Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 13/06/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Leonardo Neto, 13/06/2018

MEC revê edital do PNLD 2020 | © Bruno AlvesNesta terça-feira (12), o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão responsável pela compra de livros para as escolas públicas brasileiras, tornou pública uma nova versão do edital do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) 2020. É objeto do edital a compra de livros didáticos e de literatura para alunos dos anos finais do Ensino Fundamental (do 6º ao 9º ano). Dentre as principais mudanças está a alteração do prazo de inscrição para os livros de literatura. Antes, esse período ia de 25 de junho a 13 de julho. O FNDE agora deu um mês extra para as editoras e o prazo vai de 25 de julho a 13 de agosto. Nada mudou no calendário de inscrição das obras didáticas e o período de inscrição se manteve de 1º a 31 de outubro. Uma questão que chamou a atenção foi a inclusão do item 9.1.1 no capítulo que fala sobre a avaliação pedagógica das obras. O texto incluído diz que “o Ministério da Educação publicará edital com regras para orientar e diretrizes a serem obedecidas na etapa de avaliação pedagógica do PNLD 2020”. Especialista ouvida pelo PublishNews apontou que isso pode gerar insegurança nas editoras já que os critérios de avaliação podem ser alterados. “Qualquer refação num projeto como este custa dinheiro, às vezes muito dinheiro. Então, se as regras mudam no meio do caminho, isso pode prejudicar e até inviabilizar muitos projetos”, disse a fonte que preferiu não ser identificada. Clique no Leia Mais e confira outras mudanças no edital.

PublishNews, Redação, 13/06/2018

Acontece logo mais, às 19h, na Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2.500 – São Paulo / SP), o segundo encontro UmLivro com PublishNews. Nesta edição Leonardo Neto, editor do PN, entrevista Meire Dias, cofundadora da agência literária Bookcase. No papo, ela vai falar sobre os bastidores de uma agência literária que atua globalmente, mostrando como aconteceram negociações de livros que se tornaram best-sellers mundiais, como a série Garota do calendário, no Brasil publicada pela Verus (Record). Meire veio do mercado financeiro e sua paixão pela literatura fez com que ela buscasse uma posição dentro da indústria. Foi aí que ela fundou com Flávia Viotti a Bookcase que, com o perdão do trocadilho, se tornou um case de sucesso na indústria editorial. A dupla de brasileiras chegou a aparecer na capa da revista diária da Feira do Livro de Frankfurt. O encontro, fruto da parceria com a UmLivro, plataforma que oferece diversas soluções para as editoras, será transmitido ao vivo pelo Facebook do PublishNews.

PublishNews, Volnei Canônica, 13/06/2018

O Prêmio Jabuti é uma das maiores condecorações para a área do livro e da leitura, concedido pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), e respeitado pelo meio editorial, pelos artistas, pelos formadores de leitores e pela sociedade. Não faria sentido o Prêmio Jabuti existir somente para alimentar egos de artistas, editores e gráficos. O Jabuti sempre estabeleceu conceitos e apresentou tendências para o mercado editorial. Quando uma obra ganha o Jabuti isso repercute em muitos espaços. O mercado editorial, as universidades, os blogs e ambientes nos quais circulam os promotores de leitura mostram especial interesse em estudar as características da obra e de seus autores. Tudo isso, contribui para divulgar o livro, mas principalmente, para pensar, repensar, desfazer ou reafirmar conceitos. A coluna Novo formato do Prêmio Jabuti – 60 anos desvaloriza a literatura para crianças e jovens foi escrita para abordar os efeitos da junção das categorias Infantil e Juvenil e publicada ontem, aqui no PublishNews com grande repercussão. Continuo, então, dialogando sobre as mudanças que ocorreram na edição de 2018. A coluna de hoje busca refletir o impacto dessas mudanças em outros dois importantes pontos: a) Ilustração e b) Critérios de avaliação. Clique no Leia Mais para ter acesso à íntegra dessa coluna.

PublishNews, Redação, 13/06/2018

© Marcelo NakanoA escritora e roteirista Beatriz Bracher é a segunda convidada do projeto Um escritor na Biblioteca deste ano. Durante o bate-papo, que tem entrada gratuita, Beatriz irá falar, entre outros assuntos, sobre a sua relação com livros e bibliotecas. Até novembro, outros seis autores participam do projeto. Nascida em São Paulo, Beatriz é formada em Letras e foi editora da revista de literatura e filosofia 34 Letras e uma das fundadoras da Editora 34. Estreou na literatura em 2002 com o romance Azul e dura. Também publicou Não falei (2004) e Antonio (2007), além dos livros de contos Meu amor (2009, Prêmio Clarice Lispector da Fundação Biblioteca Nacional) e Garimpo (2013). Seu livro mais recente é Anatomia do paraíso (2015), vencedor do Prêmio Rio de Literatura e eleito livro do ano pelo Prêmio São Paulo de Literatura. O evento acontece na próxima terça-feira (19) a partir das 19h30, na Biblioteca Pública do Paraná (Rua Cândido Lopes, 133 – São Paulo / SP) e terá mediação do jornalista e tradutor Christian Schwartz. 

PublishNews, Redação, 13/06/2018

Às vezes, tudo que uma escritora precisa é desligar do modo multifuncional e focar apenas no seu próximo livro. Mas como fazer com as distrações da rotina? Pensando nisso, a editora Beatriz D’Oliveira convidou um grupo de profissionais do mercado editorial para realizarem, em agosto, o primeiro Retiro de Escritoras. A proposta é reunir um grupo de mulheres que queiram investir na carreira literária para passar um fim de semana imersivo em um sítio em Barra do Sana (RJ), com palestras, rodas de conversa e monitoria de escrita, entre outras atividades. Além de tempo e espaço para que possam focar em suas ideias e na escrita, essa também será uma boa oportunidade para networking com editoras e especialistas do mercado editorial em diversos gêneros literários, da ficção científica ao young adult. As seis palestras confirmadas abordarão sobre temas como agenciamento literário, construção de uma narrativa de fantasia e inovação na ficção literária, entre outros, e as palestrantes trabalham em algumas das maiores editoras do Brasil, como a Rocco, a Record e a Companhia das Letras. O retiro acontece de 17 a 19 de agosto. Para inscrições e mais informações é só mandar e-mail para retirodeescritoras@gmail.com

PublishNews, Redação, 13/06/2018

Vai ao ar logo mais, a edição de número 35 do programa Epígrafes e o entrevistado da vez será o jornalista e escritor Galeno Amorim, ex-presidente da Fundação Biblioteca Nacional (FBN). Na pauta, a Biblioterapia – a prescrição de livros com finalidade terapêutica -, uma das áreas de estudo de Amorim. “O tratamento [pela Biblioterapia] se dá quando a pessoa trás para fora [dos livros] alguns elementos e começa a aprender com o olhar do outro”, explica ele. “E esse outro pode ser uma personagem, o autor ou mesmo uma situação de vida [retratada na obra]”. A entrevista baseou-se em uma epígrafe do historiador, pesquisador e escritor Dante Gallian, extraída do livro A Literatura como Remédio – Os Clássicos e a Saúde da Alma: O “remédio” da literatura (...) tem um efeito terapêutico que envolve espírito e mente, repercutindo não apenas no corpo, mas também nas atitudes, nos gestos, abarcando a vida como um todo. O programa vai ao ar a partir das 19h no canal de Ricardo Mituti no Youtube

PublishNews, Redação, 13/06/2018

Telas de Gravuta estilo Xilo | © DivulgaçãoO Sesc Tijuca (Rua Barão de Mesquita, 539 – Rio de Janeiro / RJ) abre nesta sexta-feira (15), às 18h, a exposição Cordel e Cantadores - Brasil, a República do Cordel, em evento que integra as celebrações pelos 100 anos de falecimento do poeta Leandro Gomes de Barros (1865-1918), considerado um dos patronos da literatura de cordel, sendo o primeiro a montar uma estratégia de distribuição nacional. A mostra apresenta a história do cordel e da arte de xilogravura, dois importantes destaques da cultura nordestina. O público terá acesso a uma coleção com cordéis de Leandro Gomes de Barros, obras que até os dias de hoje são reeditadas. Também estará em exibição uma coleção de cordéis comemorativos do Centenário de Juazeiro do Norte (2011), município fundado por Padre Cícero, um dos maiores incentivadores do cordel e das expressões culturais e artísticas nordestinas. Estampas obtidas através da xilogravura para capas e ilustrações de cordéis, assim como xilogravuras em alto relevo sobre madeira, também estão entre os destaques da exposição. Os itens estarão expostos em ambiente que levará os visitantes a uma viagem ao nordeste. A abertura da exposição marca também a inauguração da Cordelteca do Sesc Tijuca, que ganhou o nome do presidente da ABLC: Gonçalo Ferreira da Silva. Trata-se da 27ª cordelteca chancelada pela academia no país – a 4ª no estado do Rio.

PublishNews, Redação, 13/06/2018

O Sempre um Papo lança amanhã (14), a nona edição da caixa de DVDs intitulada Sempre um Papo 2017 – Cultura para a Educação IX que será distribuída para as escolas públicas estaduais de Minas Gerais, sob a coordenação da Secretaria de Educação de Minas Gerais. Ao todo serão entregues mil caixas, contendo cinco discos cada - com 15 palestras, editadas e com dicas para os professores trabalharem em sala de aula, de escritores que lançaram seus livros e conversaram com o público do projeto nos anos de 2016 e 2017. Estão presentes nomes como Sérgio Abranches, Mario Sergio Cortella, Santiago Nazarian, Noemi Jaffe e João Anzanello Carrascoza. A entrega simbólica à Secretaria de Educação ocorrerá no evento de amanhã e contará com a presença da escritora Fernanda Young. A cerimônia acontece às 19h30, no auditório da Cemig (Rua Alvarenga Peixoto, 1.200 Santo Agostinho - Belo Horizonte / MG).

“Leio muito vagarosamente. Jamais deixo de ler um livro até o fim.”
Ronaldo Correia de Brito
Escritor brasileiro
1.
Desperte seu poder
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
4.
As 4 chaves para realização ilimitada
5.
O milagre da manhã
6.
Felipe Neto - A vida por trás das câmeras
7.
Código secreto do emagrecimento
8.
Me poupe!
9.
Seja foda!
10.
Na sombra do mundo perdido
 
PublishNews, Redação, 13/06/2018

Com o início da Copa do Mundo nesta quinta (14), a Saraiva começou a campanha Torcida verde com muito mais amarelo Saraiva. Além de uma seleção de produtos eletrônicos, livros, games e smartphones, na página da campanha, o público pode encontrar conteúdo, curiosidades e uma curadoria especial de produtos, com países participantes do torneio, autores da seleção literária e o manual do torcedor. Em livros, a rede criou a categoria Craques da Literatura com uma seleção de autores escolhidos pelo próprio público pelas redes sociais da Saraiva. Todos os títulos dessa seleção oficial podem ser adquiridos com 20% de desconto ao usar o código promocional Selecaosaraiva. Este desconto exclusivo está válido até amanhã. Entre os nomes constam Ruth Rocha, Mauricio de Sousa, Carlos Drummond de Andrade, Clarice Lispector, entre outros. O público também poderá conferir na página um pouco da história, curiosidades e uma curadoria de livros relacionados aos países adversários da Seleção Brasileira, como Suíça, Costa Rica e Sérvia. Além disso, os autores que são referência em seus países são destaque dentro de cada um dos grupos do campeonato. A rede também criou o Manual do Torcedor, que categorizou livros, CDS e games, como Clássico é clássico e vice-versa, que traz uma lista de clássicos da literatura; Vai que acontece de novo (7x1), com títulos de autoajuda; Se seu time foi roubado, com livros de direito; Futuros Craques, livros em pré-venda, entre outros.

PublishNews, Redação, 13/06/2018

Seja de barco, de balão ou com a imaginação, os livros de aventura fazem leitores de diversas idades viajarem no prestígio de uma boa história. Com três títulos consagrados do romancista francês Julio Verne, a editora Nova Fronteira lança o box Grandes Obras de Julio Verve (992 pp, R$ 129,90), com os títulos Vinte mil léguas submarinas, Volta ao mundo em 80 dias e A ilha misteriosa. As obras, que renderam adaptações no teatro e cinema no século XX, estão agora reunidas em capa dura nesta edição, com suas narrativas cuidadosamente reduzidas. Julio Verne é considerado até hoje pelos críticos literários como o inventor do gênero de ficção científica, por ter dado um prognóstico de avanços tecnológicos, como submarinos e máquinas voadoras, em algumas de suas obras. O Box faz parte da Clássicos Light, coleção que propõe tornar grandes obras literárias mais acessíveis a todos os leitores.

PublishNews, Redação, 13/06/2018

Mare Barrow aprendeu rápido que, para vencer, é preciso pagar um preço muito alto. Depois da traição de Cal, ela se esforça para proteger seu coração e continuar a lutar junto aos rebeldes pela liberdade de todos os vermelhos e sanguenovos de Norta. A jovem fará de tudo para derrubar o governo de uma vez por todas — começando pela coroa de Maven. Mas nenhuma guerra pode ser vencida sem ajuda, e logo Mare se vê obrigada a se unir ao garoto que partiu seu coração para derrotar aquele que quase a destruiu. Cal tem aliados prateados poderosos que, somados à Guarda Escarlate, se tornam uma força imbatível. Por outro lado, Maven é guiado por uma obsessão profunda e fará qualquer coisa para ter Mare de volta, nem que tenha que passar por cima de tudo — e todos — no caminho. Tempestade de guerra (Seguinte, 632 pp, R$ 44,90) é o desfecho da série A rainha vermelha, escrita por Victoria Aveyard, que virá ao Brasil para a Bienal Internacional do Livro de São Paulo de 2018. 

PublishNews, Redação, 13/06/2018

Política, preconceito, poder, traições e grandes golpes – como seria o mundo se existissem pessoas com superpoderes? Criada pelo mestre da ficção moderna George R.R. Martin, autor de As Crônicas de Gelo e Fogo, em que foi baseada a série de TV Game of Thrones, Wild Cards é uma fantasia urbana que leva o leitor a um mundo sombrio onde um vírus alienígena fez com que parte da população ganhasse habilidades físicas e mentais, formando um grupo batizado de ases. Outros, no entanto, foram amaldiçoados com estranhas deformidades – os curingas. O nono livro da saga, Guerra aos curingas (LeYa, 416 pp, R$ 54,90 – Trad.: Camila Fernandes), apresenta o segundo episódio da trilogia Rox, no qual um novo conflito começa a criar forma – embalada pelo violento Blaise Andrieux, acompanhado de sua gangue de saltadores, e Bomba, que governa Ellis Island, em Nova York, rebatizada de Rox, e luta pelos direitos dos curingas.

PublishNews, Redação, 13/06/2018

Série de aventura e fantasia protagonizada por Papai Noel, Coelho da Páscoa, pela Fada do Dente e agora pelo Homem de Areia (Sandman, em inglês, ou João Pestana, na tradição de Portugal), Os Guardiões resgata histórias passadas de geração em geração em diversas culturas com inventividade e belas ilustrações. No quarto livro da coleção, Sandman e a guerra dos sonhos (Rocco, 240 pp, R$ 34,90), escrito por William Joyce, a jovem Katherine foi levado pelo temido Breu e agora está presa em um mundo de pesadelos. Mas existe alguém que pode ajudar. Sanderson Soneca é pequenino e está sempre sonolento, mas é esperto, forte, silencioso e tem a incrível habilidade de usar a areia de várias maneiras. Capitão de uma estrela cadente, ele é o reforço que os Guardiões precisam para trazer Katherine de volta e manter as crianças do mundo a salvo dos terríveis sonhos causados por Breu.

PublishNews, Redação, 13/06/2018

O romance de estreia de Vic James se passa em uma Grã-Bretanha sob restrita ordem social, onde faz-se a distinção entre a poderosa aristocracia e os plebeus através das capacidades mágicas: cura acelerada, leitura de mentes, controle da natureza. Aqueles que possuem tais Habilidades são os chamados Iguais, e ocupam privilegiados lugares na sociedade. Já os demais cidadãos, sem nenhum dom especial, são obrigados a dedicar uma década de suas vidas à escravidão. Abi Hadley, pensou que estaria fazendo um favor a sua família quando os inscreveu para cumprir seus dias de escravo em Kyneston, residência dos Jardine, a Família Fundadora, mas mal sabia a garota dos horrores que estavam por vir. Já seu irmão, Luke, com apenas 17 anos, acaba sozinho em Millmoor, uma brutal cidade de escravos com poucos privilégios e muitas obrigações. Tanto Abi quanto Luke precisaram se adaptar a suas novas realidades, ou, quem sabe, se tornarem aliados na luta pelo fim dos privilégios de uma elite que busca cada vez mais poder. É a partir deste ponto que Vic James desenrola toda a trama de A gaiola dourada (Galera / Record, 336 pp, R$ 42,90), primeiro volume da trilogia Dons sombrios.

PublishNews, Redação, 13/06/2018

Há 70 mil anos, a raça humana quase se extinguiu. Nós sobrevivemos, mas ninguém sabe explicar o porquê. A descoberta de uma misteriosa estrutura cravada em um iceberg na Antártida começa a revelar esse segredo guardado pela conspiração global Immari, que trabalha em um plano para antecipar o próximo estágio da evolução, nem que para isso seja necessária a execução da maior parte da população mundial. Enquanto a Immari dá início ao seu plano secreto, a geneticista Kate Warner, que pesquisa a cura para o autismo, faz uma descoberta que pode ser a chave do mistério. Agora Kate precisará proteger com a própria vida essa descoberta perigosa e decisiva – para ela e para toda a humanidade. A praga (Globo Alt, 480 pp, R$ 19,90) é o segundo volume da trilogia Atlântida, da autopublicação, traduzido em mais de 20 países e escrito por A. G. Riddle.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.