Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 29/07/2020
Editora focada em publicações Jurídicas e Literárias, Prestação de Serviços para Produção Editorial e Gráfica, como foco na Divulgação, Distribuição e visibilidade para o autor em todo o mercado editorial nacional
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
O Estúdio Sopros oferece suporte editorial para editoras e autores
PublishNews, Leonardo Neto, 29/07/2020

No início do mês de junho, um grupo de trabalhadores da indústria editorial mundial se formou para adotar ações coletivas contra o racismo. A iniciativa era uma resposta às mortes de George Floyd, Breonna Taylor, Ahmaud Arbery, Tony McDade e "os muitos outros negros". Entre as ações do grupo estava tirar um dia de folga para trabalhar a serviço da comunidade negra e ainda a formação de um fundo. Um dos desdobramentos desta primeira ação, empreendida pelos trabalhadores, foi um compromisso público por parte de grandes editoras em garantir apoio à diversidade. A Penguin Random House, o segundo conglomerado editorial do mundo voltado para livros de interesse geral, enviou uma carta aos seus funcionários nos EUA reconhecendo que, embora a empresa tenha feito progressos na diversificação de sua força de trabalho e nos conteúdos que publica, deveria fazer mais. Em 2019, a empresa já tinha criado o seu Conselho de Diversidade e Inclusão. Nesta terça-feira (28), os funcionários do Grupo Companhia das Letras, do qual a Penguin Random House é sócia, receberam uma extensa carta com os principais atos que a empresa adotará a partir de agora. O Grupo Companhia das Letras diz no documento que contratou Fernando Baldraia (foto ao lado) para o recém-criado cargo de editor de diversidade, que terá atuação transversal, atuando nos diversos selos que compõem o grupo. Além de Baldraia, a Companhia anunciou que Ana Paula Xongani e Samuel Gomes atuarão como editores convidados do selo Paralela e auxiliarão no processo de avaliação de originais e seleção de títulos. A empresa anunciou também uma série de cerca de 100 projetos que deverá trazer mais diversidade ao seu catálogo. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

Faleceu na última terça (28), o apresentador Rodrigo Rodrigues, aos 45 anos. O jornalista estava internado por complicações do novo coronavírus desde o último sábado e faleceu vítima de trombose venosa cerebral decorrente da covid-19. Rodrigo iniciou a carreira na Rede Vida, passou por outras emissoras como TV Cultura, ESPN e TV Gazeta e, apresentava desde agosto de 2019 o programa esportivo Troca de Passes, no SporTV. Além disso, se interessava por música e viagens e publicou alguns livros sobre os temas como As aventuras da Blitz (Ediouro), Almanaque da música pop no cinema (Lua de papel), Paris Paris e London London – que ocupa o primeiro lugar dos mais vendidos da Amazon na categoria Guias de Viagem e Livros de Turismo Diversos – ambos publicados pela Faro.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

A Rocco anunciou nesta quarta-feira (29), a capa e data de lançamento do novo livro J. K. Rowling, O Ickabog. Publicado inicialmente de forma serializada na página The Ickabog.com, o livro foi escrito há mais de dez anos como uma história de ninar para seus filhos mais novos. Em junho, Rowling decidiu compartilhar a história para ajudar a entreter crianças, pais e responsáveis confinados em casa durante o isolamento social provocado pelo covid-19. No dia 10 de novembro, a Rocco publica O Ickabog em formato de livro, que terá ilustrações das crianças vencedoras do concurso de arte de O Ickabog, promovido por cada editora em seu próprio país. Além disso, J. K. Rowling doará os direitos autorais da obra para o seu fundo filantrópico, The Volant Trust, em auxílio a grupos que sofreram um impacto particularmente forte com a pandemia de covid-19 no Reino Unido e em outros países. O Ickabog é uma fábula que fala sobre a importância da amizade e de se ter esperança apesar das adversidades. Antigamente, o reino da Cornucópia era o mais feliz do mundo e todos sabiam que o Ickabog não passava de um mito para assustar as crianças. Mas, às vezes, os mitos ganham vida própria e nessa história ele pode mudar a história de um rei, de um país, de pessoas felizes e colocar duas crianças em uma aventura que elas jamais esperaram viver.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

De acordo com a última pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro, o canal "Porta a porta e Catálogo" é responsável por 4,3% do faturamento total da indústria editorial brasileira. A pandemia foi especialmente dura com esse segmento, que tradicionalmente atua em áreas onde não há livrarias e com pessoas que não estão habituadas ao uso de tecnologias. A venda é feita no corpo a corpo, com pessoas visitando as casas dos clientes. A pandemia, claro, impediu esse movimento. Por isso, a “reinvenção”, tão usada e até gasta neste momento, é palavra de ordem para empresas e profissionais que atuam neste segmento. A Associação Brasileira de Difusão do Livro (ABDL) lançou uma cartilha com orientações de segurança, conforme as normas das autoridades sanitárias. A ideia é fomentar livrarias de autoatendimento, feiras de livros em locais abertos e a venda em pontos de conveniência. Além disso, a entidade elaborou um manual com dicas de vendas em redes sociais para iniciantes. A ideia é ajudar o vendedor de livros a se comunicar com leitores, também no meio digital. Os associados interessados em solicitar os materiais podem entrar em contato diretamente com a entidade. A partir de agosto, o Projeto Fênix, cujo objetivo é capacitar o profissional de venda direta de livros, ganhará as redes sociais da entidade. Pelo Instagram da ABDL (@abdloficial), estarão vídeos e lives com convidados para falarem de temas ligadas ao segmento.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

Daniel Munduruku | © Luciano AvançoNo ano em que comemora seus 25 anos, o Instituto Estação das Letras, em parceria com a Associação Nagai, levou o Projeto Rodas de Leitura para crianças e jovens do Morro do Alemão, no Rio de Janeiro, com o objetivo de combater a vulnerabilidade social através de uma ação cultural. Ao todo, 120 famílias são beneficiadas pelo projeto que acontece virtualmente, através da plataforma Zoom. As Rodas têm três meses de encontros semanais com leitura e mediação de professores especializados em torno da obra de três escritores escolhidos pela curadoria do projeto. Cada roda de leitura aborda uma obra diferente e os autores comparecem ao último encontro de cada ciclo para uma interação, que será aberta ao público. Em agosto, o projeto recebe o escritor indígena Daniel Munduruku. Em três encontros pelo Zoom - com as mediadoras Elenice Guimarães, artista plástica, e Vera Bastos, professora -, alunos de nove a 12 anos estudam, durante julho e agosto, o livro Meu Vô Apolinário. No dia 10, às 15h, Munduruku se juntará virtualmente com os participantes do Projeto e debaterá o livro estudado por eles. A transmissão será aberta ao público, ao vivo, pela fanpage da Estação das Letras. Em setembro, os encontros serão sobre o livro de contos de Conceição Evaristo, Olhos D’Água, e no dia 14 de setembro a autora participa do encontro virtual aberto ao público.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

O fundo de incentivo +Livros, capitaneado pelo Catarse, segue com inscrições abertas para beneficiários até esta sexta (31). A iniciativa irá contemplar autores, editoras e livrarias independentes de todo o país que trabalhem com literatura e/ou quadrinhos, nos diversos gêneros de ficção e não ficção. A diversidade geográfica, de linguagens, gênero e temáticas serão levadas em conta na seleção. Para se inscrever, os interessados devem preencher um formulário na página da campanha. Eles serão avaliados por um corpo técnico formado por profissionais de referência no mercado editorial, como Felipe Castilho, Alessandra Ruiz, Bruno Mendes e Ketty Valêncio. Os contemplados vão receber doações em dinheiro – R$ 2 mil para autores e R$ 5 mil para editoras e livrarias – e em serviços de parceiros, como espaço gratuito de divulgação. Até agora, são mais de 500 apoiadores registrados e um total superior a R$ 460 mil arrecadados, que permitem beneficiar, hoje, 90 agentes do mercado do livro. As contribuições podem ser feitas por pessoas físicas e empresas até o dia 19 de agosto, a partir de R$ 15, e quem doar pode escolher receber recompensas como e-books, cupons de desconto e mentorias profissionais. Os resultados parciais da campanha serão divulgados até o dia 30 de agosto.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

Entra no ar nesta quinta-feira (30) o Podcast Asec, realizado pela Associação de Editores Cristãos (Asec). O primeiro episódio, que estará no ar nas principais plataformas de áudio (Spotify, Deezer e Apple Podcast) a partir das 9h, terá como convidada Selmi Susy Aquino, presidente da entidade que congrega editores cristãos evangélicos de diversas denominações.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

Biblistas, exegetas e ampla equipe de estudiosos de diversas confissões cristãs e do judaísmo foram reunidos pela primeira vez para produzir a TEB - Tradução Ecumênica da Bíblia (Loyola, 2.448 pp, R$ 188). O projeto de tradução para a edição em Língua Portuguesa teve supervisão de Danilo Mondoni, teólogo jesuíta, editor geral e diretor da Edições Loyola. A Bíblia TEB é o modelo das traduções ecumênicas, por causa da composição interconfessional de seus colaboradores e porque ela adapta, inclusive, para o Antigo Testamento, a sequência judaica dos livros bíblicos. A atual edição em capa dura preza pela estilística, aproximando o leitor da composição do texto em sua originalidade, como é o caso, por exemplo, do livro dos Salmos, em que se evidenciou a poesia desses escritos. Além disso, as notas e comentários foram produzidos por especialistas das diversas confissões cristãs e do judaísmo, ressaltando o caráter comumente aceito por tais tradições religiosas.

“Se não tem humor, sinto que minha escrita não funciona de alguma maneira.”
Bernardine Evaristo
Escritora britânica
1.
DNA da cocriação
2.
Decida vencer
3.
Mais esperto que o diabo
4.
Do mil ao milhão
5.
O poder do sangue de jesus
6.
Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente
7.
Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente: Onde dorme o amor
8.
O fim em doses homeopáticas
9.
O milagre da manhã
10.
Box Harry Potter
 
PublishNews, Redação, 29/07/2020

Escritas no final do século IV por Agostinho de Hipona, Confissões de Santo Agostinho (Petra / Ediouro, 496 pp, R$ 89,90 - Trad.: Frederico Ozanam Pessoa de Barros) são um relato de sua vida antes de se tornar cristão e sua conversão. Os textos são considerados uns dos mais importantes de Agostinho e é amplamente visto como a primeira autobiografia ocidental já escrita. Imbuído de reflexões filosóficas, teológicas e ascéticas, ele traz à vida material, por meio de uma prosa límpida, a poética de uma espiritualidade enriquecida de sentimentos de paz, experimentados pela esperança depositada na misericórdia divina. Esta nova edição traz também um prefácio por Luiz Felipe Pondé. Segundo o autor e filósofo brasileiro, trata-se de “um livro que narra um encontro com o Deus cristão, sua potência, sua doçura e sua presença”.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

A ética protestante e o espírito do capitalismo (Edipro, 256 pp, R$ 49,90 – Trad.: Karina Jannini) é um clássico ensaio do sociólogo alemão Max Weber investiga o papel da religião na vida econômica. Ao discorrer sobre as doutrinas de predestinação e êxito material como graça divina das religiões protestantes, Weber traça um paralelo dessas visões de mundo com o desenvolvimento do capitalismo moderno. O estudo parte da análise estatística da relação entre crença religiosa e atuação econômica na Alemanha do início do século XX. Weber aponta para uma tendência à maior racionalidade econômica dos protestantes de sua época em comparação com a população católica. A ética protestante e o espírito do capitalismo é tida como obra fundamental aos estudos da história econômica, da ação de grupos sociais motivados por crenças culturais, da secularização de conceitos religiosos, entre outros temas sociológicos, filosóficos, teológicos, econômicos e históricos.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

A partir de fontes orais – depoimentos de mães e pais de santo e de representantes de federações afro-brasileiras – e de diversos recursos, como documentos, leis e fotografias, o pesquisador Valdir Lima pretende, com a obra Cultos Afro-paraibanos (Fundamentos do Axé / Aruanda, 192 pp, R$ 49,90), contribuir para a manutenção da memória das religiões afro-brasileiras. Pontos, rezas, corimas (curimbas) e mitos africanos também foram utilizados na reconstrução de parte da história do culto secular da Jurema Preta no Sítio Acais, em Alhandra, do tradicional Catimbó de Jurema, da formação da Umbanda paraibana, da chegada do Candomblé ao estado, da trajetória de militantes das religiões, como Mãe Rita Preta, e do surgimento das federações, criadas geralmente por dissidências, na Paraíba.

PublishNews, Redação, 29/07/2020

Em Ártemis (Cultrix / Pensamento, 272 pp, R$ 48 – Trad.: Gilson César Cardoso de Sousa), a autora Jean Shinoda Bolen traz um estudo sobre a mulher indomável, insubjugável, invencível. Para dar vida ao arquétipo de Ártemis, Bolen mergulhou fundo no mito de Atalanta, famosa caçadora e corredora da antiga mitologia grega, uma mortal que se identifica com Ártemis, a deusa grega da Caça e da Lua. Atalanta é abandonada logo após o nascimento e deixada para morrer por ter nascido menina. Ela exemplifica o espírito indomável em garotas competentes e corajosas, bem como nas mulheres que serão. Simboliza a paixão e a persistência para percorrer distâncias, sobreviver e alcançar o sucesso. Esta obra fornece os meios pelos quais as leitoras podem empreender sua jornada pessoal a fim de se tornar o próprio Self. Ártemis é o primeiro volume da Biblioteca Junguiana de Psicologia Feminina, no qual a Editora Cultrix traz às leitoras uma série de ensaios clássicos assinados por junguianos renomados.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.