Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 03/12/2020
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há 14 anos no mercado, representa cerca de 400 editoras do comércio varejista de livros. Tem aproximadamente 820 mil títulos em estoque, e cerca de 400 novos títulos ao mês.
PublishNews, redação, 03/12/2020

Desde 2005, o Brasil celebra, no dia 3 de dezembro, o Dia Nacional de Combate à Pirataria. E, na Associação Brasileira de Direitos Reprográficos (ABDR), a comemoração será dupla. É que a entidade conseguiu na Justiça derrubar duas plataformas que pirateavam livros sistematicamente na internet. Na primeira decisão, a juíza Gabriela Fragoso Calasso Costa, da 32ª Vara Cível de São Paulo, determinou ao Facebook a suspensão do grupo Livros para Baixar que, segundo a ABDR, reunia mais de 102 mil pessoas e mais de cinco mil conteúdos digitais piratas, a maioria, arquivos em PDF de obras literárias. Na sua decisão, a magistrada diz que ficou demonstrada “postura contrária ao ordenamento jurídico ao disponibilizarem na íntegra obras protegidas por direitos autorais em redes sociais, sem a necessária autorização dos titulares dos direitos patrimoniais do autor”. Uma segunda ação movida pela ABDR foi contra o forumninja.org, site em português do Brasil registrado em domínio estrangeiro que oferece mais de quatro mil livros em PDF, segundo consta na sua própria seção de Perguntas Frequentes. O caso ficou nas mãos do juiz Marcelo Augusto Oliveira, da 41ª Vara Cível de São Paulo, que determinou à Anatel a suspensão do acesso à página no Brasil. O site ainda está no ar. A Anatel foi notificada na semana passada e deverá enviar outra notificação às empresas de telefonia para que elas suspendam o acesso à página no país. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Leonardo Neto, 03/12/2020

“Por que será que o livro é tão ameaçador?”. É com essa pergunta que começa a conversa que Zoara Failla teve com André Argolo no episódio que encerra a temporada do PublishNews Entrevista, programa da PublishNewsTV que perfilou 79 personalidades que trabalham – nos mais diferentes campos – da indústria editorial brasileira. A gerente de projetos do Instituto Pró-Livro (IPL) respondeu: “Quem tenta queimar livros ou te distanciar dos livros tem a perfeita dimensão do quanto ele é perigoso, porque ele te possibilita avaliar e criticar aquilo que te chega”. A “italianinha do Brás”, como era chamada pelo pai, teve uma infância nômade dentro da região metropolitana de São Paulo. Passou por diversos bairros e cidades conurbadas à Metrópole, mas foi em Araraquara que ela se desenvolveu como militante de causas sociais. Foi lá que ingressou na faculdade de Sociologia que lhe deu base para o que vinha a seguir. A primeira experiência profissional na sociologia foi ajudando a realizar uma pesquisa que media o impacto do antigo Mobral na mobilização social das pessoas. Deu aula para alunos secundaristas, coordenou programas técnicos na antiga Febem e dali, seguiu para liderar um programa de melhoria do ensino médio, com investimentos polpudos do Banco Interamericano, com orçamentos para a compra de livros, formação de professores e outras tantas rubricas. Ali foi que teve o primeiro contato com a indústria do livro e foi isso que a levou ao Instituto Pró-Livro. “A Pesquisa [Retratos da Leitura] foi um reencontro com a Sociologia”, disse no papo com Argolo. A partir deste ponto, a “Indiana Jones da militância do livro” passou a fazer análises importantes sobre os resultados recentes da Pesquisa Retratos da Leitura cuja edição de 2020 foram recentemente divulgados. “Se a gente não reverter esse retrato, eu acho difícil a gente evoluir em termos humanos e sociais”, avaliou a socióloga. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota e assistir ao programa.

PublishNews, Redação, 03/12/2020

A Social Comics, plataforma de quadrinhos digitais, começou a colocar em prática mudanças importantes visando melhorar a experiência da comunidade fã de quadrinhos. Para começar, a plataforma foi toda redesenhada permitindo acesso descomplicado e direto a diversas facilidades, como no caso das HQs gratuitas que agora podem ser lidas sem a necessidade de cadastro. Além disso, todos poderão ver o catálogo completo antes de assinar, um pedido antigo dos usuários. Atualmente, a Social Comics dispõe de um catálogo com milhares de títulos de diferentes editoras como MSP, Devir, Mythos, Culturama, Ediouro, entre outras, além de estúdios independentes. Outra novidade da SC é a opção de aluguel de quadrinhos na plataforma, nomeada de Comic on Demand (C.O.D). Além do aluguel, o assinante poderá comprar títulos em ePub, função que será liberada já no início de 2021. Pensando também em enriquecer seu catálogo, aliada à nova experiência de leitura, a Social Comics terá lançamento de títulos exclusivos e originais, desenvolvidos pelo estúdio Eleven Dragons, especialmente para a plataforma. O lançamento desse novo formato de leitura imersiva acontece logo após do encerramento do painel na CCXP Worlds 2020 (4 a 6 de dezembro), marcado para acontecer no domingo (6), a partir das 16h. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 03/12/2020

A feira de publicações independentes Miolo(s) inicia neste final de semana (5 e 6) a sua sétima edição. Antes realizada na Biblioteca Mário de Andrade, este ano o evento será virtual e apresentará o trabalho de 100 editoras, coletivos e artistas por meio de lives no Instagram. Além da feira realizada pela Lote 42, haverá também o Fala Miolo(s), programação com dez palestras sobre arte gráfica, produção e circulação que acontecerão nos dias 5 e 6, das 14h às 18h. Nomes como Tadeu Breda, editor da Elefante; Ana Luiza Fonseca, da feira Tijuana; o grafiteiro e artista visual Flávio Oliveiras; e a escritora Cidinha da Silva participam do ciclo de palestras que será transmitido pelo canal da Biblioteca Mário de Andrade no YouTube e pelo site da feira. A mediação ficará por conta de João Varela, da Lote 42. Além disso, nesta sexta (4), acontece o Esquenta Miolo(s) com o debate Feiras na pandemia: alertas, virtuais, resistentes, que contará com pessoas envolvidas com feiras de arte impressa para discutir o momento atual e compartilhar tentativas e ações neste contexto tão particular. A mediação será de Cecilia Arbolave e a transmissão também será feita pelo site da feira.

PublishNews, Redação, 03/12/2020

De hoje até o próximo domingo (06), a Liga Brasileira de Editores (Libre) realiza a 20ª edição da Primavera dos Livros. Nos dias da ação, livros das mais de 50 editoras parceiras estarão com 10% de desconto numa loja especialmente construída na plataforma UmLivro. São mais de 500 títulos na promoção de editoras como 7Letras, Aletria, Autêntica, Cobogó, 34, Aruanda, Relicário, Dublinense, Vermelho Marinho e Pallas. Clique aqui para acessar a loja da Primavera.

PublishNews, Redação, 03/12/2020

O Núcleo de Estratégias e Políticas Editoriais (Nespe) já está com inscrições abertas para alguns cursos com início em 2021. O primeiro deles é a Pós-graduação em edição e gestão editorial, pensado para capacitar e profissionalizar estudantes interessados nessa área de atuação. Dentre os palestrantes do curso estão nomes como a editora Ana Paula Costa, sócia da MapaLab; Bruno Mendes, sócio do #coisadelivreiro e do PublishNews; Bruno Zolotar, diretor comercial e de marketing da Rocco; Camila Cabete, country manager da Kobo, Carlo Carrenho, fundador do PN e responsável pela Word Audio no Brasil; Leonardo Neto, editor-chefe do PN, e Ivo Camargo, sócio da 2Books. As aulas iniciam no dia 30 de janeiro, com aulas quinzenais, aos sábados, das 9h às 17h. A outra pós é em Escrita criativa, também com início no dia 30 de janeiro, com aulas aos sábados. Usando as ferramentas e estratégias necessárias para produzir textos ficcionais de alta qualidade, o curso pretende ajudar os alunos a ingressar no mercado editorial como escritor, editor ou preparador de textos, entre tantas outras possibilidades. Ao final do curso, os alunos poderão apresentar seus projetos gráficos para agentes e editores em um pitch de vendas organizado pelos coordenadores do curso. Os dois cursos têm duração de 24 meses.

PublishNews, Redação, 03/12/2020

O diabo e outras histórias (Companhia das Letras, 192 pp, R$ 69,90 – Trad.: Beatriz Morabito, Beatriz Ricci e Mayra Pinto) reúne cinco contos escritos por Liev Tolstói. As pequenas obras sintetizam os temas presentes na vasta produção do autor: paixão, ciúme, morte, traição, consciência moral, decadência da aristocracia, vida no campo e dilemas da justiça. Em Três mortes, por exemplo, Tolstói examina como o final da vida pode ser distinto ao descrever a morte de uma velha senhora, de um cocheiro e de uma árvore. Os entraves da civilização e da natureza retornam em Kholstomier, conto sobre um puro-sangue que, para decepção de seu dono, nasceu malhado. Publicado postumamente, O diabo narra uma história de amor atormentada pelo ciúme, enquanto Falso cupom condensa as ideias do escritor sobre a religião, a utopia e o modo como a fé e o Estado se relacionam. Depois do baile, por fim, traz a produção tardia de Tolstói em um conto sobre política e moral, entremeado por uma paixão arrebatadora.

PublishNews, Redação, 03/12/2020

Cultura da paz (Oficina Raquel, 228 pp, R$ 58) reúne 44 ensaios escritos em forma de prosa poética por Marco Lucchesi e que se contrapõem ao momento atual, marcado pela ausência de empatia e intolerância. Este é um dos raros livros do autor escrito com textos curtos e uma única entrevista. Nela, o atual presidente da Academia Brasileira de Letras (ABL) conversa com o filósofo Remo Bodei, morto em 2019. A obra foi editada e organizada para buscar criar um diálogo com o leitor. Tanto a escolha quanto a organização dos textos trabalham com a diferença e a diversidade, reunindo referências em diversas culturas, povos e nações. Cada texto remete o leitor a um diálogo com a tradição e valores que atualmente, mais do que nunca, deveriam ser repensados e avaliados por todos os seres humanos que ainda acreditam na capacidade da admiração, indignação e, sobretudo, no fascínio dos verdadeiros textos com alto grau de poeticidade.

“A medida em que uma criança tem contato com literatura de qualidade, ela irá refinando sua sensibilidade e tornando-se cada vez mais exigente.”
Yolanda Reyes
Escritora colombiana
1.
Uma terra prometida
2.
Box Harry Potter
3.
Mais esperto que o diabo
4.
A sutil arte de ligar o foda-se
5.
Viva a sua melhor versão
6.
Do mil ao milhão
7.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
8.
O poder da ação ( edição de luxo)
9.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
10.
Pequeno manual antirracista
 
PublishNews, Redação, 03/12/2020

Nas cem histórias curtas que compõem a coletânea Cem vezes uma (Jandaíra, 216 pp, R$ 44), situações singulares presentes no cotidiano feminino dão o tom dos textos. Os títulos dos contos são nomes de jogos, brinquedos, brincadeiras (infantis ou não), e convidam o leitor para explorar sentimentos e sensações. Sem sacrificar a estética – pelo contrário, com uma prosa poética no limite do factual e da sugestão, como afirma a escritora Áurea Rampazzo no texto de apresentação – as vozes femininas dos contos expressam embates atuais, pelos olhos de quem já viveu um tanto, sem nunca parar de brincar. Os textos da autora Ana Cristina Passarella Brêtas passeiam principalmente pela realidade das mulheres e suas singularidades – e alguns também abordam o isolamento social em consequência da pandemia de covid-19. A obra foi selecionada pelo ProAc de 2019 na categoria de produção e publicação de obras de ficção.

PublishNews, Redação, 03/12/2020

A coletânea Abrigo (Vacatussa, 48 pp, R$ 9,90) reúne a produção de dez contistas da literatura brasileira, num mix de autores veteranos, nomes já reconhecidos entre os principais prêmios literários do país e apostas promissoras da literatura brasileira. Em meio à crise que enfrentamos por conta da pandemia do novo coronavírus, a literatura se tornou um refúgio para preencher os vazios criados pelas ausências do isolamento social. A coletânea foi pensada nesse contexto, como um lugar de proteção, acolhimento, amparo. Tanto num guarda-chuva para agregar autores de diferentes gerações e dicções no mesmo volume, como numa união em defesa de uma causa social, que visa o cuidado de pessoas em situação de rua. Com organização de Cristhiano Aguiar e Thiago Corrêa Ramos, Abrigo reúne histórias sobre mudanças e os efeitos do tempo. Na obra é possível encontrar um dos primeiros contos publicados pelo escritor pernambucano Gilvan Lemos (1928-2015), de nomes conhecidos como Marcelino Freire, Sidney Rocha, Carol Rodrigues e Débora Ferraz e de novas apostas como Renata Santana, Diogo Monteiro, Joana Rozowykwiat, Oscar Nestarez e Camilla Inojosa.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.