Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 14/11/2019
Há 49 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial. Faz entregas e coletas em editoras, distribuidoras, livrarias, gráficas e grandes redes. A área de atuação atualmente engloba São Paulo (Capital), grande São Paulo, Jundiaí, Campinas e todo o estado do Rio de Janeiro.
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
PublishNews, Mariana Bueno*, 14/11/2019

No meu primeiro texto da série Uma década de mercado editorial, é possível observar que há semelhanças no comportamento do mercado editorial dos oito países analisados: Brasil, Colômbia, México, EUA, Alemanha, Espanha, França, Grã-Bretanha. Ainda que o Brasil apresente uma redução mais expressiva na queda do faturamento do setor e na redução do preço médio do livro, o mesmo ocorre nos demais países. Além disso, todos os mercados analisados apresentam comportamento semelhante em relação aos seus respectivos PIBs, alguma estabilidade quando há crescimento econômico, porém uma queda mais acentuada do que aquela apresentada pelo conjunto da economia em períodos de retração. Nesse segundo artigo da série, eu coloquei todos os mercados na mesma unidade monetária, em outras palavras, converti o desempenho real do mercado editorial de cada um dos países para uma mesma moeda, o Dollar PPP (purchasing power parity), que considera as diferenças de custo de vida e rendimentos e permite medir o poder de compra das diferentes moedas. Nessa nova régua, como o Brasil se comporta em relação aos outros países? Qual o tamanho da perda real de cada um deles em relação aos demais? Respondo essas e outras perguntas no segundo artigo da série que pode ser baixado clicando aqui.

PublishNews, Redação, 14/11/2019

No fim da tarde desta quarta-feira (13), a Saraiva tornou público os resultados do seu terceiro trimestre. Ao trazer a valor presente as dívidas e juros referentes ao processo de recuperação judicial, a varejista conseguiu reverter seus prejuízos constantes e obteve lucro contábil de R$ 11,5 milhões. Tirando operações não recorrentes – como esta da recuperação judicial que incluiu R$ 277,7 milhões positivos no seu resultado –, a companhia apresentou prejuízo de R$ 59 milhões. Mesmo assim, é um resultado melhor do que o apresentado em igual período do ano passado, quando a Saraiva apresentou prejuízo de R$ 66 milhões. As receitas brutas totalizaram no terceiro trimestre R$ 159,6 milhões, queda de 51,5% quando comparadas às apuradas no mesmo intervalo de 2018. Os Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) ficaram negativos em R$ 32,6 milhões, variação de -34,1% na comparação com igual período de 2018. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 14/11/2019

A edição de ontem do PublishNews trouxe uma extensa matéria sobre o Projeto de Lei (PL) 5.695 /2019, que quer transferir a parte que compete à União do Salário Educação para estados e municípios. É com as verbas arrecadadas com o Salário Educação que o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) banca hoje o Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD). Se o PL avança e vira lei, estados e municípios passariam a ser os responsáveis pela produção, aquisição e distribuição de livros para os alunos das redes de ensino público no Brasil. Depois da publicação da matéria, o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e a Câmara Brasileira do Livro (CBL) se posicionaram a respeito do PL. O SNEL manifestou sua preocupação com o projeto e suas implicações no PNLD e diz concordar com o parecer técnico emitido pelo FNDE. O documento, que também foi esmiuçado na matéria de ontem, não recomenda a aprovação da matéria que avança a passos largos no Senado. Já a CBL disse estar acompanhando a tramitação e estudando os efeitos das medidas propostas pelo Ministério da Economia por meio de PEC que possam afetar o financiamento da educação pública. Para ter acesso à íntegra das notas de cada uma das entidades, clique no Leia Mais.

PublishNews, Redação, 14/11/2019

A PublishNewsTV dessa semana trouxe para as suas lentes Eduardo Lacerda, publisher da Patuá. Há quase nove anos, Lacerda criou a editora que tornou a poesia possível no mercado editorial brasileiro a nomes não consagrados e poetas iniciantes e hoje é finalista dos mais importantes prêmios literários como o Oceanos, Jabuti, Prêmio São Paulo e Prêmio Rio de Literatura. “O trabalho é no dia a dia, o prêmio é uma consequência”, definiu. Na conversa que teve com André Argolo, Eduardo contou como construiu a editora que deve chegar ao fim do ano com 180 livros publicados, como ele teve que se adequar ao mercado e como enxerga o conceito de editora independente. “Eu ainda sou independente, tenho essa liberdade de criação, mas tenho muito mais responsabilidades e compromissos, dependo de gerenciar bem essa empresa e esse negócio”, contou explicando também sua política de não trabalhar com a maioria das livrarias. “O editor é um parceiro delas, elas não podem tratar como se fosse só um negócio. Não é só um negócio”, concluiu. No nosso programa mais curto, Maju Alves e Leonardo Neto contam as primeiras novidades da Casa PublishNews 2020 e Talita Facchini resgata notícias do Prêmio Jabuti de dez anos atrás. Clique no Leia Mais para assistir aos programas.

PublishNews, Redação, 14/11/2019

Parte das comemorações do Dia da Consciência Negra, a 7ª edição da FlinkSampa – Festa do Conhecimento, Literatura e Cultura Negra começa no dia 18 e segue até o dia 20 de novembro. Este ano, o evento tem como patrono o escritor Machado de Assis e além da programação literária e infantil, o evento se junta à segunda Virada da Consciência, que durante quatro dias celebrará o protagonismo negro em shows, debates, palestras, oficinas, apresentações artísticas e culturais, exposições, feiras, lançamentos, competições, atividades esportivas e recreativas. Também organizada pela Faculdade Zumbi dos Palmares (Av. Santos Dumont, 843 – São Paulo / SP), que sedia a Flinksampa, a Virada da Consciência terá cerca de 400 atrações, distribuídas por vários locais da capital paulista, entre 17 e 20 de novembro de 2019, de domingo a quarta-feira. A programação tem entre seus destaques o Troféu Raça Negra, que, em sua 17ª edição, homenageia o cantor, compositor e ator Tony Tornado e a 3ª Corrida da Consciência. Para conferir a programação completa dos dois eventos é só clicar nos links correspondentes.

PublishNews, Redação, 14/11/2019

Com mais de 220 mil assinantes, os dois maiores clubes de assinaturas de livros do Brasil são agora parceiros em uma iniciativa cujo objetivo é levar a literatura para ainda mais pessoas. A TAG – Experiências Literárias, clube que surgiu em 2014, e a Leiturinha, produto da PlayKids e maior clube de assinatura de livros infantis do Brasil, se uniram para o Projeto Despertar. A ideia é levar uma experiência compartilhada de leitura para crianças em situação de vulnerabilidade social. A ação irá acontecer em instituições de São Paulo, Curitiba, Salvador, Belém e Goiânia ao longo de novembro, envolvendo atividades que serão comandadas por mais de 100 voluntários associados da TAG. O Despertar vai contar ainda com a distribuição do livro Boca da Noite, escrito por Cristino Wapichana, ilustrado por Graça Lima e cedido pela editora ZIT, parceira da Leiturinha. Além da leitura do livro, os clubes de assinatura desenvolveram um kit com um Diário de Leituras, marcador de página, livro de atividades e um mimo especial para que a interação entre voluntários e crianças seja mais enriquecedora. As instituições foram indicadas pelos assinantes da TAG após mais de 1.400 sugestões, em São Paulo, a escolhida foi a instituição Pró-Saber.

PublishNews, Redação, 14/11/2019

Na próxima terça (19), às 19h30, a Todavia recebe no Espaço Breu (Ruas Barra Funda, 444 – São Paulo / SP), o autor Rafael Coutinho e o jornalista Ramon Vitral para um bate-papo. Coutinho é autor do livro O beijo adolescente, que conta a história de Ariel, um adolescente comum que se vê lançado ao centro de uma conspiração que envolve marcas famosas, videogames, uma cidade tomada por gangues, celebridades instantâneas, consumo. Em meio a tudo isso, adolescentes começam a ser assassinados por monstros terríveis que só os jovens parecem enxergar. No encontro, regado à música e cerveja, ele falará mais sobre o livro e sua carreira.

PublishNews, Redação, 14/11/2019

Biblioteca Parque Villa-Lobos | © Equipe SP LeiturasNo mês da Consciência Negra, a Biblioteca Parque Villa-Lobos (Av. Queiroz Filho, 1.205 – São Paulo / SP) realiza no dia 29 de novembro, das 15 às 17h, um encontro gratuito com Michel Yakini sobre escrita criativa. Michel é escritor, produtor cultural e atuante no movimento de literatura nas periferias. No encontro ele irá analisar e ajudar os alunos a criar textos que relacionam literatura, memória e identidade, baseados na produção literária negra brasileira e das periferias de São Paulo. É uma oportunidade para ampliar a compreensão dos temas e exercitar a criação de conteúdo. As inscrições podem ser feitas clicando aqui.

“Os livros ganharam mais batalhas que as armas.”
Lupercio Leonardo de Argensola
Poeta espanhol (1559-1613)
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
DNA milionário
3.
Do mil ao milhão
4.
Mais esperto que o diabo
5.
O poder da autorresponsabilidade
6.
O milagre da manhã
7.
Escravidão
8.
Seja foda!
9.
Prólogo, ato, epílogo
10.
Luccas Neto em "Os aventureiros"
 
PublishNews, Redação, 14/11/2019

Quando Steve Jobs morreu, muita gente se perguntou qual seria o destino da Apple. Afinal, Jobs não era apenas seu fundador, mas também o rosto de uma das maiores marcas do planeta. Quando as especulações começaram, especialistas e público estavam prontos para fazer suas apostas sobre o novo grande líder do ramo. Nem todos chegaram a pensar em um cara discreto do setor operacional. Um cara como Tim Cook. Escolhido pelo próprio Jobs para ficar em seu lugar durante afastamentos pontuais anteriores, Cook não gostava muito de aparecer. Nos últimos oito anos, ele enfrentou embates com o governo, denúncias de péssimas condições de trabalho e críticas que iam da falta de inovação à irresponsabilidade ecológica. Para muitos, esses desafios poderiam ter parecido grandes demais, mas, sob seu comando, a Apple superou cada um deles, abrindo caminho para novas iniciativas ambientais e políticas de diversidade, além de ter se tornado um exemplo no ramo tecnológico quanto a privacidade. A obra Tim Cook (Intrínseca, 336 pp, R$ 49,90 – Trad.: Donaldson M. Garshagen e Renata Guerra), escrita por Leander Kahney, apresenta pela primeira vez uma visão completa dos anos dele na Apple — de sua contratação ainda jovem para o setor de operações até os desafios como CEO.

PublishNews, Redação, 14/11/2019

Como liderar num mundo que está em constante mudança? A professora e pesquisadora Brené Brown vem trabalhando arduamente ao longo de duas décadas para responder a esta pergunta. O resultado é Coragem para liderar (BestSeller, 294 pp, R$ 39,90 – Trad.: Carolina Leocadio), um guia prático sobre como criar ambientes de trabalho saudáveis com equipes motivadas. Brené defende que liderança não tem a ver com cargos, status ou poder. Um líder é qualquer pessoa que se responsabiliza por reconhecer o potencial nas pessoas e em suas ideias e tem a iniciativa de desenvolvê-lo. A autora acredita ainda que a coragem para liderar vem do ato de chefiar com empatia sem se sentir ameaçado por mostrar a sua vulnerabilidade. É por isso que ela destaca que líderes ousados devem cuidar dos seus funcionários e estar conectados a eles. Em Coragem para liderar, Brené Brown apresenta os resultados da sua pesquisa junto de histórias pessoais e outros exemplos reais para responder às questões da maneira direta e sem floreios.

PublishNews, Redação, 14/11/2019

Do mesmo autor do best-seller A arte de pensar claramente, Como pensar e viver melhor (Objetiva, 296 pp, R$ 49,90 – Trad.: Kristina Michahelles e Silvania Gollnick) apresenta dicas práticas valiosas para o leitor tomar as melhores decisões na vida e nos negócios. Com base na psicologia, na economia comportamental, na filosofia e nas teorias de investimento, Rolf Dobelli faz enxergar o mundo sob um novo ângulo. Desde a antiguidade, as pessoas se questionam sobre o que é ter uma vida boa. Qual o papel do destino? E do dinheiro? Levar uma vida de qualidade tem a ver com atingir objetivos? As novas gerações permanecem com esses questionamentos, mas as respostas seguem decepcionantes. Estamos continuamente em busca de um princípio único. No entanto, ele não existe. Faça o que pode, não o que você gostaria de poder. Neste livro, uma continuação de A arte de pensar claramente, Rolf Dobelli ensina, entre outras coisas, a importância de dizer não e de conhecer seus limites.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.