Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 07/11/2017
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
Ao longo de 10 anos de atuação no mercado editorial, a Ilustrarte se dedica a prestar vários serviços na área editorial.
A GAPLA da suporte de pós-publicação, divulga e da a conhecer seus novos autores.
PublishNews, Redação, 07/11/2017

A Pesquisa Retratos da Leitura, que não só apresenta os indicadores de leitura do Brasil, mas também analisa o comportamento do leitor brasileiro, apontou na sua última edição, de 2016, que o país é constituído por 56% de leitores. Por inferência a pesquisa deduz que o Brasil tem, então, 104,7 milhões de leitores. “Temos ainda muito a fazer para que os 44% de não adeptos possam descobrir o prazer de ler”, defende Zoara Failla, coordenadora da pesquisa dentro do Instituto Pró-Livro (IPL), entidade que encomenda a cada quatro anos o estudo ao Ibope Inteligência. Diante desse desafio e para dar conta dele, o IPL criou, no ano passado, o Prêmio IPL – Retratos da Leitura. “O IPL espera, com o Prêmio, identificar e criar soluções para ampliar o número de leitores no Brasil”, completa Zoara. No ano passado, na sua primeira edição, o Prêmio reconheceu o trabalho das moribundas Bibliotecas Parque do Rio de Janeiro, do Itaú Social pela campanha Leia Para uma Criança, além de outras iniciativas exitosas no campo da promoção do livro e da leitura (na foto ao lado aparecem os vencedores da primeira edição). Na tarde desta segunda-feira (06), o IPL divulgou os finalistas da segunda edição do prêmio, que contempla quatro categorias: Cadeia Produtiva, ONGs, Bibliotecas e Mídia, com três vencedores em cada uma delas. Clique no Leia Mais e veja a lista de finalistas em cada uma das categorias.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

Maria Valéria Rezende, Franklin Carvalho e Mauricio de Almeida são os ganhadores do Prêmio SP de Literatura | © DivulgaçãoA noite da última segunda-feira (06) marcou a entrega do Prêmio São Paulo de Literatura. A categoria principal do prêmio foi para a escritora Maria Valéria Rezende pelo livro Outros cantos (Alfaguara). Única mulher da lista de finalistas na categoria Melhor Romance, Maria Valéria concorreu com nomes como Silviano Santiago (Machado, vencedor do Prêmio Jabuti categoria Romance), Bernardo Carvalho e José Luiz Passos. Como reconhecimento, a escritora leva para casa R$ 200 mil. Franklin Carvalho, autor de Céus e terra (Record), que já tinha ganhado o Prêmio Sesc, levou a categoria Autor Estreante – Mais de 40 Anos e ganhou R$ 100 mil. Na categoria Autor Estreante – Até de 40 Anos, o vencedor foi A instrução da noite (Rocco), de Maurício de Almeida. Ele também ganhou R$ 100 mil.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

A editora digital, e-galáxia, completou recentemente o seu quarto aniversário. A ideia inicial -- a de criar uma editora exclusivamente para publicação de livros digitais e isso quando muitos torciam o nariz para a ideia -- foi estimulante para os seus criadores. Tiago Ferro, sócio da casa ao lado de Sandra Espilotro, conta: "Lançar uma editora digital nos primórdios do e-book no Brasil foi um grande desafio. Desafio ainda maior por não ser exatamente uma editora, ao menos não na forma que entendemos. A ideia original, ainda mantida, era estimular a publicação independente, orientar e oferecer os melhores serviços para quem estivesse disposto a publicar sua obra em um novo formato". Nesses quatro anos foram 350 livros lançados e alguns selos, como o Formas Breves, que com curadoria de Carlos Henrique Schroeder, lançou durante 65 semanas, todas as segundas-feiras, um novo conto em formato e-book. O selo HB e o Geleia Real, respectivamente de Heloisa Buarque de Hollanda e de Ronald Polito, selecionaram grandes obras literárias, ficcionais ou não, para lançar ou relançar em e-book. O S/Z em parceria com a UFRJ, focou em ensaios curtos das ciências humanas, com destaque para Silviano Santiago. E o selo Jota, coordenado pela Noemi Jaffe, buscou a inventividade a partir de desafios. Além disso, surgiram outros projetos com a coleção de livros Peixe-elétrico Ensaios e os guias de viagem do Zeca Camargo. "Fomos em frente. Acertamos, erramos, mas nunca deixamos de arriscar, de propor novas soluções. E é dessa forma que vamos continuar", definiu Tiago. E por falar em futuro, a editora prepara o lançamento de mais um selo, desta vez dedicado à publicação de textos sobre feminismo e estética, que terá a curadoria de Laura Erber. Além disso, até o fim desse ano, entra no ar, pela primeira vez em português, a correspondência completa da artista plástica Camille Claudel.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

A Saraiva anunciou o lançamento da página Universo Geek, voltada para a venda de artigos relacionados ao tema dentro de seu e-commerce. Na loja virtual, os clientes contam com uma curadoria especial de produtos, como livros, games, filmes, histórias em quadrinhos, colecionáveis e artigos de papelaria. “Nossa proposta com esta página inédita é oferecer mais comodidade ao público, disponibilizando em um único ambiente digital um amplo sortimento de produtos do tema”, explicou Adriano Tavolassi, diretor de e-commerce da Saraiva. “O mercado de produtos geek cresce ano a ano e conta com um público fiel. Por isso, nossa estratégia visa nos aproximar desses clientes oferecendo itens e ofertas customizadas aos interesses desse público”, completou o executivo. Para facilitar a navegação, o hotsite foi categorizado por grandes marcas e sagas, como Star Wars, Game of Thrones, Harry Potter, Marvel, DC e Minecraft. Além disso, os clientes podem optar pela indicação de livros, games e filmes classificados por aventuras, como Outras Galáxias, Identidade Dupla, Jornadas Incríveis, Clássicos e Futuros Distópicos.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

O Clube de Autores, plataforma de autopublicação, fechou acordos de distribuição com grandes varejistas on-line para ampliar as vendas de livros impressos de autores independentes. A partir de agora, as obras que eram vendidas somente no Clube de Autores no formato impresso estarão também disponíveis na Amazon, Livraria Cultura, Submarino, Americanas e Estante Virtual. Na avaliação de Ricardo Almeida, presidente do Clube, esse movimento irá criar novas oportunidades para escritores que até então não tinham acesso ao mercado editorial. “Estamos expandindo as fronteiras de nossos autores para um universo muito maior de leitores. É a primeira vez que os autores independentes podem distribuir seus livros para as maiores varejistas do Brasil”, explica Almeida. Com as parcerias, os sites já estão vendendo os livros impressos de milhares de autores que publicaram suas obras pelo Clube sem absolutamente nenhum custo. “As parcerias também trazem uma inovação no próprio segmento, uma vez que toda logística será 100% sob demanda, iniciando a partir da venda na livraria”, reforçou Almeida.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

Uma van estacionada na Praça Dom José Gaspar, no centro de São Paulo, promete uma mágica. Apelidada de a Incrível Máquina de Livros, ela estimula a circulação de livros, realizando a troca de livros usados por outros títulos. Funciona assim: o interessado em fazer a troca deposita o seu livro usado na máquina e aperta um botão (há dois disponíveis: o Livro Adulto e o Livro Infantil) e automaticamente, a máquina devolve um outro livro para o usuário. A iniciativa é uma realização da Infinito Cultural e a temporada em São Paulo ganhou reforço da Câmara Brasileira do Livro (CBL), que doou livros vencedores do Prêmio Jabuti para a iniciativa. A van fica em São Paulo até a próxima sexta e depois segue para São Bernardo do Campo, Itu e Salto, todas cidades paulistas.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

A Secretaria Municipal de Educação de Salvador (BA) divulgou nesta segunda-feira (6) os ganhadores do Prêmio Jorge Amado de Literatura. Fruto de parceria da pasta com o Plano Municipal do Livro, da Leitura e da Biblioteca (PMLLB), a iniciativa estimula o hábito de ler, bem como a produção literária dos alunos da rede municipal matriculados no Ensino Fundamental I e II e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), que concorreram nas categorias poesia, conto, romance, história em quadrinhos e videoclipe. Aos vencedores de cada categoria serão concedidos prêmios de R$ 4 mil para os primeiros colocados, R$ 3 mil para os vice-campeões e R$ 2 mil para quem chegar em terceiro lugar. A entrega da premiação está prevista para do dia 23 de novembro. Clique no Leia Mais e conheça os ganhadores.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

O escritor e tradutor Rubens Figueiredo ministra nos dias 21, 22 e, 23 de novembro, uma oficina de tradução na Biblioteca Pública do Paraná (Rua Cândido Lopes, 133 – Curitiba / PR). Chamada de Breve oficina de tradução literária do inglês para o português, no curso, os participantes irão produzir a tradução dos textos originais propostos previamente e trazer o resultado de seu trabalho para a aula. As traduções dos alunos serão examinadas e discutidas coletivamente, sob a orientação do professor. “Para os fins da oficina, não importa que o nível de experiência dos alunos em relação à atividade da tradução seja diversificado. Ao contrário, se espera que isso seja produtivo. Pois, ao enfrentar problemas de tradução, o objetivo é buscar o desenvolvimento da consciência crítica relativa às escolhas envolvidas no trabalho do tradutor”, explica Figueiredo. As inscrições, gratuitas, podem ser feitas até 12 de novembro por meio de um formulário disponível no site da BPP.

“Na literatura a gente voa mais, não está preso a uma forma musical, está solto no papel.”
Paulo César Pinheiro
Compositor, letrista e escritor brasileiro
1.
Origem
2.
Crer ou não crer
3.
Felipe Neto
4.
Sapiens
5.
Seja foda!
6.
O poder da ação
7.
Leonardo da Vinci
8.
Por que fazemos o que fazemos?
9.
Propósito
10.
A irmã da Pérola
 
PublishNews, Redação, 07/11/2017

A cartunista Laerte está entre os convidados do Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias | © Claudia FerreiraEntre os dias 23 e 25 de novembro acontece o 10º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias (Seminário Biblioteca Viva), evento que reúne cerca de 700 bibliotecários, profissionais de bibliotecas, dirigentes de cultura e estudantes na capital paulista para debater sobre práticas de biblioteca, livros, mediação e território de leitura. A novidade deste ano fica por conta dos convidados, como o escritor André Vianco e a cartunista Laerte, dois importantes personalidades da literatura brasileira. Vianco vai conversar com a plateia na segunda (23), enquanto Laerte virá no último dia (25). Outra inovação do evento será a palestra virtual sobre zonas livres de leitura que será proferida pela croata Mirela Roncevic, editora e idealizadora do projeto Free Reading Zone e da Biblioteca Virtual para a Croácia. Na abertura da programação, a bibliotecária Mélanie Archambaud irá relatar experiências e apresentar novas formas de mediação de leitura que acontecem na rede de bibliotecas públicas de Bordeaux, na França. O tema desta palestra será aprofundado no curso de imersão que acontecerá no dia 24, com a participação das especialistas Bianca Santana e Amanda Leal de Oliveira. A programação completa pode ser acessada aqui.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

Nove anos após a publicação de Órfãos do Eldorado, Milton Hatoum retorna à forma da narrativa longa com a série de três volumes O lugar mais sombrio, na qual o drama familiar se entrelaça à história da ditadura militar para dar à luz um poderoso romance de formação. Nos anos 1960, Martim, um jovem paulista, muda-se para Brasília com o pai após a separação traumática deste e sua mãe. Na cidade recém-inaugurada, trava amizade com um variado grupo de adolescentes do qual fazem parte filhos de altos e médios funcionários da burocracia estatal, bem como moradores das cidades-satélites, espaço relegado aos verdadeiros pioneiros da capital federal, migrantes desfavorecidos. Às descobertas culturais e amorosas de Martim contrapõe-se a dor da separação da mãe, de quem passa longos períodos sem notícias. Na figura materna ausente concentra-se a face sombria de sua juventude, perpassada pela violência dos anos de chumbo. Em A noite da espera (Companhia das Letras, 216 pp, R$ 39,90), um dos melhores retratos literários de Brasília, Hatoum transita com a habilidade que lhe é própria entre as dimensões pessoal e social do drama e faz de uma ruptura familiar o reverso de um país cindido por um golpe.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

Corrupção, conflito de interesses, favorecimentos ilícitos, compra de sentenças, delações premiadas... Parece Brasília, mas é a trama do novo romance de John Grisham, A delação (Rocco, R$ 384 pp, R$ 39,90). Lacy Stoltz trabalha para o Conselho Judicial da Flórida e investiga a atuação da juíza Claudia McDover no processo que autorizou a construção de um cassino em terras indígenas, abrindo caminho para a ampliação dos negócios de um certo Vonn Dubose. Ganancioso e nada ético, Dubose não mede esforços para alcançar seus objetivos, comprando o apoio da juíza McDover numa trama que envolve falcatruas e assassinato, e que colocará em risco até mesmo a vida de Lacy Stoltz e seus colegas do Conselho de Conduta Judicial. Veterano da lista dos mais vendidos do The New York Times, com mais de 30 livros publicados, vários deles transformados em filmes de sucesso, Grisham mostra que segue em ótima forma com este clássico thriller de tribunal.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

O que você faria se precisasse revelar segredos que envolvem o seu passado e te impedem de se entregar a um amor? Em Segredos (Pandorga, 400 pp, R$ 39,90), de Tatiana Amaral, este é o dilema de Cathy, que precisa decidir entre quebrar as barreiras do passado e confiar em Thomas, ou aceitar que seus segredos são fortes o suficiente para impedi-la de amá-lo. Thomas possui um segredo e precisa escolher entre contar a Cathy e correr o risco de perdê-la, ou não contar e desta forma nunca conquistar sua confiança. Neste livro, o leitor participará de um dilema: Quando um segredo é capaz de destruir tudo o que você deseja, ele pode ser revelado? E que segredos são fortes o suficiente para impedir um amor? Cathy e Thomas viverão esta história e terão que enfrentar os seus segredos para tornar este amor possível.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

Considerado por Vladimir Nabokov sua melhor obra escrita em russo, O dom (Alfaguara / Companhia das Letras, 384 pp, R$ 64,90) condensa, com extrema virtuose estilística, o melhor de sua produção no período, um livro sobre memória, amor e literatura. Na obra ele capta, com riqueza de detalhes, a difícil vida dos emigrados no país que lhes é hostil. Com ironia, reconstrói os círculos literários da época, onde todos, por menor que fosse o grupo de escritores, se tratavam com gentileza para depois se criticarem mutuamente pelas costas. Sem dinheiro, com aspirações a se tornar um grande escritor, o poeta iniciante e sonhador Fyodor navega por esse mundo vago e sombrio. Enquanto sonha com versos, com sua juventude perdida e com o pai, desaparecido anos antes, ele nos conta duas histórias de amor. Por Zina, a filha do senhorio que aluga um quarto para ele, e pela própria literatura russa, que permeia todo este romance.

PublishNews, Redação, 07/11/2017

O orgulho e a raça das mulheres de Atenas se projetavam para além do desejo de construir uma família aos moldes da sociedade, elas mantinham a certeza de que aquela forma de viver as manteriam seguras, mas não foi assim com Callíope (Letras do Pensamento, 336 pp, R$ 45). Bonita, aos 15 anos foi entregue a um homem mais velho, conforme os costumes da época, porém o destino não deixou que se cumprisse. Callíope, em meio à confusão da Guerra do Peloponeso e ataques espartanos, num revés inesperado, é vendida como escrava. Longe da família, sem ninguém, não mais dona de seu próprio corpo, subjugada à ira do capataz que a odeia, sendo obrigada a ações humilhantes e assediada por ricos cidadãos que desejam seus “favores”, a jovem helênica enfrenta tudo de cabeça erguida, em seu coração, sempre prevalecendo a honra de seus pais. Além do romance, a obra escrita por Cindy Stockler, permite uma imersão no contexto educacional, cheio de explicações sobre a época e os costumes.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.