Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 08/05/2020
Somos especialistas em criação de projeto gráficos, diagramação de grandes materiais, tratamento de imagens e tradução e revisão de laudas.
Voltada ao segmento de bibliotecas, atende Bibliotecas de Instituições Públicas e Privadas, Colégios, e Empresas, buscando a satisfação das necessidades de seus clientes.
A FMZ está há 17 anos no mercado livreiro/editorial desenvolvendo o HORUS, sistema de gestão específico do segmento
PublishNews, Redação, 08/05/2020

A Lista dos Mais Vendidos continua mexida, como tem acontecido desde o fechamento das lojas físicas como medida de contenção da disseminação do novo coronavírus. E esse terremoto, com vários tremores secundários, fez emergir os boxes, as minicoleções de livros reunidas em caixas. Dos 20 títulos da Lista de Ficção, seis são boxes, incluindo os três primeiros colocados: Jane Austin (Martin Claret), com 340 cópias; O essencial Sherlock Holmes (Aeroplano), com 228, e Nórdicos (Pandorga), com 218. Fenômeno parecido é notado em Infantojuvenil, liderada pelo box Alice no País das Maravilhas (Pandorga), que vendeu 389 cópias garantindo também o quarto lugar da Lista Geral. A categoria trouxe outros três boxes. No topo da Lista de Não Ficção está o box O essencial da psicologia (Aeroplano), com 217. Além dele, outras três coleções aparecem na categoria. Em Negócios, outros dois: O essencial da estratégia (Novo Século), com 180, e Paulo Vieira (Gente), com 80. A presença desse tipo de produto na lista pode estar diretamente ligada a descontos agressivos, que em alguns casos pode ultrapassar os 40%. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 08/05/2020

Dando continuidade ao ColabPublishNews, projeto que tem apresentado soluções que podem ajudar a minimizar os efeitos da pandemia de coronavírus na economia do livro, nesta sexta (08), às 14h, Leonardo Neto conversa com Alexandre Martins Fontes, diretor executivo da Livraria Martins Fontes Paulista, e Raquel Menezes, da Oficina Raquel. No bate-papo, os dois irão falar sobre como amarrar as pontas da cadeia em tempos de crise e vender livros. Novas ideias surgiram nessa nova realidade e livrarias e editoras se movimentaram para aumentar suas participações no meio digital, mas como fazer com que essa estratégia funcione da melhor maneira? A resposta para essa e outras perguntas serão respondidas às 14h, na live que será transmitida pela página do PublishNews no Facebook. Depois, o conteúdo estará disponível na PublishNewsTV e também nos aplicativos de podcast: Spotify, iTunes, Google Podcasts e Overcast. Sempre bom lembrar que o PublishNews tem atualizado regularmente a sua Agenda de Lives. Ali estão diversos eventos virtuais relacionados ao universo do livro.

PublishNews, Redação, 08/05/2020

@ UnsplashCom o objetivo de movimentar a economia criativa de maneira rápida e eficaz em tempos de pandemia mundial de coronavírus, o Itaú Cultural irá abrir as inscrições em seu site para o quinto edital do Arte como respiro: múltiplos editais de emergência, voltado agora para trabalhos literários e escritores que tiveram sua rotina modificada por conta da pandemia. Com o tema A vida pós-Pandemia, os interessados podem se inscrever em duas categorias: Escrita – prosa ou poesia e Poesia Falada – vídeo. Na primeira, minicontos e poemas devem ter até 800 caracteres, com espaço. Na segunda, a apresentação é em vídeos de até 30 segundos. O edital propõe a autores de prosa e poesia um exercício literário de fabulação do futuro da humanidade e de cada indivíduo na pós-pandemia. As inscrições acontecem do dia 11 ao dia 13 de maio. Serão selecionados até 150 trabalhos na primeira categoria, e até 50 na segunda. Cada um dos selecionados receberá o valor bruto de R$ 2,5 mil como remuneração pelo licenciamento dos direitos autorais da obra, assegurando ao Itaú Cultural direitos não exclusivos de divulgação, exibição e difusão destes trabalhos por até um ano após a assinatura do contrato. Até o dia 9 de junho, os contemplados serão avisados por e-mail, podendo haver prorrogação, dependendo do volume de inscrições. O edital completo você encontra clicando aqui.

PublishNews, Redação, 08/05/2020

O mundo vive muitas incertezas. Programar um evento é navegar no escuro, sem nenhum instrumento e nem um farolete para ajudar a ver o que vai acontecer depois da próxima curva. Diante disso, o Festival Literário Internacional de Poços de Caldas (Flipoços), que estava programado para acontecer em abril e tinha sido adiado para agosto, agora tem nova data: 7 a 15 de novembro. “Decidimos mudar novamente a data para dar mais tranquilidade para todos: expositores, visitantes, convidados e público em geral”, explica Gisele Ferreira, curadora do evento mineiro. “O Festival e a Feira do Livro reúnem milhares de pessoas todos os anos durante os nove dias de realização das palestras, mesas e oficinas literárias, sendo grande parte da programação em ambientes fechados, especialmente no Teatro Benigno Gaiga, mas dessa vez, o Festival terá uma limitação dentro dos espaços fechados, e a programação também acontece em vários ambientes abertos”, completa Gisele. Todas as informações sobre programação, convidados e detalhes das possíveis mudanças na grade, serão devidamente informadas no site do Festival.

PublishNews, Redação, 08/05/2020

O Instituto Pró-Livro (IPL) lançou uma campanha que tem como objetivo ampliar o diálogo e criar momentos lúdicos de descobertas e trocas entre as pessoas. Intitulada Livro: uma boa companhia, a campanha convida as mães - indicadas na 4ª edição da pesquisa Retratos da Leitura como as principais influenciadoras da leitura - a participarem de um “encontro” com os vencedores e parceiros do Prêmio IPL a fim de conhecerem suas indicações de leitura para o confinamento. “Pensando nesses 'encontros', a iniciativa propõe indicações de leitura durante a quarentena. São depoimentos inspiradores sobre como essas leituras ajudam a entender e a aprender com o momento que estamos vivendo”, explica Zoara Failla, coordenadora da pesquisa e dos projetos do IPL. Todas as quartas e sextas-feiras, durante a quarentena, o Instituto Pró-Livro, divulga nas suas redes sociais, os relatos e as indicações de livros sugeridos. Um dos vídeos já publicados é a indicação da Maria Carolina Cristianini, editora do Jornal Joca, vencedor do Prêmio IPL em 2018. A dica dela é o livro O Grande Ivan, da autora Katherine Applegate, inspirado na história real de um gorila pintor que viveu grande parte de sua vida confinado.

PublishNews, Redação, 08/05/2020

Aos 15 anos, Winston Churchill recebeu uma carta em que sua mãe demonstrava estar decepcionada com seu boletim escolar. “Fui preguiçoso”, ele responde. Em Cartas extraordinárias: Mães (Companhia das Letras, 192 pp, R$ 44,90 - Trad.: Mariana Delfini), Shaun Usher reúne essas e outras correspondências inesquecíveis que têm as mães como protagonistas. Amáveis, espirituosos ou doloridos — às vezes mais de uma coisa ao mesmo tempo —, os escritos oferecem um retrato tão emocionante quanto complexo dessa relação intrínseca à nossa existência. Com cartas de Otto Lara Resende, Caitlin Moran, Sylvia Plath, Martin Luther King Jr., George Bernard Shaw, Laura Dern, Louisa May Alcott, Bette Davis, Richard Wagner e muitos outros.

PublishNews, Redação, 08/05/2020

Em Odisseia, de Homero, Penélope – mulher de Odisseu e prima da bela Helena de Troia– é retratada como a esposa fiel por excelência, e sua história é tida como um exemplo de fidelidade e da obediência feminina ao longo dos tempos. Deixada sozinha por 20 anos, quando Odisseu saiu para lutar na Guerra de Troia após o sequestro de Helena, Penélope consegue, em meio a rumores escandalosos, assegurar o reino de Ítaca, criar seu filho rebelde e manter distância de mais de 100 pretendentes. Quando Odisseu finalmente chega em casa, após sobreviver aos desafios do mar Egeu, vencer monstros e dormir com deusas, ele mata todos os pretendentes de sua esposa – e, de maneira ainda mais espantosa, 12 de suas criadas. Em uma releitura contemporânea, Margaret Atwood decide dar voz à Penélope e suas 12 criadas enforcadas para responder duas grandes perguntas: qual o real motivo do enforcamento das criadas? E o que Penélope realmente estava planejando? Ao reimaginar o episódio, em A odisseia de Penélope (Rocco, 128 pp, R$ 29,90 – Trad.: Celso Nogueira), Atwood subverte a narrativa original e concede a sua heroína uma nova vida e realidade, e se propõe a dar uma resposta a um antigo mistério.

PublishNews, Redação, 08/05/2020

Desde seu surgimento no final do século XIX, novas ondas de manifestações surgiram em direção à luta contra as agressões maritais, sexuais, assédio moral ou remuneração salarial igualitária. Ao mesmo tempo, ser ativista continua sendo um perigo para as mulheres. É esse cenário sobre o qual a advogada espanhola Pilar Pardo Rubio se debruçou para escrever Primavera das mulheres (Cultrix / Pensamento, 440 pp, R$ 62 - Trad.: Gilson César Cardoso de Sousa) e responder a diversas perguntas sobre o tema. Divididas em eixos temáticos, a obra traz questões fundamentais para entender as origens, pautas, lutas e ondas de feminismo de cada época, além de todos os processos políticos que envolvem as reivindicações das mulheres nos dias de hoje. Por meio de uma linguagem clara e jornalística, a autora pretende mostrar como é importante entender as indagações ligadas ao movimento feminista em termos mundiais para, dessa forma, fazer com que as mulheres tenham mais acesso a informações preciosas na luta pelos seus direitos.

“É uma loucura ser editor! Mas a loucura sempre foi construtiva. Os canais de Suez e do Panamá foram loucuras. Santos-Dumont era meio doido.”
Jacó Guinsburg
Editor brasileiro
1.
Decida vencer
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Todo santo dia
4.
Box - Alice no país das maravilhas
5.
Como fazer amigos e Influenciar pessoas - Edição comemorativa 80 anos
6.
Box - Jane Austen
7.
À noite o Sol não some
8.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
9.
Box - O essencial Sherlock Holmes
10.
Felicidade
 
PublishNews, Redação, 08/05/2020

O fantasma da mãe (Globo Livros, 192 pp, R$ 39,90) pode ser lido como um “romance de fantasma”, ou um “romance de terror”. A história da psicanalista Iracema e de seu paciente Pedro Rocha pode ser lida, ainda, como um “relato clínico”. Funcionário subalterno, como se define, e solteirão convicto, Pedro Rocha procura Iracema para que ela o ajude a lutar contra o fantasma materno. Amélia, a mãe morta, reaparece para o filho nos espelhos, despedaçando sua vida medíocre. Mas o fantasma salta para além dos espelhos. Já em seu velório, Rocha o vê entre os que a choram. O romance de Gustavo Bernardo acompanha a terapia a que ele se submete. Com isso, o livro se expande não só para o campo do ensaio, mas da clínica e da poesia.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 08/05/2020

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.