Geovani Martins volta à lista Nielsen PublishNews
PublishNews, Redação, 03/07/2018
‘O sol na cabeça’, livro de contos do autor carioca, ocupa a 3ª posição da lista que apura os livros de autores nacionais mais vendidos em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento no Brasil

Geovani Martins ocupa a terceira posição da lista de Ficção de junho | © Chico Cerchiaro / Divulgação
Geovani Martins ocupa a terceira posição da lista de Ficção de junho | © Chico Cerchiaro / Divulgação

Geovani Martins (na foto acima) foi apontado como uma das grandes promessas da literatura brasileira. Seu livro O Sol na cabeça (Companhia das Letras) foi sucesso quase que instantâneo e chegou a ter os seus direitos de tradução vendidos para mais de dez países. Ele estreou na lista Nielsen PublishNews em março, ocupando a posição de número sete da lista que apura os autores nacionais mais vendidos em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento do Brasil. Depois da sua estreia, ele andou sumido da Nielsen PublishNews, mas volta agora, em junho, ocupando a terceira posição de Ficção, perdendo apenas para Augusto Cury e os seus O homem mais feliz da história (Sextante) e O homem mais inteligente da história (Sextante).

No mais, a lista é um mais do mesmo daquilo que se viu nos últimos meses, com destaque para a permanência de Jeremias – Pele (Panini Books), HQ que coloca como protagonista Jeremias, o primeiro personagem negro da Turma da Mônica; A hora da estrela (Rocco), de Clarice Lispector, e Vidas secas (Record), de Graciliano Ramos. Os livros ocupam respectivamente as posições de números 5, 7 e 10. Ficção traz apenas uma novidade: O amor que sinto agora (Planeta), de Leila Ferreira. O livro estreou na oitava posição.

Em Não Ficção, onde não há nenhum estreante, o pódio é ocupado por As aventuras na Netoland com Luccas Neto (Pixel / Ediouro), em primeiro lugar; Desperte seu poder (Buzz) de José Roberto Marques, em segundo, e Me poupe! (Sextante), de Nathalia Arcuri, em terceiro.

Graças à série AuthenticGames, a Astral Cultural ganhou a liderança no Ranking das Editoras. Foram cinco títulos, todos eles da série. Empatadas em segundo lugar ficaram a Planeta e a Sextante, com quatro título cada e, em terceiro, ficaram Ediouro, Gente, Grupo Companhia das Letras e Somos Educação, com três cada.

[03/07/2018 10:30:00]