Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 07/05/2021
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Leonardo Neto e Talita Facchini, 07/05/2021

Meme 'Disaster Girl', vendido como NFT por US$ 473 mil | ReproduçãoA Bookwire anunciou, nessa quinta-feira (06), uma plataforma de blockchain para conteúdos em textos e em áudio, criando uma espécie de marketplace de NFTs para o mercado editorial. NFT (Non-fungible tokens) é a tecnologia que permite a venda e validação de propriedades de arquivos digitais que tem revolucionado o mercado de artes. Tornaram-se recorrentes as notícias de vendas desse tipo de arquivo por cifras vultosas. No fim do mês passado, por exemplo, o meme de uma garota em frente a uma casa em chamas foi vendido por US$ 473 mil, só para se ter ideia. A Bookwire mira no mercado de colecionadores que buscam originais, primeiras edições, manuscritos e gravações em áudio exclusivas. Editores e criadores de conteúdo poderão usar a plataforma – que será lançada no segundo semestre – para oferecer aos seus públicos produtos exclusivos que atendam às necessidades e hábitos das novas gerações de leitores. Graças à tecnologia de blockchain, os NFTs estão protegidos e não podem ser replicados, dando garantia a colecionadores no que diz respeito à originalidade do produto adquirido. John Ruhrmann, diretor administrativo e cofundador da Bookwire, reconhece que a febre dos NFTs pode passar, mas o que a empresa está de olho é em outra coisa: “Por muito tempo, nós da Bookwire pensamos em usar o blockchain como uma tecnologia para a indústria editorial. Os usos do blockchain são infinitos. O entusiasmo em torno dos NFTs pode diminuir, mas a tecnologia veio para ficar. Queremos habilitar soluções de blockchain para nossos clientes e para o mercado como um todo e o mercado de NFT, atualmente em desenvolvimento, é uma maneira de começarmos”, disse em comunicado. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota e conheça uma experiência brasileira na "tokenização" de um livro.

PublishNews, Talita Facchini, 07/05/2021

Leigh Bardugo | © Wiki Commons / Leigh BardugoEm 2012, a autora israelense Leigh Bardugo criou o Grishaverso – o mundo fantástico da trilogia Sombra e ossos. Desde então, a série conquistou milhões de fãs, mas foi só agora que o primeiro volume da série garantiu um lugar na Lista dos Mais Vendidos do PublishNews. A nova edição de Sombra e ossos, publicada pelo selo Minotauro, da editora Planeta, vendeu 347 exemplares na semana e garantiu o 15º lugar em Ficção. A edição com nova capa e formato chegou semanas antes da Netflix estrear a série de mesmo nome. Além disso, segundo a Storytel, toda a trilogia – composta ainda por Sol e tormenta e Ruína e ascensão – ficou entre os livros mais escutados no streaming durante o mês de abril. O clássico do universo YA conta a história de um país dividido pela Dobra das Sombras – uma faixa de terra povoada por monstros sombrios – no qual a corte real está repleta de pessoas com poderes mágicos. Ali, Alina Starkov pode se considerar uma garota comum. Mas seu destino muda quando ela descobre invocar o poder da luz, a única coisa capaz de acabar com a Dobra das Sombras e reunificar Ravka de uma vez por todas. Por conta disso, Alina é enviada ao Palácio para ser treinada como parte de um grupo de guerreiros com habilidades extraordinárias, os Grishas, e terá que lidar com seus novos poderes. Vamos acompanhar se a série seguirá o mesmo caminho de Bridgerton. Na comparação com a semana passada, os números gerais da lista cresceram 7%. Não Ficção é a categoria que merece destaque, com um aumento de 30%. Esse aumento pode ser explicado pelo aparecimento de Compreender e acolher (Literare Books) na lista. O livro de Deborah Kerches que aborda o Transtorno do Espectro Autista (TEA) de forma lúdica garantiu o primeiro lugar em Não Ficção e o segundo da Lista Geral com 1.511 exemplares vendidos. Clique no Leia Mais para conferir as outras novidades da semana.

PublishNews, Redação, 07/05/2021

Menos de um mês depois de anunciar a decisão de realizar somente uma edição on-line, a Feira do Livro de Londres divulgou agora, a sua programação. Serão três semanas – durante o mês de junho – com conferências, programação em streaming, discussões e participação de autores. A Feira do livro on-line de Londres tem como objetivo “destacar as principais áreas da feira, criando a oportunidade para um público global se reunir de forma flexível para fazer networking, aprender e compartilhar ideias”. A programação começa no dia 7 de junho com uma série de conferências antes do início oficial do evento, de 21 a 24, contando ainda com uma programação adicional na semana seguinte. Durante a primeira semana, estão marcadas quatro conferências, começando com uma Instrução aos Direitos, que explorará como vender direitos para quem quer começar uma carreira no setor ou ingressou recentemente na indústria do livro. No dia 8, especialistas em publicação darão aos autores e aspirantes a escritores conselhos sobre como serem notados durante o The Writers' Summit. E no dia seguinte, a Education Conference fornecerá a editores educacionais, organizações de EdTech percepções sobre os desenvolvimentos internacionais que impactam suas indústrias e mercados. Os palestrantes falarão ainda sobre o que aprenderam com a Covid-19 e o que o futuro reserva. Uma discussão sobre o futuro das publicações acadêmicas acontecerá no dia 10. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 07/05/2021

A Saraiva reinaugura neste sábado (8), a sua loja do Jundiaí Shopping. Segundo a assessoria da varejista, a reabertura da unidade faz parte do seu objetivo de estabilizar o número de lojas e buscar maior eficiência em seus estabelecimentos. A nova loja do Jundiaí Shopping tem o perfil adequado à nova estratégia da companhia que irá se estabelecer como Livraria e Papelaria. Em parceria com a Multiplan, esta será a primeira loja da Saraiva em formato reduzido, com 250m². A varejista diz ainda que acredita “na necessidade cada vez maior de lojas físicas para venda de livros”.

PublishNews, Redação, 07/05/2021

No próximo dia 17, a Associação de Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil (Aeilij) dá início ao minicurso sobre Crônicas para todas as idades. O gênero faz um recorte do cotidiano, uma reflexão ou sátira que trata com leveza os fatos do dia a dia. Tendo como professores os cronistas José Roberto Torero e Leo Cunha, o minicurso foi dividido em quatro aulas, sempre as segundas e sábados, de 17 a 26 de maio, das 19h às 21h. Ao final do curso, será publicada uma coletânea com os 20 melhores textos dos participantes pelo selo Edições Aeilij. A coletânea será organizada por Rosana Rios com apoio técnico-operacional dos autores Flávia Côrtes e Severino Rodrigues. O investimento é de R$ 250 e os associados da Aeilij têm desconto de 50%.

PublishNews, Redação, 07/05/2021

Romance de estreia de Clarice Lispector, Perto do coração selvagem (Rocco, 208 pp, R$ 79,90) foi escrito quando ela ainda era estudante na faculdade de Direito da UFRJ, em 1943. Na obra, a protagonista Joana “sentia o mundo palpitar docemente em seu peito, doía-lhe o corpo como se nele suportasse a feminilidade de todas as mulheres” e destoava do sistema patriarcal em que se encontrava inserida, da mesma forma que Clarice se distanciava da literatura de seu tempo, ainda dominada pelo regionalismo e o realismo. A leitura é caleidoscópica. Joana ora tem uma cor, ora outra, conforme o momento ("real" ou onírico). As cores dançam no enredo misturado ao cenário e às sensações da menina-mulher-amante. Joana desfila na vida dos outros personagens, destilando o veneno de víbora, instilado com ironia e respostas cruéis diante dos fatos. A nova edição de Perto do coração selvagem é o primeiro da coleção Clarice Essencial, que terá volumes em capa dura e forração de tecido. Para o Dia das Mães, o kit presenteável do livro virá acompanhado de uma ecobag.

PublishNews, Redação, 07/05/2021

A mulher que perde o marido é viúva; a que perde os pais é órfã. A mulher que perde o filho é algo que não cabe em palavras. Essa experiência – a maior dor do mundo – não é passível de nomeação. Vivenciar o inominável é voltar à condição alheia de criança recém-nascida, incapaz de concretizar qualquer estímulo que não venha das próprias vísceras. O mundo de fora fica mudo; o de dentro, grita a cada toque. Como se sente a mulher diante da morte de um filho? Esse questionamento é, de certa forma, o start para o livro A Lua e o Girassol (Primavera, 144 pp, R$ 44,90), de Marina Miranda Fiuza, a partir de depoimentos de sete mães cujos filhos, de diferentes idades, faleceram em circunstâncias diversas. Os capítulos abordam a experiência cíclica de viver em luto e viver em luz, algo que se alterna nessa experiência que demanda “continuar vivendo”. Obra conta ainda com o prefácio do escritor português Valter Hugo Mãe.

PublishNews, Redação, 07/04/2021

Blythe Connor está decidida a ser a mãe perfeita, calorosa e acolhedora que nunca teve. Porém, no começo exaustivo da maternidade, ela descobre que sua filha Violet não se comporta como a maioria das crianças. Ou ela estaria imaginando? Seu marido Fox está certo de que é tudo fruto do cansaço e que essa é apenas uma fase difícil. Conforme seus medos são ignorados, Blythe começa a duvidar da própria sanidade. Mas quando nasce Sam, o segundo filho do casal, a experiência de Blythe é completamente diferente, e até Violet parece se dar bem com o irmãozinho. Bem no momento em que a vida parecia estar finalmente se ajustando, um grave acidente faz tudo sair dos trilhos, e Blythe é obrigada a confrontar a verdade. Em O impulso (Paralela, 328 pp, R$ 49,90 - Trad.: Ligia Azevedo), Ashley Audrain escreve sobre o que os laços de família escondem e os dilemas invisíveis da maternidade, convidando o leitor a refletir: até onde precisamos ir para questionar aquilo em que acreditamos?

“A leitura do mundo precede a leitura da palavra.”
Paulo Freire
Educador brasileiro
1.
Mais esperto que o diabo
2.
Compreender e acolher
3.
Torto arado
4.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
5.
A garota do lago
6.
Box Harry Potter
7.
A coragem de ser imperfeito
8.
Minutos de sabedoria
9.
O poder da autorresponsabilidade
10.
Do mil ao milhão
 
PublishNews, Redação, 07/05/2021

A atriz e escritora Maria Flor anuncia já de cara que o livro Já não me sinto só (Planeta, 192 pp, R$ 41,90) se trata de uma obra de ficção e que qualquer semelhança com nomes, pessoas ou situações da vida real terá sido mera coincidência. No livro, após o término de um longo relacionamento, Maria é convidada para trabalhar em um filme que será gravado no Jalapão, Tocantins, dirigido por um diretor com quem teve uma história no passado. O reencontro com Júlio, antes mesmo de revê-lo, desperta na protagonista as lembranças deste caso mal resolvido, anos antes. A partir do momento em que o vê, Maria então vivencia situações que vão da angústia das dúvidas à completa euforia. Outros personagens somam à trama boas doses de humor, impasses e curiosidades sobre o desenrolar dos acontecimentos. Tendo o Norte do Brasil como cenário para uma bela história de amor, ela passa por uma profunda jornada de autoconhecimento sobre quem foi e quem deseja ser.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 07/05/2021

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.