Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 03/09/2018
Somos uma agência com experiência no mercado editorial e especializada em assessoria de imprensa e na produção de eventos destinados à conexão entre profissionais de diversas áreas.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
Adaptamos seu valioso conteúdo para o universo digital com tecnologia de nível mundial. Na Hondana, o seu conteúdo é tratado da maneira que merece.
PublishNews, Leonardo Neto, 03/09/2018

Os irmãos com o troféu Eisner nas mãos | © Facebook / ReproduçãoOs gêmeos Fabio Moon e Gabriel Bá, vencedores do Prêmio Eisner por Dois irmãos (Companhia das Letras), acabam de emplacar um livro na Lista Nielsen PublishNews, aquela que apura os autores nacionais mais vendidos em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento do Brasil. Daytripper (Panini), classificado como surpreendente pelo cantor e quadrinista americano Gerard Way, chegou ocupando a posição de número 17 da Lista de Ficção de agosto. A lista deu as boas-vindas para outro ilustrador, Vitor Martins, autor de Um milhão de finais felizes (Globo Alt), que ocupa o 14º lugar da lista. Em Não-Ficção, o destaque foi o apresentador Marcos Mion que estreou na Lista Nielsen PublishNews com Pai de menina (Academia / Planeta). O livro ficou na posição de número 10 da categoria que é liderada, claro, por Luccas Neto e o seu As aventuras na Netoland (Pixel / Ediouro). Me poupe! (Sextante) e Seja foda! (Buzz) espalham suas exclamações e completam o pódio de Não Ficção. Clique no Leia Mais e confira outros destaques da lista.

PublishNews, Redação, 03/09/2018

Neste final de semana, a coluna Painel das Letras trouxe como destaque um assunto que antes não passava de um boato. Em um evento para investidores na Alemanha, o presidente da Penguin Random House (PRH), Markus Dohle, afirmou que assumir o controle da Companhia das Letras está em seus planos ainda para 2018. A PRH já detém, desde 2011, 45% da editora brasileira. Para a coluna, a Companhia disse que a frase não passou de uma declaração de intenção e que não há movimentação concreta, nem em um horizonte próximo, de qualquer mudança no arranjo societário da editora. A Folha também trouxe uma análise sobre dois dos livros de autoajuda mais vendidos no Brasil, A sutil arte de ligar o foda-se e Seja Foda!, que deixaram a polidez de lado e estamparam palavrões em seus títulos. Além dos títulos mais duros, os dois livros apresentam uma linguagem direta e até com “alguma dose de grosseria”, como diz a matéria, para conversar com o leitor. Na última quinta, a Kroton Educacional reportou que a Superintendência Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) deu um parecer favorável para a compra da Somos, sem restrições. Segundo o Estadão, agora o processo está sujeito a eventual avocação, pelo Tribunal do Cade, pelo prazo de 15 dias. Clique no Leia Mais para conferir outras notícias importantes que foram destaque nos jornais no fim de semana.

PublishNews, Redação, 03/09/2018

Eduardo Cunha e a equipe do PublishNews durante a gravação do Podcast | © Zé BarrichelloUm dos nomes mais citados no Podcast do PublishNews é o de Eduardo Cunha. Não o político preso, mas o diretor comercial da Ciranda Cultural (livre, portanto). De tanto a gente falar nele, ele apareceu e foi o nosso convidado na edição dessa semana. No programa, Cunha comentou sobre a estratégia da editora que vem num crescente na Lista dos Mais Vendidos do PublishNews e hoje ocupa a posição de número dois da Lista Anual Geral, com 38 títulos. Nunca é demais lembrar que em 2017, a Ciranda fechou o ano com quatro e em 2016, com apenas um título. No papo que teve com a nossa redação, Cunha revelou algumas das estratégias por trás desse sucesso e das razões que levaram a editora, que se posicionou ao longo da sua história de mais de 15 anos como uma das líderes do segmento do porta-a-porta, a investir também no canal de livrarias. Cunha não saiu do nosso estúdio montado na Vila Madalena, em São Paulo, sem também comentar aquilo que foi notícia no PublishNews na semana passada. Ele deu sua opinião a respeito dos resultados do relatório da GfK que apontou queda de 2,2% no faturamento de livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento com a venda de livros e usou a sua expertise como ex-distribuidor (antes de ir para a Ciranda trabalhou na Bookpartners) para comentar a decisão da Acaiaca de deixar de fazer operação logística. Na pauta do Podcast do PublishNews ainda estiveram temas como o resultado do PNLD Literário, o CEO Talk da Feira do Livro de Frankfurt e, como não poderia deixar de ser, o resultado do Prêmio Jovens Talentos, cujos ganhadores foram anunciados na última sexta-feira. Para ouvir o programa, clique no Leia Mais.

PublishNews, Redação, 03/09/2018

Na última semana, o candidato à presidência, Jair Bolsonaro, participou de uma entrevista no Jornal Nacional, onde quis mostrar o livro Aparelho sexual & cia, publicado pela Companhia das Letras. Segundo o candidato, o livro faria parte de um suposto "kit gay" distribuído para escolas públicas de todo o Brasil, além de ter conteúdo pornográfico. No dia seguinte, a Companhia se posicionou dizendo que confia no conteúdo do livro, “uma obra que enfoca todos os aspectos da sexualidade, com sólida base pedagógica e rigor científico”. A editora lembrou também que o livro foi lançado pelo selo juvenil em 2007 e que em seu catálogo era sugerido para o 6º, 7º, 8º e 9º anos do Ensino Fundamental, ou seja, para alunos de 11 a 15 anos. Para fechar, como o livro estava esgotado e com contrato expirado, a editora disse que iria tentar disponibilizá-lo novamente. E parece que deu certo. O livro estará disponível nas livrarias a partir da terça-feira da semana que vem (12).

PublishNews, Redação, 03/09/2018

O GEN abriu uma vaga para analista de e-commerce júnior para atuar no Rio de Janeiro. Dentre as principais responsabilidades do cargo estão o desenvolvimento e planejamento do e-commerce; planejamento e controle de envio de e-mails de rotinas e de campanhas e publicação de produtos, imagens e campanhas de venda. Pede-se que o candidato tenha superior completo em Marketing, Office avançado, e experiência com sistemas de gestão ERP. É desejável pós-graduação. Os interessados devem enviar e-mail para recrutamento@grupogen.com.br até 6 de setembro.

PublishNews, Redação, 03/09/2018

GEN lança livro do ministro Dias Toffoli em Brasília | © Antonio Cruz / Agência BrasilAcontece nesta quarta (5), no Supremo Tribunal Federal – Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal (Praça dos Três Poderes, Ed. Anexo II-A – Brasília / DF), o lançamento do livro 30 anos da Constituição Brasileira: Democracia, Direitos Fundamentais e Instituições (GEN). No ano em que é comemorado a terceira década da Lei Maior, o Ministro Dias Toffoli organizou a obra em que juristas, políticos, cientistas e atores do sistema de Justiça abordam com amplitude e profundidade temas de grande valia neste momento de mudanças no cenário nacional. No livro estão nomes como Michel Temer, presidente da República; Eunício Oliveira, presidente do Senado; Rodrigo Maia, presidente da Câmara; Sarney; Delfim Netto; do nosso colunista Henderson Furst e de outros 47 nomes ligados à política nacional. O lançamento começa às 18h.

PublishNews, Redação, 03/09/2018

A LabPub, escola EaD voltada para o mercado editorial, lança em outubro um novo curso, o Ensino a distância para editoras: como produzir e comercializar cursos online. O mercado editorial está assistindo a uma deterioração dos meios tradicionais de se ganhar dinheiro. Livrarias atravessam uma crise sem precedentes e, além disso, o hábito dos consumidores mudou radicalmente. Diante dessa realidade, o que os editores podem fazer? Basicamente buscar novas formas de obter receita. A produção e comercialização de cursos a distância pode ser uma alternativa ao modelo editorial tradicional e através da conexão entre bons autores e bom conteúdo, os editores podem entrar no promissor mercado de EaD. Para mostrar como se elabora um curso a distância, e todas as suas especificidades, a LabPub este curso. Estruturado em 12 módulos, abrangendo desde a escolha das melhores plataformas de EaD até os custos envolvidos e o controle da evasão; os participantes aprenderão como criar e comercializar um curso a distância. E isso de uma forma prática e com a mediação de Marta de Campos Maia, professora da FGV, palestrante e consultora de empresas. As aulas começam no dia 15 de outubro, sempre às segundas e quartas, das 19h às 21h40.

PublishNews, Redação, 03/09/2018

O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc (Rua Dr. Plínio Barreto, 285 - São Paulo / SP) realiza de 12 de setembro a 17 de outubro, o ciclo Formas, Formatos e Contextos Literários. Os encontros tratam dos contextos literários em que as fronteiras entre escritor, leitor e obra foram se dissolvendo, incorporando documentos, fotografias e interpretações que buscam caracterizar a obra como uma máquina complexa, necessariamente ambígua, que se expressa em um tempo lento, a produzir continuamente novos significados. Participam das discussões nomes como Ana Maria Gonçalves, Paulo Werneck, Denise Bottmann, Julio Pimentel, Manuel Costa Pinto e Laura Erber. A mediação é de Tânia Rivitti. O primeiro encontro acontece no dia 12 de setembro, e recebe o doutor em filosofia, Jorge de Almeida que participa da mesa Repensando as crises da cultura: o romance de ideias. Todos os encontros acontecem às 19h e as inscrições devem ser feitas clicando aqui.

“Nunca pude ler um livro com entrega a ele; sempre o comentário da inteligência ou da imaginação me estorvou a sequência da própria narrativa. No fim de minutos, quem escrevia era eu.”
Fernando Pessoa
Escritor português n'O livro do desassossego
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
3.
O milagre da manhã
4.
Seja foda!
5.
O poder da autorresponsabilidade
6.
Para todos os garotos que já amei
7.
Código da Alma
8.
Me poupe!
9.
Felipe Neto - A vida por trás das câmeras
10.
Sapiens
 
PublishNews, Redação, 03/09/2019

Em Corpos em aliança e a política das ruas (Civilização Brasileira, 266 pp, R$ 52,90), Judith Butler analisa a dinâmica das assembleias públicas no atual contexto econômico e político. A partir da compreensão de que essas manifestações são formas plurais de ação performativa, a filósofa relaciona performance a ações orquestradas do corpo. Baseando-se na noção de “ações coletivas” de Hannah Arendt e atualizando as afirmações dela sobre o papel do corpo na política, Butler defende que as reuniões corporificadas, presenciais ou não, implicam a ressignificação do espaço público político. O corpo aparece então como expressão política transitória. Diante da precarização da vida, de um sistema cada vez mais selvagem, predatório e bárbaro, os corpos que rejeitam essas dores impostas se reúnem em assembleia, em manifestações públicas, e fazem-se luta. Tornam-se visíveis no meio de um campo político que oculta os sofrimentos e esconde os corpos que sofrem.

PublishNews, Redação, 03/09/2018

Democracias tradicionais entram em colapso? Essa é a questão que Steven Levitsky e Daniel Ziblatt – dois conceituados professores de Harvard – respondem no livro Como as democracias morrem (Zahar, 272 pp, R$ 59,90 – Trad.: Renato Aguiar) ao discutir o modo como a eleição de Donald Trump se tornou possível. Para isso comparam o caso de Trump com exemplos históricos de rompimento da democracia nos últimos cem anos: da ascensão de Hitler e Mussolini nos anos 1930 à atual onda populista de extrema-direita na Europa, passando pelas ditaduras militares da América Latina dos anos 1970. E alertam: a democracia atualmente não termina com uma ruptura violenta nos moldes de uma revolução ou de um golpe militar; agora, a escalada do autoritarismo se dá com o enfraquecimento lento e constante de instituições críticas – como o judiciário e a imprensa – e a erosão gradual de normas políticas de longa data. Sucesso de público e de crítica nos EUA e na Europa, o livro se faz fundamental para o momento conturbado que vivemos no Brasil e em boa parte do mundo e um guia para manter e recuperar democracias ameaçadas.

PublishNews, Redação, 03/09/2019

Especialista em direito e economia, Bruno Carazza criou uma metodologia para destrinchar as engrenagens do sistema político brasileiro. Para escrever Dinheiro, eleições e poder (Companhia das Letras, 328 pp, R$ 69,90), ele compilou e cruzou um volume imenso de dados sobre doações de campanhas eleitorais, tramitação de projetos, votações e atuação parlamentar, que são contextualizados por fragmentos das delações premiadas e dos depoimentos de testemunhas ouvidas nas várias fases da Operação Lava Jato e do julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE. O autor mostra como o perfil do financiamento eleitoral no Brasil foi se concentrando em grandes doadores, que seguem uma lógica estritamente empresarial – muito mais que ideológica. Baseado em dados sobre participação em frentes parlamentares, propositura de emendas e posicionamento nas principais votações, Carazza analisa como os eleitos tendem a retribuir as doações recebidas das grandes empresas. Por fim, o autor apresenta alternativas para baratear nossas eleições, combater práticas como o “caixa dois” e diminuir a influência econômica em nossa democracia.

PublishNews, Redação, 03/09/2018

Por que precisamos de chefes? Por que obedecemos? Por que as sociedades não têm, todas, o mesmo regime político? Por que desconfiamos tanto da política? Ao abordar essas questões tão atuais, o diálogo presente no livro A política explicada aos nossos filhos (Editora Unesp, 94 pp, R$ 26) procura explicar, de maneira acessível para todos os públicos, as noções da política, mostrando que a democracia, que hoje pode parecer bastante frágil e mesmo decepcionante, precisa ser retomada e inventada constantemente, e que a responsabilidade de mantê-la viva é nossa. A obra foi escrita pela professora emérita da École Pratique des Hautes Études e pesquisadora associada do Centro de Pesquisas Políticas da Sciences Po, Myriam Revault d’Allonnes.

PublishNews, Redação, 03/09/2018

Quando o Brasil voltará a ter um projeto de nação e desenvolvimento? Alguns dizem que isso não é necessário - que basta disciplina fiscal, o resto o mercado resolve. Outros acreditam que basta aumentar a despesa pública e os salários. Para Bresser-Pereira, esses dois caminhos estão equivocados. Ele concorda com os pós-keynesianos, que é preciso manter a demanda agregada, e com os desenvolvimentistas, que é preciso reindustrializar o Brasil, mas é preciso mais do que isso, e é exatamente o que ele discute na obra Em busca do desenvolvimento perdido (FGV Editora, 168 pp, R$ 35).

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.