Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 04/05/2021
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Leonardo Neto, 04/05/2021

Eduardo Krause, Marcelo Levy, Neyde Cortes, Priscila Ceconelo Silva e Wendel Isler são os finalistas do Prêmio PublishNews 2020Dois mil e vinte foi, pra dizer o mínimo, um ano que exigiu muito de todos. O mundo foi tomado por uma pandemia de um vírus pouco conhecido, cujo processo de contaminação se dá pelas vias aéreas. Respirar tornou-se algo perigoso. As consequências disso para o mundo têm sido avassaladoras. No Brasil, pouco mais de um ano depois, já se contabilizam mais de 408 mil pessoas mortas pela doença. Isso, claro, afetou a economia mundial. Em seus picos, a pandemia derrubou comércios, prejudicou a indústria e paralisou setores inteiros do ramo de serviços. O Brasil perdeu 4,1% do seu PIB em 2020. E o mercado de livros não ficou imune a todas essas intempéries. Entre março e abril de 2020, a Nielsen, que tem uma ferramenta que acompanha o varejo de livros no Brasil, apontou queda de 47,6% no faturamento apurado com a venda de livros em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento monitorados pelo instituto de pesquisa. Nesse cenário tenebroso, um time de profissionais que atuam em editoras, distribuidoras e livrarias se movimentou na tentativa de minorar essas perdas. Esses profissionais são festejados no Prêmio PublishNews, cuja cerimônia de entrega dos troféus acontecerá virtualmente no próximo dia 12, às 19h. Além de dar reconhecimento às equipes por trás dos campeões de vendas na Lista dos Mais Vendidos do PublishNews, o Prêmio busca uma pessoa que tenha se destacado e dá a ela o título de Profissional de Vendas e de Marketing do Ano. Cinco profissionais concorrem em 2020: Eduardo Krause (Dublinense), Marcelo Levy (Todavia), Neyde Côrtes (Sextante), Priscila Ceconelo Silva (Citadel) e Wendel Isler (Catavento). Os cinco foram selecionados pela equipe do PublishNews entre os inscritos ao Prêmio e agora serão colocados à prova. Receberão votos de representantes de livrarias que compõem a Lista dos Mais Vendidos do PN e também de suas torcidas. Nessa disputa, o voto dos livreiros tem peso dois e os votos populares, peso um (cada votante só pode dar um único voto). O vencedor será aquele que obtiver maior pontuação somada. Para votar no seu candidato, clique aqui e clique no Leia Mais para conferir o perfil de cada um deles.

PublishNews, Redação, 04/05/2021

O Prêmio Off Flip de Literatura anunciou esta semana, os vencedores da sua 16ª edição. Com novo site, um novo formato e inscrições gratuitas, o prêmio incorporou o gênero crônica e recebeu centenas de inscrições em suas três categorias. Na primeira delas, os três primeiros colocados foram A ciência de catar feijão, de Claudia Albuquerque (CE); A morte de cu-sujo, de Marcos Tavares (ES) e Tempos de vacas magras e burgers gourmet, de Nina Graeff (PB). Em poesia, os vencedores foram Travessia, de Thalles do Nascimento Castro (MG); Receita para emplumar o coração de outono, de Airton Souza (PA) e Depois da cerca, um charco, de Luís Fernando Nicolosi de Oliveira (PR). Por fim, em conto, os três primeiros selecionados foram Prófugo, de Raphael Luiz de Araújo (SP); O dia em que seu Mário me ensinou a andar no telhado, de Eduardo Ferreira Moura (MG) e A chuva não sabe como consumar feridas, também de Airton Souza (PA). Os autores vencedores serão contemplados com R$ 20 mil, assinaturas do Jornal Rascunho e do Clube Realejo, cota de livros do Selo Off Flip, bolsa de criação literária e mentoria on-line. O lançamento das coletâneas poderá ser realizado no Sesc Paraty – dependendo das condições sanitárias – durante a Flip, prevista para julho de 2021. Caso haja restrições quanto à pandemia, o lançamento será virtual. A lista completa dos vencedores você confere clicando aqui.

PublishNews, Redação, 04/05/2021

A Ediouro, que abriga as marcas Ediouro Educação, Nova Fronteira, Petra, Pixel, Agir e Coquetel, abriu uma vaga de estágio editorial para atuar neste último selo. Com mais de seis décadas de história, a Coquetel é pioneira na publicação de passatempos. Para o cargo, é necessário que os candidatos estejam entre o 4º e 6º período da graduação em Letras, Comunicação ou História. É preciso também ter boa redação, capacidade de síntese, iniciativa e criatividade, além de trabalhar bem em grupo e ser pontual. Entre as principais responsabilidades do cargo estão a revisão e seleção de textos, a construção de definições e a realização de análises de um diagrama de palavras cruzadas. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail thuany.goncalves@ediouro.com.br colocando no assunto “Estágio de Coquetel”.

PublishNews, Redação, 04/05/2021

A TAG – Experiências Literárias realiza nesta semana, um ciclo de encontros virtuais que irá abordar a literatura nacional. Com o título Palavras em brasa: a literatura brasileira ontem, hoje e amanhã, o evento é composto por três encontros on-line, que irão acontecer ao longo do mês no canal do YouTube do clube, de forma gratuita e aberta a todos os interessados. A programação começa nesta terça (4), às 19h30, com uma intervenção artística da slammer Mel Duarte; seguida, às 20h, por conversa que traz o tema Por onde anda a literatura contemporânea brasileira. O bate-papo será mediado por Luiz Maurício Azevedo, doutor em Teoria e História Literária pela Unicamp, e traz como convidados os autores Itamar Vieira Jr, de Torto arado; a poeta Mel Duarte e a escritora Socorro Acioli. Na semana seguinte, no dia 11, às 20h, a agenda do ciclo traz uma discussão sobre a escrita criativa no Brasil. A conversa será mediada pela editora da TAG, Fernanda Grabauska e terá a participação do escritor Luiz Antonio de Assis Brasil. Para encerrar a programação, no dia 13, no mesmo horário, Pedro Pacífico, idealizador do Book.ster, um dos maiores perfis brasileiros do Instagram dedicado à literatura, comanda uma conversa sobre os clássicos que formam a literatura nacional. A conversa acontece com os escritores Jeferson Tenório e Amara Moira. A agenda completa você encontra clicando aqui, onde os interessados também devem fazer a inscrição para participar dos eventos.

PublishNews, Redação, 04/05/2021

O Instituto de Leitura Quindim realiza este mês o curso A biblioteca e seus espaços narrativos, com o objetivo de refletir sobre a importância da biblioteca para a educação infantil e suas narrativas. Os encontros on-line serão divididos em quatro módulos realizados nos dias 11, 13, 18 e 20 de maio, das 19h às 21h. Já as aulas serão ministradas por diferentes profissionais, que abordarão os seguintes temas: O livro e a biblioteca na educação infantil, com a doutora em Educação Maria das Graças Monteiro Castro e o especialista e presidente do Instituto Quindim, Volnei Canônica; A narrativa visual na construção da narrativa verbal, com o escritor e ilustrador, André Neves; Identidade narrativa e as referências que me habitam, com a também escritora e ilustradora Ciça Fitippaldi e O espaço planejado para abrigar o livro: na biblioteca e em casa, com Maria das Graças Monteiro Castro, Volnei Canônica e a arquiteta Mariana Fraietta. “Os encontros do curso trazem a experiência de profissionais que trabalham em prol do livro e da leitura e, em seus processos criativos respeitam o diálogo da criança com a arte e com o espaço físico do livro e da biblioteca”, explica Volnei. As inscrições acontecem até o dia 10, no site do Instituto Quindim. O curso conta com o apoio do Laboratório do Livro, Leitura, Literatura e Biblioteca (Libris), do curso de Biblioteconomia e Pedagogia da Universidade Federal de Goiás (UFG).

PublishNews, Redação, 04/05/2021

Parte do Grupo Ibep, a Conrad Editora, referência na publicação de quadrinhos, iniciou o seu novo planejamento estratégico em junho do ano passado. Na época, a casa editorial trouxe de volta para o seu time Cassius Medauar – que em 2020 foi o responsável pelo lançamento da linha de mangás da editora – e que tinha como principal objetivo, reforçar o editorial. Logo em seguida a Conrad anunciou o seu novo plano que consiste em levar a editora para o mundo digital. Para isso, ela começou a apostar em lançamentos de HQs de autores nacionais e internacionais em e-books completos ou em capítulos digitais com periodicidade semanal e mensal, o que atiça a curiosidade do leitor e pode mantê-lo interessado na história por meses a fio. Agora, a Conrad anunciou o lançamento do seu novo site. Nele, o leitor encontra todos os títulos publicados pela editora, além de ter acesso ao blog e vídeos – com as séries Palavras do autor e Papo Conrad. A ideia é colocar o máximo de informações possíveis sobre a editora para que os leitores acompanhem de perto o trabalho da casa editorial. Em breve a Conrad lançará também seu próprio podcast.

PublishNews, Redação, 04/03/2021

O projeto Decamerão (Rocco, 336 pp, R$ 49,90 – Trad.: Isabela Sampaio, Luisa Geisler, Rogerio W. Galindo e Simone Campos) é uma coletânea de contos originais encomendados pelo New York Times para grandes nomes da literatura contemporânea e publicados online durante o período de isolamento mundial em 2020. Conforme o Coronavírus avançava pelo mundo, 29 autores, incluindo nomes como Margaret Atwood, Tommy Orange, Mia Couto, Julian Fuks, Colm Tóibín, Charles Yu, entre outros, escreveram sobre a nova realidade que nos foi imposta, cada um deles analisando a pandemia por um prisma. Se em 1353, Giovanni Boccaccio escreveu O Decamerão, composto por cem histórias contadas por um grupo de jovens que se abrigam fora de Florença enquanto aguardavam o fim da peste bubônica, doença que matou mais de 25 milhões de pessoas, em março de 2020, os editores do New York Times criaram O projeto Decamerão, uma antologia com um objetivo simples e determinado: reunir uma coletânea de histórias escritas enquanto a pandemia da covid-19 atingia os quatro continentes. Um livro que será lembrado como uma homenagem histórica e oferecerá perspectiva e consolo ao leitor até que o covid-19 seja, felizmente, apenas uma memória. A obra conta com ilustrações de Sophy Hollington.

PublishNews, Redação, 03/05/2021

A difícil realidade brasileira e as mudanças no mundo estão retratadas nas crônicas contidas na obra A arte de torrar café (Objetiva, 200 pp, R$ 49,90), de Ronaldo Correia de Brito. Elas se entrelaçam e se complementam, criam mistério e enfrentam o inesperado, num fluxo de texto claro e emocionante. Lamentam a perda de pessoas queridas, mas também celebram a força dos que estão aqui para lutar. Ao reunir narrativas de sua produção de mais de 20 anos, ele transita entre o Recife e os subúrbios de Paris; entre a Praça de Maio, em Buenos Aires, à rota árdua dos romeiros em procissão a Juazeiro. A partir de suas experiências, compõe um retrato consistente sobre a dor e o deslocamento, os encantos e mistérios das tradições populares, e os artistas que as tornam vivas. É um livro sobre mudanças, sobre a perda da memória e o ataque sistemático à cultura.

“Não há nada mais parecido com escrever um livro do que traduzir.”
Paulo Henriques Britto
Poeta brasileiro
1.
Mais esperto que o diabo
2.
Torto arado
3.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
4.
A garota do lago
5.
Corte de espinhos e rosas
6.
A arte de manipular a sorte
7.
Do mil ao milhão
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
9.
Mindset
10.
Box Harry Potter
 
PublishNews, Redação, 04/05/2021

Após um hiato de dez anos, Sonia Sant´Anna apresenta ao leitor Rondó (Penalux, 138 pp, R$ 40), seu novo livro que reúne 17 contos e uma novela autobiográfica. O conto que dá título ao livro, narra uma história de amor circular que remete aos textos de Julio Cortázar. Menino do Rio traz à memória a canção de Caetano Veloso e retrata uma vida tão ingrata quanto a do personagem real que inspirou o compositor. Vigília mostra a que ponto um homem pode chegar ao ser abandonado pela mulher amada. Hora do jantar revela a intimidade de um casal que, como tantos outros, permanece casado anos a fio – e a que custo. Todos os contos de Sonia são tidos como “terríveis”, assim como a revelação contida na novela curta que fecha o livro, inspirada na história de sua própria família.

PublishNews, Redação, 04/05/2021

Realidade das periferias, sentimentos contraditórios inerentes ao homem, ambição, crítica ao sistema político e pluralidade. Esses são alguns dos elementos que circundam as histórias presentes no livro Um Deus que não passeia sobre as águas (Autografia, 176 pp, R$ 40), de Israel Pinheiro. Ao homenagear as belezas de mares infinitos do Nordeste – principalmente nas regiões de Pernambuco, como Recife e Olinda –, o escritor apresenta seis contos que retratam, sob o prisma do indivíduo, o peso e o impacto das transformações culturais, tecnológicas, políticas e econômicas da atualidade. Nesta obra, Pinheiro constrói a vida periférica e, particularmente, os sentimentos daqueles que nela habitam. Nos contos não há presença de uma humanidade idealizada, os bons e os maus habitam o mesmo lugar. Todas as histórias também mostram a realidade de sentimentos egoístas e imoralidade, além de apresentar um olhar refinado para expressar as pequenas sutilezas da alma humana.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.