Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 27/11/2019
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial. Faz entregas e coletas em editoras, distribuidoras, livrarias, gráficas e grandes redes. A área de atuação atualmente engloba São Paulo (Capital), grande São Paulo, Jundiaí, Campinas e todo o estado do Rio de Janeiro.
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
PublishNews, Redação, 27/11/2019

Assembleia que decidiu a nova diretoria da Associação Nacional de Livrarias | DivulgaçãoEm assembleia realizada nesta terça-feira (26), a Associação Nacional de Livrarias (ANL) elegeu a sua nova diretoria executiva para o biênio 2020/2021. Bernardo Gurbanov (Letraviva) foi reconduzido ao cargo de presidente e terá Samuel Seibel (Livraria da Vila) como vice. Marcus Teles (Leitura), Rui Campos (Travessa) e Carlos Eduardo Sanita (Saber e Ler) completam a nova diretoria. “As propostas apresentadas, por essa nova gestão da diretoria executiva para o próximo biênio, visarão representar a classe livreira e marcar presença como profissionais atuantes que somos, dentro desse mercado tão rico de oportunidades”, declarou o presidente, reeleito, Bernardo Gurbanov. Entre os planos de metas para a nova gestão está a renovação dos convênios com governos estaduais e municipais para a realização das feiras de livros; o planejamento e execução da 30ª Convenção Nacional de Livrarias; a promoção de cursos de capacitação profissional, presenciais e à distância e de encontros regionais de negócios; o apoio às ações de valorização das boas práticas de mercado; a criação e apoio a campanhas de estímulo a abertura de novas livrarias e incentivo à leitura e a luta pela aprovação do projeto de lei (PL) 49, de 2015, que institui a política nacional do livro e regulamentação de preços. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 27/11/2019

Saraiva convocou seus acionistas para uma assembleia geral extraordinária agendada para o próximo dia 11. Essa reunião será importante porque é dela que sairão os nomes eleitos para compor o Conselho de Administração da empresa. Além disso, será deliberada a alteração do estatuto social da empresa para que o Conselho de Administração possa, dentro do limite de capital, emitir bônus de subscrição. O dispositivo está previsto no plano de recuperação judicial da varejista. Em uma outra assembleia, realizada no início do mês, os credores aprovaram os nomes de Adalberto Santos, Antônio Salvador, Augusto Cruz, Cypriano Camargo, João Elek, Renato Carvalho Franco e Sergio Saraiva Pontes para concorrerem a um assento no Conselho. O restante do conselho será composto por dois membros livremente escolhidos e eleitos pelos acionistas controladores e outros dois membros escolhidos pelos acionistas minoritários.

PublishNews, Redação, 27/11/2019

José Borghino, secretário geral da IPA, e Marianne Ponsford, diretora do Cerlalc, durante a assinatura do acordo | Divulgação O Centro Regional para o Fomento do Livro na América Latina e o Caribe (Cerlalc) é um órgão oficial da Unesco que se firmou como um dos principais balizadores para que diferentes pesquisas realizadas na América Latina e Caribe pudessem conversar entre si. A metodologia da pesquisa Retratos da Leitura, por exemplo, segue parâmetros do Cerlalc. Só assim, ela poderia ser comparável com estudos semelhantes realizados na Argentina, Chile ou Colômbia, por exemplo. Um acordo firmado entre o Cerlalc e a International Publishers Association (IPA) vai permitir a ampliação de estudos como os de hábitos de leitura dos cidadãos dos países da região. Para Marianne Ponsford, diretora do Cerlalc, o acordo vai traçar caminhos de trabalho conjunto entre as entidades. “Por um lado servirá para fortalecer a proteção dos direitos de autor, um pilar fundamental para o desenvolvimento da indústria editorial, em particular, e da economia criativa, como um todo. Por outro, contribuirá para impulsionar a realização de estudos que permitam apurar dados confiáveis e precisos sobre os mercados editoriais dos países ibero-americanos”, disse. Ela ressaltou ainda que esses estudos são indispensáveis para a tomada de decisões por parte de agentes dos setores público e privado e também para revelar a importância do setor como motor da economia criativa. O documento, firmado em Paris, durante a 34ª Reunião Ordinária do Conselho do Cerlalc, confirma ainda o compromisso com os valores de liberdade de publicação, de diversidade, de inclusão e de educação e também prevê cooperação estratégica na realização de eventos públicos.

PublishNews, Redação, 27/11/2019

A Abeu anunciou na última semana, em uma cerimônia na Unibes Cultural, os vencedores da quinta edição do Prêmio Abeu, que visa incentivar a qualificação das edições das casas editoriais universitárias no âmbito do conhecimento científico e acadêmico. Na categoria Ciências Humanas, a obra vencedora foi Suicídio: escutas do silêncio (Unifesp), organizado por Fernanda Marquetti. Em Ciências Naturais e Matemáticas a obra Geofísica: uma breve introdução (USP), de Eder Cassola Molina e Fernando Brenha Ribeiro foi a escolhida; e em Tradução – categoria que estreou nesta edição – a vencedora foi a obra Tiestes (UFPR), com tradução de José Eduardo S. Lohner. Clique no Leia Mais para conferir a lista completa dos premiados.

PublishNews, Redação, 27/11/2019

Mais de 200 editoras já estão preparadas para receber o público na Cidade Universitária (Av. Prof. Mello Moraes, travessa C – São Paulo / SP), entre hoje e sábado (30), quando acontece a 21ª edição da Festa do Livro da USP. Durante os quatro dias, quem visitar o evento poderá encontrar livros com desconto mínimo de 50%. É possível também saber quem tanto estará por lá e a lista de livros de cada editora clicando aqui. Já quem quiser saber mais sobre os bastidores da festa, a história do evento e outras curiosidades, pode ouvir o Podcast do PublishNews com a participação de Bruno Tenan, responsável pelo marketing da Edusp desde 2015 e integrante da organização da festa desde 2017. A Festa do Livro da USP acontece de hoje a sexta, 9h às 21h, e no sábado, 9h às 20h.

PublishNews, Redação, 27/11/2019

A escolha da autora americana Elizabeth Bishop como homenageada da 18ª Festa Literária de Paraty teve uma repercussão negativa nas redes sociais. O principal motivo: o apoio da autora ao golpe militar de 64. Em cartas escritas por Bishop ao poeta norte-americano Robert Lowell ela diz que o golpe “foi uma revolução rápida e bonita, debaixo de chuva – tudo terminado em menos de 48 horas”. Com todo mundo falando sobre o assunto, surgiram algumas notícias falsas dizendo que a abertura do evento contaria com a presença do presidente Bolsonaro. O site Brasil 247, por exemplo, colocou a informação em uma de suas manchetes: "Flip 2020 terá abertura de Bolsonaro e homenageará a poeta Elizabeth Bishop, que apoiou o golpe de 1964". Essa celeuma obrigou a assessoria da Festa a mandar um comunicado esclarecendo o assunto. “A Flip nega que Jair Bolsonaro tenha sido convidado ou vá participar da Festa da Literatura Internacional de Paraty de 2020. As fake news que circulam pelas redes sociais anunciando a presença do presidente no evento não têm nenhum fundamento”, diz a nota. E, voltando a falar da homenageada, Fernanda Diamant, curadora desta edição, concedeu entrevista a'O Globo. Ela descartou voltar atrás na sua escolha e disse haver uma confusão grande entre o agora e o passado. "Manuel Bandeira e Guimarães Rosa apoiaram o golpe, também eles não poderiam ser homenageados hoje? Bishop não tinha a previsão do futuro, estava vivendo aquele momento, e de uma forma bastante específica. Acho que o tema precisa, isso sim, ser debatido antes e durante a Flip, mas de uma perspectiva histórica, cultural e aprofundada. Sugiro que as pessoas leiam a obra de Elizabeth Bishop. As redes sociais costumam reduzir tudo a uma ou duas frases", disse na entrevista.

PublishNews, Redação, 27/11/2019

A Disal Distribuidora abriu 20 vagas para auxiliar de logística. A empresa pede que os candidatos tenham experiência mínima de seis meses nas áreas de logística e expedição, ensino médio completo e disponibilidade para início imediato. Conhecimento em WMS será um diferencial. Dentre as principais funções do cargo estão a separação de pedidos, reposição de materiais nas prateleiras, organização do estoque, acesso ao sistema integrado para consulta de livros disponíveis no estoque, empacotamento de livros e recebimento e conferência de pedidos e material. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail suporte.rh@disal.com.br com o título Auxiliar de logística. Já a Edipro, editora cujo catálogo é fortemente marcado pela presença de clássicos, abriu seleção para contratar tradutor freelancer do latim para o português. Os interessados devem enviar seu currículo, juntamente com lista de obras traduzidas do latim, aos cuidados de Thiago Santos para o e-mail imprensa@edipro.com.br.

PublishNews, Redação, 27/11/2019

Nesta sexta (29), às 19h, a Livraria da Vila (Rua Fradique Coutinho, 915 – São Paulo / SP) recebe o lançamento do livro Amanhã vai ser maior (192 pp, R$ 39,90), da antropóloga, pesquisadora e colunista do The Intercept Brasil, Rosana Pinheiro-Machado. Publicado pela Planeta, a obra investiga o período que vai das Jornadas de Junho até a vitória de Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2018. Em mais de 25 ensaios, a autora vai além de uma análise institucional e aborda aspectos menos falados na explicação do bolsonarismo. Por meio de relatos de pessoas reais entrevistadas em uma série de pesquisas de campo, Pinheiro-Machado dedica um olhar atento aos movimentos e às manifestações, em especial ao #EleNão – manifestação que não se converteu em ganho eleitoral, mas que marcou o encontro da política nas ruas com a esperança feminista da transformação social. O evento gratuito contará com sessão de autógrafos e bate-papo com o público.

“A Flip não foi sempre para inglês ver? Deixem eles homenagearem a Bishop. Enquanto isto, a gente, em nossas festas, celebra Cabral, Paulo Freire e Conceição, não é não? Essa é a nossa missão, My God.”
Marcelino Freire
Escritor brasileiro sobre a escolha de Elizabeth Bishop como homenageada da Flip 2020
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Essa gente
3.
A garota do lago
4.
Mais esperto que o diabo
5.
Escravidão
6.
O poder da autorresponsabilidade
7.
Do mil ao milhão
8.
O milagre da manhã
9.
Sapiens
10.
Luccas Neto em "Os aventureiros"
 
PublishNews, Redação, 27/11/2019

Lançado em 1994, o Castelo Rá-Tim-Bum foi um programa repleto de elementos que remetiam à arte e à cultura universais, algo inovador para a época. O programa teve um sucesso tão grande que, mesmo 20 anos depois de sua estreia, milhões de fãs celebraram a série em exposições comemorativas no Museu da Imagem e do Som de São Paulo (MIS-SP) e no Memorial da América Latina. No ano em que o próprio programa faz 25 anos, Raios e trovões – A história do fenômeno Castelo Rá-Tim-Bum (Summus, 240 pp, R$ 78,90) conta as dificuldades e as particularidades dessa produção que uniu entretenimento, informação e educação. Nesse sentido, a obra escrita pelo jornalista Bruno Capelas propõe uma imersão nos bastidores do programa, contando desde detalhes de figurinos e de cenários à rotina de gravações, passando pela criação dos roteiros e escolha do elenco. Baseado nas entrevistas com quem viveu o Castelo, o livro mostra ainda como a Cultura conseguiu, em meio a um dos piores momentos da economia brasileira, realizar um projeto que marcou gerações. O lançamento do livro acontece logo mais, às 18h30, na Livraria da Vila (Rua Fradique Coutinho, 915 – São Paulo / SP).

PublishNews, Redação, 27/11/2019

A ascensão e queda do Império Britânico; o surgimento dos EUA como uma superpotência; desafios globais como o nazifascismo e a Guerra Fria. Essas são as manchetes da história, mas elas não podem ser de todo compreendidas sem entendermos o papel desempenhado pela população. A demografia - o estudo sobre as populações - é a chave para entendermos o mundo em que vivemos. Em A maré humana (Zahar, 376 pp, R$ 79,90 – Trad.: Maria Luiza X. de A. Borges), o pesquisador Paul Morland mostra como períodos de rápida transição populacional moldaram o curso da história. Mudanças demográficas explicam, por exemplo, por que a Primavera Árabe eclodiu e se desfez, como a China ascendeu de modo tão meteórico e por que, recentemente, a Grã-Bretanha votou pelo Brexit e os EUA por Donald Trump. Da Europa às Américas, passando por China, Oriente Médio e norte da África, A maré humana é uma visão panorâmica do poder absoluto dos números.

PublishNews, Redação, 27/11/2019

Em novembro de 1812, um barco que transportava um baú de pertences de Maria Bradwell - mãe das famosas irmãs Brontë – e um livro em especial, colidiu com outra embarcação em Plymouth e quase tudo se perdeu. Viajando por quase 200 anos entre o Velho e o Novo Mundo, os manuscritos passaram por diversas mãos e sobreviveram. O livro foi recuperado intacto e tornou-se precioso para toda a Família Brontë, sendo não apenas uma fonte de leitura, mas também de anotação pelas irmãs Charlotte, Emily, Anne, seu irmão Branwell e seu pai, Patrick. Em 1861, o livro foi vendido em um leilão depois da morte de toda a família. E, nos anos seguintes, passou por diversos donos, eventualmente, viajando para a América, onde permaneceu em uma coleção particular até 2015. A obra Os manuscritos perdidos de Charlotte Brontë (Faro Editorial, 176 pp, R$ 79,90 - Trad.: Thereza Christina Rocque da Motta) conta a história desses escritos que apresentam muitas reflexões, incluindo uma sobre a inspiração de Emily Brontë para um dos maiores livros da história: O morro dos ventos uivantes.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.