Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 24/06/2020
O Estúdio Sopros oferece suporte editorial para editoras e autores
Gráfica digital para pequenas tiragens e POD (Print On demand). Pronta para atender às necessidades de prazos curtos, possui estrutura de impressão digital e logística com qualidade e preços.
A Bookmarks é uma empresa que oferece soluções editoriais para autores e editoras. Desenvolve projetos gráficos de capas de livros, artes para brindes, marcadores, criamos e desenvolve sites e faz diagramação de livros impressos e digitais.
PublishNews, Redação, 24/06/2020

Entidade questiona PNLD 2022 | © Ascom FNDEA Associação Brasileira de Alfabetização (Abalf), entidade cujo objetivo é articular, acompanhar e fomentar pesquisas e políticas públicas com a temática da alfabetização, entrou com um pedido no Ministério Público Federal e no Tribunal de Contas da União para a impugnação do edital do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) 2022. O grupo, apoiado por 116 centros de pesquisa instalados em universidades brasileiras, sustenta que as regras do edital não seguem os critérios técnicos exigidos pela legislação vigente. O objeto do edital do PNLD 2022 é a compra de obras didáticas e literárias destinadas aos estudantes e professores da Educação Infantil (creche e pré-escola) e ainda obras pedagógicas de preparação para alfabetização baseada em evidências. O que a Abalf questiona é a adoção de livros didáticos para alunos da Educação Infantil, a quebra da autonomia do professor e o que chamou de "erros conceituais" na escolha dos livros literários. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta matéria.

PublishNews, Redação, 24/06/2020

Saraiva fecha mais sete lojas. Rede agora conta com 62 lojas em 19 estados. | © Facebook da empresaEm maio passado, a Saraiva enviou aos seus funcionários um comunicado ao qual o PublishNews teve acesso em primeira mão, anunciando o fechamento de sete lojas. No mesmo documento, a empresa informava que outras 12 lojas eram listadas como “possíveis encerramentos”. O documento diz que a Saraiva estava negociando com os locatários e, caso não conseguisse diminuir os valores de contratos, encerraria as atividades agora no mês de junho. Das 12, cinco já não aparecem no site da empresa: Shopping Recife (PE), Rua do Ouvidor (RJ), Shopping Center Norte (SP), Shopping ABC (SP), Moinhos Shopping (RS) e Iguatemi Salvador (BA). Agora, com estes fechamentos, a Saraiva conta com 62 lojas em 19 unidades da federação. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 24/06/2020

A Feira do Livro de Frankfurt (14 a 18 de outubro) prometeu uma edição especial para este ano, combinando a programação local com uma oferta digital. Pensando nisso, o Bookfest, criado para expandir a programação da feira para diversos espaços da cidade, também terá uma versão digital. O evento acontecerá no dia 17 de outubro e editores e parceiros podem inscrever seus autores para participarem da programação digital até o dia 31 de julho. “Estamos procurando sugestões e ideias dos autores para encontros virtuais exclusivos, entrevistas emocionantes, discussões relevantes, produções interessantes, entretenimento internacional e muito mais”, diz o comunicado enviado pela feira. O festival terá duração de 16 horas, com vários palcos digitais. Já os espaços na programação terão duração de 10 a 20 minutos cada. A participação é gratuita para expositores e editores e para enviar propostas para integrar a programação é só preencher o formulário clicando aqui. As participações serão realizadas em inglês ou em alemão.

PublishNews, Redação, 24/06/2020

A Associação Brasileiras das Editoras Universitárias (Abeu) decidiu levar a experiência de uma feira literária para dentro da casa dos leitores e realiza, de 1º a 8 de julho, a 1ª Feira virtual das Editoras Universitárias. Envolvendo a campanha O livro nos aproxima, a feira foi pensada para estimular a comercialização de livros em um momento em que o setor sente os impactos econômicos da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus. Inspirada em feiras internacionais que já testaram o modelo digital, a Abeu criou um site que irá atuar como vitrine digital para as editoras anunciarem as obras que estão comercializando. Ao selecionar um livro, o leitor será direcionado ao site da editora ou livraria que vende o título, para poder finalizar a compra. Para a ocasião da Feira, serão oferecidos livros com até 50% de desconto, além de e-books para compra e download gratuito. Na programação – que você confere clicando aqui –, mesas sobre movimento antirracismo, filosofia e reflexão do ser e fazer no ensino fundamental, bioética e envelhecimento humano e lançamentos de livros. A abertura acontece o dia 1º de julho, às 10h. Além disso, as editoras participantes irão mostrar, em vídeos nos stories do Instagram e Facebook, como estão atuando nos bastidores para enviar os livros pedidos pelos leitores, autores serão convidados a falar brevemente sobre seus títulos comercializados e os leitores poderão divulgar as obras adquiridas usando a hashtags #ABEULeituras e #feiravirtualABEU.

PublishNews, Redação, 24/06/2020

O dia 28 de junho é conhecido por ser o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. Pensando em levar a Literatura LGBT ao máximo de pessoas, mesmo em meio à pandemia do novo coronavírus, o Cadê LGBT -- projeto idealizado pela escritora mineira Maria Freitas e o Primeira Orelha, do escritor baiano Deko Lipe -- criou o FliCadê - O primeiro festival on-line de Literatura LGBTQIA+, que acontece de quinta a domingo (25 a 28). O objetivo do evento é reunir autores LGBTQIA+, editoras, agências e criadores de conteúdo para motivar a literatura com protagonismo queer. Além de discussões sobre mercado literário e representatividade, haverá também promoções de livros, lançamentos, e-books gratuitos para download e sorteios. Todas as ações serão promovidas e realizadas no Twitter, onde serão divulgadas as promoções e e-books gratuitos, e no YouTube, que funcionará como um auditório para as mesas de discussões. A programação completa você confere clicando aqui.

PublishNews, Redação, 24/06/2020

Em 1876, D. Pedro II, então imperador do Brasil, embarca para uma viagem à Terra Santa e relata as suas atividades em um diário pessoal. O trecho Oriental daquela viagem foi minimamente explorado na historiografia brasileira; menos ainda o aspecto religioso do monarca. A viagem que empreendeu com uma comitiva formada por cerca de 200 integrantes tornou-se o primeiro elo sociopolítico e, por que não dizer, religioso, entre o Brasil e a região, especialmente a Terra Santa. A partir destes escritos, o historiador Magno Paganelli traça um perfil do monarca, procurando entender o homem religioso em diálogo com outras tradições. O resultado está no livro D. Pedro II, a Terra Santa e os protestantes (Arte Editorial, 122 pp, R$ 48,70), que traz ainda prefácio do professor Reuven Faingold, autor da primeira edição crítica do Diário de D. Pedro II.

PublishNews, Redação, 24/06/2020

Em 1918, um novo vírus de influenza, até então restrito às aves, passou a se manifestar também em humanos. Um ano mais tarde, o saldo era de pelo menos 100 mil mortos daquela que ficaria conhecida na história como "gripe espanhola", marcando o primeiro grande embate entre a ciência e uma pandemia. Em apenas dois anos o vírus matou mais pessoas do que a aids em todo o mundo desde a sua descoberta, e mais pessoas em um ano do que a peste negra ao longo de um século. Em A grande gripe (Intrínseca, 608 pp, R$ 59,90 - Trad.: Alexandre Raposo, Carmelita Dias, Cássia Zanon, Livia Almeida, Maria de Fátima Oliva do Coutto e Paula Diniz), John M. Barry conta a história do surto que começou em uma unidade militar do Kansas, nos EUA, chegou à Europa durante a Primeira Guerra Mundial levado pelas tropas americanas e de lá se espalhou para o globo. O pesquisador mostra ainda a corrida contra o tempo da comunidade científica norte-americana para combater a pandemia e como se deu uma das principais descobertas do século XX. Obra de referência sobre a gripe espanhola, o livro é também um relato sobre poder, política e guerra.

PublishNews, Redação, 24/06/2020

Como o Sistema Solar foi formado? Qual é a sua verdadeira história? Será que o processo da vida em nosso planeta foi iniciado a partir da nuvem que originou a nossa estrela? Estas e outras questões intrigantes aos seres humanos desde os tempos mais remotos são debatidas em A história do sistema solar para quem tem pressa (Valentina, 216 pp, R$ 39,90). Escrita pelo jornalista e membro da Royal Astronomical Society, Alberto Delerue, a obra é o 12º lançamento da coleção Para quem tem pressa. A obra é comporta por 13 capítulos. Cada um deles aborda aspectos astronômicos, históricos e culturais relacionados aos estudos seculares e atuais sobre o Sol, Mercúrio, Vênus, Terra, Lua, Marte, asteroides, Júpiter, Saturno, Urano, Netuno, Plutão e cometas. O livro contém, ainda, relatos de expedições de espaçonaves e sondas espaciais no passado e recentes, e uma ficha técnica (formada por Diâmetro, Massa, Densidade média, Temperatura interior, Temperatura da superfície, Rotação, Composição química das camadas externas e do núcleo) dos planetas.

“A arma do escritor é o lápis.”
Graciliano Ramos
Escritor brasileiro (1892 – 1953)
1.
Desperte a sua vitória
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Box Harry Potter
4.
Beijinhos da Gi
5.
Pequeno manual antirracista
6.
Do mil ao milhão
7.
O milagre da manhã
8.
Minha história
9.
Os olhos da escuridão
10.
1984
 
PublishNews, Redação, 24/06/2020

Lançado em 1924, Os reis taumaturgos (Edipro, 496 pp, R$ 87 - Trad.: Laurent de Saes) aborda a história medieval por uma óptica inovadora: a crença, à época, de que os reis poderiam curar doentes, sobretudo, os escrofulosos, pelo toque de suas mãos, como por milagre. Dessa forma, Marc Bloch relacionou a superstição popular ao poder absolutista de monarcas franceses e ingleses. A obra abrange todo o período da Idade Média, partindo das origens da crença no poder mágico dos reis. Desse ponto de vista, Bloch pôde analisar como esse pensamento particular das populações da França e da Inglaterra alimentou o poder régio até o seu desaparecimento, quando começaram a se formar os estados modernos. O livro apresenta notas do autor e ilustrações originais.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.