Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 10/10/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Leonardo Neto e Talita Facchini, 10/10/2018

Federica Mogherini durante seu discurso na cerimônia de abertura da Feira do Livro de Frankfurt | Leonardo NetoAs aberturas da Feira do Livro de Frankfurt são, historicamente, carregadas de teor político. No ano em que a Feira e a Declaração dos Direitos Humanos completam seu 70º aniversário, isso obviamente não seria diferente. Sob o lema On the same page, mesmo mote usado como campanha que quer mobilizar editores e livreiros de todo o mundo na defesa do documento, a cerimônia contou com a presença de autoridades como o primeiro-ministro da Geórgia, país homenageado de 2018, e Federica Mogherini, alta representante da União Europeia para Política Externa e Segurança. No pano de fundo, a defesa dos Direitos Humanos, da diversidade e da preservação da identidade. Juergen Boos, diretor geral da Feira, lembrou que a Declaração dos Direitos Humanos foi assinada “em um dos piores momentos da história, ainda sobre as cinzas de duas guerras”. No mesmo ano – e no mesmo espírito – renascia a Feira do Livro de Frankfurt. A rigor, a feira é tão antiga quanto o livro. Já que a sua primeira edição foi realizada em 1454. Mas foi depois do fim da II Guerra Mundial, que a Feira começou a ter a estrutura e o conceito que a fizeram ser a maior e mais importante feira de negócios do livro no mundo. Clique no Leia Mais e veja como foi a cerimônia de abertura da feira.

PublishNews, Leonardo Neto, 10/10/2018

John Ruhrmann, diretor e co-fundador da Bookwire, na sua apresentação na Frankfurt Audiobook Conference | Leonardo NetoEm julho passado, Markus Dohle, CEO da Penguin Random House fez a seguinte declaração durante uma conferência em Barcelona: “Audiolivros são o futuro. Em menos de sete anos, mais de 50% das vendas digitais da Penguin Random House virão dos audiolivros”. E, de fato, em alguns mercados, os audiolivros têm ganhado força, crescido a dois dígitos por ano e conquistado milhares de leitores. Não à toa, uma das grandes novidades para esta edição da Feira do Livro de Frankfurt foi justamente a sua Audiobook Conference que reuniu cerca de 200 editores internacionais na manhã desta quarta-feira. Na Alemanha, país pioneiro na oferta de serviço de streaming de audiolivros digitais, o faturamento com a venda de audiolivros alcançou 180 milhões de euros. A Audible, um dos principais serviços de streaming de audiolivros no mundo, já acumula 18 milhões de usuários no país. Oitenta e três porcento deles ouvem pelo menos um livro por mês e 54% deles declararam que o tempo gasto com audiolivros é mais valioso do que o tempo gasto em plataformas de redes sociais. Esses foram alguns dados apresentados por John Ruhrmann, diretor e co-fundador da Bookwire, empresa alemã que se especializou na distribuição de conteúdos digitais. “A Alemanha perdeu muitos leitores no último ano. Onde estão esses leitores? No Tinder ou no Netflix? Eu não sei, mas muitos estão ouvindo ao invés de ler”, disse Ruhrmann na sua apresentação.  Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 10/10/2018

Chimamanda Ngozi Adichie recebeu na última terça (9) o Pen Pinter Prize, concedido pela Fundação PEN, defensora da liberdade de expressão. Na cerimônia de entrega do prêmio, a autora que participou pela manhã da Press Conference na Feira de Frankfurt, falou sobre a responsabilidade dos autores de se engajar na política e “chamar uma mentira de mentira”. ** A autora Inger-Maria Mahlke venceu o 2018 German Book Prize com a obra Arquipélago. O romance, publicado na Alemanha pela Rowohlt, conta a história de três famílias na ilha canária de Tenerife de diferentes classes sociais na era da Espanha Franquista. Mahlke concorria com outros cinco autores, entre eles, Nino Haratischwili, autora da Geórgia que escreve em alemão e que discursou na tarde de ontem na cerimônia de abertura da Feira de Frankfurt. ** Polônia, Romênia e Rússia deram um panorama sobre o mercado de livros ontem durante o Rights Meeting. Para russa Irina Prokhorova, editora-chefe da New Literary Observer, a reputação internacional da Rússia afeta as vendas de livros para outros países. "Nós queremos apresentar nossa vida cultural e intelectual, mas as pessoas acham que isso não é 'Russo o suficiente'. Prokhorova também disse que os livros infantis estão crescendo no país. ** A Geórgia, convidado de honra da Feira de Frankfurt este ano, abriu na tarde de ontem o seu pavilhão. Lá dentro, o designer gráfico George Bokhua focou na arquitetura e trouxe 33 esculturas de madeira que continham curiosidades sobre o país. A tipografia, o alfabeto e música também estão presentes no espaço. ** Antoni Porowski, especialista em comida e bebida e membro do Fab Five, do programa Queer Eye, da Netflix, vai publicar seu primeiro livro de culinária. Antoni in the kitchen será publicado pela Bluebird em 2019. ** A Ubook, plataforma de audiolivros brasileira, foi citada na mesa From streaming to bundling - News trends in distribuition, apresentada por John Ruhrmann, diretor da Bookwire. A mesa fez parte da Frankfurt Audiobook Conference.

PublishNews, Redação, 10/10/2018

Um pouco mais cansada do que ontem, começo o segundo diário exatamente de onde parei o anterior. Depois de fechar o PublishNews, troquei meu tour agendado pela feira por um mais especial, guiado pelo Léo [editor do PN], muito mais rápido e prático. Minha opinião sobre o que vi? A mesma dos antigos marinheiros de primeira viagem que passaram por aqui: ela é enorme! São cinco pavilhões, com diversos estandes divididos por países de diferentes partes do mundo e esse ano ainda inauguraram mais um espaço, o Frankfurt Pavilion, palco da Press Conference e por onde passarão os autores brasileiros nos próximos dias. Depois de andar um bocado, seguimos para a cerimônia de abertura, onde ouvi novamente sobre a luta pelos Direitos Humanos. Com um pouco mais de uma hora de duração, foi muito bom ver o quanto as autoridades daqui se posicionam de verdade com relação aos assuntos tratados pela feira e tudo que a rodeia. Acredito que podemos tomar essa atitude como exemplo: é preciso se posicionar, principalmente quando os assuntos dizem respeito a milhares de pessoas. É importante o povo saber que as autoridades se importam e o que pensam de assuntos como os Direitos Humanos, por exemplo. Clique no Leia Mais e saiba como foi o segundo dia da nossa marinheira de primeira viagem.

PublishNews, Redação, 10/10/2018

Acontece hoje (10), às 19h, na Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2.500 – São Paulo / SP) o sexto encontro UmLivro com PublishNews. Com mediação de Maju Alves, Ricardo Garrido (Amazon), Daniel Pinsky (Labrador) e Felipe Sali (autor) irão falar sobre autopublicação, evidenciando tanto o lado do autor quanto o de uma editora e também de uma plataforma especializada em self-publishing. A autopublicação, seja ela em formato digital ou impresso, é considerada por alguns como a democratização do processo editorial. Mas muito se engana quem pensa que esse processo não cumpre as diversas etapas de produção de um livro, incluindo preparação, revisão, diagramação, etc. Os três convidados estarão presentes para explicar exatamente como tudo funciona e tirar as dúvidas dos convidados. Os encontros são fruto de uma parceria com a UmLivro, plataforma que oferece diversas soluções de impressão por demanda e logística para as editoras e nesta edição não haverá transmissão ao vivo, mas a íntegra do áudio poderá ser conferida no Soundcloud do PublishNews. A inscrição é gratuita e pode ser feita clicando aqui.

PublishNews, Redação, 10/10/2018

O Itaú Social e o Itaú Unibanco lançaram no final do ano passado a 7ª edição da campanha Leia para uma Criança, que este ano disponibilizará ao público, gratuitamente, 1,8 milhão de coleções com duas edições exclusivas dos livros Quero colo! (Edições SM), de Stela Barbieri e Fernando Vilela, e Pedro vira porco-espinho (Jujuba), de Janaina Tokitaka. Os títulos desta edição foram selecionados por meio de edital público, formato inédito para a aquisição dos exemplares do Leia para uma Criança. Os kits podem ser solicitados por qualquer pessoa pelo site da campanha. Após a realização do cadastro, o material será enviado por correio para o endereço indicado. Desde 2010, a iniciativa já distribuiu mais de 51 milhões de livros. Também serão disponibilizados dois mil livros em braile e letra expandida, e dois mil exemplares acessíveis para leitores com outras deficiências.

PublishNews, Redação, 10/10/2018

A 8ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) começa nesta quinta-feira (10) e segue até o dia 19 com uma programação diversa e que homenageará a escritora Conceição Evaristo. Além da programação para os adultos, este ano a festa literária também focou na sua programação para o público infantil. A Fliquinha terá 22 atrações e, pela primeira vez, contará com uma atração internacional para o público infantil: o premiado autor e ilustrador Gusti, que nasceu em Buenos Aires, mais vive em Barcelona e que lançará o seu mais recente livro, Não somos anjinhos (Solisluna). Gusti integra a programação do sábado da Fliquinha e, a partir das 15h30, realiza um bate-papo para falar sobre o livro. A conversa terá mediação de Mira Silva e participação de Ciça Fittipaldi, responsável pela tradução do livro. À noite, a partir das 19h30, a programação conta com um especial para adultos, pais e professores, quando será realizado o bate-papo entre o autor e ilustrador argentino Gusti e Ciça Fittipaldi. A Fliquinha também contará com nomes como Odilon Moraes, Roger Mello, Lulu Lima, Cássia Valle, entre outros. A programação completa você confere aqui.

PublishNews, Redação, 10/10/2018

A Casa Guilherme de Almeida (Rua Macapá, 187 - São Paulo / SP) guarda um acervo importante sobre o Modernismo brasileiro. Em uma série de encontros que começa nesta quarta-feira (10) e segue até o próximo dia 31, esse acervo será alvo do curso Modernismo brasileiro em quatro tempos, conduzido pela jornalista e pesquisadora Karina Sérgio Gomes. O curso tratará do modernismo nacional, da Semana de 1922 e seus antecedentes, e comentará a vida e a obra dos artistas do movimento representados no acervo da Casa Guilherme de Almeida, a fim de discutir os desdobramentos desse efervescente momento artístico de nossa cena cultural. As aulas acontecem sempre às quartas-feiras, das 19h às 21h. Para mais informações, clique aqui.

“A catástrofe dos regimes totalitários do século XX começaram sempre pela queima de livros”
Federica Mogherini
Alta Representante da UE para Política Externa e Segurança
1.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
Combate espiritual
5.
O poder da autorresponsabilidade
6.
Seja foda!
7.
Me poupe!
8.
Poesia que transforma
9.
Crença Inabalável
10.
21 lições para o século 21
 
PublishNews, Redação, 10/10/2018

A jornalista Jane Corry passou três anos dando aulas de escrita criativa em uma penitenciária masculina na Inglaterra. A experiência serviu de inspiração para A mulher do meu marido (Record, 434 pp, R$ 49,90 – Trad.: Márcio El-Jaick), thriller que acompanha a vida de Lily. No começo da trama, ela é uma advogada em início de carreira que precisa lidar com o novo marido e sua péssima fase profissional, além de um cliente condenado pelo assassinato da namorada – e que desperta sua atração. Em paralelo, Carla, a vizinha de nove anos do casal, vive uma vida de restrições financeiras e bullying na escola, e acaba se afeiçoando a Lily e ao marido. Quando, dez anos depois, as duas se reencontram – Lily já uma advogada bem-sucedida e Carla uma jovem e bela mulher – uma série de acontecimentos vêm à tona, e o desfecho trágico é surpreendente. Best-seller internacional, A mulher do meu marido já teve seus direitos audiovisuais vendidos e será transformado em série de TV.

PublishNews, Redação, 10/10/2018

Concebido e editado pelo escritor Michel Laub, o primeiro Anuário Todavia tem como tema Apocalipse? (Todavia, 160 pp, R$ 69,90 – 39,90, o e-book) e é um registro periódico do diálogo que uma jovem editora brasileira quer manter com a cultura e o pensamento de sua época. Mais do que profecias desalentadoras, a ideia é discutir respostas possíveis a crises como as da democracia, da arte e de noções de indivíduo que não parecem caber mais no século 21. Com nomes como Isabela Figueiredo, Zadie Smith e Lina Meruane, o Apocalipse? reúne reportagens, ficções e ensaios que dialogam com temas incontornáveis dos nossos dias. Com isso, ambiciona entrar para o calendário cultural do país como espaço de reflexão onde cabem visões muito diversas entre si quanto a origem, gênero, raça, formação, faixa etária e matriz ideológica.

PublishNews, Redação, 10/10/2018

Depois de conduzir o leitor a uma pequena cidade do interior dos EUA e acompanhar de perto a rotina e as agruras das inseparáveis amigas de infância Odette, Clarice e Barbara Jean em Três amigas, todos os domingos, o primeiro livro da série The Supremes, o músico de formação e escritor Edward Kelsey Moore está de volta com mais uma história de amor, família e perdão, no lançamento Três amigas, no ritmo do blues (Rocco, 416 pp, R$ 54,90 - Trad.: Ana Deiró). As três velhas amigas Odette, Clarice e Barbara Jean, que atravessaram tantos bons e maus momentos juntas, se esforçam para superar o passado e viver o presente de forma plena, aprendendo a transformar dor em amor.

PublishNews, Redação, 10/10/2018

Em Declarar: 3 (Paralela / Companhia das Letras, 320 pp, R$ 44,90 - Trad.: Alexandre Boide), livro que encerra a trilogia Espiral do desejo, de Nina Lane, o casamento de Dean e Olivia West sobreviveu a segredos, desilusões e uma tragédia devastadora, persistindo mais forte do que nunca apesar das mais inimagináveis ameaças, até que uma simples mentira inventada por uma pessoa cruel e vingativa se mostra capaz de colocar tudo a perder. Separado de seu lar pelo oceano Atlântico, Dean comanda uma escavação na Itália enquanto luta para salvar sua vida profissional. Mas a distância de sua esposa e do mundo à parte que construíram juntos é mais difícil do que ele imagina, principalmente quando ele descobre que Liv está passando por uma crise vinda do passado – um passado terrível do qual ele sempre tentou salvá-la. Mais forte e confiante do que nunca, Liv está determinada a andar com as próprias pernas e, acima de tudo, defender seu marido daqueles que desejam derrubá-lo. Mas a visita inesperada de sua mãe traz à tona uma série de questões mal resolvidas que a assombram há anos. No último e mais explosivo volume de Espiral do desejo, Dean e Liv terão que superar os obstáculos mais difíceis de suas vidas enquanto respondem à clássica pergunta: há, afinal, força maior do que a de um grande amor?

PublishNews, Redação, 10/10/2018

Publicado em 1861, após dez anos de exílio na Sibéria, Humilhados e ofendidos (Editora 34, 416 pp, R$ 76 - Trad.: Fátima Bianchi) ocupa uma posição-chave na produção de Fiódor Dostoiévski. Se por um lado, é sua obra mais ambiciosa até o momento, por outro, suas páginas abrem o caminho para uma forma de romance que vai ganhar corpo nos grandes livros de sua maturidade. Para compor a trama de Humilhados e ofendidos, Dostoiévski coloca no centro da ação a figura do escritor Ivan Petróvitch, que é também o narrador do livro, e cuja vida guarda tantas semelhanças com a sua que não é equivocado ler certas passagens como um ensaio de autoficção avant la lettre — gesto arriscado, que não foi plenamente compreendido pela crítica da época.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.