Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 27/09/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Redação, 27/09/2018

No primeiro semestre desse ano, a Saraiva chamou alguns dos seus fornecedores para explicar que colocaria em curso um plano de reescalonamento de pagamentos. Na época, a companhia disse, em comunicado, que com a medida buscava "prazos mais flexíveis junto aos seus parceiros comerciais". Chegou a se reunir com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL), que na época reconheceu os esforços de reestruturação da empresa e disse que apoiava a Saraiva naquele momento. Na sexta-feira da semana passada, a Saraiva deveria começar a pagar os atrasados, conforme o reescalonamento proposto e aceito pelas editoras, no entanto, nada aconteceu. Algumas editoras receberam um e-mail em que a empresa se desculpa pelos transtornos, mas que as vendas apresentaram queda nos últimos dias, o que fez a companhia rever o seu fluxo de caixa e adequá-lo a essa nova realidade de venda. Procurada a empresa disse ao PublishNews que não comenta as suas negociações comerciais. O SNEL informou ao PublishNews que está atento ao assunto, já entrou em contato com a direção da Saraiva e aguarda posicionamento.

PublishNews, Redação, 27/09/2018

Última edição da Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro bateu recorde de público com mais de 640 mil visitantes | © Leandro Martins / DivulgaçãoOs leitores que forem à próxima Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro, em 2019, de cara, verão uma novidade. A entrada, que historicamente era feita pela lateral do Riocentro, passará a ser pelo Pavilhão das Artes, que hoje abriga a maior exposição permanente indoor de arte de rua da América Latina. E essa é a primeira das novidades que o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e a Fagga l GL Events Exhibitions, realizadores da Bienal, preparam para a edição do ano que vem que acontecerá entre os dias 30 de agosto e 8 de setembro. A planta do festival foi redesenhada para concentrar atividades, expositores e patrocinadores afins em um mesmo ambiente. Os organizadores acreditam que, desta forma, a comunicação das marcas será ainda mais eficiente e a interação com os visitantes, mais produtiva. Clique no Leia Mais e confira outras novidades da Bienal de 2019.

PublishNews, Carlo Carrenho, 27/09/2018

Pavilhão da Feira de Gotemburgo | © Niklas Maupoix / Divulgação Depois de ter perdido a conta de quantas Feiras de Frankfurt eu já fui e de ter visitado eventos da indústria editorial em lugares tão inusitados quanto Pequim, Sharjah ou Tessalônica, eu não esperava voltar a sentir aquele frio na barriga que novatos sentem ao estrear em alguma feira mundo afora. Mas hoje eu senti. Hoje é o primeiro dia da minha primeira vez na Feira de Gotemburgo, na Suécia. Trata-se de um evento aberto ao público, mas com o primeiro dia e a manhã do segundo dia dedicados a profissionais do livro. Nesta edição, são mais de 800 expositores em mais de 11 mil m² e um extenso programa de eventos profissionais e culturais que ultrapassa 3.500 atividades. Entre os autores convidados, destacam-se a ganhadora do Prêmio ALMA, Jacqueline Woodson, e a best-seller Jojo Moyes. Entre os brasileiros, destaque para Daniel Galera e para a ilustradora Graça Lima. Ela vem receber a Estrela de Prata do prêmio Peter Pan pelo livro A boca da noite. Clique no Leia Mais e veja como foi essa experiência.

PublishNews, Redação, 27/09/2018

O cartunista Ziraldo, de 85 anos, foi internado na tarde desta quarta-feira (26) no Hospital Pró-Cardíaco, no Rio de Janeiro, após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Conhecido pelos clássicos Flicts e O menino maluquinho, Ziraldo é considerado um dos maiores cartunistas do Brasil e está sempre presente em eventos literários, tendo a atenção disputada por crianças e adultos. Entre suas diversas obras se destacam também os personagens Pererê, o Joelho Juvenal, Julieta e Jeremias, o Bom. Em 2017, em seu aniversário de 85 anos, Ziraldo disse em entrevista à Folha que “a velhice é uma coisa que te acontece de surpresa. Demorou 85 anos para chegar, fiquei irremediavelmente velho”. Em nota, o hospital informou que o estado de saúde do artista é grave.

PublishNews, Redação, 27/09/2018

Festhalle, prédio histórico da Messe Frankfurt, foi inaugurado em 1909 pelo Kaiser Wilhelm II | © Redes Sociais do PavilhãoA Feira do Livro de Frankfurt anunciou novidades para as edições de 2019 e 2020. É que a Messe Frankfurt, espaço que sedia o evento, passará por mudanças e reformas. Em 2019, o pavilhão 6 ficará inacessível ao público e, com isso, o Literary Agents & Scouts Centre (LitAg) será transferido para o Festhalle, o prédio histórico localizado na entrada dos pavilhões. E em 2020, será a vez de mudanças no Hall 5, que será posto abaixo e reconstruído em uma obra que deve durar até 2023. Nesse período, os expositores internacionais que ocupavam esse pavilhão – o Brasil está nesse rol – serão remanejados para o Hall 4. O Hall 1, não utilizado pela Feira de Livros, passará ser usado em 2020.  

PublishNews, Redação, 27/09/2018

A Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin (BBM – Rua da Biblioteca, 21 – Cidade Universitária) da USP apresenta, a partir desta sexta (28), a exposição inédita e gratuita Machado de Assis na BBM: primeiras edições e raridades. Com o objetivo de destacar a amplitude e variedade da obra de Machado de Assis, a mostra conta com livros, jornais e revistas com escritos machadianos. Parte do material será disponibilizado em tablets para que o visitante veja os detalhes das obras raras. A curadoria é do professor Hélio de Seixas Guimarães, pesquisador da área de literatura brasileira da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. Ele trabalhou três anos no projeto, investigando o acervo da BBM, que inclui todas as primeiras - e raras - edições dos livros de Machado de Assis. “Estará exposta uma edição do livro Poesias Completas, bastante cobiçada por colecionadores por conter um famoso erro tipográfico que formou uma 'palavra feia'. Outra curiosidade é ver as Memórias póstumas de Brás Cubas, que geralmente associamos ao formato do livro, em sua primeira publicação nas páginas da Revista Brasileira”, conta o curador. A exposição segue em cartaz até o dia 22 de novembro e pode ser visitada gratuitamente de segunda a sexta-feira das 8h30 às 17h30.

PublishNews, Redação, 27/09/2018

Até domingo (30), as cidades históricas de Tiradentes e São João del Rei vão sediar a 12ª edição do seu Festival de Literatura (Felit). Realizado pelo Sesc em Minas, o evento tem como objetivo valorizar a literatura, os livros e a leitura como fator de melhoria da qualidade de vida das pessoas. Segundo o jornalista e curador do evento, José Eduardo Gonçalves, neste ano, o evento homenageia Luiz Ruffato, mineiro de Cataguases que conquistou reconhecimento nacional e internacional. Além de Ruffato, o Felit 2018 também vai trazer outros autores que, assim como ele, têm obras pautadas pela resistência e superação. Entre eles está a mineira Conceição Evaristo, que vai fechar o evento. Outros nomes estão confirmados como os escritores Lucas Figueiredo, Maria Valéria Rezende, Lucas Pereira e Ana Elisa Ribeiro, entre outros. A programação contará ainda com sessões CineSesc, oficinas, conferências e debates com grandes nomes da literatura nacional.

PublishNews, Redação, 27/09/2018

Neste sábado (29), a partir das 11h, o Grupo Record realiza o I Encontro Record de Não Ficção. No evento, o editor executivo Carlos Andreazza vai apresentar os principais lançamentos do gênero previstos para os próximos meses, sempre com um autor convidado. Em São Paulo, o encontro será também o evento de lançamento do livro Direitos máximos, deveres mínimos, de Bruno Garschagen. Autor do best-seller Pare de acreditar no governo, ele faz agora uma espécie de ampliação da reflexão do livro anterior: no texto, ele defende que o Brasil se tornou um país onde as pessoas acham que só têm direitos – e que têm direito a mais direitos –, mas não deveres e obrigações. O encontro acontece na Livraria Saraiva do Shopping Ibirapuera (Av. Ibirapuera, 3.103 – São Paulo / SP).

“O importante é motivar a criança para leitura, para a aventura de ler.”
Ziraldo
Cartunista e ilustrador brasileiro
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
3.
O milagre da manhã
4.
Seja foda!
5.
O poder da autorresponsabilidade
6.
Para todos os garotos que já amei
7.
Me poupe!
8.
21 lições para o século 21
9.
Poesia que transforma
10.
Sapiens
 
PublishNews, Redação, 27/09/2018

Em Noites brancas (Penguin, 112 pp, R$ 34,90 - Trad.: Rubens Figueiredo), Dostoiévski mostra a sua versatilidade como escritor de gênero breve ao abordar um encontro inesperado entre um homem e uma mulher que se repetirá por quatro noites. São Petersburgo, século XIX. Um homem solitário vaga pela cidade noite adentro, deixando que o sentimento de cada rua, esquina ou calçada o penetre. Durante a caminhada, avista uma mulher aos prantos encostada no parapeito de um canal. Quanto mais o anônimo narrador se aproxima da jovem Nástienka, mais parece se distanciar de sua melancólica vida anterior. Em quatro encontros, no entanto, a crescente intimidade dos dois personagens chega a um inesperado desfecho, quando a última noite por fim termina. A novela de 1848, tida como uma das obras-primas de Dostoiévski no gênero breve, é acompanhada neste volume pelo conto Polzunkov, escrito no mesmo ano, que mostra uma faceta mais caricata de um dos maiores autores da literatura russa.

PublishNews, Redação, 27/09/2018

O romance Meu velho guerrilheiro (Jaguatirica, 94 pp, R$ 42,90) conta a história de um escritor autoexilado no estrangeiro que retorna à sua cidade natal, Olinda, a pedido da mãe, para tentar tirar da cabeça do pai a ideia de matar o presidente, que assumiu o poder após um golpe. Álvaro Filho, o autor, mostra ao leitor que é preciso “silêncio para ouvir o vento”, tempo para entender a afetividade de lugares e coisas, calma para engolir desconfortos, e sabedoria para compreender nossa ancestralidade. O autor conta que o velho guerrilheiro do título é parte o pai dele, parte ficção. “Em meados de 2014, meu pai falava que havia um risco de golpe no Brasil, o que à época parecia um desvario e levou, inclusive, a família a se preocupar. A partir deste pseudo embaralho da memória, desenvolve-se uma jornada de reflexão sobre a perda de memória dos entes queridos, das pessoas e das nações”, explica. A obra será lançada em Portugal, durante o Festival Literário Internacional de Óbidos (Folio) que começa nesta quinta-feira. 

PublishNews, Redação, 27/09/2018

Drácula (DarkSide, 580 pp, R$ 69,90 – Trad.: Marcia Heloisa), obra atemporal de Bram Stoker narra, por meio de fragmentos de cartas, diários e notícias de jornal, a história de humanos lutando para sobreviver às investidas do vampiro. O grupo formado por Jonathan Harker, Mina Harker, dr. Van Helsing e Dr. Seward tenta impedir que a vil criatura se alimente de sangue humano na Londres da época vitoriana, no final do século XIX. Um clássico absoluto do terror, Bram Stoker define em Drácula a forma como nós entendemos e pensamos os vampiros atualmente. Levando em conta o sucesso da obra, a DarkSide publicou o livro em duas versões: a primeira, com a icônica capa amarela da primeira publicação, em 1897, e a segunda, com uma capa preta. No livro, o leitor também encontra textos de apoio que contam as relações entre a verdadeira Transilvânia e a aquela eternizada no livro, bem como a influência dos vampiros na cultura pop mundial, e o conto O hóspede de Drácula, que fazia parte do texto de Stoker, mas foi retirado da primeira publicação.

PublishNews, Redação, 27/09/2018

Em À beira da loucura (Record, 350 pp, R$ 39,90 – Trad.: Claudia Costa Guimarães), segundo livro de B.A. Paris, Cass, uma professora que mora com o marido em um vilarejo chamado Nook’s Corner, está em uma festa com colegas de trabalho. Na hora de voltar para casa, ela prefere ir pelo bosque da região para cortar caminho e durante o trajeto cruza com um carro parado no meio do bosque com uma mulher dentro. No dia seguinte, ela descobre que uma mulher havia sido encontrada morta dentro de um carro naquele exato lugar. Então, depois da tragédia, Cass começa a ter lapsos de memória, mas a única coisa que ela não consegue esquecer é Jane, a mulher que poderia ter salvado, e a culpa terrível que a corrói por dentro. Ela tampouco consegue esquecer as ligações silenciosas que vem recebendo, nem a sensação de que está sendo observada. Seria possível que o assassino a tivesse visto, parada no acostamento, enquanto decidia se ajudaria a mulher ou não? E como Cass pode acreditar em si mesma quando tudo ao seu redor parece provar que está ficando louca?

PublishNews, Redação, 27/09/2018

O tempo parecia ter parado nas profundezas da Amazônia. Em 1980, os sintomas da febre do ouro ainda se mostravam presentes entre os tantos garimpos espalhados pela selva brasileira. Mas apenas um deles saltou aos olhos do polêmico repórter da Playboy: um garimpo de mulheres na cidade de Alta Mata. Em busca de uma vasta reportagem sobre o inusitado garimpo, o jornalista adentra secretamente a floresta no encalço da bela líder do garimpo, uma ex-enfermeira e militar norte-americana. O que ele espera encontrar é um acampamento cheio de mulheres ansiosas para terem seus corpos fotografados pelo olhar de um profissional, mas em Alta Mata é o caçador quem acaba virando a caça. Em Mulheres Esmeraldas (Gutenberg, 208 pp, R$ 43,50), o autor Domingos Pellegrini transporta o leitor para uma aventura no temido garimpo de mulheres e retrata os bastidores da cultura garimpeira para refletir, com bom humor e poesia, sobre os temas da ambição humana, do empoderamento feminino, do autoconhecimento e, é claro, do amor.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.