Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 21/10/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Redação, 22/10/2018

Veronika Kartovenko e Sabine van der Plas, idealizadoras do Sweek | © DivulgaçãoQuando perceberam que os hábitos de leitura mudavam rapidamente (a transformação da leitura de um ato solitário em uma atividade social é a prova cabal disso), a russa Veronika Kartovenko e os holandeses Sabine van der Plas e Peter Paul van Bekkum lançaram, em outubro de 2016, o Sweek, uma plataforma que coloca na mesma página autores, leitores, histórias e interações. Nesses dois anos de vida, o aplicativo foi traduzido para 14 idiomas, conquistou um milhão de usuários e o que se viu foi uma crescente presença e participação de usuários de língua portuguesa. Hoje são mais de 100 mil, sendo que 86% deles estão no Brasil e a plataforma já contabiliza mais de 21 mil histórias e mais de 53 mil capítulos em português. O Sweek quer oferecer parte desse seu know how para editores, mostrando a eles essas tendências em detalhes, ajudá-los a encontrar novos nomes da literatura nacional e, com isso tudo, estabelecer novos diálogos com usuários. Clique no Leia Mais e tenha acesso à íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

Na tarde deste domingo (21), o editor e crítico de teatro Jacó Guinsburg, de 97 anos, faleceu em São Paulo vítima de insuficiência renal. Segundo o Estadão, o intelectual escreveu sobre literatura judaica no jornal e começou sua atividade editorial já na década de 1940. Guinsburg fundou a editora Perspectiva em 1965, da qual era diretor-presidente até sua morte e que se tornou uma das casas editoriais de referência para a publicação de crítica literária, teatral e ensaios. Na coluna da Babel, destaque para o novo festival literário em nova York, o The Pessoa Festival, que pretende promover o diálogo entre escritores lusófonos e americanos e entre as obras desses autores. Organizado por Mirna Queiroz, da Revista Pessoa, e por Eric M. B. Becker, tradutor e editor da revista World Without Borders, em Nova York, a primeira edição acontece no dia 16 de novembro, na livraria Book Culture, e no dia 17, com transmissão ao vivo, no Lenfest Center for the Arts, vinculado à Universidade Columbia. Dentre os convidados estão autores brasileiros e americanos como Carol Rodrigues e Paul Beatty. Já o Painel das Letras, contou que a Biblioteca Nacional já tem as obras e editoras estrangeiras que receberão bolsas de seu programa de edição e tradução no exterior. Entre os eleitos, estão O Sol na cabeça, de Geovani Martins, que sai em alemão pela Suhrkamp e De escrita e de vida, de Clarice Lispector, para sair na Ucrânia. Entre os outros escolhidos, também estão Julián Fuks, Conceição Evaristo e Sérgio Sant'Anna.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

Evelina Fyskatoris, gerente de produtos institucionais e equipe de comunicação da CBL participaram do Podcast do PublishNews | © Zé BarrichelloEvelina Fyskatoris, gerente de Projetos Institucionais da Câmara Brasileira do Livro (CBL), foi a convidada especial do Podcast do PublishNews dessa semana. Ela esteve com a nossa equipe para falar um pouco sobre o Prêmio Jabuti cujos ganhadores serão conhecidos em cerimônia marcada para o próximo dia 8. Ela destacou as novidades dessa edição, inclusive a de que o anúncio dos ganhadores só será feito no evento que acontece daqui a três semanas. “A gente vai pra cerimônia desse ano com o suspense e a expectativa pra saber o ganhador [em cada categoria] que vai ser revelado apenas no momento da cerimônia, o que não acontecia para quem conhecia o Jabuti de antes", disse. Evelina revelou ainda que a CBL criou um dossiê em que tem reunido sugestões para 2019. Lembrando que a edição atual foi alvo de críticas, sobretudo por parte de criadores da Literatura Infantil e Juvenil que não concordaram com a fusão dessas categorias em uma única – Infantojuvenil – o que acabou resultando no pedido de demissão do curador do Prêmio. Evelina aproveitou sua vinda à redação para comentar um pouco das notícias que foram destaque no PublishNews da semana passada, dentre elas a saída da Fnac do Brasil; a pesquisa que mostrou que 54% dos brasileiros que declaram ter comprado artigos de segunda mão adquiriram livros e o projeto de lei aprovado na Câmara que quer proibir a impressão de livros do PNLD fora do Brasil. Clique no Leia Mais e ouça o Podcast dessa semana.

PublishNews, Luis Maffei*, 22/10/2018

Em seu brilhante O ódio à democracia (um livro, vejam), Jacques Rancière escreve que a democracia “é a ação que arranca continuamente dos governos oligárquicos o monopólio da vida pública e da riqueza a onipotência sobre a vida”. A escolha que este país está fazendo resulta justamente no recrudescimento do monopólio e da onipotência, ou seja, na recusa da liberdade. Livros são investimento em democracia. Odiar a democracia, renunciar a ela, é odiar os livros. Livros propõem mediações. Eles se põem entre nós e o mundo. Muitos dos que odeiam, odeiam a mediação: gritam, repetem palavras de ordem, agridem. Não medeiam. Cultura é mediação, modo de entender o mundo para que possamos transformá-lo − nem que seja em lugar de afeto. Não há afeto sem mediação. Consultei o plano de governo de Jair Bolsonaro. Nele, não aparece a palavra livro. Nenhuma, nem uma, vez. Nem a palavra cultura. Seu adjetivo, cultural, aparece três vezes, sempre de modo impreciso, nunca relativo a arte ou a conhecimento. Livros são cultura, como sabemos. Sem livros, dificilmente construiremos mediações, portanto afetos, logo, humanidade. 2019 será o ano em que começaremos a testemunhar uma perseguição inédita a esse nosso objeto de amor.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

A LabPub, escola 100% EaD especializada em cursos para o mercado editorial, lança em novembro o curso Business Plan para Editoras: estratégias para iniciar e manter um negócio de sucesso, que tem como objetivo tornar o participante apto a desenvolver um Plano de Negócios voltado ao mercado de livros. O curso está dividido em duas partes, uma teórica e outra prática. Na parte teórica, os professores mostrarão como desenvolver os componentes mais importantes de um Plano de Negócios: o planejamento estratégico, o planejamento financeiro e o planejamento de marketing. Essas aulas serão dadas pelos professores André Castro e Adriana Schneider. Na parte prática, seis empreendedores apresentarão os bastidores da criação e do crescimento de suas editoras e contarão também como procuram se destacar no competitivo mercado editorial. Estão confirmados, João Varela (Lote42), Tiago Ferro (e-Galáxia), Pedro Almeida (Faro Editorial) e Guilherme Kroll (Balão Editorial). O curso é no formato EaD com transmissão ao vivo, tem 20 horas-aula e acontecerá de 12 de novembro à 12 de dezembro, todas as segundas e quartas, das 19h às 21h10. Até dia 31 de outubro o curso tem valor promocional de lançamento de 6 x R$131,66.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

Fernando Bonassi | © Piu DipEscritor, romancista, cineasta, dramaturgo e contista, Fernando Bonassi participa logo mais da série Super Libris, no SescTV, dirigida por José Roberto Torero. No episódio Os Suburbanos Vão Invadir sua Praia, o autor discute sobre a força literária presente no cotidiano da baixa classe média urbana brasileira e comenta que o subúrbio, historicamente, é um fenômeno recente no Brasil, tanto na paisagem como na literatura, sendo mais novo nesta última. Segundo ele, até os anos 1970, com exceção ao modernismo, não havia um olhar para a cultura que produziam nessa parte da cidade. Bonassi também critica o uso de elementos que deixam a literatura suburbana estereotipada - como a abordagem pejorativa de personagens negros, pobres, violentos vivendo em lugares inóspitos - e seu objetivo exclusivo de ganhar dinheiro. O episódio vai ao ar nesta segunda (22), às 21h, no SescTV. Também é possível assistir clicando aqui.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

Durante toda essa semana – de hoje até sexta (26) –, o escritor e curador do Prêmio Off Flip Ovídio Poli Júnior estará em Rio Branco (AC) conduzindo a oficina O conto e outras narrativas curtas. Os encontros abordarão aspectos técnicos e estilísticos que envolvem a criação literária, tendo por base a leitura de contos escritos por autores clássicos e contemporâneos, bem como exercícios, exposições e debate com os participantes. A oficina acontece das 14h às 18h no Sesc Centro (A. Brasil, 713). Para mais informações e inscrições, ligue para (68) 3302 1053.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

A Editora Coerência lança no próximo sábado (27), às 19h, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2.073 – São Paulo / SP), a antologia Halloween – histórias ao redor da fogueira. O livro contou com a participação de 10 autores, todos de outras cidades, que não São Paulo e que estarão presentes no lançamento. Na ocasião também haverá um bate-papo mediado por Marcelo Millici e depois os autores autografarão a obra. A entrada é gratuita.

“O livro é o alimento da alma.”
Ziraldo
Cartunista brasileiro
1.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
O poder da autorresponsabilidade
5.
Seja foda!
6.
Combate espiritual
7.
Meu diário mágico
8.
Poesia que transforma
9.
Para todos os garotos que já amei
10.
Me poupe!
 
PublishNews, Redação, 22/10/2018

Sobre o fascismo, a ditadura portuguesa de Salazar (Tinta da China, 432 pp, R$ 69) reúne pela primeira vez todos os escritos de Fernando Pessoa sobre o fascismo, a Ditadura Militar portuguesa iniciada em 1926 e o regime de Salazar que lhe sucedeu. Metade desses textos permaneceram inéditos até agora. Entre 1923 e a sua morte, em 1935, Pessoa assistiu ao advento do autoritarismo político: o triunfo do fascismo em Itália, a instauração de ditaduras militares em Espanha e Portugal, a tomada do poder pelos nazis na Alemanha e a formação do Estado Novo de Salazar. Seu pensamento político seguiu um trajeto sinuoso e hesitante, que o levaria da crítica demolidora da República democrática a uma defesa condicional da Ditadura Militar e, por fim, à rejeição do salazarismo. Pessoa foi uma voz pioneira na rejeição simultânea do comunismo e dos fascismos. Nacionalista místico, individualista radical e conservador liberal de “estilo inglês”, acabou silenciado pelo regime de Salazar quando interveio publicamente em nome da liberdade do espírito e da dignidade humana.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

Alemanha, 1940. Quando seu único filho morre na guerra lutando pelo führer, Otto e Anna Quangel decidem que não podem mais viver como se nada estivesse acontecendo. Se eles já não simpatizavam com os rumos do país, os privilégios dos membros do partido, o constante medo da vigilância de cidadão por cidadão, os abusos de autoridade e os boatos de horrores inimagináveis, eles agora decidem agir. A partir da história real de um casal de operários e sua inabalável coragem e resistência, Hans Fallada compõe, em forma de thriller, um retrato objetivo e cru dos horrores da vida sob a ditadura nazista. Entre trabalhadores, marginais, pequenos tiranos, acusados e acusadores, o autor apresenta os tipos de uma Berlim sitiada, sufocada pelo vício e pelo medo, mas também marcada pela esperança. Um fenômeno de vendas após sua primeira tradução para o inglês em 2009, Morrer sozinho em Berlim (Estação Liberdade, 640 pp, R$ 84 – Trad.: Claudia Abeling), publicado originalmente em 1947, é um clássico da literatura alemã, escrito por um dos mais populares autores do país no século XX.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

Best-seller mundial, O homem de areia (Alfaguara, 462 pp, R$ 54,90 - Trad.: Guilherme Braga), de Lars Kepler, conta a história de um serial killer inteligente e manipulador e de dois policiais que precisarão vencer os próprios limites para pegá-lo. Em uma noite extremamente fria em Estocolmo, um homem aparece sozinho e desnorteado em uma ponte. Quando ele é encontrado, a hipotermia já toma conta de seu corpo. Ao ser levado para um hospital, descobre-se que há sete anos ele foi declarado morto. Seu assassinato foi creditado ao serial killer Jurek Walter, que foi preso há alguns anos pelo detetive Joona Linna e sentenciado a prisão perpétua em uma ala psiquiátrica. Enquanto investiga o aparecimento desse homem e tenta entender onde ele esteve durante os últimos sete anos, evidências desconhecidas começam a aparecer e influenciar o caso que já estava arquivado.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

A protagonista do novo romance de Laura Esquivel tem perfil de anti-heroína. Lupita é uma policial alcoólatra que sobrevive num mundo onde reinam as aparências, o dinheiro e o poder. Seu passatempo preferido é passar roupa, como se desfazer rugas fosse a maneira de arrumar o mundo e exercer sua autoridade. Ela estava em busca do amor e acabou envolvida no assassinato de um político e é a única testemunha do crime. Incapaz de se lembrar dos detalhes, Lupita se sente paralisada pelo medo. Para se salvar, ela precisa desvendar uma misteriosa trama, que envolve interesses políticos obscuros, redes de corrupção e tráfico de drogas. Com sua linguagem característica, cheia de oralidade e uma dose de humor negro, Laura Esquivel revela em Lupita gostava de engomar (Bertrand, 208 pp, R$ 39,90 – Trad.: Joana Angélica D’Ávila Melo) uma parábola moral fascinante de um mundo em crise que perdeu o rumo e no qual todos somos um pouco Lupita, buscando algo que nos livre do desamor.

PublishNews, Redação, 22/10/2018

Nas últimas páginas de A distância entre nós, Bhima, uma mulher pobre e marcada pelos percalços da vida, é demitida da casa dos Dubash, uma família de classe média alta, para quem trabalhou como doméstica por mais de 20 anos. Longe de Sera Dubash, sua patroa que até então havia sido sua única amiga e confidente, Bhima precisa encontrar outra maneira de sustentar sua pequena família. O segredo entre nós (Globo Livros, 344 pp, R$ 44,90 – Trad.: Catia Pietro e Luiza Leal), de Thrity Umrigar, é um romance poderoso que evoca não apenas as complexidades da vida na Índia dos dias de hoje, mas também a dura realidade enfrentada por mulheres nascidas sem privilégios, para quem cada dia é uma nova luta pela sobrevivência e que poderiam habitar qualquer grande cidade do mundo.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.