Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 25/09/2020
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial. Faz entregas e coletas em editoras, distribuidoras, livrarias, gráficas e grandes redes. A área de atuação atualmente engloba São Paulo (Capital), grande São Paulo, Jundiaí, Campinas e todo o estado do Rio de Janeiro.
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
PublishNews, Leonardo Neto, 25/09/2020

Bruno Gimenes e os padres Reginaldo Manzotti e Marcelo Rossi | © Washington PossatoEm agosto, o PublishNews noticiou a chegada do selo MAP – Mentes de Alta Performance, criado pela editora gaúcha Luz da Serra para publicar livros de influenciadores brasileiros do marketing, empreendedorismo, mercado digital, negócios, administração e finanças. O título que marcou o seu nascimento foi Seja rico, de Bruno Gimenes, não à toa, um dos fundadores da editora. O livro alcançou, nesta semana, o topo do Ranking Geral da Lista do PublishNews, com 2.873 cópias. A obra apresenta um check list com 60 passos para que o leitor "eleve o seu nível financeiro". Prometendo dinheiro, Gimenes divide o pódio com as promessas espirituais de dois padres. O Marcelo Rossi ficou em segundo lugar com outro estreante da semana: Batismo de fogo (Planeta), considerado o livro mais pessoal já escrito pelo padre. O volume tem como ponto de partida um episódio marcante da biografia recente do líder religioso, quando foi empurrado de cima do palco de onde celebrava uma missa para mais de cem mil pessoas. A partir disso, ele fala sobre a batalha contra a depressão e faz reflexões sobre como superar os tempos de pandemia. O outro padre é o Reginaldo Manzotti, cujo livro As muralhas vão cair (Petra), já conhecido da lista, ficou em terceiro lugar, com 2.072 cópias. A lista trouxe ainda outras nove novidades. Duas delas, em Ficção. Ocupando a terceira posição da categoria, ficou O crepúsculo e a aurora (Arqueiro), de Ken Follet, com 493 exemplares vendidos na semana. Na 20ª, estreou A travessia (Arqueiro), de William P. Young, com 126. Clique no Leia Mais para conferir outros destaques da lista desta semana.

PublishNews, Redação, 25/09/2020

O Canadá seria o convidado de honra desta edição, mas a homenagem foi adiada para 2021, por conta da pandemia. Mesmo assim, o país prepara uma série de atividades virtuais para celebrar a sua literatura e arte. Margaret Atwood será um dos destaques da programação. Ela participa de uma conversa de 60 minutos com o também autor Charles Foran. Na programação, estarão ainda nomes como Alix Ohlin, Catherine Hernandez, Esi Edugyan, David Alexander Robertson, Guillaume Perreault, Jocelyne Saucier, Joshua Whitehead, Kim Thúy e Sydney Smith. A programação completa foi apresentada pelo ministro da Cultura canadense, Steven Guilbeault em um vídeo que pode ser acessado aqui.

PublishNews, Redação, 25/09/2020

A Ubook e as Americanas fecharam uma parceria que permitirá aos clientes Americanas Mais acesso à plataforma de audiolivros e ainda a um título exclusivo por mês, no formato audiobook ou e-book. Para estrear a parceria, o título escolhido foi Barack Obama: o historiador americano, de Steven Sarson, um dos grandes destaques do catálogo da plataforma. Na narrativa, o autor explora as palavras do ex-presidente e examina sua interpretação da história americana desde os tempos coloniais até os dias de hoje. Os clientes poderão alterar o título do mês, se desejarem, e além da seleção exclusiva mensal, terão acesso ao plano Ubook Select, que inclui todos os títulos originais Ubook e produções da editora UBK, disponíveis exclusivamente na plataforma.

PublishNews, Redação, 25/09/2020

Instituto de Leitura Quindim | © Pati ProduçõesA Câmara de Vereadores de Caxias do Sul (RS) aprovou, na manhã desta quinta-feira (24), o projeto de lei apresentado pela vereadora Denise Pessôa (PT), que declara de utilidade pública o Instituto de Leitura Quindim. Idealizado por Volnei Canônica, o Instituto Quindim foi fundado em 19 de setembro de 2014, como Centro de Leitura, com a proposta de democratizar o acesso de crianças, jovens e adultos à literatura infantil e juvenil, além de conteúdos teóricos sobre a temática. “Não poderíamos ter ganhado presente melhor para celebrar o aniversário do Quindim. Agradecemos à vereadora Denise Pessôa e aos demais parlamentares caxienses por acreditarem no nosso trabalho de promoção do livro e da leitura”, agradeceu Volnei Canônica, presente do Instituto. Em seis anos de história, o Quindim participou de feiras e festivais literários, promoveu dezenas de eventos com artistas nacionais e internacionais, se transformou em Instituto, inaugurou sua própria sede e, sobretudo, se tornou referência na área da promoção da leitura.

PublishNews, Redação, 25/09/2020

Com o tema "Primavera Literária", o Festival Literário Sul-Bahia segue até sábado (26) homenageando Clarice Lispector e João Cabral de Melo Neto. O evento busca a difusão das artes literárias do Sul da Bahia e pretende também dialogar com outros territórios para além das terras baianas. Nesta sexta-feira (25), a partir das 15h, o evento começa com a mesa Desafios e possibilidades da produção literária na Região Sul da Bahia. Às 19h, a discussão será sobre literatura e novas mídias. Para fechar o festival, no sábado (26) haverá atrações musicais, declamações poéticas, danças e performances e uma mesa sobre escritores regionais. A transmissão das mesas acontece através dos perfis da Flisba no YouTube e Facebook. Para se inscrever nas oficinas literárias que acontecem durante a programação é só clicar aqui.

PublishNews, Redação, 25/09/2020

Em A caminho da guerra (Intrínseca, 416 pp, R$ 49,90 – Trad.: Cassio de Arantes Leite), Graham Allison alia História e fatos atuais para explicar como um mecanismo eterno chamado Armadilha de Tucídides se aplica à relação entre China e EUA. Com base na teoria criada há mais de dois mil anos para entender o épico conflito entre Atenas e Esparta, o professor de Harvard analisa o impacto do crescimento da potência asiática sobre os EUA e sobre a ordem mundial. Tucídides, o historiador da Grécia Antiga que deu nome à expressão, observou que “a ascensão de Atenas e o consequente temor instilado em Esparta tornaram a guerra inevitável”. De acordo com Allison, ao longo dos últimos cinco séculos cenários semelhantes ocorreram 16 vezes — e em 12 deles uma guerra eclodiu. Em face dos constantes embates no âmbito político e, principalmente, econômico entre as atuais superpotências, Graham Allison mostra como a China de Xi Jinping e os EUA de Donald Trump seguem em rota de colisão.

PublishNews, Redação, 25/09/2020

Em A língua de Trump (Âyiné, 140 pp, R$ 54,90 – Trad.: Ana Martini), a francesa Bérengère Viennot, responsável por interpretar e traduzir textos jornalı́sticos e discursos de polı́ticos há 20 anos, faz uma análise incisiva sobre a linguagem e a forma do discurso do presidente norte-americano Donald Trump e relata as adversidades desse trabalho. Em 2016, Viennot se viu confrontada por um desafio inédito com a eleição de Donald Trump. O presidente norte-americano não costuma seguir os códigos do discurso polı́tico, tão bem explorados por seu antecessor. Usa uma linguagem vulgar e confusa, repleta de erros de sintaxe e de frases sem sentido, de sarcasmo e de invectivas – sinais de um descolamento da realidade e da cultura. A autora mostra que a forma escolhida por Trump para se comunicar é também um ato polı́tico e violento. Na obra, Viennot questiona como a sociedade passou da violência das palavras para a violência polı́tica e como isso reflete no sistema democrático, já que caracterı́sticas do idioma de Trump sã o facilmente encontradas em outros presidentes que se identificam também com suas ações e pensamentos, como o brasileiro Jair Bolsonaro.

PublishNews, Redação, 25/09/2020

A crise do novo coronavírus foi, em muitos aspectos, sem precedentes. Não apenas pela rapidez com que uma doença foi capaz de se alastrar, mas sobretudo por conta das reações que suscitou. Assistimos a um bloqueio geral da economia mundial e à imposição de medidas de confinamento populacional em quase todo o planeta. Temendo por sua sobrevivência, o capitalismo global colocou-se em quarentena. Mas os acontecimentos atuais só podem ser compreendidos se inserirmos a “crise do vírus” no panorama mais amplo do processo de crise fundamental do capitalismo, sistema que agora se confronta com seus limites históricos, tanto internos (a desvalorização do valor) quanto externos (a ameaça de colapso ambiental). A quarentena autoimposta do capitalismo foi, para este, um mal necessário para continuar existindo. Em Capitalismo em quarentena (Elefante, 160 pp, R$ 40 - Trad.: João Gaspar, Pedro Henrique Resende, Pedro Pereira Barroso, Rachel Pach e Robson J.F. De Oliveira), os autores Anselm Jappe, Sandrine Aumercier, Clement Homs e Gabriel Zacarias analisam os efeitos colaterais desse acontecimento.

“Gosto de inquietar adultos acomodados e despertar as crianças para a alegria e o prazer que é ler com desenvoltura.”
Ziraldo
Cartunista brasileiro
1.
Seja rico
2.
Batismo de fogo
3.
As muralhas vão cair
4.
Desperte a sua vitória
5.
Box Harry Potter
6.
Decida vencer
7.
A sutil arte de ligar o foda-se
8.
Mais esperto que o diabo
9.
Sol da meia-noite
10.
Do mil ao milhão
 
PublishNews, Redação, 25/09/2020

Escrito por Roger Eatwell e Mathew Goodwin, dois dos principais especialistas sobre fascismo e ascensão da direita populista, Nacional-populismo (Record, 350 pp, R$ 74,90 – Trad.: Alessandra Bonrruguer) é um guia lúcido, resultado de uma profunda pesquisa acerca das transformações radicais do cenário político de hoje, que revela os motivos pelos quais as democracias liberais em todo o Ocidente estão sendo desafiadas. O que está por trás dessa onda excludente? Quem apoia esses movimentos e por quê? O que a ascensão deles nos diz sobre a saúde da política democrática liberal? O que pode ser feito para conter essa maré? Esta edição conta com texto exclusivo sobre a eleição e os primeiros meses do governo de Jair Bolsonaro, analisando como ele pode ser identificado com essa tendência mundial.

PublishNews, Redação, 25/09/2020

Quais as reais motivações daquela que se proclamou a maior operação de combate à corrupção do Brasil? Em Geopolítica da intervenção (Geração Editorial, 448 pp, R$ 66), o advogado e cientista político Fernando Augusto Fernandes desmonta a história de que a Operação Lava Jato foi e ainda é uma investigação insuspeita, para combater os crimes de políticos corruptos e grandes empresários corruptores. Por trás do encantamento que produziu na sociedade, sempre houve rumores a respeito das reais motivações dos investigadores, especialmente sobre um suposto conluio entre o governo americano e a Lava Jato. O autor rejeitou as especulações e foi atrás de fatos e provas, de maneira imparcial, para contar essa história sob a ótica privilegiada de quem viveu alguns de seus episódios decisivos, como advogado. A obra busca localizar e encaixar as peças de um quebra-cabeças que retrata um Brasil emergente como liderança regional, os cobiçados poços de petróleo do pré-sal e o ataque à reputação de um dos líderes de esquerda mais populares e bem avaliados da história do país.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 25/09/2020

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.