Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 13/02/2019
Aldeia dos Livros oferece serviços que vão desde a revisão de textos em geral; tradução do inglês e espanhol; copydesk; pareceres; contatos com editoras; eventos nacionais e internacionais; criação de capas de livros, branding e coaching criativo para autores.
HiDesign Estúdio é um estúdio editorial focado em design. Entre os trabalhos oferecidos pelo estúdio estão: capas, projetos gráficos, diagramação e ilustração para projetos de editoras e autores independentes.
A Beluga Editorial presta diversos serviços de produção do livro, incluindo revisão, copidesque, diagramação, capa e projeto gráfico. Atendemos tanto editoras quanto autores.
PublishNews, Redação, 13/02/2019

Ferdinando Casagrande foi o vencedor do Prêmio Livro-Reportagem Amazon pelo livro 'Jornal da Tarde: uma ousadia que reinventou a imprensa brasileira' | © Marcelo Bruzzi / DivulgaçãoEm um evento na sede da Amazon no Brasil na noite desta terça-feira (12) foram anunciados os ganhadores da primeira edição do Prêmio Livro-Reportagem Amazon. Na categoria profissional, o ganhador foi Ferdinando Casagrande (na foto ao lado), autor do livro Jornal da Tarde: uma ousadia que reinventou a imprensa brasileira. Ele levou para casa um prêmio de R$ 10 mil, além da possibilidade de assinar contrato com a Record para a publicação do livro em papel. O título reconta a história do JT, jornal criado no fim da década de 1960 e cuja trajetória foi encerrada em 2012. Nascido no ventre de uma das empresas jornalísticas mais tradicionais do Brasil, o Grupo O Estado de S. Paulo, o JT era feito, no seu início, por talentosos jovens na casa dos 20 e poucos anos e rompeu com todos os conceitos do que se conhecia por jornal na época. Na categoria Destaque Universitário, o premiado foi Eduardo Gayer, que transpôs o seu trabalho de conclusão de curso, Outras guerra das Malvinas: Os corpos identificados 36 anos após o conflito, para o formato de livro por meio do KDP. Pelo livro que conta a luta de famílias argentinas para a identificação de 123 soldados mortos na Guerra das Malvinas e até então enterrados no cemitério de Darwin sob inscrição “Soldado argentino só conhecido por Deus”, Gayer leva para casa prêmio de R$ 5 mil. Clique no Leia Mais e tenha acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 13/02/2019

Joselia Aguiar | © Silvia CostantiO Centro Cultural São Paulo, um dos primeiros centros culturais multidisciplinares do país chamou Josélia Aguiar para ser a nova curadora de literatura do Centro. “Estarei também ao lado de um time de curadores de todos os campos que Erika (Palomino, diretora) e Jurandy (Valença, diretor adjunto) estão reunindo, e a ideia é que essa equipe multidisciplinar possa pensar em conjunto, para tornar o CCSP ainda mais potente, livre e de vanguarda”, contou a jornalista, escritora e ex-curadora da Flip em sua rede social. O Centro Cultural São Paulo oferece um conjunto de bibliotecas multidisciplinares e possui uma programação de artes visuais, cinema, dança, literatura, música e teatro, além de atividades educativas, ateliês abertos, cursos e oficinas, palestras e debates, ações ligadas aos acervos e voltadas ao público infantojuvenil.

PublishNews, Redação, 13/02/2019

A Boitempo abriu uma vaga de período integral em assessoria de imprensa e relações públicas. A editora pede que os candidatos tenham experiência mínima de três anos, preferencialmente no mercado editorial ou nas áreas de cultura e política e é desejável formação em jornalismo ou comunicação social. É necessário também, fluência na língua inglesa e disponibilidade para viajar. O contratado será responsável pela produção de press kit e comunicação institucional, relacionamento com autores, comunicadores e produtores de conteúdo, e organização de clipping. Interessados devem enviar currículo até o dia 15 de fevereiro para o e-mail direitos@boitempoeditorial.com.br.

PublishNews, Redação, 13/02/2019

Manoel de Barros | © Lucas BarrosNesta quarta-feira (13), o Itaú Cultural (Av. Paulista, 149 – São Paulo / SP) abre a sua primeira "ocupação" do ano, Manoel de Barros. O poeta gostava de ele mesmo fazer os cadernos onde rascunhava sua obra. Podiam ser pequenos, grandes, médios. Sempre eram feitos por ele e compostos de material reutilizado. A 43ª exposição da série de ocupações do instituto será composta por esses rascunhos, desenhos e registros de composição da obra finalizada do premiado escritor nascido em Cuiabá. Ferramentas de acessibilidade integram-se à mostra, também acompanhada de uma publicação, um hotsite, atividades educativas e, na abertura da mostra, logo mais, às 20h, haverá leitura de poemas pelo escritor Marcelino Freire e a cantora Marlui Miranda. Uma equipe do Itaú Cultural, formada pelos núcleos de Audiovisual e Literatura e da Enciclopédia, assina a curadoria da Ocupação Manoel de Barros. A expografia é criação de Adriana Yazbek, e Martha Barros, artista visual, filha do poeta e detentora dos direitos autorais de sua obra – que está sendo toda reeditada pelo selo Alfaguara –, passou o último ano e meio vasculhando os escritos, papéis, anotações, imagens, cartas enviadas e recebidas, além de objetos caros ao pai em seu cotidiano, que agora dão forma à Ocupação que fica em cartaz até 7 de abril.

PublishNews, Redação, 13/02/2019

O Sindicato dos Clubes do Estado de São Paulo (Sindi Clube), em parceria com a Academia Paulista de Letras e a Confederação Nacional dos Clubes (Fenaclubes), abriu as inscrições para a quarta edição do o Prêmio Nacional de Literatura dos Clubes. O concurso premia três categorias: poesia, conto e crônica, com tema livre. A obra tem de ser inédita e os concorrentes podem se inscrever em apenas uma categoria. O valor da premiação será de R$ 1,5 mil, R$ 1 mil e R$ 500, respectivamente, para o primeiro, segundo e terceiro colocados de cada categoria. Podem se inscrever brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil, com no mínimo 18 anos e que sejam associados dos clubes filiados ao Sindi Clube de São Paulo e/ou à Fenaclubes. As inscrições seguem até o dia 30 de abril e o regulamento completo você encontra aqui

PublishNews, Redação, 13/02/2019

Gustavo Sá, produtor do evento, e Pedro de Luna, autor do livro, autografam o volume nesta quinta, no Rio | © DivulgaçãoMais antigo festival de Brasília e um dos mais importantes do Brasil, o Porão do Rock completou 20 anos e ganhou um livro, Histórias do Porão (Ilustre Editora, 228 páginas, R$ 50). A obra será lançada no Rio de Janeiro nesta quinta-feira (14), a partir das 19h, com a presença do autor, Pedro de Luna, e o produtor do evento, Gustavo Sá. O evento acontecerá na Smoke Lounge (Rua Ibituruna, 8 - Tijuca – Rio de Janeiro / RJ), com bate papo e sessão de autógrafos, seguido de show com as bandas Canto Cego e Punching Namard. Artistas interessados em tocar na capital podem aproveitar a oportunidade e levar o seu material para tentar uma vaga. 

PublishNews, Redação, 13/02/2019

Joan Lennon é uma menina de 10 anos com um dom surpreendente: ela é capaz de lembrar, com exatidão de detalhes, tudo que aconteceu com ela, mas compreende também que nem todos têm essa capacidade. A maioria das pessoas, ela sabe, esquece as coisas, mas Joan não quer ser esquecida pelos outros. Então quando depara no jornal com um concurso cultural intitulado “Próximo Grande Compositor”, ela encontra a resposta: uma boa música é impossível de ser esquecida. Ela só precisa achar o colaborador perfeito. E é aí que entra Gavin Winters. Amigo de faculdade dos pais de Joan, Gavin é um ator famoso de Los Angeles que no momento enfrenta a dor terrível de ter perdido subitamente o namorado, Sydney. Logo que se conhecem, Gavin e Joan fazem um acordo peculiar: ele vai ajudar Joan com a música e em troca a menina vai contar tudo que se lembra de Sydney. Mas o que no início era reconfortante acaba se tornando uma tortura no momento em que Gavin é obrigado a encarar o fato de que o namorado talvez estivesse escondendo alguma coisa. Os prós e os contras de nunca esquecer (Intrínseca, 320 pp, R$ 44,90) é o livro de estreia de Val Emmich, um livro para ser lido com Beatles tocando ao fundo.

PublishNews, Redação, 13/02/2019

Em A caminho de casa (HarperCollins, 320 pp, R$ 34,90), novo livro de W. Bruce Cameron, autor do best-seller Quatro vidas de um cachorro, a história é narrada por Bella, uma simpática vira-lata, que foi encontrada por Lucas. Mesmo contra a vontade de sua mãe e desobedecendo as regras do prédio onde mora, o rapaz decide que vai ficar com a cachorrinha. O amor entre os dois é quase imediato e a mãe de Lucas não demora a ser conquistada por Bella. Por ter a aparência de uma pit bull — raça proibida na cidade onde mora —, Bella entra na mira do controle de animais. Mesmo após diversas tentativas de tentar manter cachorrinha ao seu lado, Lucas precisa encontrar um novo lar para ela. A separação faz com que todos sofram, mas nem 500 quilômetros de distância separariam Bella de seu verdadeiro lar. Sem saber que Lucas conseguiria um lugar para morar em outra cidade, a cachorrinha foge de sua nova casa para reencontrar seu dono. O livro mostra uma verdadeira história de amor e lealdade entre a cadela e seu dono. Bella passa mais de dois anos tentando voltar para casa, encara florestas perigosas e naturezas selvagens, mas não desiste de ficar perto do ser humano que mais ama no mundo.

“Escrever é uma das maneiras de não deixar de viver.”
Mario Sergio Cortella
Filósofo, escritor e educador brasileiro
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
O milagre da manhã
3.
Me poupe!
4.
Seja foda!
5.
O poder da ação
6.
Os segredos da mente milionária
7.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
8.
Aprendizados
9.
Prisioneiros da mente
10.
O poder do hábito
 
 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.