Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 04/10/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Redação, 04/10/2018

Joca Reiners Terron é um dos finalistas na categoria 'Romance' | © Divulgação / Companhia das LetrasA Câmara Brasileira do Livro (CBL) divulgou no início da tarde desta quinta-feira (04) os finalistas do 60º Prêmio Jabuti. São dez finalistas em cada uma das 18 categorias. Os ganhadores serão conhecidos no dia 8 de novembro, quando também será anunciado o ganhador do prêmio Livro do Ano. Entre os finalistas destacam-se Lucrécia Zappi, por Acre (Todavia) e Joca Reiners Terron (na foto ao lado), com Noite dentro da noite (Companhia das Letras) na categoria Romance; Maria Valeria Rezende, com A face serena (Penalux), em Conto; Noemi Jaffe, com Não está mais aqui quem falou (Companhia das Letras), em Crônicas; e Lilia Moritz Schwarcz, com Lima Barreto: triste visionário, em Biografia. Nesta edição, o Prêmio Jabuti anunciou diversas mudanças voltadas ao leitor e ao mercado. Algumas dessas mudanças, em especial na junção das categorias Infantil e Juvenil, causaram polêmicas que culminaram com o pedido de demissão de Luiz Armando Bagolin, curador do Prêmio. Entre os finalistas dessa categoria, destacam-se: Alexandre Rampazo, com A cor de Coraline (Rocco) e Mauricio Negro, com Gente de cor, cor de gente (FTD). Clique no Leia Mais para conferir a lista completa de finalistas.

PublishNews, Redação, 04/10/2018

A 18ª edição da Primavera Literária (18 a 21/10), evento realizado pela Liga Brasileira de Editores de Livros (Libre), será aberta no próximo dia 18 com o Dia do Editor, uma programação de debates sobre assuntos relacionados à indústria do livro. A programação será aberta às 10h, com um panorama do mercado editorial brasileiro que será apresentado por Ismael Borges, gestor do Bookscan, ferramenta da Nielsen que acompanha o varejo de livros no Brasil. Às 11h, Carol Herszenhut (Cluster) e Raíssa Pena, diretora de publicações do Catarse e uma das ganhadoras do Prêmio Jovens Talentos desse ano, conduzirá a mesa Revolução 4.0 - Economia em rede. Depois do almoço, às 14h, será a vez de Bia Alves (HarperCollins UK/US) subir ao palco para falar sobre Feiras internacionais e o mercado latino-americano. Às 15h30, Bruno Mendes, sócio do #coisadelivreiro e colunista do PublishNews conduz o workshop Como fazer para vender seu livro ainda em 2018 e às 17h, Simei Jr (Metabooks) Camila Cabete (Kobo e também colunista do PN) conduzem a mesa Pega na minha mão e vem. Encerrando a programação, acontece, a partir das 18h, a mesa O livro e o licenciamento, que será conduzida por Mariana Rolier, Sintia Mattar (Mattar | Trevisan), Eduardo Albano (Ubook) e Janaína Brasil. Para esta edição, a Libre fechou uma parceria com a LabPub, escola 100% EaD que oferece cursos na área. Além de levar quatro dos seus professores para a programação (Mariana Rolier, Sintia Mattar, Camila Cabete e Bruno Mendes), a LabPub vai oferecer o Happy Hour Indie, com chopp e comidinhas na faixa. A Primavera Literária, o Dia do Editor e o Happy Hour Indie acontecem no Museu da República (Rua do Catete, 53 - Rio de Janeiro / RJ). Para conferir a programação do Dia do Editor, clique aqui e para participar do HH é necessário confirmar presença clicando aqui.

PublishNews, Redação, 04/10/2018

Este mês, a 8ª edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) homenageia a escritora Conceição Evaristo. O evento, que acontece de 11 a 14 de outubro no município de Cachoeira, localizado a 130 km de Salvador, pretende transformar o local em um centro cultural e pretende atrair mais de 40 mil visitantes. Em diversos pontos será possível conferir debates literários, lançamentos de livros, exposições, contações de histórias, saraus, apresentações artísticas, dentre outras atividades. Além da homenagem, Evaristo levará todo o seu conhecimento e empoderamento para a mesa Admiráveis olhos d'água que nos contemplam, com mediação de Lívia Natália. A homenagem à escritora é um reforço no debate das questões do movimento negro e na militância político-social. Entre os convidados confirmados estão nomes como Julian Fuks, Aidir Araújo Lima, Noemi Jaffe, Silviano Santiago, Roger Mello e Odilon Moraes. A programação completa você confere aqui.

PublishNews, Redação, 04/10/2018

O Grupo Almedina, constituído pelas Editoras Almedina, Edições 70, Actual Editora, a chancela Minotauro, uma rede de 12 Livrarias e a Almedina Brasil, abriu uma vaga para assistente comercial, o contratado atuará no relacionamento com as redes livreiras, digitação de pedidos, emissão de notas fiscais, controle de consignação entre outras atividades ligadas a área comercial. É desejável que os candidatos tenham Excel avançado e experiência anterior na função. Os interessados devem enviar currículo para o e-mail brasil@almedina.com.br até 19 de outubro.

PublishNews, Redação, 04/10/2018

A Alta Books abriu cinco vagas já como parte de sua estratégia de crescimento para 2019, três delas são para Assistente Editorial e duas para Diagramador. Para as vagas de assistente, a editora pede que os candidatos tenham conhecimento de um segundo idioma, conhecimento básico em Indesign e tenham superior completo ou estejam cursando letras, comunicação ou produção editorial. Dentre as responsabilidades está a gestão de processos e planejamento editorial para obras nacionais e internacionais. Para as vagas de Diagramador pede-se pleno domínio do Pacote Adobe, superior completo ou cursando Design Gráfico ou Produção Editorial e conhecimentos de ilustração, elaboração de projetos gráficos e criação de material promocional. Os contratados serão responsáveis pelo planejamento editorial para obras nacionais e internacionais e gestão de processos editoriais. Os interessados devem residir no Rio de Janeiro e enviar currículo com pretensão salarial, lista de obras em que já atuou e disponibilidade para início para rh@altabooks.com.br informando a vaga de interesse.

PublishNews, Redação, 04/10/2018

Considerada por muitos como a inventora do romance policial, a escritora americana Anna Katherine Green lançou há 140 anos a obra O crime da quinta avenida, primeiro livro de mistério que convidou o leitor a desvendar um assassinato junto com o detetive. Green escreveu O Crime da quinta avenida, escondida, durante seis anos, enquanto cuidada de seus três filhos. Pensando no sucesso da autora, a editora Monomito Editorial e a tradutora Cláudia Lemes abriram um financiamento coletivo no Catarse para relançar a obra por aqui. A capa foi projetada pelo estúdio da ProjectNine que escondeu easter eggs para proporcionar desde o princípio a experiência de mistério e investigação ao leitor. Para quem quiser ajudar, além de receber uma versão histórica de um livro raro, com um trabalho editorial e gráfico minucioso, há muitas recompensas exclusivas como marcadores, avisos de porta, tatuagens temporárias, adesivos, cartões postais, livros da Monomito e até um conto da autora. Com 59 dias para o término da campanha, o livro já conseguiu 22% da meta.

PublishNews, Redação, 03/10/2018

Casa das Rosas | © André HoffEm mais uma edição do Expresso Poesia, a Casa das Rosas (Av. Paulista, 37 – São Paulo / SP) recebe este mês dois novos poetas que irão recitar seus próprios textos. Neste sábado (6) o convidado é Érico Nogueira. O escritor, que tem seis livros publicados e professor do IICS – Instituto Internacional de Ciências Sociais, se apresenta às 14h30. No mesmo horário, no dia 20 será a vez de Jô Freitas. Poeta, atriz, idealizadora do Sarau Pretas Peri e poeta do Sarau das Pretas, a artista se denomina cenopoeta – por vir do teatro, seu trabalho poético é também performático. Suas poesias falam essencialmente sobre mulheres negras, nordestinas e periféricas. A atividade é gratuita.

PublishNews, Redação, 04/10/2018

Logo mais, a partir das 19h, a Casa Guilherme de Almeida (Rua Macapá, 187 - São Paulo / SP) recebe a primeira aula do curso curso Obras abertas: História sincrônica da literatura, que analisa o clássico Os irmãos Karamazov, contextualizando a obra de Dostoiévski dentro da História da Literatura. As aulas, conduzidas por Flávio Ricardo Vassoler, acontecem até o dia 29 de novembro, sempre às 19h das quintas-feiras. O curso é gratuito e para mais informações e inscrições, clique aqui.

“O importante é a dedicação do escritor ao seu ofício.”
Antonio Callado
Escritor brasileiro - 'Um escritor na biblioteca'
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
3.
O milagre da manhã
4.
Seja foda!
5.
O poder da autorresponsabilidade
6.
21 lições para o século 21
7.
Poesia que transforma
8.
Me poupe!
9.
Para todos os garotos que já amei
Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente
 
PublishNews, Redação, 04/10/2018

Haikai é uma espécie de poema oriental de três versos que trata de temas como a passagem do tempo, a natureza, as estações do ano e o espírito humano. Pequeno poema de origem japonesa, o haicai chegou ao Brasil no início do século XX e aqui trilhou sua própria história. Há mais de 30 anos, o poeta e pesquisador Rodolfo Witzig Guttilla faz um trabalho arqueológico — que inclui desde a consulta a edições raras a entrevistas com autores — para reconstituir esse percurso e mapear nossos haicaístas. Um dos frutos dessa pesquisa é o livro Haicais tropicais (Boa Companhia, 168 pp, R$ 39,90), antologia com 20 poetas brasileiros que tiveram contato com a prática — seja criando ou traduzindo haicais — e contribuíram para sua difusão. São nomes consagrados, como Paulo Mendes Campos, Mario Quintana e Manoel de Barros, inusitados ou pouco lembrados de nosso cânone, como Sérgio Milliet e Austen Amaro, e contemporâneos, como Alice Ruiz S e Régis Bonvicino.

PublishNews, Redação, 04/10/2018

Breve história da arte (G.Gili, 224 pp, R$ 79 – Trad.: Maria Luisa de Abreu Lima Paz), escrito por Susie Hodge, é uma maneira inovadora de apresentar ao leitor o mundo da arte. Estruturado de maneira simples, o livro explora 50 obras fundamentais, das pinturas rupestres de Lascaux às instalações contemporâneas, relacionando-as aos movimentos, temas e técnicas artísticas mais importantes. Em linguagem acessível, conciso e ricamente ilustrado, o livro explica como, quando e por que a arte mudou, quem introduziu determinadas coisas, o que eram elas, onde foram produzidas e qual é a sua importância. Ele desmitifica o jargão artístico, permitindo que o leitor possa compreender e apreciar de forma profunda e abrangente as mudanças da arte ao longo dos tempos.

PublishNews, Redação, 04/10/2018

Trazendo uma diferente relação de texto, imagem e materialidade para suas obras, o autor e designer Gustavo Piqueira lançou seu primeiro romance gráfico – mas sem a linguagem típica dos quadrinhos: Ar condicionado (Veneta, 128 pp, R$ 49,90). O livro busca novas possibilidades de combinação entre linguagem visual e escrita ao circunscrever o conteúdo textual às silhuetas de Leo, Nilson e demais personagens, tornando aquilo que cada um pensa ou sente invisível e impermeável aos outros. O livro faz com o que o leitor interprete cada página e além de só olhar as imagens, tire suas próprias conclusões sobre os pensamentos de cada um dos personagens. 

PublishNews, Redação, 04/10/2018

O livro Espaço em obra (Sesc, 208 pp, R$ 65) é resultado da parceria entre o pensamento crítico de Guilherme Wisnik e a concepção gráfica de Julio Mariutti, que dialoga visualmente com o texto de Wisnik, ampliando seu sentido por meio do projeto gráfico e das ilustrações. Parte dos textos reunidos na obra foram publicados na revista Bamboo entre maio de 2012 e janeiro de 2016. Os artigos do livro estão organizados em três capítulos temáticos. No primeiro, intitulado O que aconteceu com o urbanismo? o autor discute o impasse do urbanismo frente aos novos desafios que o desenvolvimento impõe. O segundo, Gigantesco país da América, debate esses dilemas globais com foco no Brasil. Finalmente, o terceiro, Artearquitetura, analisa a arte e sua inserção na arquitetura e no urbanismo, concentrando-se nas intervenções artísticas que dialogam com a cidade e os cidadãos. O livro será lançado na próxima segunda (8), às 19h, na Livraria Martins Fontes (Rua Dr. Vila Nova – São Paulo / SP).

PublishNews, Redação, 04/10/2018

Xiomara Batista se sente sem voz e incapaz de se esconder no Harlem. Desde que seu corpo ganhou curvas, ela aprendeu a deixar os punhos e toda sua raiva falarem. E, em contraste com as regras da mãe religiosa, Xio, como é conhecida, tenta expressar suas próprias crenças através da poesia: a garota derrama toda frustração e paixão nas páginas de um caderno, recitando as palavras para si mesma como orações. Em seu romance de estreia, Elizabeth Acevedo aborda dúvidas e experiências frequentes da adolescência – religião, relacionamento e autoaceitação –, apresentando essas questões através das lentes da herança afro-latina de Xiomara. Em A poeta X (Galera Record, 322 pp, R$ 39,90 – Trad.: Giu Alonso), a autora traz um ponto de vista único para aqueles que convivem com todo tipo de preconceito e procuram por si mesmos na literatura e na vida.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.