Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 23/10/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Redação, 24/10/2018

Livraria da Travessa é uma das principais casas do Rio de Janeiro | © Redes sociais da livrariaMotivada pela Liga Brasileira de Editores (Libre), a vereadora carioca Veronica Costa (MDB) encaminhou ao prefeito Marcelo Crivella (PRB), do Rio de Janeiro, um documento em que pede que o chefe do Executivo encaminhe à Câmara dos Vereadores um projeto de lei para isentar as livrarias da capital fluminense do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU). Na cidade, as editoras já gozam dessa isenção. Para justificar a pertinência do projeto, a vereadora observa que entre 2016 e 2017, a cidade do Rio de Janeiro perdeu cinco livrarias, que são, nas palavras da vereadora, "mais do que pontos comerciais, são pontos de cultura que precisam ser valorizados". Clique no Leia Mais e tenha acesso à íntegra desta notícia.

PublishNews, Redação, 24/10/2018

A Saraiva inaugurou esta semana uma nova unidade no Shopping Estação Cuiabá (Av. Miguel Sutil, 9.300 – Cuiabá / MT). Trata-se da primeira loja da rede no estado do Mato Grosso. Idealizada dentro do conceito da marca de oferecer uma completa opção de entretenimento e lazer aos seus clientes, a nova loja traz um ambiente com experiências que intensificam a visibilidade dos produtos. Com mais de 700 m², a unidade tem layout moderno e oferece um mix de produtos que abrange literatura nacional e estrangeira, papelaria e games, além de uma área especial dedicada às crianças. Além disso, a unidade conta com ampla programação gratuita aos finais de semana com diversos eventos. Entre as atividades estão Hora da Criança, com contações de histórias e apresentações teatrais que acontecem aos sábados, a partir das 16h, e oficinas de programação de Minecraft para crianças.

PublishNews, Paulo Tedesco, 24/10/2018

Aquele que agride, aquele que queima livros, que ameaça com a mão-de-ferro, jamais terá a razão, porque a chance da sua mão-de-ferro voltar-se contra si e contra os seus é enorme, não sem antes haver prejudicado uma geração inocente e indefesa. Mas democracia faz bem. Pouco importa se é dolorosa, se incorre em imperfeições, ou se, por vezes, a sensação de lentidão e cansaço predomine e nos desanime, não importa. A democracia sempre fará bem, e assim a história da humanidade vem provando nos últimos séculos. E esse discurso de democracia está muito além de qual democracia se quer, sim, porque democracia pressupõe participação ampla e irrestrita, mas também, como efeito colateral, também pressupõe respeito e educação acima de tudo, e de todos. Não há diferença de democracia, a democracia é e ponto. Só poderá erguer, portanto, a bandeira da democracia aquele ou aquela que tenha por princípio o diálogo para suas dúvidas, mas também que saiba calar-se quando é mais educado, e quando lhe for dada a palavra, se falar para uma maioria, deverá respeitar a minoria, ou as minorias. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra desse artigo.

PublishNews, Redação, 24/10/2018

Perspectiva do espaço do Instituto de Leitura Quindim que será inaugurado no mês que vemA partir do mês que vem, os moradores de Caxias do Sul (RS) ganharão mais um centro cultural para chamar de seu. É que Volnei Canônica e Roger Mello inauguram na cidade o Instituto de Leitura Quindim (ILQ), que passará a ocupar o Moinho da Cascata (Rua Luiz Covolan, 2.820), antigo moinho que fez parte da evolução histórica da cidade gaúcha. O espaço abrigará uma biblioteca com mais de cinco mil volumes, um centro de estudos e pesquisa e uma livraria. O instituto é uma decorrência do Centro de Leitura Quindim, em atividade desde 2014. O que se espera agora é que os encontros, até então limitados a eventos e aos ambientes virtuais, sejam permanentes e presenciais a partir da inauguração do espaço. “A materialização de um espaço de referência que envolva a família e todos que promovem a leitura é a concretude de que a biblioteca é o local mais democrático e precisa ser valorizado. Desde 2014, estamos trabalhando na idealização do Instituto, que busca contribuir para equacionar as dificuldades que temos de construir um Brasil de leitores e também de nos tornamos referência para outros países”, explica Volnei. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 24/10/2018

O Sempre um Papo e o Sesc Santo André (Rua Tamarutaca, 302 – São Paulo / SP) recebem logo mais, às 20h, Marina Colasanti para falar sobre o tema Amor, literatura e questão de gênero, com mediação de Afonso Borges. Em tempos adversos, de crise, preconceito e intolerância, como transformar o ódio em compreensão do outro em suas diferenças? Como sair de um cenário de violência e construir uma cultura de paz? Marina é poeta, contista, cronista, romancista, escritora de livros infantis e juvenis e palestrante. Nasceu em Asmara, na Eritreia, em 1937. Chegou ao Brasil em 1948 e sua família se radicou no Rio de Janeiro. Marina é uma verdadeira especialista no tema proposto pelo encontro no Sesc Santo André. Publicou livros como E por falar em amor, Contos de amor rasgados, Esse amor de todos nós, Como uma carta de amor e Com certeza tenho amor. O Sempre um Papo com Marina Colasanti é gratuito, com retirada de ingressos uma hora antes do início do bate-papo.

PublishNews, Redação, 24/10/2018

Ator britânico Will Howard participa de sarau literário em SP | © DivulgaçãoEm sua 17ª edição, o sarau de leitura Reading with the ears, realizado pela Cultura Inglesa de SP, mergulha na história da Primeira Guerra Mundial, que chegou ao fim há 100 anos. O encontro acontece logo mais, às 20h, no Centro Cultural Britânico (Rua Ferreira de Araújo, 741 – São Paulo / SP) e terá a participação do ator britânico Will Howard, que acumula atuações no rádio, teatro e na TV, em Londres. Em sua primeira visita ao país, Will Howard comandará a leitura de poesias britânicas que refletem o tema 1914-1918: Poets protest against that greatest of slaughters. O evento contará ainda com a apresentação musical de um sexteto de vozes e piano cantando músicas compostas sobre a temática da guerra com direção musical do maestro André Rodrigo.

PublishNews, Redação, 24/10/2018

Começa hoje (24) e segue até sexta (26), a Semana de Estudos Literários, Letras e Linguística, como parte da Semana Acadêmica do Instituto de Estudos da Linguagem, da Unicamp. Com o tema Vozes apagadas, lugares de escuta: desarranjar perspectivas, o evento tem como objetivo promover o contato da comunidade acadêmica - mas não apenas ela - com as diversas questões que permeiam a linguagem e a literatura, e suas relações com os assuntos e pautas da contemporaneidade. Hoje, às 19h, acontece a mesa (Des)Ligações: Sociedade e universidade. Amanhã o dia começa com oficinas e uma mesa sobre a língua e seus apagamentos. Às 14h, acontece a mesa Violações e Direitos Humanos: Se escuta, escuta? Tema recorrente nos últimos meses. A programação completa você encontra clicando aqui.

PublishNews, Redação, 24/10/2018

Little Free Library | © John PhelanPensando em homenagear sua mãe, Todd Bol criou em 2009 um pequeno monumento em frente à sua casa, onde colocou livros seus livros com a esperança de começar uma pequena troca de livros com seus vizinhos. Essa ideia levou à criação da organização sem fins lucrativos Little Free Library, um ano depois. Desde então, mais de 75 mil caixas da Little Free Library surgiram em todos os 50 estados dos EUA e em 88 países. Cada caixa contém 20 livros e possuem curadoria de moradores locais que separam as obras. Bol, que acreditava que as bibliotecas têm o poder de conectar as pessoas faleceu na última semana, aos 62 anos, por conta de um câncer no pâncreas. Mas ele conseguiu deixar um legado e as pequenas caixas de compartilhamento de livros podem ser encontradas em esquinas urbanas, em shoppings suburbanos, em campos de milho, florestas e lagos, em estações de metrô na cidade e em vários outros pontos.

“O crítico é um leitor de olhar armado, atento à mudança dos rumos da cultura.”
Domício Proença Filho
Professor, poeta e pesquisador brasileiro
1.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
O poder da autorresponsabilidade
5.
Seja foda!
6.
Combate espiritual
7.
Meu diário mágico
8.
Poesia que transforma
9.
Para todos os garotos que já amei
10.
Me poupe!
 
PublishNews, Redação, 24/10/2018

Barcelona não é Espanha (Rubra, 220 pp, R$ 38) é fruto de oito anos de exílio voluntário do escritor Márcio Menezes na capital catalã. O romance narra as aventuras de um ex-estudante de teatro que chega acompanhado da namorada a Barcelona, na primavera de 2002. O protagonista termina aos poucos o casamento de cinco anos com a brasileira que o levou à capital da Catalunha, ao mesmo tempo que se envolve com outras mulheres e alguns trambiqueiros. Entre o fim desse casamento e malabarismos em empregos alternativos como iluminador de espetáculos pornográficos, ator de filmes universitários, doador de esperma, entre outros, ele consegue sobreviver enquanto aguarda a sonhada cidadania espanhola. O livro de Márcio Menezes reflete a realidade de um imigrante sul-americano na Europa e mostra como a globalização de culturas, sabores e etnias diversas resulta em riqueza, acima de tudo. O lançamento do livro acontece nesta quinta (25), às 19h, no Espaço Olho da Rua (Rua Bambina, 6 - Rio de Janeiro / RJ).

PublishNews, Redação, 24/10/2018

O segundo romance de Boris Fishman é uma história sobre adoção – de uma criança, mas sobretudo de um país. Em Não deixe meu bebê participar de rodeios (Rocco, 368 pp, R$ 59,90 – Trad.: Maíra Mendes Galvão), tudo começa quando Maya Shulman e Alex Rubin, judeus de origem soviética, se conhecem nos EUA e se estabelecem como um casal. Por uma impossibilidade biológica, decidem adotar um filho. Nascido no estado de Montana, o pequeno Max era inquestionavelmente “um americano de primeira”. Seu pai biológico, de 18 anos, ganhava a vida montando touros; e a mãe, ao entregá-lo a Maya, fez um único e enigmático pedido: "Por favor, não deixe meu bebê participar de rodeios". Aos oito anos, Max manifesta hábitos estranhos e um temperamento no mínimo, exótico. Maya e o marido decidem então fazer uma viagem para encontrar os pais biológicos, na tentativa de descobrir a origem do estranho comportamento do filho. A jornada, no entanto, prova-se um mergulho profundo no desvendar de suas verdadeiras identidades.

PublishNews, Redação, 24/10/2018

Bastou as aulas começarem para Aria e Levi aprenderem que uma decisão pode mudar totalmente o curso da vida. Aria, por exemplo, não é mais a garota invisível do colégio. Depois que descobre que está grávida aos 16 anos, de uma hora para outra ela vira o assunto dos corredores. Mas a verdade é que ela está aterrorizada com a ideia de ser mãe e nunca se sentiu tão sozinha. Já Levi se mudou para a cidade para morar com o pai e tentar estreitar a sua relação com ele. Na prática, essa ideia acaba se mostrando nada animadora. No colégio, ele vira o garoto popular e o problema é que Levi não tem nada em comum com essa gente. Não importa quantas pessoas o rodeiem, Levi só quer a atenção de Aria. Arte & alma (Galera, 308 pp, R$ 39,90 – Trad.: Priscila Catão), novo livro de Brittainy C. Cherry, é a história de dois adolescentes passando por momentos difíceis e que, sem querer, encontram um no outro alguém que compreenda o que estão passando. 

PublishNews, Redação, 24/10/2018

Combinando erotismo, provocação e uma visão de mundo que beira o fanatismo, Michel Houellebecq escreve um romance polêmico e inteligente. Michel Renault tem quarenta e poucos anos e passa seus dias tentando evitar ao máximo qualquer contato humano. Contudo, após a morte de seu pai, ele decide fazer uma viagem para a Tailândia; lá, ele conhece a jovem agente de viagens Valérie, que começa a injetar nova vida em seu dia a dia. Publicado um pouco antes dos atentados de 11 de setembro, Plataforma (Alfaguara, 272 pp, R$ 59,90) é um coquetel incendiário que ataca a globalização, o islamismo, o livre comércio, o sexo, o trabalho, as férias, o turismo, o consumo, o dinheiro e o neoliberalismo. Como um Balzac pós-moderno, Houellebecq constrói um modelo de crítica social capaz de abarcar o mundo globalizado.

PublishNews, Redação, 24/10/2018

O Segredo de Ahk-Manethon (Avec, 288 pp, R$ 39,90) é uma edição comemorativa do centenário do criador de A turma do Posto Quatro e Os seis, Hélio do Soveral, com texto originalmente publicado em capítulos na revista Mirim em 1941 e agora sai como livro, quase 80 anos depois. Na história, Célio encontra a mãe chorando na cozinha e logo descobre a razão: o navio Chesterton, em que sua irmã Iracema viajava, havia naufragado nos Mares do Sul. Rapidamente, o rapaz convoca os amigos Roberto, Condor, Horácio, Tião e Afonso e organiza a Cruzada da Salvação. A operação-resgate que se segue leva a turma de crianças cariocas a uma aventura onde não faltam monstros marinhos, múmias, índios enfurecidos, vulcões, tesouros, lendas egípcias e, claro, o Segredo de Ahk-Manethon.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.