Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 27/04/2021
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Leonardo Neto, 27/04/2021

Entre os dias 08 de março e 04 de abril, o relatório da GfK apontou a venda de 4,1 milhões de unidades, crescimento de 37% em relação ao março de 2020, quando o varejo apresentou queda importante por conta do início da pandemia. | © Leonardo NetoO volta às aulas foi a coluna vertebral de muitas livrarias no Brasil. As vendas realizadas nesse período, até anos passados, sustentavam muitas livrarias em pé ao longo de todo o ano. Isso, no entanto, veio perdendo força ao longo dos anos, ao mesmo tempo em que as editoras desse tipo de livros aprenderam o caminho direto até a escola, garantindo margens maiores nas suas vendas. Com o pedido de recuperação judicial da Cultura e da Saraiva, no fim de 2018, esse movimento se intensificou. Uma prova disso é o relatório realizado pela GfK e pela Associação Nacional de Livrarias (ANL) desde 2018. No primeiríssimo relatório, Bernardo Gurbanov, presidente da entidade, comemorava o crescimento de 10% em relação ao ano anterior: “Muitas editoras descontinuaram os canais de vendas diretas de livros didáticos em 2017 e essas vendas caíram nas livrarias. É um fenômeno que precisa ser mais bem-analisado, mas nos parece ser uma boa notícia”. Poucos meses depois veio o calote das duas grandes redes e, o primeiro relatório de 2019 apontava um “volta às aulas fraco”. A categoria de livros didáticos apresentava queda de 39% em relação ao ano anterior. E essa tendência de queda se manteve. No ranking de importância de cada uma das categorias, os livros educacionais ocupavam o quinto lugar em 2019, caiu para o sexto em 2020 e, no volta às aulas de 2021, quando se completou o primeiro ano pandêmico, a categoria ocupa a nona posição, apresentando queda de 14% em relação ao ano passado. Olhando para os três primeiros meses de 2020, essa categoria respondia por 16,7% do faturamento com a venda de produtos com ISBN nos estabelecimentos monitorados. Pegando o mesmo período, só que de 2021, a categoria responde por 12,7%. Por outro lado, o relatório recém-divulgado pelo instituto de pesquisa e pela entidade dos livreiros aponta crescimentos importantes das categorias Ficção Infantojuvenil e Literatura estrangeira. Clique no Leia Mais e confira outros destaques do relatório da GfK/ANL.

PublishNews, Redação, 27/04/2021

Na semana passada, a Associação Estadual de Livrarias do Rio de Janeiro (AEL-RJ) elegeu a chapa É preciso remar, que irá presidir a entidade no próximo biênio. Encabeçada pela presidente Danielle Paul, da Livraria Castro Alves, em Araruama, a chapa apresentou ações vistas como inéditas pelos associados e renovação das políticas em relação ao mercado. A principal proposta, no entanto, é a de agregar mais associados à AEL e publicar o Guia de Livrarias do Estado do Rio de Janeiro, ampliação do Guia editado em 2017 que abrangia apenas livrarias cariocas. Também está entre as propostas pleitear a isenção do IPTU para livrarias e reivindicar junto à Secretaria de Educação do Rio o retorno da promoção Vale Livro em que cerca de 40 mil professores trocaram anualmente nas livrarias vale de R$ 55 distribuído pela prefeitura. A chapa eleita ainda é composta pela vice-presidente Eva Kaufman, da Livraria Travessa; Marcos Vinício Cunha, da Buriti Sebo Literário, como secretário geral; Anna Valle, da Gallerya Bookshop, como primeira tesoureira e Alécio Alvico, da Livraria Eldorado Books, como segundo tesoureiro. Para o conselho fiscal foram eleitos Denilsa Moreira de Sousa, da Edições e Livraria Lumen Christi; Eloine Corazza, da Livraria Paulinas e Felipe Moreira, da Livraria Vozes. A posse está marcada para o próximo dia 15.

PublishNews, Redação, 27/04/2021

Logo mais, às 17h, o PublishNews realiza, em parceria com a PosiGraf, um webinar para discutir como as tecnologias de realidade aumentada podem complementar o editorial. A cada dia se torna mais difícil a luta pela atenção do leitor e a tecnologia pode ajudar nesse quesito. A realidade aumentada, por exemplo, permite que o leitor interaja com o livro e crie a sua própria versão virtual em 3D, o que pode ser uma alternativa para os editores levarem em consideração. No evento de logo mais, Pablo Funchal, co-fundador e CEO na xGB, startup especializada em realidade aumentada, e Vicente Vieira, sócio-fundador e diretor de negócios da Manifesto Games, que atua há 17 anos na área de jogos digitais e plataformas educacionais lúdicas, irão explicar em detalhes como os editores podem usar essa tecnologia, como implementar, os desafios, entre outras dúvidas. As inscrições para a mesa podem ser feitas clicando aqui.

PublishNews, Redação, 27/04/2021

A unidade da Livraria Leitura localizada em Caruaru (PE), está à procura de um gerente para planejar e gerenciar a loja. O contratado irá ainda intermediar as relações gestores e funcionários; manter atualizados preços e boas margens; descobrir novos itens e eliminar com promoções itens sem giro; controlar para não haver mercadoria sem saída e nem falta das mesmas; criar promoções, dar cota/meta de compra e supervisionar para que não ultrapasse; fazer e acompanhar o cumprimento das metas de vendas e despesas; conferir e controlar as informações principais como balanço, controle de compras, conferência de impostos, documentos para contabilidade e controle geral; fazer reuniões com os gestores; traçar planos de ações, entre outras funções. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail caruaru.curriculos@leitura.com.br até 30 de maio, colocando no assunto o nome da vaga.

PublishNews, Redação, 27/04/2021

A editora Coerência abriu uma vaga para analista de mídias sociais. Para o cargo, é preciso ter superior completo em Jornalismo, Marketing ou Publicidade e Propaganda; habilidades com Pacote Office; expertise em redes sociais e suas ferramentas e boa redação. É desejável também conhecimento em tratamento de imagens no Photoshop e Illustrator; habilidades no Canva; conhecimentos em SEO e Google Analytics e edição de vídeos. As funções do cargo incluem a elaboração, planejamento, acompanhamento e análises de campanha on-line em mídias sociais; elaboração de campanhas focadas em posicionamento da marca; criação de artes para divulgação; desenvolvimento de novas ações e interagir com seguidores. Interessados devem enviar currículos para lilian@editoracoerencia.com.br até 30 de abril.

PublishNews, Redação, 27/04/2021

A Fundação Dorina Nowill para Cegos, dedicada à inclusão de pessoas com deficiência visual e que produz e distribui livros em braille, falados e digitais de forma gratuita, abriu uma vaga de estágio editorial em braille. As funções incluem o preenchimento de planilhas, o acompanhamento de cronogramas, auxílio na organização de voluntários para os trabalhos diários e o acompanhamento da revisão de textos. A Fundação pede que os candidatos tenham domínio da língua portuguesa, boa comunicação oral e escrita, conhecimento no Pacote Office e que estejam cursando nível superior em Letras, Jornalismo, Comunicação Social, Produção Editorial ou Administração. Os benefícios incluem vale transporte, assistência odontológica e seguro de vida em grupo. Os interessados devem estar cadastrados no CIEE e enviar currículos para currículos@fundacaodorina.org.br.

PublishNews, Redação, 26/04/2021

A palavra que resta (Companhia das Letras, 152 pp, R$ 54,90) conta a história de Raimundo, que, aos 71 anos, decide aprender a ler e a escrever. Nascido e criado na roça, não foi à escola, pois cedo precisou ajudar o pai na lida diária. Mas há muito deixou a família e a vida no sertão para trás. Desse tempo, Raimundo guarda apenas a carta que recebeu de Cícero, há mais de 50 anos, quando o amor escondido entre os dois foi descoberto. Cícero partiu sem deixar pistas, a não ser aquela carta que Raimundo não sabe ler — ao menos até agora. Com uma narrativa sensível, o escritor cearense Stênio Gardel leva o leitor pelo passado de Raimundo, permeado de conflitos familiares e da dor do ocultamento de sua sexualidade, mas também das novas relações que estabeleceu depois de fugir de casa e cair na estrada, ressignificando seu destino mais de uma vez.

PublishNews, Redação, 26/04/2021

A boca do muro (Kapulana, 96 pp, R$ 42,90), romance de Bruno Honorato, acompanha os Alkimistas, um grupo de quatro jovens amigos da periferia, pichadores da cidade de São Paulo. Cada um deles faz um picho: Grajauex, Noite, Angústia e Bonito. Ao longo da leitura, as histórias de cada uma das personagens e da amizade do grupo são aprofundadas, assim como as reflexões sobre questões sociais e políticas que envolvem o picho e a ocupação da cidade. O pano de fundo é a arte de rua paulistana e a vida na periferia de São Paulo. Na primeira parte da história, o grupo apanha da cidade, literal e metaforicamente, até que um acontecimento inesperado muda o rumo da narrativa. A boca do muro apresenta uma linguagem que transita entre o real e o fantástico ao retratar o cotidiano dos pichadores de São Paulo.

“Poeta não tem biografia, tem poesia.”
Manoel de Barros
Poeta brasileiro (1916-2014)
1.
Cientista do marketing
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Faça o amor ser fácil
4.
Torto arado
5.
A arte de manipular a sorte
6.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
7.
Corte de espinhos e rosas
8.
A garota do lago
9.
Box Harry Potter
10.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
 
PublishNews, Redação, 27/04/2021

Brazza (Moinhos, 192 pp, R$ 60), livro de estreia de Mariana Brecht, é uma autoficção e uma mistura de thriller político com história de amor. Manuela desembarca em Brazzaville, na República do Congo, para supostamente trabalhar em uma empresa que constrói hospitais e cisternas no país. Ao chegar lá, a paulistana de 27 anos se vê envolvida contra sua vontade na campanha política de um chefe de Estado autoritário. Quando tem seu passaporte confiscado e seu telefone grampeado, tudo que ela quer é partir. Enquanto explora as paisagens deste território desconhecido, Manuela lança-se também em uma jornada interna, envolvendo-se em um romance com Samuel e entendendo que as relações de dominação têm contornos muito mais sutis do que até então havia imaginado. O desejo de explorar estes novos territórios se opõe às suas convicções e à vontade de voltar para casa. Uma casa que talvez tenha deixado de existir no momento em que ela partiu. A obra conta com ilustrações da artista franco-congolesa Anne-Muanaw.

PublishNews, Redação, 27/04/2021

O título e a primeira frase do livro No domínio de Suã (7 Letras, 324 pp, R$ 74) remetem à busca proustiana do tempo perdido – referência a um dos grandes clássicos da literatura mundial –, mas a história contada pelo narrador do romance de Milton Coutinho é bem contemporânea e expõe a mais crua realidade brasileira. O livro alterna o discurso em primeira e terceira pessoas, numa mistura de autoficção, ensaio e outros gêneros literários, com o narrador – homem sem qualidades – contando sua formação e o que lhe coube viver. Assim, ele narra a sua história de homem branco da ‘classe dominante’, pai adotivo de um jovem afrodescendente que, por sua vez, se apaixona pela namorada de um traficante de drogas. No No domínio de Suã é um romance poderoso e instigante. Um livro que comove e diverte, tocando nos diversos nervos expostos da sociedade brasileira.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.