Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 11/11/2021
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
PublishNews, Redação, 11/11/2021

Editores internacionais têm a chance de integrar programa de fellowship de Istambul | DivulgaçãoHá sete anos, a Sociedade Turca de Licenciamento e Direitos Autorais realiza, em parceria com o Ministério da Cultura e Turismo turco, o Istambul Fellowship, programa que leva editores internacionais de diversas partes do globo para uma série de encontros com agentes do mundo da edição na Turquia. O objetivo é ampliar a negociação de direitos autorais e traduções com editores turcos. A edição de 2022 está marcada para acontecer entre os dias 8 e 10 de março e será mais uma vez em formato híbrido, com eventos presenciais e uma série de encontros on-line. São esperados 400 editores de 70 países. O Istambul Fellowship oferece três modalidades de apoio. Os editores selecionados para o pacote “Golden” recebem passagem, hospedagem e alimentação por conta da organização do programa. Há ainda o “Silver”, com acomodação e apoio local, e o “Bronze” que dá apenas apoio local e alimentação. A decisão de quem recebe qual tipo de apoio é dada pelo conselho de avaliação da Sociedade Turca de Licenciamento e Direitos Autorais. Os participantes – além de uma série de encontros e painéis em que o mercado turco é apresentado aos convidados internacionais – têm acesso ainda aos programas de apoio à tradução. Um deles é o Teda que já beneficiou quase três mil projetos – 18 deles no Brasil – entre 2005 e 2021. E por falar na Turquia, o Museu da Pessoa recebe o seminário internacional “O futuro da memória”, que acontece nos dias 17 e 18 de novembro. Quem abre o evento on-line e gratuito é Orham Pamuk, Nobel de Literatura de 2006 e um dos principais expoentes da literatura turca. A mesa com Pamuk acontece na quarta-feira (17), ao meio dia. Para saber mais sobre o programa e sobre a palestra de Pamuk, clique no Leia Mais.

PublishNews, Redação, 11/11/2021

Na área de literatura concorrem livros de nomes como Vitor Martins, Natália Borges Polesso e Márwio Câmara | Reprodução - Site MixBrasilNesta quarta-feira (10), o Festival Mix Brasil, que chega a sua 29ª edição em 2021, divulgou os finalistas do seu prêmio anual. Na área de literatura concorrem 10 obras de ficção que tematizam vivências e questões específicas da comunidade LGBTQIA+: Neca + 20 poemetos travessos (O Sexo da Palavra), de Amara Moira; As cores primárias (Caligari), de Ariel F. Hitz; No útero não existe gravidade (Penalux), de Dia Nobre; Monstrans (edição do autor), de Lino Arruda; No próximo verão (Folheando), de Marcos Samuel Costa; Escobar (Moinhos), de Márwio Câmara; A extinção das abelhas (Companhia das Letras), de Natália Borges Polesso; Peixes de aquário (Urutau), de Rafaela Tavares Kawaski; Os bugres (Urutau), de Rodrigo de Rouse e Se a casa 8 falasse (Alt), de Vitor Martins. Fizeram parte do júri Cecília Floresta, Alexandre Staut e Thati Machado. O ganhador será conhecido em cerimônia no próximo dia 21, às 18h, no Museu da Imagem e do Som (MIS-SP), que será transmitida pelo YouTube do festival. Além do prêmio literário, o Mix Brasil tem uma ampla programação que segue até o próximo dia 21.

PublishNews+, Redação, 11/11/2021

O PublishNews+, área exclusiva para assinantes do PN, tem adiantado, semanalmente, os livros que só chegarão às livrarias daí a 45 dias. O serviço, chamado de Próximo Capítulo, é realizado graças a uma parceria com a MVB / Metabooks e tem por objetivo municiar livreiros de informações do que está no prelo das editoras. Nessa semana, o Próximo Capítulo traz as novidades que chegarão às livrarias entre os dias 26 de dezembro de 2021 e 1º de janeiro de 2022. Entre elas, estão Chegará o dia em que serás livre (Quadrante), de Viktor Frankl; História das ideias contemporâneas (Quadrante), de Mariano Fazio e os mangás Made in Abyss - Volume 09 (NewPOP), de Akihito Tsukushi, e Given - Volume 06 (NewPOP), de Natsuki Kizu. Clique aqui para conferir todas elas. Por enquanto, o Próximo Capítulo está aberto para todos os que se cadastrarem na plataforma, mas em breve, o serviço ficará exclusivo para os assinantes do PN+. A nova seção se soma a outros serviços oferecidos aos assinantes do PN+, como o Radar de Licitações e o Apanhadão Diário. Clique aqui para saber como ser um assinante do PN+.

PublishNews, Redação, 11/11/2021

A Companhia das Letras abriu uma vaga para assistente de produção. O contratado será responsável por encomendar serviços de diagramação e revisão; atender prestadores de serviço e fornecedores; controlar fluxo de provas; liberar provas de miolo e de capa; revisar provas de capa, plotters e materiais de divulgação. Para a vaga, é necessário ter graduação em Produção Editorial, Biblioteconomia, Letras ou cursos afins; experiência prévia em editoras com revisão e rotinas de produção editorial; organização, atenção a detalhes e aptidão para pesquisa; domínio do pacote Office e das ferramentas básicas de revisão em PDF; boa comunicação, capacidade de trabalhar em equipe e gostar muito de ler. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail curriculo@companhiadasletras.com.br com um texto de no máximo 400 toques explicando por que você é ideal para a vaga. É preciso especificar no assunto o cargo pretendido

PublishNews, Redação, 11/11/2021

Ateliê Araçari | © Rafael SartorO Instituto de Leitura Quindim (Rua Sinimbu, 1670, 6° andar do Edifício Eberle, centro de Caxias do Sul / RS) inaugurou, neste mês, um novo projeto: o Ateliê Araçari. O principal objetivo do novo espaço é proporcionar às crianças experiências significativas envolvendo o brincar, a literatura, a arte, a criação, a construção e a investigação, além de abrir espaço para a ampliação de repertório cultural e para que elas manifestem as emoções, pensamentos e hipóteses sobre o funcionamento do mundo utilizando diferentes linguagens. O projeto atenderá crianças de quatro a 12 anos, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h30, mediante agendamento no Instituto. Durante os encontros, os participantes terão acesso as propostas de qualidade, vivências fundamentadas e planejadas, experiências ricas de significados, ludicidade e muito respeito às características individuais. Elas encontrarão tempo, espaço e os mais variados materiais para que atuem como protagonistas de suas ações e criações. Neste primeiro momento serão disponibilizadas 20 vagas por dia, seguindo os protocolos de segurança de prevenção a Covid-19. Para participar, é necessário comparecer ao Instituto para preencher a ficha de inscrição dos interessados, além de conhecer o espaço físico e conversar com a equipe. Qualquer dúvida é só mandar e-mail para institutodeleituraquindim@gmail.com. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 10/11/2021

Nesta quinta (11), às 17h, o Goethe-Institut São Paulo realiza mais uma edição do Telas Literárias, clube de leitura virtual, cujo assunto principal é a literatura alemã contemporânea e seus autores. A obra da vez será o romance Tchick, sucesso do autor Wolfgang Herrndorf (2010) e traduzido por Claudia Abeling. O livro conta em um tom leve a história do jovem Maik Klingenberg, de 14 anos, e o seu amigo Tchick, um russo, recém-chegado na turma da escola. Os dois são outsiders, sendo os únicos não convidados para a festa de aniversário da famosa Tatjana Cosic. Nas férias, momento em que Maik fica sozinho na casa dos pais em Berlim, Tchick o convence a iniciar um road trip pela Alemanha com um carro roubado. O livro foi adaptado para o cinema em 2016, dirigido por Fatih Akin. O bate-papo gratuito terá a participação de Robert Schade, doutor em Literatura Comparada pela Universidade de Potsdam e será transmitido pelo Zoom. Os interessados podem se inscrever pelo e-mail daad_sao_paulo@daad.org.br.

PublishNews, Redação, 11/11/2021

Considerado o Indiana Jones da gastronomia, Anthony Bourdain conhece o mundo como poucos. O livro Volta ao mundo: um guia irreverente (Intrínseca, 464 pp, R$ 89,90 – Trad.: Livia de Almeida), em coautoria com Laurie Woolever, assistente e amiga de Bourdain, resgata as memórias afetivas do autor, que morreu em 2018. A obra, lançada em abril nos EUA, chega agora ao Brasil pela Intrínseca. Apesar da agenda sempre lotada, Bourdain teve tempo de desenvolver o esboço do projeto com Laurie, com quem trabalhou por quase uma década. Após o falecimento do amigo, Laurie assumiu a missão de tirar do papel os planos de um livro de memórias e dar o contexto necessário à obra póstuma. Volta ao mundo é um guia de viagens prático, com dicas preciosas de lugares onde comer e se hospedar, além de passagens do autor que, apesar de pontuais, fazem toda a diferença na experiência de leitura. Cada capítulo concentra informações sobre o país escolhido, desde aspectos da culinária local e lugares inusitados para visitar, até recomendações úteis sobre como se deslocar nas cidades, e, do começo ao fim, conta com as ilustrações de Wesley Allsbrook. No capítulo dedicado ao Brasil, Bourdain compartilha suas impressões ao provar a caipirinha, o queijo coalho e o acarajé quando visitou Salvador.

PublishNews, Redação, 11/11/2021

Combinando erudição e clareza, sólida pesquisa e estilo polêmico, Carlos Alberto Dória escreveu e publicou, em 2014, Formação da culinária brasileira (Fósforo, 264 pp, R$ 69,90), que logo se tornou uma referência para estudiosos e amantes da cozinha. No livro, o sociólogo apresenta a trajetória de nossa cozinha desde os tempos coloniais até os dias de hoje. Uma história do Brasil à mesa emerge de ensaios que propiciam, ao especialista assim como ao leigo, uma nova visão sobre os ingredientes, as técnicas culinárias e os processos sociais que levaram à criação dos hábitos alimentares e dos pratos nacionais. A edição da Fósforo dessa obra conta ainda com prefácio inédito da chef Helena Rizzo. Com a intenção de assegurar um futuro vigoroso, o livro se encerra com um conjunto de propostas para a renovação da nossa gastronomia. “Este não é um livro de história, mas seus ensaios, que se apoiam — com certa licença conceitual — na antropologia e na sociologia, buscam ampliar a reflexão sobre a cozinha brasileira e libertá-la de uma visão estreita, engessada pelo tempo, por ideias feitas e preconceitos”, escreve Helena Rizzo no prefacio. Ao mesmo tempo, a Fósforo devolve às livrarias A culinária caipira da paulistânia: A história e as receitas de um modo antigo de comer (376 pp, R$ 84,90), que Dória escreveu em parceria com Marcelo Corrêa Bastos.

“Respeitar a cadeia é muito parte do sucesso de qualquer negócio do livro”
Maria Carolina Borin
Em mesa do Catavento Summit
1.
Mindset milionário
2.
Centelha Divina
3.
O milagre da manhã + O milagre da manhã para transformar seu relacionamento
4.
DNA revelado das emoções
5.
Mais esperto que o diabo
6.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
7.
Vermelho, branco e sangue azul
8.
Anos de chumbo e ouros contos
9.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
10.
A garota do lago
 
PublishNews, Redação, 11/11/2021

Não faltam livros e sites para quem busca formas de ser participativo e aderir à resistência. Cozinha de protesto (Alaúde, 288 pp, R$ 49 – Trad.: Carla Melibeu) vai por esse caminho e além: quer mostrar como a alimentação pode ser um caminho para mudanças positivas. Escrita por Carol Adams e a especialista em saúde pública Virginia Messina, a obra mostra como nossos sistemas alimentares influenciam e são influenciados por mudanças climáticas, políticas públicas e decisões econômicas e apresenta ações práticas para que suas escolhas sejam atos de resistência. Além disso, é um guia para escolhas alimentares e de estilo de vida que qualquer um pode fazer, resultando em uma mudança positiva em face dos desafios de nosso tempo.

PublishNews, Redação, 11/11/2021

Receitas, rituais e histórias que constroem experiências, extrapolando o universo da mesa. Esta é a proposta do livro Eisenbahn - Além da mesa (Olhares, 176 pp, R$ 130). Os escritores Inês Garçoni e Pedro Asbeg revelam no livro, depoimentos intimistas de 20 personalidades como Paola Carosella, Rodrigo Hilbert, Hermeto Pascoal, Zeca Baleiro, Luedji Luna, Mauricio Arruda e Rita Von Hunty. Cada capítulo traz um personagem e suas histórias r todos são referências em diferentes áreas e ligadas ao fazer artesanal – da fotografia à cozinha, do design à música, da escrita à arte, assim, o livro não apresenta as receitas tradicionais, com medidas, passo a passo e “sirva imediatamente”, mas sim uma celebração à experiência artesanal. A obra conta ainda com prefácio de Zeca Camargo, as fotos são de Gabriela Mo e o projeto gráfico, de Daniel Brito.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.