Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 08/08/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Leonardo Neto, 08/08/2018

Flávio Botana e Leonardo Ferreira são os diretores da SoSimple | © DivulgaçãoA decisão de quantos exemplares imprimir quando se pensa em uma nova tiragem pode ser uma questão crucial no negócio do livro. Muitos editores focam no custo unitário e deixam de lado a demanda que o título ainda pode ter. Uma decisão errada nesse momento pode empatar um capital de giro necessário para um outro lançamento, bagunçar o fluxo de caixa de uma editora e colocar em risco a sua atividade. É, portanto, uma decisão estratégica importante dentro de uma editora e agora uma plataforma quer dar respostas a isso. Foi a partir da constatação dessa necessidade que o administrador Leonardo Ferreira e o engenheiro mecânico Flávio Botana, que acumulam experiências na Lis Gráfica, resolveram lançar a SoSimple, um serviço que, por meio de inferências estatísticas, consegue quantificar o número de exemplares a serem reimpressos. “Queremos que nossos clientes tenham ciclos mais curtos e não precisem ter tanto estoque”, explicou Leonardo em uma conversa que teve com o PublishNews. Para testar a viabilidade e a capacidade de resolver essa questão estratégica das editoras, o serviço foi implantado na Interlítera, editora paulistana que se especializou na publicação de livros espíritas, de autoajuda e de desenvolvimento pessoal. O serviço foi testado lá por três meses e, nesse período, notou-se a redução de 5% dos estoques da editora, segundo reportaram os diretores da empresa. Hoje, o serviço já é utilizado pela Companhia das Letras e pela LeYa / Casa da Palavra. Clique no Leia Mais para conhecer melhor a solução.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

Já marcou na agenda? Acontece hoje (8), às 19h, na Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2.500 – São Paulo / SP), a quarta edição do encontro UmLivro com PublishNews. Dessa vez, chamamos os players do mercado para discutir os audiolivros. Eduardo Albano (Ubook), Ricardo Camps (Tocalivro) e Andrea Fornes (Google) vão responder diversas perguntas sobre o assunto, como por exemplo, o que tem sido feito para conquistar novos “leitores-ouvintes” e se a ideia do audiolivro vai mesmo colar por aqui. Para participar do encontro, fruto da parceria com a UmLivro, plataforma que oferece diversas soluções de impressão por demanda e logística para as editoras, é necessário fazer a inscrição clicando aqui.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

A escritora e revelação literária do Zimbábue, Rutento Tavengerwei, está no Brasil neste mês para participar da 2ª Festa Literária Internacional do Pelourinho (FLIPELÔ), que acontece de hoje a domingo (12), em Salvador. O encontro, ao lado da historiadora Luiza Reis, será amanhã (9), às 18h, no Teatro do Sesc-Senac (Lago do Pelourinho, 19 – Salvador / BA). Durante o evento, a autora, que lançou recentemente no Brasil pela Kapulana o romance young adult Esperança para voar, conversará sobre a sua obra de estreia, assim como o seu processo criativo, a construção da narrativa, das personagens, a repressão onde cresceu, no Zimbábue de 2008, ano em que o país sofreu uma forte crise financeira e política. A segunda Flipelô homenageia este ano o autor João Ubaldo Ribeiro e ocupará 13 espaços do Centro Histórico de Salvador com uma programação com muita literatura, além de apresentações teatrais, musicais, exposições e uma rota gastronômica. A programação completa você confere clicando aqui.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

O jornal digital Nexo lançou a escola N, um espaço de formação, reflexão e debate onde serão oferecidos cursos livres para o público em geral. E o primeiro deles será Projeto editorial: do conceito à publicação, com a diretora editorial e sócia fundadora da Ubu Editora, Florencia Ferrari. No curso ela irá falar sobre as etapas fundamentais da edição e o que é necessário para colocar um projeto editorial em prática. Trata-se de oferecer um panorama das etapas de um projeto editorial, desde a concepção e a compra de direitos, passando pelo trabalho dos colaboradores de texto, as definições de projeto gráfico e de especificações gráficas, até questões de orçamento e precificação, divulgação e distribuição dos exemplares. As aulas acontecem na redação do Nexo (Rua Araújo, 216, 8º andar – São Paulo / SP), começam hoje e seguem até o dia 29 de agosto, sempre às quartas, das 20h às 22h. O investimento é de R$ 560.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

Em 50 anos de trajetória, a Bienal do Livro de São Paulo sempre trouxe novidades para crianças e jovens, incentivando a formação leitora, com diversas atividades. Para sua 25ª edição, no entanto, o evento jogou ainda mais luz neste público e trouxe um espaço multicultural, repaginado e, bastante diferente dos anteriores o Correios – Tenda das Mil Fábulas. O nome foi escolhido em homenagem ao convidado de honra desta edição, Sharjah, nos Emirados Árabes, e faz referência a uma obra bastante representativa na cultura árabe: o Livro das Mil Fábulas, conhecido no ocidente como o Livro das Mil e Uma Noites. Até o fim do evento, o visitante encontrará renomados autores infantojuvenis, conhecerá mais sobre culturas como a africana, a cultura árabe e descobrirá o prazer do livro e suas facetas. Em todas as atividades, estão presentes fábulas, lendas, histórias, contos e mitos. Hoje, o espaço recebe as autoras Eva Furnari e Andrea Cozzi, fará uma homenagem a Ziraldo às 16h e terá contação de histórias às 17h e às 18h. Até o fim da Bienal a Tenda receberá também nomes como Pedro Bandeira, Mauricio de Sousa, Alessandra Dutra, Heloisa Pires, Ziraldo e Alex Gomes.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

Nesta quinta-feira (9), a Livraria da Vila da Fradique (Rua Fradique Coutinho, 915 – São Paulo / SP) recebe dois eventos: o lançamento do livro Sertão Japão (Realejo), do jornalista e escritor Xico Sá (foto ao lado), e uma nova edição de Tempo de espalhar pedras (Record), livro de Estevão Azevedo, vencedor do Prêmio São Paulo de Literatura de 2016. Os eventos acontecem simultaneamente, das 18h30 às 21h30. Sertão Japão, é um livro de haicais – tipo de poema curto, de origem japonesa - que reflete sobre as semelhanças reais, fictícias e imaginárias entre o Nordeste brasileiro e o mundo oriental. "O livro explora as semelhanças entre samurais e cangaceiros, as paisagens das montanhas orientais e o deserto do semiárido, além de revelar flagrantes das estações do ano nos dois universos", explica Xico. Já a história de Tempo de espalhar pedras, de Estevão Azevedo, é ambientada em uma vila maltratada pelo garimpo. Desesperança, relações deterioradas, vingança e desejo são alguns dos temas abordados na trama. No lançamento, o jornalista Maurício Meireles media um bate-papo com o autor da publicação e o escritor Milton Hatoum. Os eventos são gratuitos e abertos ao público.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

Neste ano, a Editora Mackenzie participa da Bienal do Livro de São Paulo no estande da Associação Brasileira das Editoras Universitárias (Abeu – L050). Logo mais, às 19h, a editora preparou o lançamento de quatro títulos simultâneos, com a participação e sessão de autógrafos dos autores. Dentre os lançamentos estão: Compendium de direito tributário, de Eduardo Marcial Ferreira Jardim; Pesquisa de marketing, de Vanessa A. F. Molina e Fred Izumi Utsunomiya; O mundo das geotecnologias, de Carolina B. D. Aguilar, Eleana P. Flain, Eliene C. R. Coelho; e História da literatura em perspectiva, dos autores Helena Bonito Pereira, Germana Sales e João Claudio Arendt. A Editora Mackenzie publica livros provenientes das melhores pesquisas desenvolvidas por docentes, discentes e pesquisadores da Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM) e de outras instituições de ensino. Sua linha editorial privilegia obras originais e de relevância nas diversas áreas do conhecimento e da produção científica.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

Vai ao ar nesta quarta-feira (8) a edição #39 do programa Epígrafes e o entrevistado da vez é Ricardo Garrido, gerente de Aquisição de Conteúdo da Amazon no Brasil para a plataforma Kindle. Na pauta, o livro digital e as novas fronteiras da leitura neste século. “A gente consegue observar, aqui na Amazon, que quando alguém que comprava livros impressos passa a comprar também o livro digital, passa a consumir três vezes mais livros do que consumia antes”, diz o executivo. Durante a conversa, Garrido também falou sobre o marketplace da Amazon, hoje com mais de duas mil livrarias, Audible – o serviço de audiolivros da companhia –, Amazon Books, a rede de livrarias que a empresa possui nos Estados Unidos, e sobre a plataforma Kindle Direct Publishing (KDP) e o impulso que ela deu à autopublicação. A entrevista com o gerente da Amazon baseou-se em uma epígrafe de Júlio Dinis, pseudônimo do escritor e médico português Joaquim Guilherme Gomes Coelho, extraída do livro Uma Família Inglesa: Cenas da Vida do Porto: “Mais se aprende na leitura meditada de um só livro, do que no folhear levianamente milhares de volumes”. O programa vai ao ar a partir das 19h no canal de Ricardo Mituti no YouTube

“Escrevo sem muito compromisso, se não ficar bom, dane-se”
Reinaldo Moraes
Escritor brasileiro
1.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
Felipe Neto - A vida por trás das câmeras
5.
Seja foda!
6.
Combate espiritual
7.
Me poupe!
8.
O poder da autorresponsabilidade
9.
Poesia que transforma
10.
Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente
 
PublishNews, Redação, 08/08/2018

A mais recente edição do jornal Cândido, editado mensalmente pela Biblioteca Pública do Paraná, traz como destaque um especial sobre Sérgio Sant'Anna, escritor que ajudou a ampliar os horizontes do conto brasileiro nos anos 1970. Com uma prosa que mistura ensaísmo, poesia, autoficção e que flerta com o teatro e as artes plásticas, Sant’Anna destila um amplo repertório de temas e formas há mais de 50 anos, e hoje, aos 76 anos, parece estar no auge de sua forma. No perfil feito pelo jornalista e escritor Álvaro Costa e Silva para o Cândido, Sant’Anna reafirma o desejo de transformar sua escrita a cada novo trabalho (“do contrário perderia a graça”) e fala, entre outros assuntos, sobre sua rotina de escrita, o envelhecimento e a quantidade absurda de livros de ficção publicados no mercado brasileiro. Para completar o especial, o crítico Alcir Pécora, em breve ensaio, ressalta o aspecto múltiplo da prosa do autor carioca, em contraste com outros contistas da mesma geração, e André Sant’Anna, filho de Sérgio, publica um conto em que o pai é um dos personagens.

PublishNews, Redação, 07/08/2018

Com apenas vinte e poucos anos, iniciante no mundo das letras, o jovem Yuri Vieira teve uma experiência transformadora: contratado como secretário informal da escritora Hilda Hilst, morou por dois anos com ela na famosa Casa do Sol, como era conhecida a residência da autora. O que viveu por lá está registrado em O exorcista na Casa do Sol (José Olympio / Record, 238 pp, R$ 42,90). Com base em memórias, e-mails e anotações feitas à época, Yuri narra o cotidiano da casa, sempre cheia de moradores e passantes, além de mais de 70 cachorros. Suas observações vão desde a rotina banal de uma velha senhora vendo novela junto de seus cães até experiências perturbadoras com viagens astrais, fantasmas e ETs – formando algo que não é uma biografia de Hilda Hilst, mas sim um testemunho de um período importante da vida da autora.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

132 crônicas: Cascos & carícias e outros escritos (Nova Fronteira, 400 pp, R$ 69,90) é a reunião mais completa das crônicas de Hilda Hilst publicada até hoje. Material híbrido, em parte comentário do cotidiano e da conturbada vida política da época, em parte excertos da sofisticada poesia da autora, muito de sua transgressão, irreverência e fina ironia, o livro é um conjunto de textos ácidos e bem-humorados, mas acima de tudo extremamente lúcidos. Produzidos entre 1992 e 1995 — à exceção de dois deles encomendados pela Playboy e nunca publicados na revista —, os escritos de Hilda são atuais, divertidos, imprescindíveis. A obra oferece uma leitura inteligente e bastante divertida e reúne as mazelas brasileiras tratadas com a irreverência particular da autora, as relações familiares esmiuçadas com um olhar agudo e o cotidiano, às vezes divertido e muitas outras bastante angustiado.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

Autor de dezenas de obras literárias bem-sucedidas e consagrado patrono da literatura infantil brasileira, o legado de Monteiro Lobato como escritor é inegável. Mas, e o Monteiro Lobato editor? É justamente essa mudança “para o outro lado do balcão” que a obra Figuras de autor, figuras de editor (Editora Unesp, 552 pp, R$ 84) examina. A partir de diversos arquivos a análise de documentos até agora inéditos entre os pesquisadores que se debruçaram sobre o projeto intelectual lobatiano, a jornalista e doutora em teoria e história literária Cilza Carla Bignotto caminha pela trilha que levou Monteiro Lobato à posição de editor após sua consolidação como patrimônio da literatura nacional. A pesquisa não apenas registra os sucessos e fracassos editorias de Lobato, mas também fundamentalmente esclarece seus métodos, estratégias e processos, muitos deles inovadores no cenário editorial brasileiro. O livro divide-se em duas partes: na primeira Bignotto analisa a formação de autores e de editores no Brasil; em seguida, na segunda parte, a autora dedica-se às figuras de editor e de autor nas empresas de Monteiro Lobato.

PublishNews, Redação, 08/08/2018

O Ministério da Cultura (MINC), em parceria com a Secretaria de Políticas Culturais (SPC) e a Universidade Federal da Bahia (UFBA), lançou uma coleção de artigos dedicados a área da cultura. A Coleção Cultura e Pensamento tem como objetivo incentivar a produção de estudos que reflitam sobre temas nacionais e internacionais, potencializando a discussão sobre cultura e políticas culturais. Segundo Marcella Souza Carvalho, advogada e sócia do Departamento de Assuntos Culturais e Terceiro Setor da Andersen Ballão Advocacia, que participou de dois dos três livros, esta é uma iniciativa importante no que se refere ao incentivo a pesquisas acadêmicas no âmbito cultural. “As discussões envolvendo a temática de direitos e políticas culturais ainda são, de certa forma, recentes em nosso país, que tem muito a evoluir nesse sentido. Essa coleção representa mais um avanço teórico e de base tanto para pesquisas acadêmicas quanto para a prática na área do Direito, das Artes e da Produção Cultural”, avalia. A coletânea é formada por três livros: Direitos Culturais (249 pp), Políticas para as Artes (247 pp) e Políticas para as Cidades (251 pp), compostos por 10 artigos cada. Os livros estão disponíveis para download clicando aqui.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.