Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 05/02/2021
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Leonardo Neto, 05/02/2021

Marília Arnaud é a vencedora de 2021 do Prêmio Kindle de Literatura | © DivulgaçãoA Amazon, o Grupo Editorial Record, e a TAG - Experiências Literárias anunciaram, em cerimônia virtual realizada nessa quinta-feira (04), a obra vencedora da 5ª edição do Prêmio Kindle de Literatura. O livro escolhido pelo júri composto por Adriana Carranca, João Carrascoza e Vanessa Ferrari foi O pássaro secreto, da paraibana Marília Arnaud, que já tinha obras publicadas pelos selos Tordesilhas (Alaúde) e Rocco Digital (Rocco). O pássaro secreto foi publicado no formato digital pelo KPD, plataforma de autopublicação da Amazon e agora ganhará duas edições impressas: uma feita pela Record e distribuída em canais tradicionais e outra pela TAG, que distribuirá entre os seus assinantes no mês de maio. A autora ainda receberá R$ 40 mil – R$ 20 mil como prêmio e outros R$ 20 mil como adiantamento de pagamentos de direitos autorais. Marília concorreu com mais de dois mil inscritos e acabou como a única mulher entre os finalistas. Os outros eram: Dani Mussi, com Coisa-ruim; Fernando A. Almeida Soares, com Infância no além; Tailor Diniz, com Noturno em Punta del Diabo, e Vitor Camargo de Melo, com Embaixo das unhas. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Leonardo Neto, 05/02/2021

O velho Orwell se prova atual e grande vendedor de livrosA obra de George Orwell caiu em domínio público no primeiro dia de 2021 e as livrarias viram uma inundação de edições de A revolução dos bichos (ou A fazenda dos animais, como o leitor preferir) e de 1984. Apesar disso, as únicas edições das obras presentes na Lista dos Mais Vendidos do PublishNews eram as da Companhia das Letras, que detinha os direitos de publicação no Brasil até o fim de 2020. Essa barreira foi rompida nessa semana pelo box da Pandorga que reúne, em um só volume, A revolução dos bichos, traduzida por Mauricio Macedo e 1984 que ganhou versão em português por Juliana Garcia. O box ocupa a posição de número dois de Ficção, com 1.342 cópias. O kit garantiu também a sexta posição do Ranking Geral. A edição de Revolução dos bichos da Companhia das Letras ficou na terceira posição da categoria, com 1.100, e a de 1984, também pela Companhia, ficou em quinto, com 752. O velho Orwell se prova atual e grande vendedor de livros. Clique no Leia Mais e confira outros destaques na Lista dessa semana e veja também um resumo do fechamento do mês de janeiro.

PublishNews, Redação, 05/02/2021

A TAG – Experiências Literárias divulgou os seus números de 2020. Mesmo com a pandemia, revisão de planejamentos e perspectivas pessimistas, o clube de assinaturas encerrou o ano com resultados positivos. Fundado em 2014, o clube chegou ao final do ano com 60 mil assinantes em todo o país, número que representa um crescimento de 23% em sua base de assinantes, e faturamento de R$ 43 milhões. Em 2019, o faturamento foi de R$ 36 milhões. Parte do crescimento surgiu a partir das campanhas de incentivo à adesão criadas pela empresa, mas a curiosidade pelos clubes de assinatura fomentados pela pandemia também ajudou. “Notamos que muitas pessoas passaram a ter outra visão a respeito de clubes de assinatura quando permaneceram mais tempo em casa e decidiram experimentar. Esse movimento nos ajudou a crescer, pois ao longo do ano a leitura ganhou mais espaço na vida daqueles que estavam em quarentena”, avaliou Arthur Dambros, vice-presidente da marca. Em 2020, a TAG lançou a Grow, novo clube voltado para livros de negócios e autodesenvolvimento pessoal que já conquistou mais de dois mil assinantes e mudou o seu Centro de Distribuição de Porto Alegre para São Paulo.

PublishNews, Leonardo Neto, 05/02/2021

Marcelo Lopes da Ponte, presidente do FNDE, recebeu o senador Jean Paul Prates, presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Livro | © DivulgaçãoNessa quinta-feira (04), o presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Livro, o senador Jean Paul Prates, esteve com o presidente do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), Marcelo Lopes da Ponte, para apresentar algumas pautas do mercado de livros. Boa parte da conversa girou em torno do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD). O presidente informou ao parlamentar que 95% dos livros comprados para abastecer escolas e alunos em 2021 já foram distribuídos e garantiu que está mantido o calendário de pagamentos às editoras. O PNLD Literário também foi alvo da conversa entre os dois. A edição de 2021 abre inscrições no próximo dia 1º e o edital trouxe uma exigência que tem tirado o sono de muitos editores: para cada livro apresentado, é necessária a apresentação, no ato da inscrição, de vídeos relativos às obras que apresentarão no certame. Os vídeos têm caráter eliminatório. O senador informou ao PublishNews que apresentou essa demanda ao presidente do FNDE, que disse estar sensível à causa e que avaliará a mudança. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Talita Facchini, 05/02/2021

Feira do Livro de Buenos Aires de 2015 | © DivulgaçãoDois mil e vinte um chegou, mas a pandemia do novo coronavírus ainda continua por aí. Com novas cepas do vírus possivelmente ainda mais contagiosas, viagens e aglomerações ainda não são recomendadas e a situação já se refletiu nos grandes eventos literários. Recentemente, a organização da Feira do Livro de Buenos Aires comunicou o adiamento da 46ª edição do evento que aconteceria entre abril e maio. Segundo o texto, a decisão é uma medida necessária para proteger a população e está em conformidade com a decisão da cidade de Buenos Aires de suspender todo tipo de evento que reúna um grande número de pessoas. A expectativa é que a feira aconteça presencialmente no segundo semestre. Outra importante feira literária, a de Leipzig, considerada um esquenta para a Feira do Livro de Frankfurt, foi cancelada pelo segundo ano consecutivo. No último dia 29, o diretor do evento alemão, Oliver Zille, comunicou que um evento presencial ainda é muito arriscado e que uma versão digital está sendo preparada. A Feira do Livro de Leipzig, junto com a convenção Manga-Comic, recebe, normalmente, 30 mil visitantes.

PublishNews, Redação, 05/02/2021

O Grupo Editorial Record abriu uma vaga para estágio em produção gráfica. O contratado irá realizar a diagramação de miolos de livros, encartes e cadernos de fotos – função que exige conhecimentos do programa InDesign – e a vetorização de imagens, gráficos e mapas, utilizando o Corel ou Illustrator. Os benefícios da vaga incluem bolsa estágio, vale transporte, alimentação no local e seguro de vida. Os interessados devem enviar o currículo para o e-mail recrutarheditorial@gmail.com até 9 de fevereiro.

PublishNews, Redação, 05/02/2021

Travessias imaginárias: literaturas de língua portuguesa em nova perspectiva (Edições Sesc, 264 pp, R$ 75) apresenta de forma consistente um panorama crítico do que há de mais significativo na literatura de língua portuguesa. Com linguagem ensaística, o livro organizado por Mirna Queiroz, fundadora e editora executiva da revista Pessoa, busca promover o diálogo dentro da própria comunidade de países de língua portuguesa e contribuir para a reflexão sobre aspectos narrativos de determinado conjunto de obras, sejam experimentais ou mais afeitos à tradição, sobre tendências temáticas, imbricações estéticas e ideológicas e ainda sobre relações de proximidade ou negação entre escritores.

PublishNews, Redação, 05/02/2021

Os monumentos públicos e as pichações no espaço urbano, o uso de bandeiras em manifestações de rua e na arte contemporânea e a censura a exposições são alguns dos temas dos 13 ensaios reunidos em O artista improdutivo (Âyiné, 180 pp, R$ 89,90), da escritora e artista visual Laura Erber. A relação entre arte e política se desenvolve não apenas nos textos que investigam tais assuntos mais abrangentes; ao tratar de pintores negros do século XIX e da obra de Rosana Paulino, por exemplo, e ao reconstruir a trajetória intelectual de Mário Pedrosa e da galerista Ileana Sonnabend, a autora tece reflexões que iluminam o fazer da arte e da crítica hoje. O livro traz artigos e ensaios escritos entre 2015 e 2020, alguns deles publicados em revistas acadêmicas, suplementos culturais e revistas digitais. O ensaio inédito que dá título ao volume trata do lugar do trabalho na sociedade, na arte e no mercado artístico contemporâneo, percorrendo os temas do ócio, do produtivismo e da mercantilização do imaterial.

“O meu texto é um lugar onde as mulheres se sentem em casa.”
Conceição Evaristo
Escritora brasileira
1.
Mais esperto que o diabo
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
4.
O duque e eu
5.
Do mil ao milhão
6.
Box - Obras de George Orwell
7.
O poder da autorresponsabilidade
8.
A revolução dos bichos
9.
O milagre da manhã
10.
Orações poderosas para o cerco de Jericó
 
PublishNews, Redação, 05/02/2021

A obra crítica de Rodrigo Naves caminha em tensão permanente entre as noções de forma e história. Seu livro A forma difícil, lançado originalmente em 1996, é um marco na interpretação da arte brasileira. Em seus ensaios, a análise da materialidade específica de cada trabalho é sempre o ponto de partida. Não é diferente em Van Gogh: A salvação pela pintura (Todavia, 104 pp, R$ 62), em que o crítico e historiador da arte faz uma interpretação da obra do pintor. Atento à fatura expressiva das icônicas telas do artista holandês, Rodrigo procura entendê-las à luz da ideia de salvação, profundamente enraizada na formação protestante do pintor (seu pai era pastor de orientação calvinista e ele próprio foi pastor assistente). As consequências críticas do argumento são inúmeras — e contribuem para uma imagem mais nuançada da trajetória do artista, refém de incontáveis estereótipos associados à genialidade e à loucura. O Van Gogh que surge destas páginas não é apenas o gênio instável e atormentado, mas um artista consciente dos mínimos aspectos de seu ofício, ao qual se via ligado como a uma predestinação religiosa.

PublishNews, Redação, 04/02/2021

A história da arte sacra na América colonial em suas porções espanhola e lusitana foi influenciada sumamente pela participação dos jesuítas ao longo de suas incursões evangelizadoras durante o século 16 e até a metade do 18. Muito deste patrimônio histórico e artístico, representado por obras e legados arquitetônicos, ainda se encontra de pé, e é sobre ele que o professor e artista plástico Percival Tirapeli se debruça em Arte dos jesuítas na Ibero-América: arquitetura, escultura, pintura (Loyola, 352 pp, R$ 240). A edição reúne farta ilustração das peças, com fotografias que traduzem a exuberância da intersecção entre história, fé e arte, e ainda sugere ao leitor conhecimentos e roteiros inesperados. “O objetivo principal desta publicação é analisar exemplares da arquitetura e das artes visuais de obras dos jesuítas nas Américas e seus antigos referenciais artísticos em Portugal e na Espanha”, explica o autor. O lançamento virtual da obra acontece no dia 23 de fevereiro, às 17h, com transmissão pelo canal da Edições Loyola no YouTube.

PublishNews, Redação, 05/02/2021

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.