Os vencedores do British Book Awards 2020
PublishNews, Redação, 30/06/2020
Em uma cerimônia on-line, evento escolheu Bernadine Evaristo como 'Autora do Ano' e a escritora Candice Carty-Williams venceu na categoria 'Livro de Ficção de Estreia'

O The Bookseller realizou, na tarde da última segunda (29), a cerimônia on-line do British Book Awards. A escritora Candice Carty-Williams se tornou a primeira autora negra a ganhar na categoria Livro de Ficção de Estreia e com o romance Queenie. A obra também foi escolhida como Livro do Ano. Já Bernardine Evaristo, vencedora do Booker Prize 2019 com a Girl, woman, other, foi escolhida como Autora do Ano e seu livro também foi escolhido como Livro de Ficção do Ano.

Na categoria Crime e Thriller, o vencedor foi Minha irmã, a serial killer (aqui publicado pela Kapulana), de Oyinkan Braithwaite; em Audiolivro, venceu Os testamentos (Rocco), de Margaret Atwood. Pinch of nom foi o escolhido em Não Ficção Lifestyle e Three woman, em Narrativa de Não Ficção. Em Ficção Infantil, o escolhido foi The good girl’s guide to murder e em Ficção Infantil Ilustrado, o vencedor foi The Smeds and The Smoos. David Mckee, criador do elefante Elmer, foi o escolhido como Ilustrador do Ano.

A Pan Macmillan foi nomeada Editora do Ano e foi elogiada pelo júri pelos seus números positivos no último ano. A editora conseguiu aumentar suas vendas em 25% graças a boas aquisições, entre elas, Pinch of nom, o livro de Não Ficção Lifestyle. A Nosy Crow foi escolhida Editora Independente e a Waterstones venceu na categoria Varejista do Ano. A rede dirigida por James Daunt desenvolveu iniciativas importantes como o Programa de Desenvolvimento de Livreiros e o Podcast Waterstones. O programa de eventos da rede foi elogiado pelo júri, assim como a lucratividade, que segundo o júri é “impressionante em comparação com onde estavam há alguns anos atrás”.

A livraria britânica Book-ish venceu na categoria Livraria Independente. A loja criou no último ano o seu próprio festival literário e hospeda vários clubes de leitura além de ter lançado um serviço de assinatura de livros. E na categoria Pequena Editora, a vencedora foi a Jacaranda, que chamou atenção com as campanhas #TwentyIn2020, para publicar livros de 20 autores negros britânicos em 2020 e #InclusiveIndies, para arrecadar fundos para editores independentes. A editora Usborne foi nomeada Editora Infantil do Ano.

No site do prêmio você confere como foi a cerimônia on-line e a lista completa dos vencedores você confere clicando aqui.

[30/06/2020 08:00:00]