Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 06/05/2021
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Leonardo Neto, 06/05/2021

Julio e Roberto serão homenageados no Prêmio PublishNews 2020. Cerimônia acontece no próximo dia 12 | DivulgaçãoFundada em 1964, a Catavento testemunhou muitos avanços – e crises – vividos pelo mercado livreiro nacional. Fundada por Waldir Martins Fontes, Raimundo Nonato, Ramiro Novaes e Manoel Augusto, a empresa se tornou uma referência e hoje é dirigida pelos filhos de Ramiro e Manoel, respectivamente Roberto Novaes e Julio Cesar da Cruz. Eles serão os homenageados pelo Prêmio PublishNews 2020 na categoria Contribuição ao Mercado Editorial. Antes deles, receberam o prêmio Paulo Rocco (2016), Alfredo Weiszflog (2017), Luiz Alves (2018) e Karin Schindler (2019). Julio foi o primeiro a entrar para o time da Catavento. A essa altura, Waldir Martins Fontes, que decidiu ser editor, e Ramiro Novaes, que foi para o varejo ao fundar a Farmalivros, já tinham deixado a sociedade. Ele se lembra de ir, ainda muito jovem para a empresa do pai, ajudar no manuseio dos livros, mas foi só em 1983, quando já estudava Engenharia, que entrou pra valer no negócio. Ingressou na área administrativa e financeira, capitaneada por Ramiro. Já Roberto entrou para a Catavento mais tarde, em 1992 e foi para a área comercial, comandada por Manoel, pai de Julio. Essa troca era uma tentativa de não privilegiar demais os filhos recém-chegados à empresa. Um engenheiro e um arquiteto, que podiam erguer edificações e repensar cidades, passaram a tocar a distribuidora de livros fundada pelos pais e se tornaram uma referência no ramo livreiro nacional. Ramiro deixou a empresa em 1994 e Manoel, em 99. De lá para cá, Julio e Roberto se tornaram uma referência incontestável no ramo da distribuição, o que garantiu a eles o Prêmio de Contribuição ao Mercado Editorial, que será entregue em cerimônia virtual na próxima quarta-feira (12). Clique no Leia Mais para ler um perfil dos dois homenageados.

PublishNews, Talita Facchini, 06/05/2021

A Câmara Brasileira do Livro (CBL), abre nesta quinta-feira (06), as inscrições para a 63ª edição do Prêmio Jabuti, que será marcada – segundo os organizadores e comissão técnica – pela forte presença digital e pluralidade. Nesta edição, o editor e tradutor Marcos Marcionilo assumiu a curadoria do evento e procurou construir uma curadoria coletiva, trazendo para o seu time Ana Elisa Ribeiro, Bel Santos Mayer, Camile Mendrot e Luiz Gonzaga Godoi Trigo. Segundo Marcionilo, o Jabuti “dará um instantâneo dos dilemas e possibilidades de nosso tempo na perspectiva de quem pensa o Brasil” e para isso, algumas mudanças foram feitas. Para começar, as inscrições passarão a ser feitas pelo Portal de Serviços da CBL. Autores e editores que já possuem cadastro podem efetuar o login com o usuário preexistente, ou adicionar um novo, e selecionar “Prêmio Jabuti”. Já os novos usuários precisarão efetuar um cadastro, criar um login e uma senha antes de selecionar “Prêmio Jabuti” e dar sequência à inscrição. O prazo para se inscrever na 63ª edição do prêmio termina no dia 1º de julho, às 18h. Em 2018, na sua 60ª edição, o Prêmio Jabuti diminuiu categorias e as dividiu em quatro eixos: Literatura, Ensaios, Livro e Inovação. Agora, em 2021, o eixo Ensaios passa a se chamar Eixo Não Ficção, e o Eixo Livro torna-se Eixo Produção Editorial. Clique no Leia Mais para conferir as novidades do 63º Prêmio Jabuti.

PublishNews, Redação, 06/05/2021

Willian Santiago | © Arquivo pessoal / Thaís FujarraFaleceu na noite de terça-feira (4), o ilustrador Willian Santiago, por complicações da covid-19. O artista passou cerca de um mês internado na UTI de um hospital em Londrina (PR). Willian ficou conhecido por suas obras coloridas e reprodução digital de pinceladas e texturas naturais. Dentre as revistas e campanhas publicitárias das quais deixou sua marca, Willian também ilustrou o livro infantil Cumarim (FTD), de Rosane Almeida, e A visão das plantas (Todavia), da angolana Djaimilia Pereira de Almeida, que leva na capa a ilustração Sonho lesto. Em uma rede social, a editora lamentou a morte do ilustrador: “Mais uma perda nesses tempos tão duros”. Em 2017, Willian subiu ao palco do Jabuti para receber o troféu na categoria Infantil Digital como um dos ilustradores do livro Kidsbook Itaú Criança (Agência Africa). O Brasil já perdeu 414 mil vidas para a covid-19.

PublishNews, Redação, 06/05/2021

Na sua edição desta quinta-feira (06), o jornal Valor Econômico trouxe matéria em que revela que a Saraiva não atraiu nenhum interessado em leilão de parte de sua operação. A varejista, em recuperação judicial desde 2018, tenta vender parte de suas lojas e/ou o seu e-commerce e levantar dinheiro para pagar parte das suas dívidas e gerar caixa. De acordo com o jornal, a empresa não recebeu interessados em se habilitar para o leilão e, portanto, a seção de abertura de envelopes marcada originalmente para a próxima quarta-feira (12) não deverá acontecer. Em uma das muitas chamadas da assembleia geral em que os credores deveriam aprovar o plano, uma das advogadas da empresa foi questionada sobre qual seria o procedimento caso a Saraiva não conseguisse interessados na compra. Ela disse à época que seria necessário a elaboração de um novo plano de recuperação judicial. Ao PublishNews, a assessoria de imprensa da varejista informou que ainda existe interessado, mas que ele perdeu o prazo de habilitação. Ainda de acordo com a assessoria de imprensa, o interessado deverá entregar uma proposta até o próximo dia 12, data da abertura dos envelopes. Caso isso aconteça, a reunião de credores para a aprovação da venda está marcada para o próximo dia 13. A Saraiva espera levantar R$ 113,5 milhões com a venda de parte de suas lojas ou R$ 90 milhões com a alienação de seu e-commerce.

PUBLISHNEWS+, Redação, 06/05/2021

Saber o que vem por aí e se adiantar é um dos grandes desafios para os livreiros. Poder saber, antes da concorrência, o que estará disponível para compras e já adiantar os pedidos pode ser determinante no sucesso ou não das vendas. Por isso, o PublishNews+, área exclusiva para assinantes do PN, fechou parceria com a MVB / Metabooks para criar o Próximo Capítulo, serviço semanal em que vamos apresentar livros que estão no prelo das editoras e que chegarão às livrarias só daqui a 45 dias. Clique aqui e confira os títulos que serão estreias nas livrarias entre os dias 20 e 26 de junho. Por enquanto, o Próximo Capítulo está aberto para todos os que se cadastrarem na plataforma, mas em breve, o serviço ficará exclusivo para os assinantes do PN+. A nova seção se soma a outros serviços oferecidos aos assinantes do PN+, como o Radar de Licitações e o Apanhadão Diário. Clique aqui para saber como ser um assinante do PN+. [Nota do editor: a partir dessa semana, o serviço Próximo Capítulo apresentará os livros que estão em pré-venda daqui a 45 dias e não mais dois meses como estava acontecendo. Por conta dessa mudança na metodologia, alguns títulos se repetirão nesse recomeço].

PublishNews, Redação, 06/05/2021

A Livraria da Vila abriu uma vaga para comprador que já tenha atuado na área de vendas do varejo. A livraria pede ainda que os candidatos tenham perfil independente e proativo. As funções do cargo incluem a realização da compra de livros, negociações junto aos fornecedores, acompanhamento da venda de produtos nas lojas, produção de relatórios, entre outros. Os benefícios incluem vale refeição, vale transporte, assistência médica e desconto em produtos. Por enquanto, o trabalho será em home office. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail rh@livrariadavila.com.br até 30 de maio.

PublishNews, Redação, 06/05/2021

A Associação de Bibliotecários e Profissionais da Ciência da Informação do Distrito Federal (ABDF), inicia, a partir desta sexta (7), o segundo Bibliofest, que reunirá até o dia 16, nomes da literatura, ilustradores, artistas, pesquisadores e estudiosos brasileiros em encontros on-line com bate-papos e oficinas. Sob o tema Bibliotecas e Agenda 2030: rumo à inclusão social, a programação está estruturada a partir dos ideais presentes nas 17 diretrizes de desenvolvimento sustentável da Agenda 2030, da Organização das Nações Unidas. Nomes como Milton Hatoum, Maria Valéria Rezende e Kiusam de Oliveira estão confirmados no evento, que terá ainda a escritora e especialista em biodiversidade Nurit Bensusan, para falar sobre Desenvolvimento Sustentável e o ilustrador Marcelo D’Salete para discutir sobre a temática antirracista. Entre as 15 oficinas que serão oferecidas, cinco são voltados ao público infantil. Já para o público adulto, as dez oficinas restantes trazem temas focados nos ideais de inclusão social e sustentabilidade. Para se inscrever nas oficinas e ainda conferir a programação completa do evento, clique aqui. As mesas serão transmitidas pelo canal da ABDF no YouTube.

PublishNews, Redação, 06/05/2021

Até esta sexta (7), o Fórum das Letras, juntamente com o Camões – Centro Cultural Português em Brasília e a Câmara Brasileira do Livro (CBL), celebra o Dia Mundial da Língua Portuguesa com uma programação voltada para a discussão dos problemas culturais que atravessamos na atualidade, no contexto da pandemia. O principal objetivo do evento é promover a valorização da identidade, da diversidade e da literatura produzida, principalmente, pelos países de língua portuguesa. A programação, que começou hoje, prevê para, amanhã, às 11h, a mesa A mutação dos festivais literários na era digital, que terá a participação de José Pinho (Folio / Portugal), Amosse Mucavele (Festa Literária Templos de Escrita / Moçambique) e Guiomar de Grammont (Fórum das Letras da UFOP / Brasil). A mediação ficará à cargo de Leonardo Neto (PublishNews). A transmissão das mesas será realizada no Canal do YouTube do Fórum das Letras.

“Cada falante imprime na alma da língua um pouco de si”
Itamar Vieira Junior
Escritor brasileiro
1.
Mais esperto que o diabo
2.
Torto arado
3.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
4.
A garota do lago
5.
Corte de espinhos e rosas
6.
A arte de manipular a sorte
7.
Do mil ao milhão
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
9.
Mindset
10.
Box Harry Potter
 
PublishNews, Redação, 06/05/2021

Selin, filha de imigrantes turcos, começará seu primeiro semestre em Harvard. O ano é 1995 e a internet, uma novidade. Ela se inscreve em matérias de que nunca ouviu falar, faz amizade com a carismática e cosmopolita colega sérvia, Svetlana, e começa a se corresponder por e-mail com Ivan, um estudante de matemática húngaro, mais velho. Selin falou pouco com Ivan, mas a cada e-mail que trocam, o ato de escrever parece assumir significados novos e cada vez mais misteriosos. No final do ano letivo, Selin vai passar um tempo na Europa, mas o verão lá não lembra em nada o que ela já ouviu falar sobre as experiências típicas de estudantes universitários americanos. Trata-se de uma jornada mais profunda para dentro de si mesma: enfrentar a inefável e estimulante confusão do primeiro amor, acompanhada da crescente consciência de que está predestinada a se tornar uma escritora. Com sensibilidade emocional e intelectual e humor mordaz, Elif Batuman dramatiza na obra A idiota (Companhia das Letras, 488 pp, R$ 99,90 – Trad.: Odorico Leal) as incertezas da vida prestes a entrar na idade adulta.

PublishNews, Redação, 06/05/2021

Publicado em 1903 em Milão, Elias Portolu (Moinhos, 228 pp, R$ 65 – Trad.: William Soares dos Santos) representou, de diversas formas, um marco na carreira da escritora italiana Grazia Deledda. No que tange à questão temática, o livro trata da relação entre cunhados. Algo que à época era considerado incesto. Elias Portolu se apaixona perdidamente pela mulher de seu irmão. Depois de ter consumado o seu desejo, os personagens centrais têm de lidar com as consequências de seus atos e é aqui que o romance ganha densidade. Descrevendo uma paisagem ainda extremamente influenciada pela força do cristianismo católico, Deledda mostra como almas humanas entram em conflito entre aquilo que desejam e o que deles exige o mundo social. Depois de ter viabilizado a publicação da tradução de A cidade do vento, em 2019, a Moinhos traz agora, outra obra da grande escritora italiana.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.