Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 09/10/2018
Somos uma agência com experiência no mercado editorial e especializada em assessoria de imprensa e na produção de eventos destinados à conexão entre profissionais de diversas áreas.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
Adaptamos seu valioso conteúdo para o universo digital com tecnologia de nível mundial. Na Hondana, o seu conteúdo é tratado da maneira que merece.
PublishNews, Talita Facchini, 09/10/2018

Chimamanda Agozi Adichie na conferência para a imprensa da 70ª Feira do Livro de Frankfurt | Talita FacchiniNa manhã desta terça-feira, antes da abertura oficial da 70ª edição da Feira do Livro de Frankfurt, jornalistas de diversos países se reuniram no Frankfurt Pavilion para a conferência de abertura que contou com a presença de Juergen Boos, diretor geral da Feira, Heinrich Riethmüller, presidente da Associação Alemã de Editores e de Livreiros, e Chimamanda Agozi Adichie, escritora nigeriana radicada nos EUA. Em comum, os três discursos focaram nos direitos humanos, no papel que a literatura tem no processo de sua garantia e continuaram com o clima político adotado nas últimas edições. Este ano, a Feira de Frankfurt e as Nações Unidas lançaram a campanha #OnTheSamePage, que pede o apoio da indústria mundial do livro na garantia do respeito aos direitos humanos. “Todas as pessoas são livres e iguais, queremos explicar que todos nós devemos contribuir para que os direitos de toda e qualquer pessoa seja respeitado para que assim tenhamos uma sociedade livre e igualitária”, lembrou Heinrich em seu discurso. O presidente da Associação Alemã de Editores e de Livreiros também mencionou a situação da Turquia, país com o maior número de jornalistas presos e que foi tema da abertura da feira em 2017. “Nós exigimos que todas essas pessoas sejam liberadas. Não podemos mais tolerar que elas sejam impedidas de ser livres”, frisou. O ponto alto da conferência foi o discurso de Chimamanda. Muito aplaudida, a autora nigeriana deu uma aula sobre respeito, igualdade e citou diversos casos ao redor do mundo onde diversas pessoas, principalmente as mulheres, têm seus direitos prejudicados. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra dessa nota.

PublishNews, Leonardo Neto, 09/10/2018

Charlie Redmayne, CEO da HarperCollins no Reino Unido, abriu a conferência The Markets | Leonardo NetoNeste ano, a conferência The Markets, que há quatro anos abre oficialmente a programação profissional da Feira do Livro de Frankfurt, sofreu uma transformação. Nas suas três primeiras edições, os participantes tinham uma espécie de panorama dos mercados privilegiados naquela edição. Nesta edição, isso mudou. O que se colocou em foco foi a possibilidade de aumentar as receitas por meio de novos canais, trazendo para o palco do Business Club, a área VIP da Feira, profissionais que trabalham em novas frentes, reinventando modelos e criando boas tendências. Clique no Leia Mais e saiba como foi a conferência.

PublishNews, Redação, 09/10/2018

Para esta edição da Feira do Livro de Frankfurt, o PublishNews inaugura uma seção chamada Frankfurtianas, que vai trazer informações curtas de o que a nossa equipe viu e ouviu na feira. A ideia é que a atualização seja em tempo real, à medida em que as coisas acontecem. Clicando no Leia Mais você poderá conferir isso junto com a nossa equipe. 

PublishNews, Talita Facchini, 09/10/2018

Todos os anos, o PublishNews convida um profissional do livro para escrever o seu diário na Feira do Livro de Frankfurt. Para a edição de 2018, resolvemos fazer um pouquinho diferente. Aproveitamos que a Talita Facchini, repórter do PublishNews, estava vindo pela primeira vez e ela assumiu o manche dessa seção. Nesse primeiro texto, ela conta um pouco do que viu caminhando pela cidade. Ela se deparou com algumas Pedras de Tropeço, uma espécie de instalação artística que também é uma forma de os alemães jamais se esquecerem das atrocidades cometidas contra os judeus durante o governo do ditador de ultradireita Adolf Hitler. Clique no Leia Mais e veja o que a nossa marinheira de primeira viagem tem para contar sobre a cidade de Frankfurt.

PublishNews, Redação, 09/10/2018

A Penguin Random House anunciou nesta segunda-feira o seu plano de expansão no Sudeste Asiático. No ano que vem, a maior editora trade do mundo, deverá se estabelecer em Singapura e de lá estender braços para Malásia, Tailândia, Filipinas, Indonésia, Vietnam, Brunei e Mianmar. Gaurav Shrinagesh, diretor executivo da casa na Índia, comandará a missão. Markus Dohle, CEO da PRH, disse em comunicado: “Temos prazer em anunciar o lançamento da Penguin Random House do Sudeste Asiático, com sede em Singapura, e que se une ao nosso crescente programa de publicação em inglês em todo o mundo”. Livros originais escritos por autores locais terão destaque na programação editorial da nova filial que receberá ainda livros de ficção e não ficção que já fazem parte do catálogo internacional da PRH.

PublishNews, Dante Cid*, 09/10/2018

No dia 12 de Setembro, o Parlamento Europeu aprovou a reforma na lei de direitos autorais na Internet. A nova legislação obrigará que empresas como Google e Facebook dividam suas receitas com os produtores de conteúdos europeus como, por exemplo, jornais e revistas. O tema é polêmico e dividiu opiniões entre os entusiastas da Internet e os criadores de conteúdo. O que está em jogo é uma distribuição mais justa dos ganhos entre aqueles que produzem e os que distribuem os conteúdos no mundo digital. De um lado está o acesso total à informação, uma das promessas dos entusiastas da Internet desde o seu surgimento. Do outro lado, a garantia de que profissionais independentes e artistas possam ser remunerados por sua produção sob pena de interromperem suas atividades por falta de recursos. Clique no Leia Mais e confira a íntegra do artigo escrito por Dante Cid, vice-presidente de relações acadêmicas da Elsevier no Brasil.

PublishNews, Redação, 09/10/2018

A Mauricio de Sousa Produções (MSP) lançou seu serviço de streaming, o aplicativo Banca da Mônica que disponibilizará revistas mensais da Turma da Mônica, de 1950 a 2016, incluindo edições como Clássicos do Cinema e as Graphic Novels. Os fãs poderão escolher entre diferentes pacotes dentro do app para ter acesso a qualquer HQ da MSP. Há assinaturas mensais para os gibis clássicos, outra para Turma da Mônica Jovem e uma opção que dá acesso ainda às publicações em inglês e espanhol. Também estarão disponíveis compras avulsas para as Graphic Novels e as edições Clássicos do Cinema. “Banca da Mônica é um dos nossos principais projetos para este ano. Certamente estamos realizando o sonho de muitos fãs, com o acesso a grande parte do acervo editorial da MSP agora no universo digital. Além disso, é mais uma forma de aproximar os quadrinhos da nova geração, que tem acesso aos gadgets desde cedo, e de incentivar a leitura”, explicou Mônica Sousa, diretora executiva da MSP. O aplicativo é uma parceria com a Panini.

PublishNews, Redação, 09/10/2018

A Universidade do Livro (Praça da Sé, 108 – São Paulo / SP) realiza este mês o curso inédito Tirando de letra: orientações simples e práticas para escrever bem. As aulas serão ministradas pelos professores de língua portuguesa Francisco Marto de Moura e Wilma de Moura. Ao longo de 12 horas, os interessados terão a oportunidade de, mesclando teoria e atividades práticas, sem foco na gramática, conhecer dicas preciosas sobre organização do texto, caminhos a seguir, procedimentos a serem evitados, coerência e coesão, paragrafação e pontuação, e revisão e reescrita. As aulas são sob medida para professores, preparadores, revisores, editores de texto, assistentes editoriais, jornalistas e estudantes do ensino médio e universidade. As aulas acontecem de 16 a 19 de outubro, das 18h30 às 21h30 e o investimento é de R$ 524 podendo ser parcelado em até seis vezes.

“A minha poesia está sendo escrita no tempo”
Paulo Leminski
Escritor brasileiro (1944-1989)- 'Um escritor na biblioteca'
1.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
Combate espiritual
5.
O poder da autorresponsabilidade
6.
Seja foda!
7.
Me poupe!
8.
Poesia que transforma
9.
Crença Inabalável
10.
21 lições para o século 21
 
PublishNews, Redação, 09/10/2018

“Kafka é assim mesmo, completamente kafkiano, você sabe. Não vou nem explicar”. É dessa forma que Elvira Vigna, ao recontar a célebre história Um médico no interior, justifica a aparição dos cavalos do médico em um chiqueiro. Esse é um dos recontos feitos pela escritora morta em 2017 no livro Kafkianas (Todavia, 128 pp, R$ 49,90 - 29,90 o e-book) que reúne outros 29 textos escritos a partir da obra do tcheco. Com um tom cômico e cortante, Elvira passeia pela obra de Franz Kafka, jogando nova luz em clássicos como O urubu e Visitantes na mina. Recontadas por Elvira, as histórias de Kafka ganham uma dicção nova, uma agilidade e uma graça que servem de ponte improvável entre a República Tcheca e o Brasil.

PublishNews, Redação, 09/10/2018

Primeira obra publicada da professora Ana Rosa Costa, Casa de passarinho (Positivo, 40 pp, R$ 43,90) é uma narrativa que oscila entre a realidade e a fantasia. A história do olhar curioso de duas crianças para a vida e seus movimentos é relatada com a vivacidade do traço de Odilon Moraes. "Encontrar esse texto da Ana Rosa foi um grande prazer. Ele tem a generosidade de deixar espaços para que a imagem possa brincar com a palavra, como as crianças dessa história brincam com a fantasia e a realidade", conta o ilustrador, que já conquistou quatro vezes o Prêmio Jabuti. De acordo com a editora da obra, Cristiane Mateus, Casa de Passarinho é um livro lúdico, divertido, que trabalha com a imaginação. "Ele nos convida a andar pela cidade, pelas ruas, e observar o que está em volta. Nos convida a ver histórias numa paisagem - no caso ali, numa casinha de João de Barro".

PublishNews, Redação, 09/10/2018

O quadrinista gaúcho Odyr passou os últimos anos envolvido numa empreitada desafiadora: transformar em quadrinhos um dos maiores clássicos da literatura mundial, A revolução dos bichos (Quadrinhos na Cia, 176 pp, R$ 69,90). Em tinta acrílica, Odyr deu forma à narrativa de George Orwell — e a personagens antológicos como os porcos Napoleão e Bola-de-Neve. Escrita em plena Segunda Guerra Mundial e publicada em 1945, essa breve narrativa causou desconforto ao satirizar ferozmente a ditadura stalinista numa época em que os soviéticos ainda eram aliados do Ocidente na luta contra o eixo nazifascista. Mas não só. Mais de 70 anos depois, A revolução dos bichos se tornou uma alegoria universal sobre as fraquezas humanas que levam à corrosão de grandes ideias e projetos de revolução política.

PublishNews, Redação, 09/10/2018

Escrito há 350 anos, o poema épico Paraíso perdido, de John Milton (1608 - 1674), se tornou não só um clássico, mas um marco na literatura mundial. Seus dez mil versos sobre a criação do mundo serviram de inspiração para peças de teatro, músicas, pinturas, livros e influenciou a obra de mestres como Mary Shelley, C.S. Lewis e Neil Gaiman. Agora, Paraíso perdido (DarkSide, 320 pp, R$ 89,90 – Trad.: Érico Assis) ganha também uma versão em HQ pelas mãos do quadrinista e ilustrador espanhol Pablo Auladell. O tributo, que rendeu ao espanhol o Prêmio Nacional de Cómic, captura o lirismo de Milton para quem ainda não teve o prazer de ler os cantos originais. Ao mesmo tempo, complementa a experiência de quem já leu, dando ainda mais vida ao texto.

PublishNews, Redação, 09/10/2018

O jornalista e editor Maurício Zágari escreveu Sete enigmas e um tesouro (Mundo Cristão, 144 pp, R$ 26,90), o segundo livro da série Aventuras de Daniel que acompanha a vida de um rapaz que tenta desvendar mistérios da Bíblia. Nesse volume, o protagonista tem que descobrir o segredo por trás de sete enigmas para salvar a vida de seu melhor amigo, que se meteu em uma enrascada e desapareceu. Somente os conhecimentos bíblicos e muita sagacidade poderão ajudar Daniel nessa missão. O thriller bíblico, como é categorizado pela editora, é cheio de aventura, ação e investigação.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.