Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 06/08/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Leonardo Neto, 06/08/2021

Deputados aprovam privatização dos Correios | © Najara Araujo / Câmara dos DeputadosA notícia saiu no fim da tarde desta quinta-feira (05): a Câmara dos Deputados aprovou, por 286 votos a favor e 173 contra, a privatização dos Correios. A proposta apresentada pelo governo e agora aprovada pelos deputados é vender o controle integral da estatal em um leilão. A expectativa do governo é concluir a tramitação no Legislativo nas próximas semanas (o projeto agora segue para o Senado). Isso acontecendo abre caminho para que a estatal seja leiloada no primeiro trimestre de 2022. Como a Constituição Brasileira prevê que é competência da União “manter o serviço postal e o correio aéreo nacional”, a proposta prevê ainda uma concessão do serviço postal, que será regulado pela Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel), que passará a se chamar Agência Nacional de Telecomunicações e Serviços Postais. Seria essa agência a responsável pela regulação de tarifas, prazos de entregas, entre outras atribuições. O texto aprovado pelos deputados prevê a obrigação de manutenção da capilaridade dos Correios, mantendo obrigatoriamente o serviço em regiões remotas e ainda dos “serviços de interesse social”, como a Carta Social. A proposta prevê ainda a criação do “serviço postal universal”, um subconjunto dos serviços postais cuja garantia da prestação é obrigação em todo o território nacional “de modo contínuo e com modicidade de preços”. O envio de impressos está incluso no rol de serviços. O PL aprovado, no entanto, não faz nenhuma referência direta ao serviço Impresso – Registro Módico usado para o envio específico de livros. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews+, Nathan Magalhães, 06/08/2021

Em novo artigo especialmente escrito para o PublishNews+, o editor Nathan Magalhães faz uma reflexão sobre a possível privatização dos Correios (nesta quinta-feira (05), o projeto de lei foi aprovado na Câmara dos Deputados e agora seguirá para o Senado antes de ir à sanção presidencial). No texto, ele aponta alguns impactos da privatização no negócio de pequenas editoras e livrarias. “Assim como acontece nesse Brasil, onde a desigualdade social é absurda, diversos colegas de profissão esquecem que existem as nanoeditoras, as micro, as pequenas editoras que contribuem para que a bibliodiversidade se mantenha. É preciso ter o mínimo de discernimento, não olhar apenas para o próprio umbigo, e entender que não são todas as editoras que podem fazer isso [pagar mais caro para o envio de livros]”. Como todos os outros artigos do PN+, este segue gratuito. Para acessá-lo, basta se cadastrar no PN+, clicando aqui e depois acessar o artigo aqui.

PublishNews, Talita Facchini, 06/08/2021

Elenco da série 'Bridgerton', da Netflix | © DivulgaçãoNa primeira matéria sobre a lista dos mais vendidos de 2021, o destaque foi para Bridgerton. Na ocasião, a série da Netflix baseada na obra de Julia Quinn e publicada pelo selo Arqueiro (Sextante), encabeçava o Top 10 da plataforma de streaming e quatro dos 20 títulos que compunham a lista de Ficção eram relacionados à série. Sete meses depois, a lista dos mais vendidos do PublishNews continua a receber as novidades da produção. Nesta semana estreou o box Os Bridgertons (Arqueiro), na 18ª posição da categoria Ficção com 263 exemplares vendidos. O box reúne os oito livros da série, cada um protagonizado por um dos irmãos, e um nono volume com segundos epílogos para os livros anteriores e um conto sobre Violet, a matriarca. Além dos nove tomos, o box inclui ainda o livro Crônicas da sociedade de Lady Whistledown, mais um caderno de anotações. Segundo o Painel Analítico do PublishNews+, só o primeiro livro da série, O duque e eu, já vendeu 22.474 exemplares. E somando todos os livros da série, com Box e Kits, já foram vendidos pouco mais de 104,5 mil cópias. Outro destaque dessa semana vai para mais uma estreia, o livro Inteligência do coração (Luz da Serra), de Patrícia Meirelles, que garantiu o 13º lugar da lista de Autoajuda. No livro, a também youtuber apresenta 108 lições que envolvem o exercício da comunicação entre o órgão cardíaco e o cérebro, a partir disso, ela mostra os caminhos para o leitor viabilizar seus projetos de forma mais assertiva e ter uma vida repleta de significado. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota e as outras novidades da semana.

PublishNews, Redação, 06/08/2021

A Quadrante Editora, que atua no mercado desde 1964, está à procura de um produtor editorial. É preciso ter bons conhecimentos da língua portuguesa, das etapas do processo editorial, fluência em uma segunda língua (inglês, espanhol ou francês), facilidade para trabalhar com diversos projetos simultaneamente e disponibilidade em horário comercial. As funções do cargo incluem atuar no acompanhamento da produção dos livros impressos, em contato com prestadores de serviço e com o editor responsável; conferir os cronogramas de produção dos livros e monitorar os prazos de fechamento; acompanhar a grade de lançamentos, avaliando possíveis atrasos e cobrando pendências; executar as etapas administrativas do processo editorial e serviços de moderação de emenda e revisão textual; auxiliar na definição das especificações técnicas do livro; fazer a liberação final da capa e miolo dos títulos; auxiliar os responsáveis pela cotação e negociação de orçamentos gráficos. Os interessados devem encaminhar currículos para o e-mail rh@quadrante.com.br até 10 de agosto.

PublishNews, Redação, 06/08/2021

A Oficina de Textos, que publica livros técnicos-científicos, abriu uma vaga de estágio em design gráfico. São requisitos ter conhecimentos em Illustrator, Photoshop e InDesign e cursar Design Gráfico a partir do terceiro ano. Além disso, a editora procura uma pessoa proativa, organizada e responsável. O contratado cuidará da edição de imagens e preparação de figuras, gráficos e fórmulas. O trabalho é em home office. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail adm@ofitexto.com.br.

PublishNews, Redação, 06/08/2021

Em vez de imagens, palavras. Desde 2018, o olhar atento do fotógrafo Leo Aversa para observar as pessoas e suas idiossincrasias passou a dar origem a uma arte pela qual, até então, não era muito conhecido: a de escrever. Em sua coluna semanal publicada no jornal O Globo, ele aborda assuntos do cotidiano com humor, inteligência e pitadas de sarcasmo. E agora, alguns desses textos, somados a um farto material inédito estão reunidos no livro Crônicas de pai (Intrínseca, 352 pp, R$ 59,90). Com histórias que vão do nascimento à pré-adolescência de seu filho Martín, e da relação transformadora de ser cuidado e agora cuidar e acompanhar o pai, Aversa percorre um caminho de lembranças ternas da juventude, casos hilários da relação com Martín e reflexões sobre ser um pai e um filho em constante evolução. Alimentação infantil, grupos de WhatsApp da escola, lembranças de natais de outrora, partidas de futebol e videogame, busca por aprovação, caça a baratas voadoras e lições de vida para pais e filhos, nada escapa à caneta de Leo. Nesta coletânea, o autor prova que ser pai é um aprendizado e ser filho é um talento. Em edição de luxo, com capa dura, pintura trilateral e projeto gráfico de Aline Ribeiro, o livro ainda conta com ilustrações da artista Poeticamente Flor e apresentação de Adriana Calcanhotto.

PublishNews, Redação, 06/08/2021

Em Cartas para minha avó (Companhia das Letras, 200 pp, R$ 34,90), a filósofa Djamila Ribeiro revisita sua infância e adolescência para discutir temas como ancestralidade negra e os desafios de criar filhos numa sociedade racista. O relato se dá na forma de cartas a sua saudosa avó Antônia — carinhosa e amorosa, conhecedora de ervas curativas e benzedeira requisitada. A cumplicidade que sempre houve entre avó e neta é o que permite que a autora rememore episódios difíceis, como a perda do pai e da mãe, as agressões que sofreu como mulher negra no Brasil e os desafios para integrar a vida acadêmica. Djamila também fala de relacionamentos amorosos e experiências profissionais, das músicas, das leituras e das amizades que a acompanharam em sua construção pessoal — e da percepção paulatina de que a memória das lutas e das conquistas das pessoas negras que vieram antes de nós é a força que nos permite seguir adiante.

PublishNews, Redação, 06/08/2021

Para os cristãos, o ano é 1099. Para os judeus, 4859. Já para os muçulmanos, 492. Apesar dos calendários diferentes, os seguidores das três religiões convivem pacificamente em Jerusalém até que recebem um ultimato dos Cruzados franceses: eles precisam escolher entre abandonar a cidade ou lutar até a morte. No dia anterior ao ataque, pessoas de diferentes idades se reúnem com um erudito grego no átrio da cidade, na presença de um imã, um rabino e um sacerdote cristão. A mensagem do erudito é simples: embora nada possa ser feito para salvar Jerusalém, é preciso preservar seus saberes para que um dia a cidade possa vir a ser reconstruída. Em vez de negociar a paz ou se preparar para o combate, ele propõe que os que estão ali reunidos passem aquela última tarde lhe fazendo perguntas filosóficas. Então, quando a noite cair, todos deverão se espalhar pelos quatro cantos do mundo com o intuito de passar adiante aquilo que aprenderam. Escrito por Paulo Coelho, Manuscrito encontrado em Accra (Paralela, 160 pp, R$ 44,90) ensina lições valiosas sobre temas universais e atemporais, sugerindo que, na eterna luta contra a intolerância e a incompreensão, as armas mais poderosas são as palavras.

“Insistir na relevância do livro é um ato de resistência e amor.”
Alfredo Caseiro
Jornalista e fundador da Pé de Livro
1.
Mentirosos
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Vermelho, branco e sangue azul
4.
Escravidão -Vol 2
5.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
6.
Torto arado
7.
O poder da autorresponsabilidade
8.
Do mil ao milhão
9.
Box Harry Potter
10.
A nova batalha
 
PublishNews, Redação, 06/08/2021

Em A era da ansiedade (Rocco, 304 pp, R$ 69,90 – Trad.: Maira Parula), Pete Townshend, o guitarrista e compositor da banda The Who, explora a ansiedade e a loucura da vida moderna através de duas gerações de uma família londrina, seus amantes, colaboradores e amigos. Impulsionados pela paixão e pela ambição musical, quatro vidas se encontram em uma espiral fora de controle – drogas leves, drogas pesadas, amores perdidos e reencontrados, famílias desfeitas e refeitas. Alucinações e paisagens sonoras assombram a narrativa, revelando ao leitor uma meditação sobre o mundo atual, loucura e genialidade, além do lado obscuro da arte e da criatividade. Entre os personagens está um cultuado e decadente astro do rock, que desaparece na região montanhosa da Cúmbri, se tornando um pintor ermitão cujas obras evocam visões apocalípticas; um negociante de arte, sob efeito de drogas pesadas, que tem visões de rostos demoníacos gritando na guarda de sua cama; uma jovem irlandesa, que ainda criança esfaqueou o próprio pai para salvar a irmã de abusos recorrentes, e está determinada a conquistar o marido de sua melhor amiga; e um jovem compositor inglês em ascensão que começa a ter alucinações auditivas durante seus shows e crê estar ouvindo as manifestações de medo e ansiedade de seu próprio público.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 06/08/2021

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.