Pesquisa mostra que o Brasil perdeu 21 mil livrarias nos últimos 10 anos
PublishNews, Redação, 10/12/2018
Pesquisa feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) mostra que o número de livrarias e papelarias em funcionamento no país encolheu 29% na última década

A partir de dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) fez um levantamento do número de livrarias e papelarias em funcionamento no País. A conclusão é que na última década, o Brasil perdeu 21 mil estabelecimentos do gênero. Pelo levantamento da entidade, no fim de 2017, havia 52,6 mil papelarias e livrarias no país. Em 2007, esse número era 73,7 mil. O estudo mostra que a maioria dos fechamentos aconteceu de 2013 para cá, como mostra o gráfico abaixo.

Fonte: Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)
Fonte: Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)
A pesquisa mostra ainda que São Paulo foi o estado campeão em fechamento de lojas. No período analisado, o estado perdeu 8.764 estabelecimentos. Rio Grande do Sul perdeu 2.449; Minas Gerais, 2.251; Paraná, 1.659 e Rio de Janeiro, 971. O único estado que apresentou crescimento no número de livrarias, segundo aponta a pesquisa, foi o Amazonas, que ganhou 62 lojas nos últimos dez anos.

A Laselva, que teve sua falência decretada em março passado, não está nesse número | © Divulgação
A Laselva, que teve sua falência decretada em março passado, não está nesse número | © Divulgação
O levantamento da CNC aponta ainda que, embora hoje a crise das duas maiores redes de livrarias do país (Saraiva e Cultura) esteja debaixo dos holofotes, foram as pequenas livrarias que mais sofreram nos últimos dez anos. Das 21.083 lojas fechadas, 20.912 eram empresas com até nove empregados. Uma consequência disso foi a diminuição dos postos de trabalhos do setor. O estudo mostra que entre 2016 e 2017, o setor perdeu quase 1,2 mil empregos formais.

Se atualizada em 2018, a seta da série histórica estará apontada ainda mais para baixo. Basta lembrar que em 2018, até o momento, já foi decretada a falência da Laselva, a Saraiva já fechou 19 unidades e a Fnac deixou o Brasil onde tinha 12 lojas em operação. 

[10/12/2018 10:40:00]