Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 05/06/2020
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
PublishNews, Leonardo Neto, 05/06/2020

A Livraria Cultura realizou, no fim da manhã desta quinta-feira (04), uma reunião virtual pelo aplicativo Zoom com representantes de cerca de 30 editoras arroladas na sua lista de credores. A ideia era apresentar uma nova proposta de plano de recuperação judicial (RJ), necessário diante da freada imposta pela pandemia do novo coronavírus. O PublishNews conversou com alguns participantes desta reunião para apurar o que foi apresentado. A reunião começou com a varejista apresentando algumas ações já tomadas desde o pedido de recuperação judicial em outubro de 2018. A venda da Estante Virtual foi um destes destaques. Segundo informou, os recursos apurados com a alienação do ativo foram usados para recomposição de estoques. A implantação de um sistema de split, que permite o rateio das entradas, enviando automaticamente o que é devido aos fornecedores foi outro. Segundo apresentou na reunião, já existem 90 fornecedores que já aderiram ao novo modelo e outros 20 estão em homologação. A venda de e-books também passou por um processo de transformação e as vendas passaram a ser realizadas pela Kobo, que assumiu a responsabilidade de pagar os fornecedores e remunerar a própria Cultura com a comissão devida. Estas duas medidas visam mitigar os riscos aos fornecedores. Quando aconteceu a reunião, a Cultura já estava com quatro lojas reabertas: Ribeirão Preto, Brasília, Porto Alegre e Curitiba, mas a retomada está sendo lenta, com 30% do faturamento previsto. No encontro com fornecedores, a direção da empresa disse que está renegociando aluguéis com shopping centers e estuda fechar lojas deficitárias. A empresa estuda também a abertura de marketplaces on-line e físico (store-in-store). Depois da reunião, a empresa publicou na sua página, uma “Proposta de aditamento ao Plano de Recuperação Judicial”. Nele, a Cultura informa que já realizou o pagamento de R$ 10 milhões, quitando 71% dos créditos trabalhistas; a totalidade de dívidas inferiores a R$ 2 mil e seus credores incentivadores já receberam R$ 5 milhões. A dívida total da empresa, ao pedir a RJ, era de R$ 285 milhões. Clique no Leia Mais para saber os temos da proposta.

PublishNews, Talita Facchini, 06/05/2020

Eduardo Moreira volta à lista dos mais vendidos | © Geraldo Magela_ / Agência SenadoHá duas semanas, a obra Economia do desejo (Civilização Brasileira / Record), do empresário, economista e palestrante Eduardo Moreira, estreou no topo da lista dos mais vendidos quando o assunto que estava em pauta era o embate entre economia x saúde na luta contra o novo coronavírus. Esta semana, Moreira criou a campanha virtual #Somos70porcento para deixar claro que os opositores do governo atual são maioria no País. “O problema do Brasil é que os 30% se sentem como 70%. Os 70% se sentem como 30%”, disse em um debate no qual participava e que o assunto da última pesquisa de popularidade do presidente surgiu. Em apenas dois dias, a campanha virou assunto nas redes sociais, meme e ganhou até camisetas com a hashtag. Não que seja uma relação de causa e efeito, já que os números da lista são referentes ao período de 25 a 31 de maio, anterior, portanto à campanha, mas essa semana, Economia do desejo retornou para a Lista Geral, ocupando o terceiro lugar, com 1.546 exemplares vendidos. Ainda na Lista Geral, quem lidera é o estreante Desperte a sua vitória (Luz da Serra), com 4.012 cópias vendidas. O livro do terapeuta transpessoal, William Sanches apresenta um método para ajudar o leitor a acabar com a ansiedade e descobrir qual o caminho seguir para conquistar seus sonhos. Na semana passada, a obra foi assunto no ColabPublishNews com Rackel Accetti, gerente da Luz da Serra. Na conversa, Rackel contou os planos de venda para o livro, que segundo ela, com certeza entraria para a lista dos mais vendidos. Clique no Leia Mais para conferir as novidades da lista desta semana.

PublishNews, Leonardo Neto, 05/06/2020

A professora e escritora Ana Elisa Ribeiro abriu uma picada importante em Minas Gerais. No Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet) do estado – instituição centenária vocacionada ao ensino técnico e à área das Ciências Exatas, mais especificamente a Engenharia –, ela ajudou a criar um centro de referência nos estudos da produção editorial e nas questões de edição no Brasil. Ela está no PublishNews Entrevista que volta com um novo formato, gravado a distância. Na conversa que teve com André Argolo, Ana Elisa falou dos desafios de transformar um tradicional curso de Letras, para formar gente além da docência, preparando seus alunos para pensar a formatação de conteúdos em diversas plataforma – a edição como um atitude, um conceito. “A edição é muito mais ampla que a literatura”, disse na entrevista. Ana Elisa falou também da sua porção escritora. Ela é autora de mais de 30 livros, entre poesia, livros infantojuvenis e, claro, sobre a edição. Falou também sobre a sua pesquisa “Mulheres na Edição”. O PublishNews Entrevista é um oferecimento do #coisadelivreiro, consultoria em marketing e inteligência de negócios para o mercado editorial. Clique no Leia Mais para assistir ao programa.

PublishNews, Redação, 05/06/2020

O Senado Federal aprovou na última quinta (04), a Lei Aldir Blanc, que destina a estados e municípios, R$ 3 bilhões da União para a aplicação de ações emergenciais de apoio ao setor cultural durante o período de isolamento. A Lei de Emergência Cultural (PL 1075/2020) prevê que trabalhadores autônomos da cultura que perderam a renda tenham direito a um auxílio de R$ 600 por mês, durante três meses, podendo ser prorrogado. Atividades artísticas e culturais de teatros e cinemas, especialmente os de pequeno porte, poderão receber um valor mensal de R$ 3 mil a R$ 10 mil. Bibliotecas comunitárias, livrarias, editoras, sebos, espaços de literatura, poesia e literatura de cordel, também podem receber o auxílio que prevê ainda, linhas de crédito e empréstimos a juros baixos para atender ao microempreendedor individual e as microempresas do setor. O projeto será encaminhado agora para a sanção do presidencial.

PublishNews, Redação, 06/05/2020

De um grupo de leitura, nasceu um Clube de Literatura – o Bem-Te-Li – e desse clube, uma editora. Ideia da carioca Simone Freire e da paulista Cecilia Mondadori, a Pitangus Editorial começou a ser pensada em 2018 e agora, em 2020 começou a funcionar. A nova casa editorial tem como objetivo publicar histórias de novos escritores nacionais, focando nas obras românticas, eróticas e de época. O plano é oferecer aos autores nacionais a oportunidade de tirar os livros dos arquivos, prestar auxílio na edição das histórias, desenvolver projetos e inovar o modo de leitura. Nesse primeiro ano da editora, Cecília e Simone pretendem publicar quatro livros físicos e em torno de seis a oito e-books. E se ela voltar, romance da própria Simone e Nunca vou me apaixonar, da autora Mari Monni já estão em fase de finalização. Nesse primeiro momento, a Pitangus publicará obras de autoras já conhecidas da editora, mas qualquer autor pode mandar seu original para originais.pitanguseditorial@gmail.com. “Eles serão avaliados com muito carinho”, afirmam as novas empresárias.

PublishNews, Redação, 04/06/2020

“Dizem que o dinheiro não muda ninguém, apenas desmascara; e é num mundo sem máscaras que as predileções humanas ficam mais claras.” Esta é a síntese de Sobras de ontem (Companhia as Letras, 216 pp, R$ 59,90), romance de estreia de Marcelo Vicintin, em que dois narradores privilegiados se alternam para contar cada um a sua história. Um deles é Egydio, herdeiro de uma empresa de navegação, que cumpre pena em prisão domiciliar após ser flagrado por uma força-tarefa da Polícia Federal; a outra é Marilu, espécie de arrivista em busca da imagem perfeita, mergulhada em um presente frenético e incerto. São personagens que não buscam a simpatia do leitor, pelo contrário. Mas seu encanto está justamente no que neles há de corrompido. É necessário considerar as nuances da escrita — a meio caminho entre a paródia e a crítica, procurando abarcar um contexto muito mais amplo, o do Brasil desse início de anos 2020 — para que se possa adentrar no coração desta obra.

PublishNews, Redação, 04/06/2020

Opulência (Cepe Editora, 282 pp, R$ 30), quinto romance do escritor e tradutor Luis Sérgio Krausz, se passa em Campos do Jordão, município paulista localizado na Serra da Mantiqueira, com hotéis de luxo e casas em estilo arquitetônico suíço. E estabelecer um mundo cujas origens estão em grandes obras de arte europeias, é o sonho secreto dos personagens da obra, que logo se desaparece ante as transformações que a especulação imobiliária e os projetos ufanistas da ditadura militar levam a esta região na década de 1970. Cada vez mais alheios ao que sucede à sua volta, esses personagens refugiam-se num universo ilusório, impregnado de fragmentos da alta cultura, e deixam de perceber os sinais dos novos tempos até que seja tarde demais.

PublishNews, Redação, 05/06/2020

Anos 1970, Itália. Pietro tem 33 anos e é professor numa escola na periferia de Roma. Ele mantém um relacionamento tempestuoso com Teresa, dez anos mais nova, uma ex-aluna brilhante e independente que parece o tempo todo testar seus limites. Certa ocasião, Teresa propõe um jogo: que eles compartilhem um com o outro o seu segredo mais obscuro. Poucos meses depois de se confessarem, o romance acaba. Pietro se envolve então com Nadia, uma jovem que lhe transmite segurança e com quem ele acabará se casando e tendo filhos: ela nunca seria capaz de remexer em suas coisas, ao contrário da antiga namorada. Porém, alguns dias antes do casamento, Teresa reaparece inesperadamente. E com ela a sombra do que eles confessaram um ao outro. A partir de então, essa confissão permanecerá como uma nuvem ameaçadora. E Teresa sempre ressurge diante de todas as encruzilhadas existenciais de Pietro. Um exame sobre o que é dito e o que é silenciado, sobre a trajetória pessoal e a postura moral, Segredos (Todavia, 152 pp, R$ 59,90 – Trad.: Mauricio Santana Dias), de Domenico Starnone, revela os meandros da construção de nossa identidade perante o mundo. E mostra como uma história de amor, às vezes, pode também guardar uma narrativa de medo e suspeição.

“A edição é muito mais ampla que a literatura”
Ana Elisa Ribeiro
Professora e pesquisadora do CEFET-MG
1.
Desperte a sua vitória
2.
Decida vencer
3.
Economia do desejo
4.
Mais esperto que o diabo
5.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
6.
Box Harry Potter
7.
A sutil arte de ligar o foda-se
8.
Do mil ao milhão
9.
1984
10.
O poder do hábito
 
Publishnews, Redação, 05/06/2020

O renascimento em outras terras (Patuá, 158 pp, R$ 40), primeiro romance da escritora Silvia Gershman, narra a saga de uma família russa que atravessa as duas guerras mundiais, imigra para a América do Sul e cujos descendentes encontram seus jeitos e maneiras de renascer, tendo como alicerce o legado de coragem e resistência de seus antepassados. O livro começa com dois irmãos capturados pelo exército alemão durante a Primeira Guerra Mundial. Eles planejam fugir cientes de que qualquer falha representará a morte de ambos. Percorrem a pé mais de mil quilômetros para chegar à Lituânia, apenas alimentados por sonhos e a esperança de reunir a família. À mercê da passagem do tempo e dos acontecimentos históricos, esse clã se reencontra, se separa, aumenta e diminui no ritmo dos destinos de seus protagonistas: alguns empobrecem espiritualmente e colhem os frutos dessa escolha, outros persistem na busca da Felicidade. Como imigrantes, são obrigados ao exercício constante de alteridade, tendo de se adaptar aos novos povos e costumes.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 05/06/2020

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.