Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 17/09/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Leonardo Neto, 17/09/2021

O advogado carioca José Roberto de Castro Neves pode ser considerado um especialista em Shakespeare. Ele inclusive traçou paralelos entre a sua profissão e o bardo em Medida por medida: o direito em Shakespeare, publicado em 2019. Além desse atributo, Castro Neves é um músico amador, fã dos Beatles e se encontrou como autor best-seller. No Ranking do PublishNews, já emplacou Como os advogados salvaram o mundo, O espelho infiel, Os advogados vão ao cinema, Brasileiros e O mundo pós-pandemia, os três últimos coletâneas organizadas por ele. Todos esses livros foram publicados pela Nova Fronteira. Nessa semana, ele emplacou o seu sexto título na Lista dos Livros Mais Vendidos. Shakespeare e os Beatles, também pela Nova Fronteira, alcançou a terceira posição da Lista de Não Ficção, com 721 cópias vendidas. No livro, ele coloca lado a lado as produções desses dois marcos da cultura e descobre, nelas, um padrão comum. Ele aponta, por exemplo, que tanto Shakespeare quanto o grupo musical de Liverpool viveram decisivas mudanças nas sociedades em que viviam e isso se reflete de alguma forma em suas obras. Em suas respectivas trajetórias, os dois ícones da cultura também têm algo em comum. Começaram seguindo a moda, partindo do que já existia; depois passaram a tratar de temas juvenis, afinal, eram jovens e, em seguida, começaram a busca da afirmação de suas identidades como artistas. Como consequência, encontraram seus estilos próprios e deram início a uma fase melancólica e introspectiva até atingirem a maturidade, produzindo obras que provaram que eles dominavam o seu respectivo ofício. O livro aparece logo abaixo do livro de Luciano Huck, que tem feito propaganda pesada do De porta em porta (Objetiva) em seu novo programa dominical. O título teve 863 cópias vendidas nessa semana. O primeiro lugar da categoria ficou com a edição em capa dura de Mulheres que correm com os lobos (Rocco), que segue firme na lista e somou mais 1.402 exemplares a sua conta. Clique no Leia Mais e confira outras novidades dessa semana.

PublishNews, Leonardo Neto, 17/09/2021

Criada em 1973, a Associação de Ilustradores (AOI) se tornou o órgão profissional de ilustradores no Reino Unido e reúne mais de 2.700 associados. Desde 2002, a entidade realiza, anualmente, o World Illustration Awards (WIA), que dá reconhecimento a trabalhos de ilustradores do mundo todo em diversas categorias, incluindo, Capa de Livros, Livros, Publicações Infantis e Publicações Comerciais. A ideia por trás do prêmio, segundo Ren Renwick, diretor geral da AOI, é oferecer uma plataforma “para descobrir novos ilustradores empolgantes”. Nesta semana, o júri divulgou os finalistas da edição do prêmio em 2021 e há um brasileiro concorrendo na categoria Capa de Livros: o gaúcho Carlo Giovani, responsável pela capa da edição de A revolução dos bichos publicada pelo selo ViaLeitura, da Edipro. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 17/09/2021

A Cepe Editora anunciou esta semana, os vencedores dos seus prêmios literários. A editora registrou 2.515 obras inscritas nos dois concursos, do Brasil e do exterior. Na 6ª edição do Prêmio Cepe Nacional de Literatura, o paranaense Paulo Marcelo, autor da obra Extremo Oeste, foi escolhido na categoria Romance. A obra é ambientada na cidade Guaíra (PR) e aborda traumas históricos, memórias e buscas pessoais de seu personagem principal. Na categoria Poesia, a vencedora foi a paulista Lilian Sais, com a obra Motivos para cavar a terra, que discute temas contemporâneos, como as relações de trabalho, a pandemia de covid e o superaquecimento global. Por fim, a maranhense Lindevania Martins foi premiada na categoria Contos. Ela é autora de Teresa decide falar, composto por contos que falam da experiência de viver em um mundo que tenta limitar o que somos e o que podemos ser. Cada um leva o prêmio de R$ 20 mil. Já os vencedores do 3º Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantil e Infantojuvenil foram Marcia Cristina Silva, do Rio de Janeiro, e Lucas Rafael Nolli Duarte, de Araxá (MG). Marcia venceu na categoria Infantil com a obra O Encontro de Mário, e Lucas foi o escolhido na categoria Infantojuvenil com Achados e perdidos. Eles receberam o prêmio de R$ 10 mil cada. Todos os vencedores terão suas obras publicadas pela Cepe Editora.

PublishNews, Redação, 17/09/2021

Troféu da premiação: Bruxinha Atrapalhada, da desenhista Eva FurnariDepois de quatro meses, o júri oficial do Troféu HQMix divulgou a lista de indicados da 33ª edição do prêmio, considerado o Oscar dos Quadrinhos Brasileiros. As editoras Comix Zone, Devir Brasil, JBC, Marca de Fantasia, Universo Guará, Veneta, Figura, Mino, Panini Brasil, Pipoca & Nanquim e Skript concorrem na categoria Editora do Ano. Aconteceu comigo (Balão Editorial), de Laura Athayde; Apagão: Fruto Proibido (Draco), de Raphael Fernandes, Abel e Fabi Marques; Aquarela (Balão), de André Bernardino e Vitor Flynn; Astronauta Parallax (Panini), de Danilo Beyruth; Beco do Rosário (Veneta), de Ana Luiza Koehler; Boa sorte (edição independente), de Helena Cunha; Penadinho - Lar (Panini / MSP), de Paulo Crumbim e Cristina Eiko; Os donos da terra (Elefante), de Daniela Fernandes Alarcon, Vitor Flynn Paciornik e Glicéria Jesus da Silva; Jeremias - Alma (Panini / MSP), de Rafael Calça e Jefferson Costa; Fronteiras do além (Pipoca & Nanquim), de Jayme Cortez, D.I.V.A.S Brasileiras (edição independente), de Guilherme Smee e Eduardo Ribas, e Cwb (Quadrinhofilia), de José Aguiar concorrem na categoria Edição Especial Nacional. Os habilitados em cada uma das outras 25 categorias está no site da premiação. Agora, o júri nacional, composto por mais de dois mil profissionais de todo o Brasil poderá analisar e votar nos seus preferidos. A divulgação dos vencedores, após a votação nacional, será no mês de novembro. O evento virtual da entrega dos troféus será dia 27 de novembro, pelas redes sociais do SESC.

PublishNews, Redação, 17/09/2021

Fernanda Gomes Garcia se elege para Conselho Administrativo da Agência Internacional do ISBN | © Camila Del Nero / Divulgação CBLO Conselho Administrativo da Agência Internacional do ISBN tem uma nova composição. Beat Barblan, da Agência do ISBN nos EUA, assume o posto de presidente do colegiado que tem por missão discutir as principais questões que afetam o sistema ISBN no mundo e relata os projetos nos quais a agência está envolvida. Carol Riccalton, representante das Organizações da União Europeia, é a nova vice-presidente. Fernanda Gomes Garcia, diretora-executiva da Câmara Brasileira do Livro, entidade responsável pela emissão do código no Brasil, também ocupa um posto no Conselho. Representantes do Reino Unido, Alemanha, Itália, Espanha e França também estão na composição do colegiado.

PublishNews, Redação, 17/09/2021

Muitos já conhecem a Rê Tinta, uma curiosa personagem criada por Estevão Ribeiro, autor também da tirinha Os passarinhos – que você vê por aqui todas as sextas – e da graphic novel juvenil Da Terra à Lua. Agora, a menina ganhou as páginas do livro Rê Tinta e o pé de jamelão (Nova Fronteira, 32 pp, R$ 44,90). Na obra, Rê Tinta conta a história de uma árvore que foi plantada por sua mãe há muitos e muitos anos. Um dia, quando o jamelão já estava grande e dava muitos frutos, resolveram cortá-lo. Por que será que fizeram isso?! Sorte que a Rê tem uma família muito amorosa e decidida a dar um jeito nessa situação. Esta narrativa cheia de graça é ideal para os pequenos leitores e resgata referências de nossa cultura afro-brasileira. Conta ainda com a apresentação da poeta, cantora e atriz Elisa Lucinda, que faz uma reflexão aos pais e mediadores de leitura.

PublishNews, Redação, 17/09/2021

Todos os dias, dois amigos se encontravam na praia. Um era menino e vinha voando em sua bicicleta; o outro, sem pressa, chegava apoiando-se em sua bengala. Havia uma ponte entre eles, que o menino cruzava alegremente. Sentavam-se em um banco diante do mar e lá viajavam, juntos, entre picolés e silêncios, revelações e perguntas. Um dia, porém, o mais velho não pôde mais voltar, cruzou outra ponte, e o menino descobriu a saudade. Com um texto poético, que fala diretamente à sensibilidade do leitor, a autora Márcia Cristina Silva conta a história de um menino e de seu amigo, de um neto e de seu avô, das relações que carregamos em nós, mesmo muitos anos depois de ausentes. "Eu escrevo aquilo que gostaria de ler, e a história que eu precisava estava dentro de mim, pedindo para ser escrita", conta Marcia, enumerando alguns dos temas de que seu novo livro – O lugar do meu amigo (Escarlate, 56 pp, R$ 49,90 - Ilustração Catarina Bessell) – trata e que eram questões que ela, intimamente, gostaria de trabalhar: "crescimento, transformações, perdas, saudade e ressignificações".

PublishNews, Redação, 17/09/2021

Rosário, neta e filha de reis – seu avô, rei na África congolesa, e seu pai, rei na Pequena África –, descobre horizontes novos no Paço de São Cristóvão, quando seu destino se cruza com o de Isabel e Leopoldina. Começa a lidar com livros, desvenda os segredos da escrita e é levada a ver de perto o que é a vida de uma princesa, num país em que a escravidão de homens, mulheres e crianças ainda existe. Morar no conforto de um palácio, em meio a parque amplo e belo, é tão raro para alguém como ela! Espia, observa, escuta, cuida da biblioteca, lê e trabalha, mesmo sendo ainda uma menina. Em Rosário, Isabel e Leopoldina (Pallas, 124 pp, R$ 57 - Trad.: Joana Velozo), a autora Margarida Patriota guia o relato de Rosário e mostra ao leitor a rara e singular convivência entre as três meninas, nesse tempo que é o do Império, na História do Brasil.

“Um livro, ou um poema, não vale mais ou menos pelo número de pessoas que o leram. Na leitura, de toda forma, é sempre, ou quase sempre, um de cada vez.”
Ana Martins Marques
Poeta brasileira
1.
Mais esperto que o diabo
2.
Vermelho, branco e sangue azul
3.
Mentirosos
4.
Amor & gelato
5.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
6.
O poder da autorresponsabilidade
7.
A garota do lago
8.
Torto arado
9.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
10.
Corte de espinhos e rosas
 
PublishNews, Redação, 17/09/2021

O jardim da Lua (Tigrito, 32 pp, R$ 50), de Wiana Kell e ilustrações de Ana Matsusaki, traz reflexões e reforça a importância de nos conhecermos durante a trajetória individual de vida, com mudanças o tempo todo. No livro, a Lua quer mudar, quer se transformar em uma "lua-flor feliz". Já não vê mais graça em ser Lua. E ela consegue. Mas fica triste quando percebe que as estrelas também já não brilhavam e que a Terra ficou sem cor. Será que dá para voltar a ser Lua e ocupar outro jardim? A obra infantil fala sobre a importância de se reconhecer, valorizando cada pontinho luminoso da nossa própria história.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 17/09/2021

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.