Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 30/09/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Leonardo Neto, 30/09/2021

“A gente sempre falou da necessidade de se ter mais livrarias no país. Uma indústria editorial saudável depende de uma rede de livrarias capilarizada”, defendeu Marcos da Veiga Pereira na sua participação do Sabatina PublishNews na tarde desta quarta-feira (29). O sócio da Sextante esteve no centro da roda para fazer um balanço dos sete anos em que esteve à frente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL). O fim do seu mandato coincidirá com o fim de 2021. Marcos foi sabatinado pela economista Mariana Bueno, pelo editor Haroldo Ceravolo e pelo livreiro Bernardo Gurbanov e o programa foi conduzido por Talita Facchini. Na conversa, Marcos falou sobre as leis do Preço Fixo e de Inclusão; a proposta de reforma tributária, sobre os números do mercado, crise de Saraiva e Cultura e sobre a realização da Bienal ainda em 2021. Clique no Leia Mais e confira os destaques do programa e assista ao vídeo.

PublishNews+, Redação, 30/09/2021

O PublishNews+, área exclusiva para assinantes do PN, tem adiantado, semanalmente, os livros que só chegarão às livrarias daí a 45 dias. O serviço, chamado de Próximo Capítulo, é realizado graças a uma parceria com a MVB / Metabooks e tem por objetivo municiar livreiros de informações do que está no prelo das editoras. Nessa semana, o Próximo Capítulo traz as novidades que chegarão às livrarias entre os dias 14 a 20 de novembro. Entre as novidades, estão o primeiro volume da biografia do ex-presidente Lula (Companhia das Letras), de Fernando Morais; Uma história da leitura (Companhia das Letras), de Alberto Manguel e De sangue e cinzas (Vol. 1) (Galera), de Jennifer L. Armentrout. Clique aqui para conferir todas as novidades. Por enquanto, o Próximo Capítulo está aberto para todos os que se cadastrarem na plataforma, mas em breve, o serviço ficará exclusivo para os assinantes do PN+. A nova seção se soma a outros serviços oferecidos aos assinantes do PN+, como o Radar de Licitações e o Apanhadão Diário. Clique aqui para saber como ser um assinante do PN+.

PublishNews, Redação, 30/09/2021

Estudo analisa o uso da tecnologia na educação | © Divulgação / BlinkLearningHá seis anos, a BlinkLearning, plataforma espanhola de tecnologia educacional que aportou no Brasil em 2020, realiza um estudo anual sobre o uso da tecnologia na educação na Espanha e em vários países da América Latina. Pela primeira vez, a pesquisa apresenta dados relacionados ao Brasil. Ao todo, foram ouvidos 4.926 professores em 20 países dos países pesquisados; 388 no Brasil. O relatório tem por objetivo identificar tendências e registrar a evolução dos hábitos tecnológicos dos alunos e as necessidades do quadro de professores. O estudo apresenta ainda uma visão geral da educação no Brasil e traz um capítulo dedicado à educação em tempos de pandemia. De acordo com a pesquisa, apesar das dificuldades relacionadas à conectividade, infraestrutura e formação, os professores brasileiros acreditam no potencial transformador da tecnologia. Oitenta e cinco por cento deles recomendam o uso de tecnologia nos centros educacionais. A maioria (69%) dos professores brasileiros acredita que a sua profissão passou a ser mais valorizada após a pandemia e nove em cada dez professores participaram de algum tipo de formação ao longo do ano para crescer profissionalmente. Para eles, o principal desafio para melhorar a educação é estimular a aprendizagem autônoma dos estudantes e eles dizem que a solução para isso, durante a pandemia, tem sido o uso de tecnologia. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra do estudo.

PublishNews, Redação, 30/09/2021

A editora Gente está à procura de um designer para a área de marketing. O contratado irá atuar no desenvolvimento de ações e materiais que comuniquem a marca Gente e seus respectivos autores e produtos. Além disso, irá atuar na criação de materiais para eventos, como identidade visual, cenografia, convites e brindes; no tratamento de imagens e proposição de layouts; na criação de campanhas publicitárias on-line e off-line; e ainda será o responsável por desenvolver os materiais de lançamento dos livros e serviços da editora. É preciso ter domínio do pacote office e experiência em desenvolvimento de campanhas e materiais promocionais. A editora também procura alguém com perfil criativo, flexível e proativo, que seja ágil em suas entregas e que saiba trabalhar bem em equipe. Os interessados devem se inscrever clicando aqui.

PublishNews, Redação, 30/09/2021

A Livraria Varejão do Estudante, especializada em livros escolares, abriu uma vaga para coordenador de livraria. É preciso ter experiência e conhecimento no mercado livreiro, vivência no varejo de livros, experiência com atividades de promoção e culturais e conhecimento em marketing e vendas. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail coordenadorlivraria@agilis.com.br até 10 de outubro.

PublishNews, Redação, 30/09/2021

O Laboratório de Atividades do Amanhã (LAA), área de experimentação e inovação do Museu do Amanhã, abriu inscrições para a primeira edição da Oficina de Contos de Ficção Especulativa: "Saifai - Ficção Científica à Brasileira". O projeto, on-line e gratuito, é uma aposta na imaginação humana e consiste em um laboratório de fabulação que propõe a produção de histórias sobre amanhãs possíveis (desejáveis ou não) que podem se passar nas próximas décadas ou milênios. Ao todo, 20 autores serão selecionados, que terão cinco aulas, a partir de outubro, com professores especializados no gênero da ficção científica e da literatura fantástica como Ale Santos, Alexey Dodsworth, Lu Ain-Zaila, Julie Dorrico e Lidia Zuin. Poderão participar da oficina autores e autoras de ficção que tenham trabalhos concluídos - principalmente nos formatos de conto ou crônica - e publicados, seja de forma independente na internet, ou editados em livros e/ou em revistas, em data anterior à publicação do presente Termo de Referência. O projeto possui 50% de vagas preferencialmente destinadas a pessoas negras, indígenas, quilombolas, LGBTQIAP+ ou com algum tipo de deficiência. Os interessados devem se inscrever através do formulário on-line até o dia 10 de outubro. Ao final da oficina – que inicia no dia 23 de outubro –, serão produzidos um e-book com os 20 contos e ilustrações originais, disponíveis para download gratuito no site do Museu do Amanhã, e um audiobook com versões dramatizadas dos contos no Spotify e outras plataformas de streaming.

PublishNews, Redação, 30/09/2021

Elke Grünupp nasceu na Alemanha em 1945. Tinha quatro anos ao desembarcar no Brasil, onde sua família se fixou no interior de Minas Gerais, para depois morar em São Paulo e no Rio Grande do Sul. A futura Mulher Maravilha da televisão começou a trabalhar muito jovem, compelida pelo rigor paterno. Alta, loira e destoante das belezas locais, Elke encontrou sua vocação na adolescência, ao vencer um concurso de misses em Belo Horizonte — de onde saiu para as passarelas das capitais da moda. A carreira meteórica de modelo, condimentada pela irreverência teatral com que vestia peças de alta-costura, abriu-lhe as portas da TV, que acabava de ganhar cores. Trabalhou como atriz, gravou discos e teve um programa solo. Até morrer, em 2016, Elke foi dionisíaca e livre como os personagens que encarnou. Estudou medicina, filosofia e letras. Nos anos 1970, revoltada com a ditadura militar, chegou a ser presa por rasgar um cartaz com fotos de procurados pelo regime. Originalmente concebido como um audiolivro original da Storytel, Elke: Mulher Maravilha (Todavia, 200 pp, R$ 69,90), do escritor e repórter Chico Felitti, reúne a agilidade da reportagem e a argúcia do ensaio para retratar a santa padroeira da alegria na TV nacional e musa eterna do glamour.

PublishNews, Redação, 30/09/2021

O escritor e jornalista Chico Felitti, autor das obras Ricardo & Vânia e A Casa, lança agora, Rainhas da noite (Storytel, 547 min, R$ 27,90 mensal). Por meio de um trabalho investigativo, Felitti faz um levantamento inédito do cenário da comunidade LGBTQIA+ do centro de São Paulo entre os anos 1970 e 2000 - com destaque para as pouco conhecidas trajetórias de três travestis icônicas que comandaram a prostituição na região, em sequência: Jacqueline Blábláblá, Andrea de Mayo e Cris Negão - as Rainhas da Noite. Dividido em sete capítulos, o audiobook conta um lado da história que sofreu o que os pesquisadores chamam de "violência arquival", um apagamento que marginalizou por anos travestis, transexuais, transformistas e drag queens. Sem registros formais, somente inquéritos e boletins de ocorrência, o que restou de escrito sobre esta comunidade e as Rainhas da Noite são apenas notícias de assassinatos, assédios e prisões. Tudo o que os registros burocráticos deixaram de fora, de exploração sexual a feitos artísticos e riqueza financeira, é resgatado no áudio por meio das memórias afetivas de mais de cem pessoas que conheceram as três controversas personagens. Além da ligação das "rainhas" com a criminalidade e, mais para o fim do período, o mundo das drogas, a obra traça um retrato da brilhante e espalhafatosa noite do centro paulistano desde os anos 70. Um mundo que chegou ao fim com a chegada de traficantes na área e a difusão do consumo do crack, depois dos anos 2000. Quem dá voz à história de Felitti no audiobook é a atriz transexual Renata Carvalho.

“Uma indústria editorial saudável depende de uma rede de livrarias capilarizada”
Marcos da Veiga Pereira
Dono da Sextante e presidente do SNEL
1.
Desistir? Nem pensar!
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Destrave a sua vida e saia do rascunho
4.
Mentirosos
5.
Vermelho, branco e sangue azul
6.
DNA da cocriação
7.
A arte de encantar clientes
8.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
9.
Amor & gelato
10.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
 
PublishNews, Redação, 30/09/2021

Os textos ácidos e cheios de metáfora do cronista Rubem Braga agora estão verbalizados. A obra na qual o jornalista homenageia seu estado natal, Crônicas de Espírito Santo (Tocalivros, 245 min, R$ 45 ou R$ 14,90 mensal) reúne 52 crônicas que guardam lembranças da infância e juventude de Rubem Braga em Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo e, também, o olhar amoroso sobre os necessitados e esquecidos. Mescla a indignação do cronista com a defesa pela sua terra de origem, tecidos com o lirismo tão característico do autor. A produção do audiolivro, que ganhou voz do ator João Roncatto em uma parceria com a editora Global, tem um momento marcante: a crônica Congo. Nela, a narração é misturada a uma canção interpretada por Juscelino Filho, por meio das informações do autor e uma pesquisa do cancioneiro popular da região capixaba.

PublishNews, Redação, 30/09/2021

Victor Érik é um jornalista e escritor baiano que compartilha suas crônicas e poesias para quase 400 mil pessoas no perfil do Instagram @palavrasatemporais. A obra 100 dias depois do fim (Outro Planeta, 144 pp, R$ 41,90), é um mergulho nas horas mais difíceis em que a saudade é a sua única companhia, passando por muitas das fases de um coração despedaçado, na tentativa de ressignificar sua história, na busca de propósito e de, quem sabe, um final feliz. No livro, ilustrado pela artista Eva Uviedo, Victor conta a história dos primeiros 100 dias após o término de um longo relacionamento. Todos os percalços e tropeços de quem busca a felicidade outra vez são compartilhados com os leitores através de poesias e crônicas.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.