Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 28/07/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Redação, 28/07/2021

O Prêmio São Paulo de Literatura, o maior do país em premiação individual para o gênero, abriu as inscrições da sua 14ª edição. Serão contemplados um autor pela categoria "Melhor Romance de Ficção do Ano de 2020" e outro como "Melhor Romance de Ficção de Estreia do Ano de 2020". Cada ganhador receberá um prêmio de R$ 200 mil. Para concorrer, a obra de ficção deve ter sido escrita originalmente em português e ter sua primeira edição publicada ao longo de 2020. Somente obras no formato impresso, com ISBN, podem participar. Os interessados têm até o dia 06 de setembro para se inscrever no site do prêmio e para conferir o edital completo, clique aqui. Criado em 2008, o Prêmio São Paulo de Literatura tem como objetivo estimular a produção literária de qualidade, valorizar o setor e favorecer a formação de leitores e escritores, reconhecendo grandes nomes e também novos talentos.

PublishNews, Redação, 28/07/2021

Camila Cabete, até a próxima sexta-feira country manager da Kobo no Brasil, deixará a empresa. Em comunicado, diz que encerra o período de “forma maravilhosa” e informa que está saindo para se dedicar ao mercado exclusivamente brasileiro, sem revelar, contudo, para onde seguirá na sequência. Camila entrou para o time da Kobo há nove anos e foi responsável por comandar a empresa nipo-canadense no Brasil nos últimos anos. A sua saída não deve impactar os negócios da Kobo no Brasil, exceto pelo idioma. Beatriz Simonini é a única brasileira do time e seguirá respondendo pelas promoções e pelo merchandising e atende pelo e-mail beatriz.simonini@rakuten.com. As demais operações serão feitas pelo time internacional da Kobo. Conteúdo e contratos ficarão com Erik Rigters (erik.rigters@rakuten.com), parcerias e novos negócios com Jean Marc Dupuis (jeanmarc.dupuis@rakuten.com), o financeiro (relatórios e pagamentos), com Andrew Camilleri (andrew.camilleri@rakuten.com), as questões de operações, metadados e arquivos Kobo operations deverão ser resolvidas pelo e-mail kobo-pubops@mail.rakuten.com e as vendas corporativas pelo e-mail kobo-corporateorders@rakuten.com.

PublishNews, Redação, 28/07/2021

O Radar de Licitações, seção fixa do PublishNews+, traz essa semana um edital visando a aquisição de obras didáticas, no valor de R$ 642 mil. A disputa está marcada para o dia 05 de agosto. Já o segundo, tem como objetivo a aquisição de obras paradidáticas e chega ao valor de R$ 281.712,49. O pregão acontece no dia 03 de agosto. A seção, exclusiva para os assinantes do PN+, é alimentada pelo Radar de Licitações, consultoria de Natália Vieira que, além de buscar novas licitações, presta um serviço de apoio aos editores e distribuidores interessados em vender para governos, nas mais diversas esferas de poder. Para acessar o Radar dessa semana, clique aqui.

PublishNews, Redação, 28/07/2021

Morre o filósofo, escritor e tradutor José Arthur Giannotti | © Renato Parada / Companhia das LetrasMorreu nesta terça-feira (27), o filósofo, professor, escritor e tradutor José Arthur Giannotti. Ele tinha 91 anos. O autor de Heidegger / Wittgenstein: confrontos (Companhia das Letras) deu entrada no hospital na última quinta-feira (22), depois de sofrer um acidente e fraturar costelas. A morte foi em decorrência de complicações da queda. Giannotti também é autor de livros como Origens da dialética do trabalho: estudo sobre a lógica do jovem Marx (L&PM), resultado de sua tese de livre-docência defendida em 1966 e publicada em 1985; e Trabalho e reflexão: ensaios para uma dialética da sociabilidade (Brasiliense). Giannotti também foi tradutor. Verteu para o português Tractatus logico-philosophicus, de Wittgenstein. Em suas redes sociais, a Companhia das Letras e a L&PM lamentaram a morte de Giannotti. A Companhia ressaltou o legado de Giannotti: “um dos maiores estudiosos da filosofia no Brasil, grande referência no campo lógica, na filosofia da linguagem e na análise crítica da obra de Karl Marx”.

PublishNews, Redação, 28/07/2021

Fabio Uehara | © André ArgoloO curso Podcasts, audiolivros e livros digitais, realizado pela Casa Educação, está com as inscrições abertas para a sua segunda edição. Com coordenação de Fabio Uehara, o curso tem como objetivo oferecer aos profissionais das áreas editorial, comunicação e outras áreas correlacionadas as informações necessárias para compreender como estão estruturados os novos negócios editoriais dos livros digitais, audiolivros e podcasts e como esses produtos e serviços são produzidos. On-line e ao vivo, com 20 horas de duração, as aulas envolverão os alunos em uma discussão sobre o quanto é fundamental aos editores e demais profissionais do mercado editorial, comunicação e da educação, nos dias de hoje, conhecer os novos suportes editoriais digitais, de modo a se atualizar, aproveitar novas oportunidades de negócios e até mesmo migrar para o universo digital. As aulas iniciam no dia 7 de agosto, sempre aos sábados, às 09h. Até o dia 31 de julho, há um desconto de 15% para quem se inscrever. Para mais informações, é só clicar aqui.

PublishNews, Redação, 28/07/2021

A partir desta quarta-feira (28), a Festa Literária da Diversidade Sexual (Flids) inicia a sua programação virtual com o Seminários Flids, evento que reunirá importantes nomes da comunidade LGBT em entrevistas homenagens, debates e lançamentos de livros. Com o objetivo de defender as artes, o pensamento e a comunidade LGBTQIA+, a programação começa nesta quarta, às 16h, com a mesa Coletivos de literatura LGBTQIA+, que terá a participação de Alexandre Rabelo (Mix Brasil), Jander Gomez (CE LGBT), Mariana Mortani (Flicadê), Tales Pereira (Oxe LGBT) e Victor Augusto (Col. Reinaldo Arenas). A programação completa você confere clicando aqui.

PublishNews, Redação, 28/07/2021

Kamala Harris tem a sua trajetória na política marcada por grandes e pioneiras conquistas. Em novembro de 2016, ela foi a primeira mulher negra da Califórnia, e a segunda na história do país, a ser eleita senadora dos EUA, pelo Partido Democrata. Em janeiro de 2021, em meio à pandemia da covid-19, Kamala se tornou também a primeira mulher negra a chegar à vice-presidência em um país cuja história é marcada pela segregação racial e que, até o dia anterior, era governado por um presidente alinhado à extrema direita conservadora. A trajetória de Harris até o Senado dos EUA é o mote de seu livro de memórias políticas, As verdades que nos movem (Intrínseca, 230 pp, R$ 49,90 – Trad.: Ana Rodrigues, Cássia Zanon, Maria de Fátima Oliva Do Coutto e Regiane Winarski). Nele, a autora aborda a rotina da família em Oakland, onde cresceu, o convívio com os pais imigrantes e até um encontro às escuras com Douglas Emhoff, que acabou se tornando seu marido. Mas o foco está mesmo na construção de sua visão de mundo e das suas convicções. Sua marca registrada foi a aplicação de uma abordagem holística, baseada em dados, a muitas questões espinhosas na sociedade norte-americana, sempre evitando a retórica de combater o crime de forma implacável. Nem "implacável", nem "extremamente flexível", mas inteligente ao lidar com o crime se tornou seu mantra. Kamala Harris oferece em As verdades que nos movem uma aula de gestão de crises e de liderança em tempos desafiadores.

PublishNews, Redação, 28/07/2021

Perto de fazer 40 anos, Hugo Gonçalves recebeu o testamento do avô materno dentro de um saco plástico. Iniciava-se ali uma viagem, geográfica e pela memória, há décadas adiada. O primeiro destino: a tarde em que recebeu a notícia da morte da mãe, em 1985, quando regressava da escola primária. Durante mais de um ano, o escritor procurou pessoas e lugares, resgatando aquilo que o tempo e a fuga o tinham feito esquecer ou o que nunca soube antes sobre a mãe. Das férias da infância aos desgovernados anos em Nova York, ele foi recolhendo os estilhaços do luto: os corredores do hospital, o colégio de padres, uma cicatriz na perna, o escape do amor romântico, do sexo e das drogas ou uma road trip com o pai e o irmão. Na obra Mãe (Companhia das Letras, 184 pp, R$ 59,90), Gonçalves faz um relato biográfico sobre o afeto, as origens, a família e as dores de crescimento.

“Um grande escritor nunca é uma pessoa medíocre, já que sua obra o eleva à categoria de pessoa extraordinária.”
Leyla Perrone-Moisés
Escritora e crítica literária brasileira
1.
Mentirosos
2.
Vermelho, branco e sangue azul
3.
Atitudes extraordinárias
4.
Mais esperto que o diabo
5.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
6.
Escravidão -Vol 2
7.
Torto arado
8.
Negócios para criativos
9.
O poder da autorresponsabilidade
10.
A garota do lago
 
PublishNews, Redação, 28/07/2021

Exemplos históricos mostram grandes talentos e personalidades que passaram a vida quase invisíveis, anônimos, incompreendidos por seus contemporâneos. O pintor holandês Van Gogh (1853 – 1890), por exemplo, só vendeu um único quadro em toda a sua existência, por 400 francos. Injustiças históricas como essa inspiraram o escritor pernambucano Aluízio Falcão a escrever Memorial de grandes ausências (Cepe, 292 pp, R$ 45). Na obra, ele perfilou 15 personagens, definidos pelo prefaciador, o jornalista e escritor Fernando Portela, como anônimos, malditos e quase malditos das épocas em que viveram. São nomes como os poetas Augusto dos Anjos, Fernando Pessoa e Paulo Leminski; os escritores Lima Barreto, Franz Kafka, o pintor Ban Gogh, a cangaceira Maria Bonita, a escritora Hilda Hilst e o cientista Oswaldo Cruz. Sobre todos os 15 nomes, Falcão faz uma triste conexão que os liga ao esquecimento e à incompreensão. Será que hoje a história se repete?

PublishNews, Redação, 28/07/2021

Eric Hobsbawm é um dos historiadores mais lidos do mundo. Autor do clássico A era dos extremos, Hobsbawm faleceu aos 95 anos como uma personalidade de influência e reputação global, também conhecido publicamente como um prestigiado porta-voz da esquerda. Amigo e grande admirador de Hobsbawm, o historiador Richard J. Evans escreveu Eric Hobsbawm: uma vida na história (Crítica, 720 pp, R$ 159,90 - Trad.: Claudio Carina), uma biografia sobre o historiador. Hobsbawm testemunhou diversos momentos marcantes do século XX, como a tomada do poder pelos nazistas, a Guerra Civil Espanhola e a eclosão da Segunda Guerra Mundial em 1939. O historiador deixou diários e cartas que ao contarem sobre sua vida oferecem também um rico panorama da França, Berlim e Londres ao longo do século passado. Na obra, Richard Evans apresenta o personagem para os leitores do século XXI, para que o público chegue às suas próprias conclusões sobre o que Hobsbawm fez, pensou e escreveu.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.