Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 08/12/2020
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Leonardo Neto e Talita Facchini, 08/11/2020

No primeiro minuto de 2021, a obra de George Orwell cairá em domínio público. Até lá, os direitos de publicação no Brasil pertencem ao Grupo Companhia das Letras. Muitas editoras estão de olho nesse filão e já anunciaram que publicarão a obra do autor no ano que vem. Um exemplo disso é A revolução dos bichos, ou A fazenda dos animais, como o título foi retraduzido por algumas editoras que usarão um título mais fiel ao usado por Orwell no original – Animal farm. A Autêntica sairá com uma edição feita por Fabio Bonillo; a L&PM, com Denise Bottmann; a Antofágica, com Rogerio Galindo; a Via Leitura, com Alexandre Barbosa de Souza; a Novo Século, com Luisa Geisler e a Globo, com a tradução de Petê Rissati. Dessas a única que já colocou a obra em pré-venda foi a Globo, que optou por usar o título consagrado no mercado brasileiro. E não só A revolução dos bichos. A Globo também colocou em pré-venda o 1984. Os livros estão disponíveis para entrega no dia 4 de janeiro. A estratégia não é usual. Normalmente, as editoras esperam a virada do ano para dispor os seus títulos nas vitrines, sejam das lojas físicas ou das virtuais. Pela apuração do PublishNews, o livro teve quase 30 mil cópias vendidas em 2020, ocupando a posição de número três da Lista Anual de Ficção. O título foi o terceiro mais vendido na última Lista de Black Friday, evidenciando que o leitor brasileiro tem mesmo muito interesse pela fábula publicada originalmente em 1945. O PublishNews conversou com Mauro Palermo, diretor da Globo Livros. Para ele, isso é reflexo dos novos tempos. “O mundo mudou. Antes, quando só existiam as lojas físicas, não fazia sentido a pré-venda. Hoje, eu continuo não podendo vender, mas posso avisar o leitor que o livro estará à venda a partir de janeiro”, argumentou. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 08/12/2020

A Alvarez and Marsal, consultoria contratada para administrar judicialmente a Livraria Cultura, publicou nesta semana o relatório mensal de atividades da empresa que está em recuperação judicial desde 2018. O relatório é referente aos meses de agosto e setembro de 2020, mas acumula os dados de julho. No período de três meses, a empresa apurou faturamento bruto de R$ 15,2 milhões. O relatório diz que a pandemia “impôs um decréscimo no faturamento ao longo do período, principalmente em abril de 2020”. O relatório aponta que houve um crescimento das vendas realizadas pelo e-commerce, no entanto, diz que no trimestre avaliado, esses números caíram 27%. “Por outro lado, as vendas nas lojas físicas aumentaram, devido à reabertura parcial”, completa o relatório. O documento não traz um comparativo com os números de 2019, o que permitiria uma comparação anualizada. Os livros representaram cerca de 85% do faturamento total nos meses analisados. No entanto, de janeiro a setembro deste ano, a empresa registrou queda de cerca de 47% nas vendas desse produto. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 08/12/2020

Em 2019, a Pearson realizou uma pesquisa que apontou que 71% dos brasileiros acreditavam que o livro didático estará obsoleto em cinco anos. O mesmo estudo foi repetido em 2020 e a principal conclusão é que a pandemia catalisou mudanças profundas na Educação. Três em cada quatro pessoas disseram acreditar que a pandemia do covid-19 transformará fundamentalmente a Educação. O ensino a distância fará parte do dia a dia das pessoas, independentemente da idade e as incertezas econômicas levarão as pessoas a se qualificarem melhor. No Brasil, 90% dos respondentes afirmaram que o ensino on-line fará parte da educação de crianças daqui para frente. Os impactos dessas transformações no setor editorial são evidentes. Qual o futuro que se descortina a partir desta constatação? É o que especialistas vão debater na EdTech Meeting, que o PublishNews realiza no próximo dia 15, às 15h, em ambiente virtual. O encontro reunirá representantes de startups e empresas de educação que debaterão o futuro do setor e quais ferramentas deverão ser adotadas para garantir a sua sobrevivência. João Leal, fundador da Árvore de Livros, debaterá com Mauris Henrique Poggio dos Santos, coordenador de produtos digitais da FTD Educação temas relevantes para o setor que faturou R$ 2,85 bilhões no ano passado. A conversa será conduzida por Gabriela Dias, colunista do PublishNews e especialista no tema, sendo criadora do Moderna Plus, coleção didática interativa da Editora Moderna, e de plataformas como Rio de Machado e Educabot. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas clicando aqui. O EdTech Meeting tem o patrocínio da PosiGraf.

PublishNews, Redação, 08/12/2020

Como será o futuro do trabalho? Essa é a grande pergunta a ser feita na segunda mesa do InterLivro | © Brazilian PublishersLogo mais, às 15h, acontece a segunda mesa do InterLivro – Encontro Internacional de Profissionais do Livro, realizado pelo PublishNews em parceria com a Bienal Virtual do Livro de São Paulo. A conversa de hoje procurará entender como será o ambiente de trabalho no futuro. A pandemia transformou o modo como nos relacionamos, ditou novas formas de pensar e criou novos hábitos. Mas qual o impacto dessas mudanças no ambiente de trabalho? Para traçar um panorama sobre como será trabalhar no pós-pandemia, Leonora Monnerat, diretora geral da HarperCollins Brasil, entrevista Daniela Diniz, diretora de Conteúdo e Relações Institucionais do Great Place to Work no Brasil. A conversa será transmitida pela página da Bienal Virtual. Na tarde da última segunda (07), o InterLivro começou com uma conversa entre Jonas Tellander, cofundador e CEO da Storytel e Carlo Carrenho, fundador do PublishNews. Jonas começou sua fala com uma breve apresentação que mostrou alguns números da empresa sueca e o potencial dos audiolivros e livros de ficção. Ainda sobre os números, ele comentou a subida dos audiolivros no começo da pandemia e a sua performance nos meses seguintes. “Vimos uma grande procura no começo, depois uma estabilidade durante o verão – o mesmo aconteceu com a Netflix – e depois a curva baixou e se normalizou [...] os audiolivros continuam ali”, concluiu. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 08/12/2020

O Grupo Editorial Record abriu uma vaga para analista comercial sênior para atuar no Rio de Janeiro. O contratado será responsável, dentre outras coisas, pelo atendimento ao cliente; pela interface de trabalho e dados com demais áreas da Cia; por elaborar demonstrativos, relatórios, gráficos e análises diversas; analisar as devoluções; acompanhar e controlar pedidos de vendas; operar sistema interno para execuções pertinentes a área; dar suporte à equipe de vendas e nas atividades administrativas. É necessário ter experiência anterior como analista de dados da área comercial, varejo ou indústria; experiência avançada em geração de relatórios gerências e apresentação dos dados e resultados; e ter boa capacidade analítica. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail recrutarheditorial@gmail.com até 11 de dezembro.

PublishNews, Redação, 07/12/2020

A Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) – editora de Solo para vialejo, Livro do Ano do Prêmio Jabuti 2020 –, abriu as inscrições para o 6º Prêmio Cepe Nacional de Literatura, e para o 3º Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantil e Infantojuvenil. Até o dia 15 de janeiro, os interessados devem realizar suas inscrições acessando o site do prêmio. Para participar os concorrentes devem ser brasileiros natos, residentes no Brasil ou no exterior, bem como brasileiros naturalizados residentes no país, independente de sexo, etnia, idade, formação cultural, religiosa ou política, desde que atendam às normas do edital. O 6º Prêmio Cepe Nacional de Literatura contemplará as categorias Poesia, Conto e Romance com R$ 20 mil para os vencedores de cada uma. Já o 3º Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantil e Infantojuvenil agracia o vencedor de cada categoria com R$ 10 mil. O resultado será divulgado até 15 de junho de 2021. Os vencedores terão suas obras publicadas e divulgadas pela editora pernambucana.

PublishNews, Redação, 08/12/2020

Em Mulheres de minha alma (Bertrand, 182 pp, R$ 49,90 – Trad.: Ivone Benedetti), Isabel Allende oferece uma narrativa de sua relação com o feminismo e com o fato de ser mulher, reivindicando, ao mesmo tempo, o direito de viver a vida adulta com sentimento, prazer e plena intensidade. A autora chilena convida o leitor a acompanhá-la nessa viagem pessoal e emocional em que rememora seus vínculos com o feminismo desde a infância até hoje. Relembra algumas mulheres imprescindíveis em sua vida, como as saudosas Panchita, sua mãe, Paula, sua filha, e a lendária agente literária Carmen Balcells; escritoras relevantes como Virginia Woolf e Margaret Atwood; jovens artistas que personificam a rebeldia de sua geração; ou, entre muitas outras, as mulheres anônimas que sofreram violência e, cheias de dignidade e coragem, levantaram-se e seguiram em frente… Elas são as mulheres que a inspiraram e acompanharam ao longo da vida, são as mulheres de sua alma.

PublishNews, Redação, 08/12/2020

Todos sabem o final dessa história que aconteceu numa segunda-feira em Nova York, no dia 8 de dezembro de 1980. Em 2020, o mundo comemora os 80 anos do nascimento e chora os 40 anos da morte de John Lennon. Ele era o Beatle preferido de muitos. Era também o mais complexo e contraditório. Sua vida foi tirada no auge de sua história, quando estava apenas na metade da jornada. Mais do que qualquer outro artista, Lennon veio a ser considerado o símbolo de sua época. Mas quem ele realmente era? Em uma investigação minuciosa, a jornalista e biógrafa de músicos e estrelas do rock Lesley-Ann Jones, autora da biografia mais vendida de Freddie Mercury no Brasil, apresenta na obra Quem matou John Lennon? (Rocco, 416 pp, R$ 79,90 – Trad.: Isabela Sampaio), um retrato completo desse homem: sua vida, sua música, seus relacionamentos e sua morte. A edição conta ainda com caderno de fotos.

“Se houvesse mais editores e editoras com histórias diferentes de vida, dando espaço para autores e autoras com trajetórias e pontos de vista diversos, certamente haveria mais livros sobre temas pouco explorados.”
Chico Felitti
Escritor brasileiro em entrevista ao Cândido
1.
Box Harry Potter
2.
Mais esperto que o diabo
3.
A revolução dos bichos
4.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
5.
A sutil arte de ligar o foda-se
6.
1984
7.
Uma terra prometida
8.
Assuma o comando da sua vida
9.
Sol da meia-noite
10.
A garota do lago
 
PublishNews, Redação, 08/12/2020

Em Karl Marx: Uma biografia (Boitempo, 816 pp, R$ 95), José Paulo Netto conta a história do filósofo e revolucionário socialista. Entrelaçando realidade sociopolítica e aspectos da vida privada do biografado, o autor dá luz à trajetória do pensamento, da atividade política, da elaboração dos textos, dos afetos e desafetos – enfim, ao grande legado do criador do socialismo científico. Ao recorrer aos textos produzidos por Marx um a um, entremeando suas reflexões a uma ampla série de citações (escolhidas a dedo), José Paulo Netto oferece ao leitor um guia de leitura da vida e da obra de Marx. Trata-se de uma narrativa que se dá em dois tempos: além do texto principal (dividido em oito capítulos mais o epílogo), o livro conta com 1.006 notas de fim.

PublishNews, Redação, 08/12/2020

A família de Paula Ramón traduz, de diferentes formas, a história da Venezuela: seu pai, espanhol que emigrou para a América Latina após ser solto de um campo de prisioneiros na Segunda Guerra Mundial; sua mãe, uma professora aposentada com saúde frágil que entende como poucos as decisões que precisam ser tomadas para gerir uma família; e seus irmãos, um encantado com o regime chavista que vira policial e se desilude com a política, outro, um empreendedor que tenta de todas as formas encontrar um rumo para sua vida. Ao juntar a esse elenco os acontecimentos do país, é possível entender com clareza como as decisões dos governos Chávez e Maduro impactaram não só as condições sociais e econômicas de uma família, como também o seu íntimo e os seus afetos. Com um olhar jornalístico apurado, Paula Ramón tece em Mãe pátria (Companhia das Letras, 240 pp, R$ 69,90 – Trad.: Paulina Wacht e Ari Roitman) a história de seu país enquanto investiga as consequências da escassez e da brutalização das relações interpessoais.

PublishNews, Redação, 08/12/2020

O sobrenome da família Klabin-Lafer é sinônimo em São Paulo de um bairro, uma estação de metrô, de instituições culturais e de um grupo industrial fundado em 1910, uma das poucas empresas (mais que) centenárias do País mantidas com o mesmo nome e a direção da família fundadora. O fundador Maurício Klabin (Narrativa Um, 222 pp, R$ 70) acaba de ganhar sua primeira biografia, escrita pelo historiador Roney Cytrynowicz. Ilustrada com dezenas de fotografias e documentos, a biografia conta a história do homem que nasceu em um pequeno vilarejo na Lituânia, imigrou para São Paulo em 1889, trabalhou como ambulante de cigarros de fumo e depois em uma pequena papelaria e tipografia, da qual se tornaria proprietário. A partir daí, fundou a Klabin & Irmãos e iniciou uma trajetória industrial rumo à construção de uma das mais importantes indústrias de papel.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.