Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 24/05/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Talita Facchini, 24/05/2018

Livros finlandeses expostos na Feira do Livro Infantil e Juvenil de Bolonha | © Facebook do FiliA Fili (Finnish Literature Exchange) teve uma ideia para divulgar a tradução e publicação de livros finlandeses no exterior e criou o programa Reader’s Report Grant. Nesse projeto, qualquer editora que tenha interesse em conhecer um livro finlandês pode contratar alguém para lê-lo e analisá-lo sem compromisso nenhum. “O principal objetivo desse projeto e fazer com que as editoras percam o medo de avaliar livros finlandeses, então a ideia é fazer com que elas não tenham custo nenhum e até recebam por isso”, explica Pasi Loman, sócio da Vikings of Brazil, agência especializada no intercâmbio de autores nórdicos com o Brasil. Para aderir ao programa, as editoras devem preencher um formulário on-line de inscrição escolhendo um livro na categoria ficção para adultos ou crianças, ou não ficção, publicados na Finlândia. Para fazer a análise da obra, a editora pode escolher alguém que saiba finlandês ou pedir a ajuda da Fili que indicará um profissional. “Aqui no Brasil, além da Vikings of Brazil, a embaixada da Finlândia também sempre ajuda empresas achar tradutores do finlandês, então eles também sem dúvida podem ajudar”, adianta Pasi.

PublishNews, André Palme, 24/05/2018

No último, mas não menos importante artigo da série Marketing Digital e Outras Coisitas Mais, vamos falar de mensuração e do quanto é importante você definir os indicadores que vão lhe dizer ao final de uma campanha ou ação de marketing o quão bem-sucedida ela foi ou o que não funcionou e você pode melhorar em uma próxima oportunidade. Sempre gosto de deixar uma coisa clara: não é porque o digital é um ambiente onde grande parte das ações pode ser metrificada, como links, redes sociais, vendas on-line, que TUDO vai ser medido. Pense no seguinte exemplo: você faz uma campanha em uma de suas redes sociais, lançando um livro e colocando o link de compra direto com uma livraria parceira. Mas, você fez este post no final do mês, em um momento que as pessoas estão com a grana curta. Ou seja, talvez no período de 1 semana ou 2 da campanha, as vendas diretamente por aquele link sejam fracas. Além disso, você colocou o link de uma única livraria, porque fechou uma ação de lançamento por lá e alguns consumidores preferem comprar em outra loja ou mesmo ir pessoalmente, ver o livro, pegar na mão para aí então comprar. Ou seja, se você considerar somente aquele link como um indicador de sucesso da campanha, pode ser que você a considere um fracasso. Por isso é sempre importante olhar o quebra-cabeça completo das ações com este livro, é isto que vai determinar se as vendas foram boas.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

A 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo (3 a 12/08), evento realizado pela Câmara Brasileira do Livro (CBL) no Pavilhão de Exposições do Anhembi (Av. Olavo Fontoura, 1209 – São Paulo / SP), começou a divulgar as novidades de sua programação, e a primeira delas é uma mesa que debaterá as diversas crenças no mundo de hoje. Com o tema Religião e contemporaneidade, a conversa irá reunir a monja zen budista conhecida como Monja Coen, o rabino Nilton Bonder, o cientista religioso e sacerdote de umbanda Alexandre Cumino e o advogado católico Pedro Siqueira. O público poderá acompanhar diferentes visões sobre as diversas crenças religiosas abordadas, suas mudanças, avanços, conflitos etc. O evento acontece no dia 8 de agosto, às 18h30, no espaço Arena Cultural. A campanha dessa 25ª edição enfatiza a importância do diálogo, da abertura de perspectivas e da busca por novos conceitos. A programação completa será divulgada em breve.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

Marcada para acontecer entre os dias 30 de maio e 3 de junho, o Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte (FIQ-BH) vai oferecer ao público cinco dias de programação totalmente gratuita. As atividades estarão concentradas na Serraria Souza Pinto (Av. Assis Chateaubriand, 809 - Centro), mas também serão estendidas a outros três pontos da cidade. Com o tema Processos Colaborativos a proposta do evento é abordar os aspectos colaborativos fundamentais na criação de quadrinhos, que serão refletidos na própria programação do festival. Esta edição contará com 26 debates, quatro exposições, cinco oficinas, homenagens, lançamentos, rodada de negócios, sessões de autógrafos e de cinema de animação, duelo de quadrinhos e atividades interativas. Estão confirmadas as presenças de mais de 500 profissionais, que, além de participarem da programação, vão expor seus trabalhos em 217 mesas e 22 estantes. Uma das presenças garantidas é a da homenageada Érica Awano, profissional de destaque entre quadrinistas brasileiros, com reconhecida projeção internacional. Além de Érica há outros quadrinistas confirmados como o britânico Dave McKean, a belga Flore Balthazar, a francesa Gauthier, a alemã Claudia Ahlering e os italianos Zerocalcare e Mario Alberti, além de mais de uma centena de convidadas e convidados nacionais, como Eloar Guazzelli, Marcelo D'Salete, Dika Araújo e Rebeca Prado. A curadoria do FIQ-BH 2018 é assinada por Ana Koehler, Carol Rossetti, Daniel Werneck e Fabiano Azevedo.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

Foram prorrogadas até o dia 31 de maio as inscrições para o IV Prêmio Cepe Nacional de Literatura e para o I Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantil e Juvenil. Os concursos, realizados pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), asseguram premiação total no valor de R$ 80 mil e publicação das obras vencedoras. O IV Cepe Nacional de Literatura selecionará as melhores obras em Romance, Conto e Poesia, concedendo prêmios no valor de R$ 20 mil aos primeiros colocados por categoria. As inscrições podem ser feitas através do e-mail premiocepenacional@cepe.com.br. Já os interessados em participar do I Prêmio Cepe Nacional de Literatura Infantil e Juvenil deverão fazer suas inscrições pelo e-mail premioinfantojuvenil@cepe.com.br. Para os primeiros lugares nas categorias Infantil e Juvenil será concedido prêmio de R$ 10 mil (cada). Os editais com todas as informações sobre os prêmios estão disponíveis para consulta clicando aqui.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

Philip Roth em cena do documentário | © DivulgaçãoO canal Curta! exibe nesta quinta-feira (24), às 21h, e no domingo (27), à 0h20, o documentário francês Encontro com Philip Roth: Biografia de uma obra, em homenagem ao escritor americano, morto na noite de terça-feira, nos EUA. Em junho de 2014, o diretor François Busnel esteve com Philip Roth em sua casa em Connecticut e gravou um longo depoimento do escritor, que serviu como base do documentário, de 52 minutos. Nele, Roth fala sobre sua obra literária, sobre judaísmo e antissemitismo e sobre sua aposentadoria, anunciada em 2012.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

Um dos mais prestigiosos teatros da capital paulista desde a década de 1960, o Teatro Sesc Anchieta já acolheu diversos artistas como Bibi Ferreira, Eva Wilma, Fernanda Montenegro, Marília Pêra, Paulo Autran, Raul Cortez, entre tantos outros. Para comemorar esses 50 anos de história, a Edições Sesc lança em junho a obra Teatro Sesc Anchieta: um ícone paulistano (368 pp, R$ 100). Organizado em três partes, a primeira oferece uma contextualização histórica desde antes da construção do Teatro, a segunda parte apresenta reflexões de dez grandes nomes ligados ao teatro brasileiro e a terceira traz uma cronologia e fichas técnicas dos espetáculos encenados no espaço de 1967 a 2016. Além da extensa pesquisa, seleção de textos e imagens de acervo, o projeto também se vale de depoimentos emocionados de quem participou ou foi testemunha de encenações no Anchieta. A obra integra a Coleção Memórias da editora. O lançamento acontece no dia 5 de junho, às 19h30, no Sesc Consolação (Rua Dr. Vila Nova, 245 – São Paulo / SP).

PublishNews, Redação, 24/05/2018

João Silvério Trevisan é o convidado do projeto Segundas Intenções | © Edson FumasakaJoão Silvério Trevisan é o escritor convidado de maio do projeto Segundas Intenções, que acontece neste sábado (26), na Biblioteca de São Paulo (BSP) (Av. Cruzeiro do Sul, 2.630 - São Paulo / SP). Trevisan é escritor de literatura ficcional, ensaística e infanto-juvenil e tem mais de 10 livros publicados, entre ensaios, romances e contos. O mais recente é sua primeira obra autobiográfica: Pai, pai, da Editora Alfaguara. Três vezes vencedor do Prêmio Jabuti e três vezes do Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Artes (APCA), Trevisan é ativista na área de direitos humanos e fundou em 1978 o Somos, primeiro Grupo de Liberação Homossexual do Brasil, além de ser um dos editores-fundadores do mensário Lampião da Esquina, o primeiro jornal voltado para a comunidade homossexual brasileira, ainda na década de 1970. O bate-papo, mediado pelo jornalista Manuel da Costa Pinto, acontece das 11h às 13h, no auditório da biblioteca.

“O escritor que vive distante do mundo não encontra matéria para a sua escrita, mas aquele que não consegue se distanciar dele não sabe o que fazer com ela.”
Oscar Nakasato
Escritor brasileiro
1.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
Metanoia
5.
Combate espiritual
6.
Maria, a nova primavera
7.
Jesus - O homem mais amado da história
8.
Felipe Neto - A vida por trás das câmeras
9.
Ainda sou eu
10.
Seja foda!
 
PublishNews, Redação, 24/05/2018

A escritora e professora Sonia Travassos ministra no dia 2 de junho, no Espaço Cultural Lago de Histórias (Rua Marechal Cantuária, 18 - Rio de Janeiro/ RJ), o curso Era uma vez: a arte de ler e contar histórias na escola. A proposta de Sonia é refletir sobre como desde as sociedades mais primitivas o homem conta histórias: de viagens, de medos, de amores, de aventuras, e falar sobre o lugar da leitura e da contação de histórias no cotidiano escolar. O curso também irá discutir a importância do ato de ler e contar histórias para a formação da criança; os diferentes tipos de histórias presentes na literatura infantil; e contará com atividades práticas como trabalhar o ritmo das narrativas, as modalidades da voz, as intenções, as pausas e a expressão facial e gestual. A aula acontece das 9h30 às 17h30 e as inscrições podem ser feitas pelo e-mail contato@lagodehistorias.com.br ou pelo fone (21) 3518-5549.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

O Clube do Livro Maranhão tem como tema deste mês “Livro estrangeiro premiado” e a obra escolhida para o debate foi A cor púrpura, de Alice Walker. Vencedor do Pulitzer de Ficção e do National Book Award, o livro apresenta ao leitor os EUA da primeira metade do século XX e sua sociedade profundamente marcada pelas desigualdades sociais e raciais. É pensando sobre suas premiações e como elas colocaram a obra dentro de circuitos onde normalmente seria marginalizada, que o Clube convida os leitores para falar deste clássico da literatura americana, que também ganhou adaptação para as telonas. O encontro acontece neste sábado (26), às 15h, na Livraria Leitura do São Luís Shopping (Av. Professor Carlos Cunha, 1000, Jaracati – São Luís / MA). Encontro aberto ao público.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

Jogador nº 1 (LeYa, 464 pp, R$ 44,90 – Trad.: Carolina Caires Coelho), de Ernest Cline, se passa no ano de 2045 e a Terra não é mais a mesma. Fome, guerras e desemprego empurraram a humanidade para um estado de apatia nunca antes visto. Wade Watts é mais um dos que escapa da desanimadora realidade passando horas e horas conectado ao OASIS – uma utopia virtual global que permite aos usuários ser o que quiserem; um lugar onde se pode viver e se apaixonar em qualquer um dos mundos inspirados nos filmes, videogames e cultura pop dos anos 1980. Mas a possibilidade de existir em outra realidade não é o único atrativo do OASIS: o falecido James Halliday, bilionário e criador do jogo, escondeu em algum lugar desse imenso playground uma série de Easter Eggs, e premiará com sua enorme fortuna – e poder – aquele que conseguir desvendá-los. Então, Wade desvenda a primeira pista. E de repente ele se vê cercado por rivais capazes de matar pelo prêmio.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

Nada na vida de Janie Vivian é comum. Pelo menos ela não quer que seja. Nem mesmo a amizade com Micah. Na escola, eles fingem nem se conhecerem. Mais uma ideia maluca de Janie, que Micah aceita sem questionar. A outra é matar a aula toda quinta-feira para se encontrar na pedreira, uma antiga área de extração de minério, onde eles colecionam pedras e segredos, interagem com a "metáfora" e dividem garrafas de vodca. Ali eles são apenas Janie e Micah, Micah e Janie, e um significa para o outro “mais do que qualquer coisa” e “mais do que tudo”. Até que Janie desaparece, e tudo o que Micah pensava que sabia sobre sua melhor amiga é borrado de dúvida. Ele acorda no hospital, e não se lembra de nada. Mas para montar o quebra-cabeça do desaparecimento de Janie e entender o seu próprio apocalipse, Micah Carter precisa recuperar suas lembranças, inclusive as mais difíceis, numa jornada devastadora. Adotando uma narrativa não linear, que vai e volta entre antes e depois e alterna as vozes dos dois protagonistas-narradores, Amy Zhang conta em O fim do mundo é aqui (Rocco, 272 pp, R$ 34,90 – Trad.: Sofia Soter) a história de uma amizade marcada por obsessões e segredos dolorosos. E, mais uma vez, entrega um romance Young Adult original, sincero e comovente.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

Heróis de Novigrath (Suma / Companhia das Letras, 292 pp, R$ 34,90) é mais do que um jogo de computador. É um esporte. Uma paixão mundial que atrai milhões de torcedores fanáticos para estádios, banca equipes famosas e leva seus jogadores do chão ao topo — e vice-versa. Pedro sabe bem como uma carreira pode desabar de uma hora para a outra. Heróis de Novigrath ainda é seu grande amor, mas seus dias de glória terminaram. Ou é o que ele pensa, até receber a visita de Yeng Xiao — seu herói favorito do game. Quando o guerreiro se materializa em sua casa, Pedro acha que perdeu o juízo, mas a verdade é que HdN é mais real do que ele poderia imaginar. Ao redor do mundo, jogadores alimentam o game com sua paixão e, sem saber, com sua energia vital. Agora, os monstros da terra de Novigrath estão a um passo de invadir o nosso mundo, e os Defensores de Lumnia precisam de um time que possa restaurar a força do lado dos heróis. Pedro já deixou que sua ambição o derrubasse uma vez, mas Xiao tem certeza de que ele é a pessoa certa para montar o novo time. Por todo o país, cinco jovens mal imaginam a missão que os aguarda.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

Depois de encontrar o diário de poções da sua bisavó, escapar das garras de uma alquimista malévola, recuperar a memória do seu avô e se tornar uma mestra alquimista, é hora de Sam Kemi ter um bom e merecido descanso. Mas agora que a Princesa Evelyn está casada com o sinistro príncipe Stefan e começa a apresentar os estranhos sintomas de um vírus desconhecido, parece que as aventuras de Sam estão apenas começando. Com uma equipe de TV registrando cada passo de Sam e o tempo quase se esgotando, a garota alquimista terá agora em A poção mortal (Jangada / Pensamento, 352 pp, R$ 34,90) que enfrentar erupções vulcânicas, animais mitológicos e o pérfido jogo de um príncipe cheio de segredos, se quiser salvar a princesa e a vida de todos os seus súditos de um sono eterno.

PublishNews, Redação, 24/05/2018

Em um mundo não tão distante, três mulheres escreviam suas próprias histórias. Daniela d’Artagnan, Marina Artiaga e Roberta Horácio têm algo em comum: elas são heroínas, mas não dessas com superpoderes. Dentro de suas próprias realidades, elas estão dispostas a ocupar seus lugares de fala e a fazer a diferença no mundo. Heroínas (Galera / Record, 256 pp, R$ 34,90), de Laura Conrado, Pam Gonçalves e Ray Tavares, dá uma outra roupagem a clássicos da literatura conhecidos por terem homens no papel principal. Nesta versão contemporânea e feminina, três histórias são reconstruídas nos contos Uma por todas, todas por uma, Formandos da Távola redonda e Robin, a proscrita.

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.