Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 22/03/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Luís Antonio Torelli*, 22/03/2018

Equipe do PublishNews se reúne com Torelli e a equipe da CBL no fechamento desta edição | Jussara SilvaEsta é uma edição especial do PublishNews. Pela primeira vez, convidamos um editor de fora da nossa redação para decidir os assuntos pautados e tomar decisões editoriais. O convidado foi Luís Antonio Torelli, presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL). Nesta edição, ele apresenta um artigo de opinião, que pode ser acessado clicando no Leia Mais. No artigo, ele defende que está mais do que na hora de tratar de questões cruciais para o crescimento do mercado como a consignação, a carência de pontos de vendas, a falta de profissionalismo, a distribuição, o frete, os descontos que reduzem o poder da concorrência e o mais preocupante: a falta de leitores. "Pouco ou nada se produzirá de forma individual, ou seja, é preciso que a indústria e o varejo conversem, discutam e proponham ações com olhos no setor. O mercado editorial, apesar das inúmeras entidades que o representam, é um dos poucos que insiste em olhar apenas para o seu quintal, ao contrário de outros setores que perceberam, desde a globalização, ser impossível competir e crescer sem fortalecer o setor como um todo", provoca Torelli. Na edição, ele discute ainda temas como a crise, sugestões para contorná-la e também apresenta novidades, em primeira mão, da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

PublishNews, Luís Antonio Torelli, 22/03/2018

'Considero como maior problema o baixo nível de tecnologia aplicada ao processo de gestão e comercialização', aponta Ismael Borges em entrevista a TorelliSegundo dados apurados pelo Bookscan, ferramenta que monitora o mercado varejista do livro no Brasil, o país vem vivendo, desde fevereiro do ano passado, uma retomada do crescimento nesse segmento. Conversamos com Ismael Borges, gestor da ferramenta, e ele dá algumas dicas de como o varejo de livros pode melhorar a sua performance. Ele sugere, por exemplo, que sejam feitos investimentos em inteligência da informação que pode evitar, por exemplo, quebras de estoque. Na conversa, que pode ser acessada na íntegra clicando no Leia Mais, ele compara o livro com outros mercados monitorados pela Nielsen e fala sobre o efeito da crise na cadeia do livro. 

PublishNews, Redação, 22/03/2018

Cristovam Buarque | © Pedro França / Agência SenadoTramita no Congresso Federal um projeto de lei que pode eliminar a divulgação escolar do mapa. Apresentado pelo deputado Luciano Ducci (PSB/PR), o Projeto de Lei (PL) 106/2017 quer acrescentar um parágrafo à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional vedando o apelo ao consumo em estabelecimentos públicos e privados de educação básica. Pelo texto, fica proibida a venda, inclusive, de livros no ambiente escolar, inviabilizando a realização de feiras de livros, por exemplo. Ao justificar o projeto, o autor ressalta que as crianças são o alvo preferencial de campanhas publicitárias por serem facilmente suscetíveis a influências do marketing. O projeto está agora na Comissão de Transparência, Governança, Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor (CTFC) onde recebeu uma sugestão de emenda pelo senador Armando Monteiro (PTB/PE) sugerindo a exclusão de atividades comerciais com fins culturais, como é o caso das ações feitas por divulgadores escolares. No entanto, na última segunda-feira (19), o senador Cristovam Buarque (PPS/DF) emitiu relatório favorável ao PL e refutando inclusive a alegação do colega pernambucano. Clique no Leia Mais e entenda melhor o caso.

PublishNews, Redação, 22/03/2018

Uma das grandes novidades da Bienal Internacional do Livro de São Paulo (03 a 12/08) será a vinda de editores latino-americanos e de Sharjah que participarão de um programa de fellowship entre os dias 31 de julho e 4 de agosto. Nos dias 1º e 2, os convidados internacionais terão acesso a uma área exclusiva dentro do pavilhão do Anhembi onde eles poderão ter reuniões com editoras apoiadas pelo Brazilian Publishers (BP). No dia 3, terão o dia livre para conhecerem a Bienal e marcarem reuniões com editores que não participam do BP. Ao todo, serão recebidos 20 compradores de países da América Latina e outros dez de Sharjah, o emirado homenageado na próxima edição da Bienal. A seleção será feita por uma empresa especializada que será terceirizada pela Bienal com esse objetivo. Cada editora apoiada pelo BP poderá indicar até três compradores e no site da Bienal terá uma área na qual editores internacionais poderão se inscrever. A empresa contratada vai avaliar o perfil de cada um dos inscritos ou indicados e farão a seleção dos 20. Os convidados de Sharjah serão indicados pelo comitê responsável pela homenagem. Clique no Leia Mais para saber outros detalhes do fellowship e novidades da Bienal de SP.

PublishNews, Redação, 22/03/2018

Editores que participaram do fellowship em 2017 | © Lisanne Mathijssen-Van HoornEm 2018, o programa de fellowship da Feira do Livro de Frankfurt completa 20 anos. Desde 1998, ele promove o intercâmbio de informações e a criação de uma rede internacional de profissionais do livro. Editores, agentes e responsáveis por tratar de assuntos relacionados aos direitos autorais interessados em participar do programa têm até o dia 30 de abril para se inscrever. Durante duas semanas, a partir do dia 30 de setembro, os selecionados (16 no total) vão percorrer diversas casas editoriais e livrarias alemãs e participarão da Feira do Livro de Frankfurt (10 a 14/10). O programa cobre as despesas de hospedagem e de alimentação neste período. As passagens aéreas para chegar até Frankfurt correm por conta dos participantes. Para saber como participar, clique no Leia Mais.

PublishNews, Redação, 22/03/2018

Livraria Blooks é um exemplo de livraria independente no mercado brasileiro | Fernando de França / DivulgaçãoEm mercados mais maduros do que o brasileiro, as livrarias independentes têm reflorescido. Nos EUA, por exemplo, segundo reportes da Associação Americana de Livrarias (ABA), esse segmento do varejo de livros tem crescido de forma sustentável nos últimos cinco anos. Por aqui, no entanto, o que a gente vê é, muitas vezes, o movimento no sentido contrário. Justamente por isso, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) se associou à FEA Jr., empresa júnior da Faculdade de Economia e Administração da USP para lançar o Guia de Orientação para Livrarias Independentes. O documento, que será lançado no segundo semestre, é voltado para quem tem interesse em empreender na área e não sabe como. O Guia, construído a partir de uma pesquisa que foi a fundo nas questões do varejo de livros no Brasil, aponta soluções para a escolha da localização ideal, definição do acervo, controle financeiro e de estoque, além de trazer um modelo de plano de negócios e de marketing estratégico. O Guia será lançado em formato impresso e digital.

PublishNews, Redação, 22/03/2018

Em março do ano passado, a indústria do livro comemorava a decisão unânime do Supremo Tribunal Federal (STF) em comparar os livros impressos aos e-books e e-readers e, portanto, garantindo a esses novos suportes a imunidade fiscal garantida ao livro físico pela Constituição Federal. O que poucos souberam, no entanto, é que a União, uma das partes envolvidas no processo, entrou com um recurso de embargo de declaração, alegando que a sentença incidiu em erro e omissão. No início de fevereiro, o Tribunal rejeitou o recurso e, finalmente, na última segunda-feira (19), o processo finalmente transitou em julgado, ou seja, nenhuma das partes poderá mais recorrer da sentença.

PublishNews, Redação, 22/03/2018

Na última pesquisa Retratos da Leitura, as mães com nível universitário médio e das classes A e B apareceram como as maiores influenciadoras da leitura. No entanto, esse não é o perfil majoritário das famílias brasileiras. Diante disso, Zoara Failla, coordenadora da pesquisa dentro do Instituto Pró-Livro (IPL), sugere que a escola deve (ou deveria) assumir protagonismo maior nesse desafio de despertar o hábito e o gosto pela leitura. “Esse é o principal desafio para o mediador / professor: conhecer! Mas é também, saber doar um pouquinho de suas emoções e experiências de leitura. Mais do que dominar um repertório de leituras e escolas literárias, ele deve despertar interesse, emoções e o desejo de desvendar mistérios, personagens e histórias”, defende. Indo pelo mesmo caminho, Tereza Perez, diretora-presidente da Comunidade Educativa Cedac, acredita que garantir o acesso à leitura e à literatura na escola é fundamental para a formação de crianças e jovens. Diante destes argumentos, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) prepara o projeto Caminhos para a Leitura – guia de orientação para mediadores de leitura, dirigido aos professores. Clique no Leia Mais para saber o objetivo do projeto e quando será lançado.

“A leitura faz parte do cotidiano das pessoas, investir no livro é fundamental para o desenvolvimento do Brasil”
Luís Antonio Torelli
Presidente da CBL
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Ainda sou eu
3.
Combate espiritual
4.
Sapiens
5.
Outros jeitos de usar a boca
6.
Propósito
7.
Extraordinário
8.
Origem
9.
A parte que falta
10.
A sorte segue a coragem!
 
PublishNews, Redação, 22/03/2018

Será que realmente toda pessoa é inocente até que se prove o contrário? Como confrontar quem você ama quando você não tem certeza se quer saber a verdade? Escrito por Amy Lloyd, Rio vermelho (Faro Editorial, 276 pp, R$ 34,90) é um thriller psicológico que combina elementos de A sangue frio e Making a murder. Dennis Danson foi preso aos 18 anos acusado de assassinar diversas garotas em sua cidade, Red River. Agora ele é o assunto de um documentário sobre crimes reais que está lançando um frenesi on-line para descobrir a verdade e libertar um homem que foi condenado erroneamente. A mil milhas de distância na Inglaterra, Samantha está obcecada com o caso de Dennis. Ela troca cartas com ele e é rapidamente conquistada por seu aparente charme e bondade. Logo ela deixou sua velha vida para se casar com ele e fazer campanha em sua libertação. Mas quando a campanha é bem-sucedida e Dennis é libertado, Sam começa a descobrir novos detalhes que sugerem que ele pode não ser tão inocente.

PublishNews, Redação, 22/03/2018

Churchill – Uma vida (Casa da Palavra / LeYa, 560 pp, R$ 64,90) é uma biografia sobre um dos estadistas mais importantes de todos os tempos – um homem de inteligência sublime e personalidade explosiva que esteve no centro de acontecimentos fundamentais do século XX. Escrita pelo biógrafo oficial de Churchill, o historiador mundialmente consagrado Martin Gilbert, a biografia é dividida em dois volumes. No primeiro, o autor desfaz mitos dos primeiros anos de Churchill e revela as origens de sua longa carreira e cada passo que o transformaria no amado e temido estadista britânico. Já no segundo volume, Martin trata tanto de aspectos pessoais quanto políticos e coloca o leitor diante de uma Europa às vésperas da Segunda Guerra Mundial, revelando em detalhes as pressões que finalmente levariam Churchill a se consagrar num exemplo de homem público. O livro é o casamento perfeito entre a dureza dos fatos da vida pública e os detalhes íntimos de um homem que exerceu papel preponderante para a divisão do mundo como o conhecemos hoje.

PublishNews, Redação, 22/03/2018

Para homenagear Ziraldo nas comemorações de seus 85 anos, Edra, cartunista e curador do Salão de Humor de Caratinga e da Casa de Cultura Ziraldo, reuniu um batalhão de cartunistas – 85 para ser mais preciso -- e pediu a cada um que fizesse uma caricatura do artista. O livro contém ainda uma biografia com dados, datas, fotos, desenhos e particularidades da vida e da obra de Ziraldo, que adorou o trabalho e abriu seus arquivos para complementar a obra. O resultado foi este livro-homenagem, Ao mestre com carinho (Melhoramentos, 192 pp, R$ 95) que teve ainda a colaboração dos irmãos de Ziraldo, Zélio e Geraldinho, texto de apresentação de Jal, e texto de 4ª capa de Jô Soares.

PublishNews, Redação, 22/03/2018

Sinônimo de excelência no jornalismo, inovação e modernidade, por muitas décadas, o Jornal do Brasil foi a leitura diária de muitos brasileiros. Em Até a última página (Objetiva / Companhia das Letras, 552 pp, R$ 69,90), o jornalista Cezar Motta entrevistou dezenas de pessoas e mergulhou fundo em uma extensa pesquisa documental para reconstituir a trajetória do JB desde a sua fundação, em abril de 1891, até o seu fim como jornal impresso, em 2010. O resultado é um livro que aborda desde as relações do jornal com os governos civis e militares até o dia a dia da redação. Os eventos protagonizados por nomes do quilate de Alberto Dines, Elio Gaspari, Millôr Fernandes, Zózimo, Carlos Castello Branco, Amilcar de Castro, Carlos Lemos e Wilson Figueiredo, entre muitos outros, acabam por compor uma espécie de mosaico dos mais variados aspectos da sociedade brasileira durante quase um século. Até a última página é leitura indispensável para todos aqueles que desejam conhecer a ascensão e a queda de um dos jornais mais emblemáticos do país.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.