milagre da manhã
4.
Crença Inabalável
5.
Seja foda!
6.
Me poupe!
7.
O poder da ação
8.
Poesia que transforma
9.
O poder da autorresponsabilidade
10.
Felipe Neto - A vida por trás das câmeras
 
PublishNews, Redação, 13/11/2018

Homem de fé, falso profeta, santo milagreiro, súdito leal, pai de família, devasso, boêmio - mais de 100 anos após seu assassinato, Raspútin continua na imaginação popular como um símbolo da encarnação do mal. Muitos livros e filmes contam a história de sua ascensão misteriosa ao poder como confidente de Nicolau e Alexandra, e guardião do debilitado herdeiro do trono russo, Alexei. Separando fato e ficção, o trabalho do premiado historiador Douglas Smith apresenta Raspútin em toda sua complexidade. Com base em documentos encontrados em sete países, Raspútin (Companhia das Letras, 1.128 pp, R$ 124,90 – Trad.: Berilo Bargas) tem a pretensão de ser a biografia definitiva de um homem extraordinário que viveu o ocaso da dinastia Románov.

PublishNews, Redação, 13/11/2018

Em Tolos & mortais (Record, 364 pp, R$ 44,90 – Trad.: José Roberto O’Shea), novo livro de Bernard Cornwell, no coração da Inglaterra elisabetana, o jovem e atraente Richard Shakespeare sonha em fazer carreira na cena teatral de Londres, um universo dominado por seu irmão mais velho, o ilustre dramaturgo William Shakespeare. Mas Richard não tem um tostão nem apoio de seu irmão, que, em vez de o acolher, entrega-o aos cuidados de sir Godfrey, um clérigo cruel e pervertido que treina meninos para furtar e encenar. Com um rostinho bonito, carisma e talento, Richard ingressa na companhia de teatro de Shakespeare, representando, muito a contragosto, papéis femininos. A relação dos irmãos, no entanto, é marcada por constante tensão, e, cada vez mais distantes, à medida que William alcança a fama, Richard se vê tentado a romper em definitivo a lealdade fraternal. Então, quando um precioso manuscrito desaparece misteriosamente, as suspeitas recaem, evidentemente, sobre o caçula. Preso em um perigoso esquema de traição e desonestidade, Richard, sem saída, com sua carreira e até mesmo a vida de seus colegas em jogo, embarca em uma aventura épica na excitante e traiçoeira Londres elisabetana para resgatar os valiosos escritos e reconquistar a confiança da trupe.

PublishNews, Redação, 13/11/2018

Em Um dia vou escrever sobre este lugar (Kapulana, 308 pp, R$ 54,90), Binyavanga Wainaina entrelaça suas memórias de infância, adolescência e vida adulta à história contemporânea do continente africano. Utilizando referências políticas, da cultura africana e da cultura popular mundial, o autor apresenta ao leitor as constantes transformações acontecidas em países como Quênia, África do Sul, Uganda, Gana e Togo, a partir de seu próprio crescimento e amadurecimento como pessoa e, principalmente, escritor e constante observador do mundo ao seu redor. O livro contém, ainda, o que o autor considera como um “capítulo perdido” de suas memórias, chamado Mãe, eu sou homossexual, publicado em 2014, três anos após o livro original. No texto, Binyavanga reinventa como teriam sido os últimos momentos de vida de sua mãe se ele tivesse viajado até o Quênia para estar com ela, e lhe contado que é um homem gay.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.