Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 07/11/2018
Somos uma agência com experiência no mercado editorial e especializada em assessoria de imprensa e na produção de eventos destinados à conexão entre profissionais de diversas áreas.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
Adaptamos seu valioso conteúdo para o universo digital com tecnologia de nível mundial. Na Hondana, o seu conteúdo é tratado da maneira que merece.
PublishNews, Redação, 07/11/2018

Livraria Cultura teve pedido de recuperação judicial aprovado e deverá apresentar seu plano até dezembro | © DivulgaçãoEm conversas com editores, Sérgio Herz, CEO da Livraria Cultura, tem falado em mudanças no sistema de compras da empresa que traça o seu plano de recuperação judicial (RJ). Ele tem dito que o modelo de consignação já não é interessante nem para a Cultura e nem para os fornecedores e que planeja, para um possível futuro pós-recuperação judicial, que 100% das compras sejam firmes. Tem falado ainda que, já durante a RJ, vai propor que só a metade dos negócios sejam via consignação. Já a Saraiva tem consultado seus maiores credores sobre a possível pavimentação de um caminho de recuperação extrajudicial, segundo noticiou o jornal Valor Econômico. Ainda de acordo com o jornal, a Saraiva tem apresentado aos editores a proposta de deságio de 45% e o parcelamento da dívida em dez anos. Empresa não confirma informações e diz que as negociações são sigilosas. Editores ouvidos pelo diário reclamam do prazo alongado. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 07/11/2018

Na próxima quarta (14), às 19h, acontece a sétima edição do encontro UmLivro com PublishNews. Depois de já termos falado sobre a pesquisa Fipe, agências literárias, bibliodiversidade, audiolivros, literatura Young adult e autopublicação, chegou a vez de saber como funciona a aquisição de direitos para a publicação de obras. Para falar sobre o assunto, convidamos Mariana Rolier, que teve passagens por importantes casas como HarperCollins, Rocco e LeYa, e participou da publicação de best-sellers como Marley & Eu e A menina que não sabia ler. Os bastidores das feiras internacionais, negociações e trabalho dos publishers de aquisição estão entre os temas que serão discutidos no encontro. Fruto da parceria com a UmLivro, plataforma que oferece diversas soluções de impressão por demanda e logística para as editoras, o evento que acontece na Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2.500 - São Paulo / SP) é gratuito mas é necessário se inscrever clicando aqui.

PublishNews, Redação, 07/11/2018

Depois de terem criado, em 2008, a Autores de Argentina, os editores argentinos César González de Kehrig e Germán Echeverría decidiram expandir o projeto para o Brasil e lançaram no começo de novembro a Autores do Brasil. Segundo César, a editora é voltada para “todos aqueles que desejam realizar o sonho de ver sua criação publicada. Sem restrições”. A nova empresa oferece serviços de design de capa e miolo, cuida dos trâmites legais como obtenção do ISBN e a ficha catalográfica da obra, oferece impressões de no mínimo 50 exemplares e dá espaço em suas redes sociais para divulgação e no e-commerce para a venda. A editora que mira nos autores independentes também dá ao escritor a possibilidade de ter seu livro publicado em e-book e audiolivro, com produção e venda internacional através das plataformas Audible e Storytel. Além disso, outros serviços como tradução (para inglês e espanhol), revisão e impressão internacional sob demanda também estão entre os serviços oferecidos. Na Argentina, com dez anos no mercado, a editora já publicou 1.800 títulos de 1.650 autores.

PublishNews, Redação, 07/11/2018

Com o tema Literatura Sem Fronteiras, a próxima edição do Festival Literário Internacional de Poços de Caldas (Flipoços) irá propor um diálogo mais aproximado entre a literatura brasileira e a latino-americana. Programado para acontecer de 27 de abril a 5 de maio, o festival está à procura de parcerias com entidades dos países da América Latina, Espanha e Portugal para a preparação de um grande encontro em Poços de Caldas, com destaque especial para a literatura e as artes. O patrono da próxima edição será o professor, crítico literário e autor, Jorge Schwartz (na foto ao lado), que recebe homenagem no dia 27 de abril e realiza uma conferência no domingo (28), às 19h30 no Teatro da Urca, onde falará sobre sua vasta obra, mas em especial, sobre Jorge Luis Borges, escritor argentino, cujo assunto, Schwartz é especialista. Professor Titular aposentado e vinculado à Pós-Graduação de Literatura Hispano-Americana da Universidade de São Paulo, Jorge é autor, entre outros, de Murilo Rubião: a poética do uroboro (Ática), Vanguarda e cosmopolitismo (Perspectiva) e Vanguardas Latino-Americanas (Edusp). Coordenou a tradução das Obras Completas de Jorge Luis Borges (Globo - Jabuti / agora Companhia das Letras), organizador de Borges no Brasil (Edunesp), das Obras Completas de Oswald de Andrade (Globo e Companhia das Letras) e diversos outros títulos. O Flipoços 2019 acontece no Espaço Cultural da Urca (Praça Getúlio Vargas) em Poços de Caldas, com entrada franca.

PublishNews, Redação, 07/11/2018

A 16ª Jornada Nacional de Literatura e a 8ª Jornadinha Nacional de Literatura, que aconteceram de 2 a 6 de outubro de 2017, em Passo Fundo (RS), considerada a Capital Nacional de Literatura, ganharam um documentário. Cerca de 30 horas de gravação, seis pessoas envolvidas na produção e um resultado de 80 minutos de boas lembranças. Com um público de mais de 50 mil pessoas e 84 escritores, as Jornadas, em 2017, foram marcadas pelo movimento de "jornalização" de Passo Fundo, que espalhou cultura e literatura por toda a cidade. O documentário, produzido pela Film Journée, faz um resgate da última edição, com depoimentos dos organizadores e de escritores que passaram pelos espaços da Jornada. Dentre os autores que deixaram o seu registro, estão os coordenadores de debates Alice Ruiz, Augusto Massi e Felipe Pena, e autores como Jean-Claude Alphen, Pedro Daniel Kondo, Cintia Moscovich, Conceição Evaristo, Marina Colasanti, Pedro Gabriel, Roger Mello, Zeca Camargo, entre outros escritores que participaram da última edição da Jornada. O documentário completo está disponível clicando aqui

PublishNews, Redação, 07/11/2018

A Associação de Editores Cristãos (ASEC) realiza neste sábado (10), a entrega do Prêmio Areté de Literatura 2018, que este ano acontecerá no Centro de Eventos de Barueri (SP), onde está localizado o Museu da Bíblia (MuBi). Realizada com o apoio da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), a premiação tem como objetivo reconhecer e premiar a excelência em literatura cristã brasileira. As obras são avaliadas em 42 categorias, considerando os prêmios regulares e os especiais, que são Referência Personalidade Literária do Ano, melhor Ilustração, Capa, Projeto Gráfico e Livro do Ano. A lista completa dos finalistas pode ser conferida clicando aqui. Nesta edição, a Sociedade Bíblica Brasileira (SBB) concorre com nove obras, em oito categorias.

PublishNews, Redação, 07/11/2018

A Biblioteca Pública do Paraná realiza nesta sexta (9), em parceria com o Sistema Estadual de Bibliotecas Municipais, o encontro Leitura viva: novas práticas na biblioteca pública. O evento, que acontece na Casa da Cultura de Telêmaco Borba (Av. Chanceler Horácio Laffer, 1.160 – Curitiba / PR) a partir das 9h, discute práticas inovadoras de gestão e atendimento ao público de bibliotecas públicas municipais com representantes das bibliotecas de Arapoti, Barra do Jacaré, Castro, Jaguariaíva, Lapa e Telêmaco Borba. Já às 16h, Marcio Renato dos Santos, autor de sete livros de contos, conversa com o bibliotecário Marcos Antônio Afonso sobre sua obra. A iniciativa é fruto de um encontro entre bibliotecas públicas que aconteceu em abril, em Castro (PR). Na ocasião, representantes das bibliotecas de seis municípios se comprometeram a testar novas formas de atender o público. Entre outras inovações, as bibliotecas vão eleger o “leitor do ano” em seus espaços — o usuário que mais emprestou livros no período de abril a outubro, nas categorias infantil, juvenil e adulto. 

PublishNews, Redação, 07/11/2018

O livro Falsa acusação (LeYa, 336 pp, R$ 49,90 – Trad.: Daniela Belmiro) é baseado numa história real e num artigo vencedor do Prêmio Pulitzer de jornalismo investigativo, que foi publicado no site de uma ONG na internet e viralizou em questão de horas. Como num episódio de Law & Order, os jornalistas T. Christian Miller e Ken Armstrong acompanham o trabalho incansável e a dedicação de duas detetives para colocar um estuprador em série na cadeia e dar voz às suas vítimas – fazendo também uma análise da maneira ultrajante como as mulheres são tratadas quando denunciam casos de violência sexual. A história é, infelizmente, semelhante em diversos países, inclusive no Brasil: uma mulher, vítima de estupro, vai à polícia fazer uma denúncia e acaba sendo interrogada com desconfiança pelas autoridades. Narrado em ritmo de thriller, Falsa acusação está sendo adaptado pela Netflix: a série Unbelivable, prevista para estrear em 2019.

“A democratização da literatura envolve outros espaços, entre eles o da educação e do cultivo do hábito da leitura.”
Domício Proença Filho
Professor, poeta e pesquisador brasileiro
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Crença Inabalável
3.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
4.
Seja foda!
5.
Combate espiritual
6.
O milagre da manhã
7.
Me poupe!
8.
O poder da ação
9.
O poder da autorresponsabilidade
10.
Para todos os garotos que já amei
 
PublishNews, Redação, 06/11/2018

Pode não parecer, mas estudar inglês não é coisa de outro mundo. Dificuldade de entender o que é falado, não saber como pronunciar as palavras, medo de errar e falta de afinidade com a língua podem ser pedras no sapato de quem está tentando aprender o idioma mais influente do mundo. Em Sou péssimo em inglês (HarperCollins, 128 pp, R$ 34,90), a professora Carina Fragozo, do canal English in Brazil, analisa as dificuldades mais comuns que os brasileiros enfrentam ao estudar inglês e apresenta dicas práticas para destravar a fala, melhorar o listening, memorizar vocabulário, evitar a tradução mental e manter o foco, ajudando todo leitor a mudar sua relação com a língua inglesa e extrair dela o melhor que puder. A obra traz também ideias de como se organizar para montar um plano de estudos. Junto com o livro, a HarperCollins também lança Sou péssimo em português (160 pp, R$ 34,90), da professora Cintia Chagas. Na obra, a autora reuniu histórias reais – e bastante engraçadas – de sua vida dentro e fora da sala de aula e que têm alguma relação com a Língua Portuguesa.

PublishNews, Redação, 07/11/2018

Na virada para os anos 1990, os Racionais MC’s emergiram como um dos mais importantes acontecimentos da cultura brasileira. O grupo se formou em 1988 a partir do encontro entre Paulo Eduardo Salvador (Ice Blue) e Pedro Paulo Soares Pereira (Mano Brown) com Edivaldo Pereira Alves (Edi Rock) e Kleber Geraldo Lelis Simões (KL Jay). Naquele mesmo ano, as composições Pânico na Zona Sul, de Brown, e Tempos difíceis, de Edi Rock e KL Jay, entrariam na coletânea Consciência black, e dois anos depois o grupo gravaria seu primeiro disco, Holocausto urbano, vendendo cerca de 200 mil cópias e tornando-se conhecido em todas as periferias paulistanas. Mas é com Sobrevivendo no inferno que os Racionais conquistaram projeção nacional. O disco vendeu mais de 1,5 milhão de cópias. Sobrevivendo no inferno (Companhia das Letras, 160 pp, R$ 34,90) é também o título do livro que acaba de chegar às livrarias. Nele estão reunidos, além das letras das músicas que compõem o álbum, fotos e um texto de apresentação assinado por Acauam Silvério de Oliveira, professor de literatura brasileira da Universidade de Pernambuco.

PublishNews, Redação, 07/11/2018

O que é sair pelas ruas para fotografar? Ter uma câmera, ou um celular, e seguir fazendo fotografias? Será que podemos reduzir a fotografia de rua a somente sair por aí com uma câmera, sabendo o resultado do trabalho de grandes mestres como Henri Cartier-Bresson, Elliott Erwitt, Garry Winogrand, Robert Doisneau, Vivian Maier e tantos outros? A prática da fotografia de rua (G.Gili, 144 pp, R$ 79), de Glauco Tavares, se propõe a contribuir com uma nova visão sobre a fotografia de rua: tratar esse segmento como uma linha da fotografia que possui estilo, método, técnica, leis, estudo e muita, muita prática. A obra ensina ainda: o que é a fotografia de rua; o que pode ser considerado rua; todas as leis que regem a fotografia de rua; escolhas de equipamentos e temas; como montar um projeto de fotografia de rua; autorretrato ou selfie; como fotografar pessoas nas ruas dentre outras técnicas e dicas.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.