Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 06/11/2020
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial. Faz entregas e coletas em editoras, distribuidoras, livrarias, gráficas e grandes redes. A área de atuação atualmente engloba São Paulo (Capital), grande São Paulo, Jundiaí, Campinas e todo o estado do Rio de Janeiro.
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
PublishNews, Leonardo Neto, 06/11/2020

Na semana passada, os números gerais da Lista dos Mais Vendidos do PublishNews apresentaram queda de 30% quando comparados com os da semana anterior. Parte dessa perda foi recompensada agora, quando o Ranking apresentou crescimento de 38%. Muito desse aumento tem a ver com a estreia de Manifesto da autoestima (Luz da Serra), de Patrícia Cândido. No livro, a CEO da Instituição Luz da Serra convoca seus leitores a “colar todos os caquinhos que se quebraram”, sem deixar de serem o que elas são originalmente, independente do que as outras pessoas pensem. O livro oferece exercícios e práticas que prometem tirar o leitor do ciclo vicioso e ajudá-lo a reconstruir a pessoa que ele realmente é. O livro ocupa a primeiríssima posição do Ranking Geral e da categoria de Autoajuda, com 3.502 exemplares vendidos na semana de estreia. Vendeu mais do que Mais esperto que o diabo (CDG), atual líder da Lista Anual, e do que o box de Harry Potter (Rocco), de J.K. Rowling, que pontuaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente. Além do livro de Patrícia Cândido, a lista trouxe outras quatro novidades. Destaque para a autobiografia de Nelson Motta – De cu pra lua (Estação Brasil/Sextante) - ficou na sétima posição de Não Ficção, com 335 cópias vendidas. Clique no Leia Mais para conferir os outros estreantes da semana.

PublishNews, Redação, 06/11/2020

Há pouco mais de um ano instalada na Rua Ferreira de Araújo, 373, em Pinheiros, bairro da Zona Oeste de capital paulista, a Livraria Mandarina, da publicitária Daniela Amendola e da jornalista Roberta Paixão, passa a ter um segundo endereço. O novo espaço ficará no café e casa de eventos Marché de Fête (Rua Artur Azevedo, 499 - Pinheiros) e contará com cerca de 500 títulos no local. A loja será um híbrido de on e off-line dando ao cliente a possibilidade de compra pelo e-commerce da livraria. “Queremos testar o modelo que possibilita abrir mais pontos de venda de livros com um baixo investimento”, explicou Daniela. O espaço Marché de Fête mescla o café a ambientes para eventos de até 40 pessoas, além da Ginger Plants, da consultora de plantas Gisele Netto, que ocupa a frente do café, vende arranjos e faz projetos de paisagismo. E São Paulo terá mais uma livraria a partir do próximo dia 23. É que nesta data a Megafauna (foto ao lado), localizada no icônico Copan, abrirá as suas portas em horário reduzido, de segunda a sábado, das 13h às 19h e com atendimento via WhatsApp. Está prevista a participação de representantes da nova livraria no Podcast do PublishNews que vai ar no próprio dia 23.

PublishNews, Redação, 06/11/2020

Caruaru, no Agreste Pernambucano, abriu licitação na modalidade “menor preço por item” para a compra de livros nos formatos físico, áudio e braile para compor acervo da futura Praça dos Esportes e da Cultura. O valor total do edital é de R$ 106.254,37. O edital traz uma lista de 1.368 títulos de livros no formato impresso, totalizando R$ 77,5 mil; outros 394 títulos em áudio, perfazendo R$ 18,9 mil e 69 em braile, com valor máximo de R$ 9,8 mil. Podem concorrer no certame microempresas e empresas de pequeno porte. O edital e demais informações sobre a compra estão na página de licitações do município e a sessão pública para processamento da licitação está marcada para as 9h do próximo dia 18.

PublishNews, Redação, 06/11/2020

Omar Souza e Fernanda Zacharewicz, sócios da Editora 106 na nova sedeInaugurada em setembro de 2019, a Editora 106 - que também abarca a Aller Editora - dos sócios, Omar Souza e Fernanda Zacharewicz, chega ao fim de 2020 com casa nova. A nova sede da editora fica na região do Brooklin e inclui um salão de eventos para cerca de 100 pessoas, além de espaço para cafés e palestras. Além do novo local, a editora anunciou os seus próximos lançamentos. O primeiro deles é a obra Personagens do Terceiro Reich, escrita pelo historiador Rodrigo Trespach e que apresenta uma nova abordagem sobre os fatos mais marcantes da história a partir das biografias de seus protagonistas. A editora prepara também a edição comentada de A divorciada, escrito pela educadora e abolicionista cearense Francisca Clotilde no início do século 20, que sairá pelo selo 106 Clássicos e Um outro Narciso, livro da psicanalista Colette Soler, pelo selo Aller.

PublishNews, Redação, 06/11/2020

O portal Resistência Afroliterária, focado em divulgar livros escritos por pessoas negras, realiza, desde o ano passado, o Bingo da Literatura Negra - #BingoLitNegra - um desafio literário anual, com o objetivo de incentivar a leitura de livros escritos e protagonizados por pessoas negras em novembro. A proposta do Bingo é que a pessoa escolha uma linha, vertical, horizontal ou diagonal, da cartela com cinco categorias literárias em cada uma delas, como Clássico, Protagonista LGBTQ+, Infantojuvenil, Autor africano etc. e tente ler cinco livros que se encaixam nas categorias da linha escolhida. Este ano, o Bingo ganhou uma página exclusiva, que além de explicar como funciona a dinâmica e disponibilizar a cartela, apresenta diversas recomendações de livros para facilitar a escolha de quem quiser participar. O desafio começou esta semana, mas ainda dá tempo de jogar.

PublishNews, Redação, 06/11/2020

O livro Sagatrissuinorana (Ôzé Editora, 32 pp, R$ 49 – Ilustração: Nelson Cruz), de João Luiz Guimarães, é uma homenagem ao mineiro Guimarães Rosa, autor fundamental da literatura brasileira e reconta a fábula dos Três Porquinhos, tendo como pano de fundo o rompimento das barragens de Mariana e Brumadinho. O texto segue a sintaxe roseana, ao mesmo tempo em que não se furta a registrar criticamente duas das maiores tragédias socioambientais do país ― e que tiveram as Minas Gerais como palco. Afinal, o que fazer quando a realidade parece superar a ficção? Diante do devastador tsunami de lama ainda haveria a possibilidade de se temer o lobo? O simbólico e o real medem suas forças neste livro, com um final aberto a inúmeras interpretações.

PublishNews, Redação, 06/11/2020

Um gato com fome, uma gaivota buscando alimento, um peixinho nadando e um sapo só observando, estes são os personagens da história criada por Luís Pimentel para o livro O gato, o peixe, o sapo e a gaivota (Abacatte, 40 pp, R$ 42). Tendo o rio como cenário principal, a trama acompanha o final de um dia normal e mostra como os quatro personagens interagem entre si: a fome do gato, a necessidade de sobreviver do peixe, a capacidade de contemplação do sapo e a generosidade da gaivota. “Quando acabei e reli [o livro] fiquei satisfeitíssimo, porque eu tenho certeza que é um livro que vai agradar a muita gente e vai deixar as crianças muito encantadas com os personagens, pelo menos é isso que eu espero”, contou Pimentel em entrevista à Abacatte. As ilustrações foram feitas pelo mineiro Luiz Maia.

PublishNews, Redação, 06/11/2020

Em O menino que perdeu o ônibus (Zit, 32 pp, R$ 28,70), Guto Lins convida os leitores a uma jornada pela faceta exuberante e lírica dos espaços mais corriqueiros. Apesar de correr "mais rápido que as pernas", o protagonista dessa história só chega a tempo de ver que seu ônibus “virou ladeira/virou poeira”. Esta é a deixa para que seu olhar, desarmado pelo imprevisto, acabe flagrando cenas que não teria reparado num dia normal. A seta de gaivotas rasgando o céu. O urso polar, o dragão e o coelho de pernas curtas desenhados nas nuvens. O coração tatuado na pele de uma árvore, a fábrica de vaga-lumes escondida em outra. O menino que perdeu o ônibus é um manifesto poético contra a mesmice e a opacidade da rotina. Uma narrativa em prol do prazer e da beleza.

“Não estamos sabendo lidar com nossos concorrentes na indústria da atenção.”
Cindy Leopoldo
Editora brasileira em sua coluna no PN
1.
Manifesto da autoestima
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Box Harry Potter
4.
Decida vencer
5.
A sutil arte de ligar o foda-se
6.
A força do sangue de Jesus
7.
Do mil ao milhão
8.
Sol da meia-noite
9.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
10.
O poder da autorresponsabilidade
 
PublishNews, Redação, 06/11/2020

Escrito e ilustrado por dois nomes conhecidos da cena de literatura infantil espanhola, Alex Nogués e Raúl Nieto Guridi, Um pelo na sopa (Biruta, 40 pp, R$ 45 – Trad.: Pedro Teixeira) é descrito como um “continho absurdo, surreal e delicioso”. Durante o jantar, uma família se prepara para comer uma sopa de legumes, mas acaba descobrindo que uma coisa muito mais estranha do que um simples pelo, ou até mesmo uma mosca pode aparecer dentro de uma sopa. Segundo Nogués, a inspiração para o livro surgiu nos seus próprios jantares em família. Seus filhos sempre pediam para que ele contasse o “conto absurdo” e então ele decidiu transportar a história para em livro, para que outras pessoas também pudessem contar e passar a história adiante.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 06/11/2020
 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.