Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 16/09/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Talita Facchini, 16/09/2021

A Americanas S.A, holding dona das marcas Americanas, Americanas.com e Submarino, anunciou nesta quarta (15) que comprou o Skoob, maior plataforma digital de conteúdo para leitores do país, com mais de oito milhões de usuários. Segundo a Americanas, a operação faz parte de uma estratégia que visa oferecer melhor experiência de consumo omnichannel, engajando os clientes com ainda mais conteúdo e gerando efeito de rede. "O Skoob soma conteúdo e conhecimento do universo literário para as nossas marcas, principalmente Americanas e Submarino, estimulando o engajamento dos clientes com informação qualificada a partir de recomendações relevantes de leitores frequentes. A consequência é o alcance de novos clientes e o aumento da recorrência de compras no nosso e-commerce - que já conta com mais de 49 milhões de clientes ativos -, expandindo o nosso alcance e beneficiando todo o ecossistema”, explicou Marcio Cruz, CEO da plataforma digital da Americanas S.A em comunicado enviado à imprensa. A empresa não revelou o valor da transação. Ao PublishNews, Viviane Lordello, cofundadora do Skoob, informou que toda a equipe será mantida e ainda ampliada. “Para os usuários não muda nada, ou melhor, muda… com o tempo vocês terão um Skoob muito melhor e com muito mais possibilidades”, disse. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Leonardo Neto, 16/09/2021

Saraiva projeta crescer 80% em 2022 e passar de 37 para 83 lojas até 2026 | © Facebook da empresaA Saraiva publicou, no seu serviço de relacionamento com os investidores, um laudo de viabilidade econômico-financeira do seu novo plano de recuperação judicial. O documento é assinado pela JVS Assessoria Empresarial, que ressalta que as suas projeções são feitas a partir de informações e estimativas fornecidas e revisadas pela Saraiva. “[O laudo] não representa garantia de concretização do plano”, diz a consultoria que completa explicando que as “análises e projeções estão intrinsecamente sujeitas a incertezas e, também, a diversos eventos ou fatores que estão fora do controle da própria Saraiva”. A JVS faz projeções até 2048, quando a varejista pretende terminar de pagar seus credores arrolados no pedido de recuperação judicial. A estimativa é que a Saraiva encerre 2021 registrando na linha Receita Bruta Total o montante de R$ 114,9 milhões, queda de 55,2% em relação ao ano passado. Já em 2022, a empresa espera crescer 80,9% em relação a essa cifra. Em números absolutos, a projeção é que a companhia apure receita bruta de R$ 170,1 milhões com as lojas físicas, mais R$ 37,7 milhões com o seu e-commerce, totalizando R$ 207,8 milhões em 2022. Há projeção de aumentar o número de lojas também. Já em 2022, a rede saltaria de 37 para 43 unidades e siga crescendo até 2026, quando alcançará 83 unidades. A projeção indica que a varejista se mantenha com esse número de lojas até 2048. Por fim, a JVS conclui que “o plano de recuperação Saraiva é viável do ponto de vista econômico e financeiro”. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews+, Redação, 16/09/2021

O PublishNews+, área exclusiva para assinantes do PN, tem adiantado, semanalmente, os livros que só chegarão às livrarias daí a 45 dias. O serviço, chamado de Próximo Capítulo, é realizado graças a uma parceria com a MVB / Metabooks e tem por objetivo municiar livreiros de informações do que está no prelo das editoras. Nessa semana, o Próximo Capítulo traz as novidades que chegarão às livrarias entre os dias 31 de outubro a 06 de novembro. Entre as novidades, estão Amoroso (Companhia das Letras), a esperada biografia de João Gilberto escrita por Zuza Homem de Mello; Paul McCartney - As Letras (Belas-Letras), de Paul McCartney e Paul Muldoon, Roberto Marinho: Um jornalista e seu boneco imaginário (Companhia das Letras), de Eugênio Bucci, e Diário de um Banana 16 - Bola Fora (VR), de Jeff Kinney. Clique aqui para conferir todas as novidades. Por enquanto, o Próximo Capítulo está aberto para todos os que se cadastrarem na plataforma, mas em breve, o serviço ficará exclusivo para os assinantes do PN+. A nova seção se soma a outros serviços oferecidos aos assinantes do PN+, como o Radar de Licitações e o Apanhadão Diário. Clique aqui para saber como ser um assinante do PN+.

PublishNews, Talita Facchini e Leonardo Neto, 16/09/2021

Centenário de Paulo Freire será celebrado com lançamentos, lives, exposição e exibição de documentário | © Márcio Novaes/ Acervo SME/ Memorial da Educação MunicipalO filósofo, escritor e educador brasileiro Paulo Freire, completaria 100 anos no próximo domingo (19). Uma série de atividades e homenagens marca a efeméride. O selo Paz & Terra, do Grupo Editorial Record, prepara uma série de lançamentos e eventos virtuais para celebrar a obra do educador; o Itaú Cultural abre, no sábado (18), a Ocupação Paulo Freire, com atividades presenciais e on-line e o canal SescTV faz maratona de série documental sobre o Patrono da Educação Brasileira. Clique no Leia Mais para conferir detalhes dessas programações.

PublishNews, Redação, 16/09/2021

O Grupo Editorial Record abriu duas vagas para analista de marketing, uma com foco em mídias sociais e a outra em estratégia. A primeira, inclui o gerenciamento das redes sociais e selos do grupo, o planejamento de conteúdo, elaboração de briefings e o relacionamento com os leitores. Conhecimento de inglês e experiência na área são considerados diferenciais. Também é preciso ter formação em comunicação (Marketing, Publicidade, Jornalismo ou afins), criatividade para geração de conteúdo e gostar de ler. Já a segunda vaga é voltada para o desenvolvimento e gerenciamento de campanhas estratégicas. As funções do cargo ainda incluem a elaboração de briefings, contratação de espaços de mídia, organização de eventos virtuais e presenciais e contato com fornecedores externos. Os requisitos são os mesmos da primeira vaga, com adição da disponibilidade para participação em eventos editoriais. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail rh@record.com.br, colocando no assunto o nome do cargo desejado (Analista de Marketing I – Mídias sociais ou Analista de Marketing I – Estratégia). Mais informações sobre as vagas nos links correspondentes.

PublishNews, Redação, 16/09/2021

No ano passado, J.K. Rowling – criadora do fenômeno mundial Harry Potter – lançou o livro infantil O Ickabog, que escreveu anos atrás como uma história de ninar para seus filhos. Nesta semana, a autora divulgou nas redes sociais duas ilustrações do seu novo livro infantil, The Christmas pig, obra inédita que será lançada mundialmente no dia 12 de outubro. Por aqui, a editora Rocco acaba de divulgar a capa do livro e confirmar o título em português, que será Jack e o porquinho de Natal. Quem assina os desenhos é o ilustrador Jim Field. "Jim e eu trabalhamos através da minha editora, Ruth, que me enviou os desenhos dele e passou meu feedback. Como ele estava acertando tudo logo na primeira vez em que desenhou, a maioria dos meus comentários consistiu em expressões de alegria! Adorei trabalhar com ele. Realmente foi o ilustrador perfeito para o projeto.", disse Rowling sobre os bastidores da obra. Jack e o porquinho de Natal é uma aventura sobre o amor de um menino por seu brinquedo preferido e a que extremos ele chega para encontrá-lo. É uma história independente, sem relação com nenhuma obra anterior de Rowling, apropriada para crianças e jovens a partir de oito anos. A Rocco confirmou que a pré-venda do livro será liberada na próxima semana.

PublishNews, Redação, 16/09/2021

Durante uma exaustiva viagem pelo cerrado brasileiro, um jovem cavaleiro se acidenta e é encontrado por um negro escravizado que generosamente o resgata e o leva sobre os ombros até a propriedade mais próxima. Além deste laço improvável, outra ligação se forma: entre o cavaleiro convalescente e a bela Úrsula, moradora da casa a que ele foi levado para repousar. A obra ganha potência e singularidade com os personagens negros e escravizados, como Túlio e Susana, que pela primeira vez na literatura foram retratados como indivíduos de valor e interesse para a narrativa, com um passado rico e subjetividades próprias. Mais que coadjuvantes, esses personagens usam sua voz para ativamente denunciar os horrores do regime escravocrata a que estão submetidos. Publicado em 1859 pela maranhense Maria Firmina dos Reis, Úrsula (Antofágica, 312 pp, R$ 79,90) é apontado como o primeiro romance brasileiro escrito por uma mulher. Um dos expoentes do romantismo brasileiro, a obra vem sendo resgatada de um período de mais de um século de apagamento no meio literário. A nova edição conta com ilustrações de Heloisa Hariadne e apresentação da multiartista e ativista Preta Ferreira. Os posfácios são assinados pelas professoras doutoras Fernanda Miranda (USP) e Régia Agostinho, e pela escritora Conceição Evaristo.

PublishNews, Redação, 16/09/2021

Publicado originalmente em 1995, O desejo de Kianda (Kapulana, 102 pp, R$ 44,90), do escritor angolano Pepetela, se desenvolve em 1994, numa Angola marcada por sequelas da guerra civil. O cenário é a cidade de Luanda, em meio ao caos que faz parte da vida de todos. O romance se inicia com o desmoronamento de um prédio no dia do casamento de João Evangelista com CCC (Carminha Cara de Cu). Outros desmoronamentos se sucedem sem aparente motivo, alterando o ritmo de vida dos habitantes da cidade. Com uma linguagem ao mesmo tempo crítica e irônica, Pepetela apresenta ao leitor Kianda, espírito que vive em todas as águas – mar, lagos e rios. Kianda é personagem determinante nessa história em que tradições angolanas e atualidade política e econômica são retratadas com maestria e sensibilidade.

“Cada livro nasce das minhas variadas observações, das coisas que me tocam de maneira sensível e que penso que vai tocar outras pessoas também.”
Semíramis Paterno
Ilustradora brasileira, na Feira Internacional do Livro de Ribeirão Preto (FIL)
1.
Batman/Fortnite Vol. 03
2.
Batman/Fortnite Vol. 01
3.
Mentirosos
4.
Vermelho, branco e sangue azul
5.
Torto arado
6.
Amor & gelato
7.
Mais esperto que o diabo
8.
De porta em porta
9.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
10.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
 
PublishNews, Redação, 16/09/2021

É sempre a hora de nossa morte amém (Nós, 240 pp, R$ 48), romance de Mariana Salomão Carrara, conta a história da septuagenária Aurora, encontrada desmemoriada e descalça na beira da estrada e procurando por uma certa Camila. Para uma amnésica, Aurora recorda-se de muito: da mãe que escovava seus cabelos até parecerem “uma peruca eletrizada”; do seu ato falho trágico religioso, de quando rezava na infância e dizia “agora é a hora da nossa morte amém”; dos anos em que deu aula de português em uma escola de riquinhos; da sua covardia perante a ditadura militar; de um carnaval em que tentou perder a virgindade com um jovem brocha vestido de bebê e, sobretudo, das muitas mortes de Camila. Afinal, seria ela a sua filha (que morreu de suicídio, de picada de escorpião, de acidente na estrada, de atropelamento de boi, de comida muito quente na cabeça, de fungo de pombo, de queda de coco, de cambalhota ou pirueta entre duas camas) ou sua bela amiga? E ainda: seriam essas lembranças reais ou ela decorou dos muitos livros que leu, protegida, dentro de casa, dos infinitos perigos que existem lá fora? Assim, o leitor é sugado pelas confusões de memórias de Aurora e embarca na mesma angústia que acompanha a narradora protagonista e a assistente social Rosa. Nesta obra, a morte é temida, repetida, imaginada, exagerada, esmiuçada e listada de tantas formas que é quase possível rir dela ou vencê-la. A orelha do livro é assinada por Tati Bernardi.

PublishNews, Redação, 16/09/2021

As ondas (256 pp, R$ 69,90) obra de Virginia Woolf, ganhou nova edição pela Autêntica. O livro, publicado originalmente em 1931, é considerado o mais intrincado trabalho da autora inglesa, tanto em termos formais quanto de linguagem. A tradução que chega agora às livrarias ganha assinatura de Tomaz Tadeu, um dos principais tradutores da escritora no Brasil, que se dedicou por dois anos ao desafio de trazer uma nova versão para o nosso idioma. Nesse período, Tomaz reuniu mais de 500 arquivos de anotações sobre passagens do romance, que o auxiliaram nesta empreitada. Na obra, através de “falas” em linguagem elevada, elíptica, literária, o leitor acompanha a vida de seis personagens (Bernard, Jinny, Louis, Neville, Rhoda, Susan), da infância à velhice. Mas não se sabe precisamente nem o tempo nem os locais em que a “ação” se passa. E, embora o livro siga uma sequência, os eventos de cada uma de suas seções podem ser descritos mais como instantâneos do que como um contínuo. Esta edição ganhou acabamento em capa dura e posfácio assinado pelo tradutor. No texto, intitulado Para ler As ondas, Tomaz Tadeu apresenta uma síntese panorâmica de cada episódio (interlúdio + solilóquio), que pode servir como mapa ou roteiro, antes ou durante a leitura do livro.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.