Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 17/09/2020
A BOOKPartners é uma distribuidora completa: atende toda a cadeia do livro e seus devidos processos. Em sua estrutura reúne cerca de 220 colaboradores, dois centros de distribuição, e-commerce e marcas voltadas a segmentos específicos de leitores.
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
Foco nas publicações com base teórica e abordagem interdisciplinar e voltada para as questões das áreas das ciências humanas, tecnológicas e ambientais
PublishNews, Redação, 17/09/2020

Em junho, a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Reed Exhibitions, responsáveis pela realização e organização da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, anunciaram o adiamento da 26ª edição do evento para 2022. Para o importante evento não passar em branco, a CBL anunciou agora, a sua 1ª Bienal Virtual do Livro de São Paulo, marcada para acontecer de 7 a 13 de dezembro. Com o conceito Conectando Pessoas e Livros, o evento acontecerá em uma plataforma digital de fácil acesso tanto para o expositor como para público em geral. A ideia é reunir leitores, escritores, parceiros, editores, distribuidores, livrarias e tantos outros profissionais do mercado editorial, em encontros virtuais. Na plataforma será possível assistir a palestras, comprar livros e realizar negócios. Com o novo formato, a expectativa, segundo Vitor Tavares, presidente da CBL, é receber 150 expositores e mais de um milhão de visitantes on-line. Espaços como a Arena Virtual e o Salão de Ideias, que reúnem diversas pessoas na feira física, também terão uma versão digitalizada e continuarão a trazer temas contemporâneos e bate-papos com autores. Durante o evento, acontecerá também a 2ª edição da Jornada Profissional, com rodadas de negócios entre players nacionais e internacionais. As rodadas serão exclusivas para empresas apoiadas pelo Brazilian Publishers e a Jornada Profissional contará com 30 compradores internacionais previamente selecionados. As mesas e discussões serão abertas e poderão ser acompanhadas por todos os interessados. As editoras interessadas em expor no evento podem entrar em contato através dos e-mails patrocinio@checklisteventos.com.br ou crystiane@checklisteventos.com.br. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 17/09/2020

Imagine uma situação comum no dia a dia de quem trabalha com e-books: precisa enviar um livro digital a um jornalista, a um influenciador ou a um jurado de um prêmio literário. Outra situação: fez uma campanha de financiamento coletivo e uma das recompensas é um livro digital. O caminho mais fácil e seguro é enviar um voucher para que o destinatário possa baixar o livro, por meio de uma varejista de livros digitais. Mas, ao fazer isso, o editor perde um pouco do controle: se foi mesmo baixado ou se foi mesmo lido. Foi pensando nisso que a Bibliomundi, pubtech brasileira de distribuição e soluções digitais para o livro, desenvolveu a ferramenta ED - Envio Direto, que pode fazer a entrega de e-books para escolas, jornalistas, influenciadores, clubes de leitura, premiações, como recompensas de crowdfunding, entre outros, inclusive a venda direta de livros digitais. A promessa é que isso aconteça de forma automatizada e segura, com acompanhamento de métricas e dados. Clique no Leia Mais para conhecer outros detalhes da ferramenta.

PublishNews, Leonardo Neto, 17/09/2020

Na juventude, Waldir da Silveira foi um guerreiro. Ainda muito jovem, foi “hóspede do governo”, como ele diz, eufonizando o período em que esteve preso nos porões da Operação Bandeirante (Oban), organização que reunia as principais forças de repressão do governo militar da segunda metade da década de 1960. Ele fazia parte do Movimento Secundarista e de um grupo de teatro amador da Zona Norte de São Paulo, quando foi preso e levado para a Oban, onde foi torturado como forma de confessar o que não tinha feito. Os militares estavam atrás de quem colocou fogo nos prédios das emissoras de TV Record e Bandeirantes. Pouco tempo depois, ele entra na Universidade Anhembi para cursar Comunicação Social. Ali conhece um dos diretores da Ática, que o convida para trabalhar como divulgador escolar. Começava ali, em 1972, a história de Waldir no livro. A sua trajetória o trouxe para o PublishNews Entrevista, programa que quer compor um arquivo da memória editorial brasileira. A história na Ática leva Waldir, em 1987 a Porto Alegre, onde ainda hoje é o distribuidor da editora de didáticos para o estado do Rio Grande do Sul. E foi na capital gaúcha que Waldir criou o seu maior legado. Depois de servir como presidente da Câmara Riograndense do Livro por dois mandatos, é convidado pela Federação das Indústrias do RS para formar o Banco de Livros do Rio Grande do Sul, fundado em 2009. “Há 11 anos, ele [o livro] se tornou a finalidade da minha vida, um dos meus objetivos maiores da vida”, disse na conversa que teve com André Argolo. Nestes 11 anos, o Banco já arrecadou mais de 1,5 milhão de livros que serviram para montar 900 espaços de leituras em hospitais, postos de saúde, presídios, creches, rodoviárias, catamarãs, ônibus, táxis... “Onde precisa, nós estamos”, disse. Clique no Leia Mais para conferir outros detalhes do perfilado desta semana e ainda assistir ao programa.

PublishNews, Redação, 17/09/2020

Todo mercado precisa inovar e se reinventar e com a indústria do livro não é diferente. Para incentivar essas ideias inovadoras o PublishNews criou, em parceria com o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e a Feira de Frankfurt, o Prêmio Jovens Talentos da Indústria do Livro que, desde 2015 premia entre os profissionais da indústria editorial com até 35 anos, aqueles que se destacaram, fizeram algo inovador e contribuíram de forma notável para o desenvolvimento do mercado. Em sua quinta edição o Prêmio Jovens Talentos recebeu 38 inscrições, sendo que as mulheres saíram na frente representando 79% desse total e os homens, 21%. Sete estados estão representados no prêmio. São Paulo e Rio Grande do Sul lideram as inscrições com 50% e 21%, respectivamente. Os cinco finalistas serão anunciados no dia 25 de setembro. Eles participarão da programação oficial da Feira do Livro de Frankfurt de 2020, em um painel no qual será apresentado ao mundo um panorama do mercado editorial brasileiro, e ao longo do primeiro semestre de 2021, também participarão de uma agenda de encontros com o PublishNews, sendo festejados em diversas oportunidades. Em julho do ano que vem, acontecerá um pitching em que os cinco finalistas terão a oportunidade de defender a sua candidatura a um time de especialistas que decidirá, ao final, o vencedor que viajará para Frankfurt, em outubro, com as despesas de passagens aéreas, hospedagem pagas e ainda uma ajuda de custo no valor de 500 euros.

PublishNews, Redação, 17/09/2020

© Shutterstock / Monkey BusinessA 5ª edição da Retratos da Leitura no Brasil foi oficialmente lançada esta semana e diversas interpretações podem ser feitas com os números apresentados. Para refletir sobre esses resultados, o Instituto Pró-Livro (IPL) e o Itaú Cultural realizam um ciclo de debates sobre a pesquisa, com a participação de especialistas e estudiosos do tema. O primeiro painel, no dia 22, com o tema Retratos da Leitura - O comportamento leitor dos brasileiros, terá como palestrantes Zoara Failla, coordenadora da pesquisa pelo IPL, e os acadêmicos Marisa Lajolo, Idmea Semeghini-Siqueira e José Castilho Marques Neto, colunista do PublishNews. O objetivo dos painéis é auxiliar na busca de caminhos para melhorar os índices brasileiros e orientar as políticas públicas do livro, leitura e bibliotecas e estimular ações voltadas à promoção de leituras. Os debates acontecerão todas as terças, de 22 de setembro a 13 de outubro, sempre às 17 horas. Para participar, basta inscrever-se no site do Itaú Cultural.

PublishNews, Redação, 17/09/2020

A editora Universo Guará anunciou esta semana a abertura de uma convocatória voltada a quadrinistas brasileiros, para que possam enviar suas obras. Com inscrições totalmente on-line, a seletiva tem como objetivo fomentar a cena nacional de quadrinhos, publicando e divulgando o trabalho de artistas. As inscrições devem ser feitas via formulário e poderão ser enviadas até o dia 15 de outubro. Só serão aceitas obras completas, ou seja, não é possível enviar projetos ou páginas avulsas de histórias ainda não finalizadas. A curadoria levará em consideração alguns critérios para a seleção de até seis obras, que passarão a fazer parte do selo de independentes da editora. Entre os critérios estão a linha editorial da Guará, a qualidade gráfica e narrativa, além da originalidade do material. “A Convocatória Guará é uma tentativa de trazer pro holofote as obras que a gente considera interessantes e que as pessoas não necessariamente conhecem. Queremos ajudar os autores a chegar no leitor, e vice-versa”, reforça o editor-chefe, Rapha Pinheiro. As obras selecionadas serão publicadas pelo selo Independentes e serão comercializadas pelos canais de venda da Guará. O resultado será divulgado em 15 de dezembro e as obras selecionadas têm previsão de publicação digital para o ano de 2021. O edital completo você encontra clicando aqui.

PublishNews, Redação, 17/09/2020

Brilhante em narrativas curtas, King já escreveu alguns contos que viraram sucesso em todo o mundo, como as histórias que inspiraram os filmes Conta comigo e Um sonho de liberdade. Assim como em Quatro estações e Escuridão total sem estrelas, em Com sangue (Suma, 400 pp, R$ 59,90 – Trad.: Regiane Winarski), ele cria uma coleção única, demonstrando mais uma vez por que é considerado um dos maiores contadores de histórias de todos os tempos. Este é um livro sobre amor, amizade, talento e justiça, em suas formas mais deturpadas. Em Com sangue, Stephen King reúne quatro contos com protagonistas inteligentes e complexos, que têm sua vida comum transformada por algum elemento inexplicável.

PublishNews, Redação, 17/09/2020

Há 18 meses, uma misteriosa doença obrigou a Escola Raxter para Meninas entrar em quarentena. Desde então, a vida de Hetty ficou do avesso. Tudo começou devagar. Primeiro, as professoras foram morrendo, uma a uma. Então, começou a infectar as alunas, transformando o corpo delas em algo cada vez mais estranho. Isoladas do resto do mundo e deixadas à própria sorte, as meninas não se atrevem a ultrapassar o limite da escola. Hetty, Byatt e Reese esperam a cura prometida enquanto a doença se alastra. Mas tudo muda quando Byatt desaparece. Hetty não medirá esforços para encontrá-la, mesmo que isso signifique quebrar a quarentena e desbravar os horrores que as esperam além da cerca que separa a escola da floresta. E quando Hetty se lança rumo ao desconhecido, descobre que há muito mais mistérios por trás dessa história que ela jamais poderia imaginar. Meninas selvagens (Verus, 320 pp, R$ 44,90 – Trad.: Marcela Filizola), livro de Rory Power, combina um cenário de terror com a angústia e a ternura da adolescência para explorar até onde um grupo de meninas é capaz de ir para sobreviver e se manter unido.

“Narrativa é um reflexo da realidade.”
Mario Benedetti
Escritor uruguaio (1920 – 2009)
1.
Box Harry Potter
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Excelência para obstinados
4.
Sol da meia-noite
5.
A sutil arte de ligar o foda-se
6.
As muralhas vão cair
7.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
8.
Decida vencer
9.
A vida mentirosa dos adultos
10.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
 
PublishNews, Redação, 17/09/2020

Qual preço você pagaria para viver em uma sociedade sem fome e violência? Em Aghaia, os moradores foram privados da liberdade. A realidade, que se passa no pós-guerra, em um período marcado por tragédias ambientais e escassez de recursos naturais, forma a história de A rainha perdida (Opala, 368 pp, R$ 49,90), primeiro volume da trilogia da escritora Ana Cristina Melo. Governada por Petrus, um rei cruel, Aghaia foi dividida em Distritos, de onde seus moradores não podem sair. Ellena nasceu no Distrito Sete e cresceu descobrindo mais do que seus amigos, como o fato de saber que a Capital aboliu do dicionário a palavra “liberdade”, entre tantas outras palavras. Na busca por um futuro diferente, Ellena realiza o sonho de se tornar uma Admitida e poder se mudar para a Capital. Mas o que parecia ser a solução para sua vida e de sua família, logo se mostra um grande pesadelo e uma viagem sem volta, na qual Ellena terá que aprender os caminhos para fugir do labirinto político de Petrus e dos labirintos do seu próprio coração.

PublishNews, Redação, 17/09/2020

A história da série Locke & Key, criada por Joe Hill, gira em torno da família Locke, que após passarem por momentos difíceis, encontram chaves que têm poderes incríveis e começam uma aventura perigosa. Em Coroa de sombras (Geektopia / Novo Século, 152 pp, R$ 59,90 – Ilustração: Gabriel Rodriguez), terceiro volume da história que inspirou a série de mesmo nome da Netflix, os mortos tramam contra os vivos, a escuridão se aproxima de Keyhouse e uma mulher se encontra estilhaçada. Dodge continua sua busca implacável para encontrar a chave da porta preta e levanta um exército de sombras para dizimar qualquer um que atravesse seu caminho. Cercados e em menor número, os Locke se encontram sozinhos em uma batalha desesperada, num mundo onde a própria noite se tornou sua inimiga.

PublishNews, Redação, 17/09/2020

A história de O pacto de Três Graces (Plataforma 21, 376 pp, R$ 54,90 – Trad.: Lavínia Fávero), livro de Tessa Gratton, começa há muito tempo, quando a bruxa mais nova do clã Grace apaixonou-se pelo antigo deus da floresta. Ela e suas irmãs mais velhas mudaram-se para os arredores daquele lugar que parecia abençoado por causa dessa paixão. Em busca de prosperidade e bom agouro para o vilarejo que nascia, as três bruxas precisaram selar um pacto demoníaco. A cada sete anos, um rapaz virtuoso e de bom coração seria oferecido em sacrifício à Floresta do Demônio. Esse ritual tem início quando a Árvore de Osso sangra no coração da floresta. Logo em seguida vem a Lua do Abate e o jovem escolhido torna-se santo. E corre mata adentro para nunca mais sair. Mas algo parece ter afetado esse pacto que há mais de duzentos anos rege o destino dos habitantes de Três Graces. O santo precisará ser sacrificado antes da hora. Esse fato está afligindo os amigos Rhun Sayer, Arthur Couch e Mairwen Grace. Mair, a última descente das bruxas que fundaram o vilarejo, fará de tudo para quebrar a tradição e mudar o provável destino daqueles que ama.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.