Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 10/08/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Leonardo Neto, 10/08/2021

Evento está marcado para acontecer entre 3 e 12 de dezembro. Exigência de vacinação, limitação de público e alargamento de ruas estão no protocolo sanitário do evento. | © DivulgaçãoPelo calendário de vacinação da prefeitura do Rio de Janeiro, adolescentes de 12 anos serão vacinados a partir do dia 10 de setembro. Como a única vacina aprovada pela Anvisa para a aplicação nessa faixa etária é a da Pfizer e o intervalo entre doses recomendado pelo fabricante é de 12 semanas, a garotada poderá tomar a segunda dose a partir do dia 03 de dezembro. Não foi à toa que a GL Events e o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) escolheram justamente o dia 3 de dezembro para a abertura da Bienal Internacional do Livro Rio, que deverá acontecer presencialmente, com protocolos de segurança sanitária e exigência da carteirinha de vacinação dos frequentadores. Nesta segunda-feira (09), o PublishNews conversou com Tatiana Zaccaro, diretora de negócios da GL, sobre como será a edição da Bienal, seguramente o maior evento literário do ano. “Decidimos por protocolos mais conservadores do que hoje impõe o governo”, disse Tatiana. “A partir de novembro, a previsão [da prefeitura do Rio] é que o Maracanã já esteja operando a 100%, sem o uso de máscara. A nossa proposta é limitar a capacidade a 50%, exigir o uso de máscara e ainda alargar as áreas comuns, dando mais sensação de redução de público. Além disso, a nossa proposta é trabalhar por turnos, limitando a venda de ingressos. Os dois turnos vão evitar que todos os agendados para aquele dia cheguem juntos”, explicou. Na última quinta-feira (05), os organizadores se reuniram com possíveis expositores para explicar o plano e já começaram a vender os espaços. De acordo com Tatiana, as vendas começaram aquecidas, dando sinal claro de que houve uma aderência do mercado. A executiva disse ao PN ainda que há um compromisso da GL Events com os expositores de devolução integral dos valores pagos caso haja alguma questão que possa impedir a realização do evento. “Não vamos reter o dinheiro para 2023”, disse. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Leonardo Neto, 10/08/2021

Clara Alves e Vitor Martins são destaque na Lista Nielsen PublishNews de julhoEm Conectadas (Seguinte), livro de Clara Alves, Raíssa e Ayla se conhecem e se apaixonam virtualmente em um game. Só tem um problema: Raíssa joga com avatar masculino. Ayla, então, não sabe que está falando com outra menina. Será que esse romance on-line conseguirá sobreviver à vida real, quando as duas finalmente se encontram em um evento presencial? Essa trama estreou na Lista Nielsen PublishNews, aquela que apura os livros de autores nacionais mais vendidos em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento do Brasil, ocupando o segundo lugar de Ficção. E Raíssa e Ayla não estão sozinhas nesse rol de personagens adolescentes que vivem paixões LGBTQIA+. O terceiro lugar da lista é ocupado por Um milhão de finais felizes (Alt Globo), de Vitor Martins. Na trama, Jonas vive numa família conservadora. Sua mãe sonha que ele volte a frequentar a igreja e seu pai é meio ausente. Ele começa a questionar as expectativas dos pais quando conhece Arthur, um rapaz bonitão de barba ruiva por quem se apaixona. Um milhão de finais felizes já tinha aparecido na Lista Nielsen PublishNews. Vitor Martins é autor também de Quinze dias (Alt Globo), que estreou na lista ocupando a posição de número 12. No centro da narrativa, está o amor de Felipe por Caio, seu vizinho e “primeira paixãozinha”. Os pais de Caio tiveram que fazer uma viagem e ele terá que passar 15 dias na casa de Felipe. O que poderá acontecer? Clique no Leia Mais e confira outros destaques da Lista Nielsen PublishNews.

PublishNews, Redação, 10/08/2021

O Prêmio São Paulo de Literatura prorrogou as inscrições da sua 14ª edição. Agora, os interessados terão até o dia 20 de setembro para se inscrever nas categorias “Melhor Romance de Ficção do Ano de 2020" e outro como "Melhor Romance de Ficção de Estreia do Ano de 2020". Maior prêmio do país com recompensa individual, o Prêmio SP dará a cada ganhador R$ 200 mil. Para concorrer, a obra de ficção deve ter sido escrita originalmente em português e ter sua primeira edição publicada ao longo de 2020. Somente obras no formato impresso, com ISBN, podem participar. Para se inscrever, basta clicar aqui e o edital está disponível no site do prêmio. Criado em 2008, o Prêmio São Paulo de Literatura tem como objetivo estimular a produção literária de qualidade, valorizar o setor e favorecer a formação de leitores e escritores, reconhecendo grandes nomes e também novos talentos.

PublishNews, Redação, 10/08/2021

A Editora Oficina Raquel iniciou uma campanha no Catarse para publicar sua primeira história em quadrinhos. A liga das superfeministas, da canadense Mirion Malle, é ao mesmo tempo didática e divertida. Durante a obra, são apresentados discutidos conceitos tais como feminismo e alfabetização midiática, passando ainda por interseccionalidade, privilégio, imagem corporal e inclusão; tudo desmistificado em forma de diálogo para incentivar o questionamento sobre identidade. Com bom-humor, Malle apresenta ao leitor cavaleiros e princesas com problemas associados ao consentimento; os super-heróis revelam estereótipos problemáticos associados ao gênero; e espectadores mal-humorados mostram o quão insidiosa a cultura dos xingamentos pode ser. Por que o feminismo é importante? As feministas odeiam o homem? Como raça e feminismo se cruzam? Malle responde a essas perguntas para jovens leitores, com uma história lúdica e divertida. Os brindes da campanha incluem bolsa, marcador de páginas, postal, wallpapers e camisetas. Restando 19 dias para o fim da campanha, A liga das superfeministas já arrecadou 16% da meta. Para apoiar o projeto, é só clicar aqui.

PublishNews, Redação, 10/08/2021

A Fundação SM inicia nesta quarta-feira (11), a sétima edição do Seminário Internacional de Educação Integral (Siei). Com o tema "O direito à Educação em tempos de pandemia", o evento tem como objetivo contribuir para construção de estratégias capazes de enfrentar os desafios impostos ao direito à educação no país, que estão ainda maiores com o cenário da covid-19. O Siei 2021 será dividido em três encontros – os outros dois acontecem nos dias 20 e 25 de agosto –, que colocarão em diálogo os profissionais de referência das áreas da Educação, Saúde e Desenvolvimento Social para debaterem sobre a atuação intersetorial no enfrentamento dos impactos da pandemia nas comunidades escolares, sobre políticas públicas e a garantia da aprendizagem e sobre o clima escolar e a saúde emocional de profissionais, estudantes, famílias e comunidades em contexto de crise. As mesas ocorrerão sempre das 9h30 ao meio-dia. No período da tarde, entre às 14h e 17h, serão realizadas oficinas para aprofundar as discussões. A programação completa você confere aqui. O formato do seminário será on-line e gratuito através das redes sociais da Fundação SM (Facebook e YouTube).

PublishNews, Redação, 10/08/2021

Um menino gostava muito de despropósitos e esquisitices, como ver a água escorrer dos pequenos buracos de uma peneira. Era assim que se divertia. Ao vê-lo brincar, tão absorvido em seu silêncio, a mãe alertou para a inutilidade do seu gesto, dizendo que fazer isso seria o mesmo que criar peixes nos bolsos. São assim as crianças na poesia do escritor Manoel de Barros: veem propósito em coisas que os adultos não enxergam, extraem beleza e simplicidade de onde menos se espera. E são esses os Exercícios de ser criança (Companhia das Letrinhas, 48 pp, R$ 54,90) que dão título ao livro, o primeiro do autor dedicado ao público infantil. Nesta nova edição, os poemas ganham dimensões artísticas e poéticas pelos traços da artista visual Fernanda Massotti e do ilustrador Kammal João. A brincadeira e a infância, como acontece ao longo da obra do poeta, são metáforas da própria poesia – que, se à primeira vista não tem utilidade alguma, logo se mostra capaz de ressignificar o mundo e inventar tantos outros. Com Exercícios de ser criança, o poeta ganhou o prêmio Odilo Costa Filho (FNLIJ), em 2000, e o prêmio Academia Brasileira de Letras, também em 2000.

PublishNews, Redação, 10/08/2021

Médico das roupas (Bertrand, 32 pp, R$ 49,90 – Ilustração: Sandra Lavandeira), livro infantil de Fabricio Carpinejar, conta a história de um menino solitário que descobre a sua vocação e passa a ser amado e reconhecido pela família e pelos amigos. Na história, Juliano não gosta de futebol, não gosta de redes sociais, não gosta de videogame, não gosta do que todo mundo de sua idade gosta. O que lhe encanta é a arte da linha e da costura. Seu grande desejo é fazer as próprias roupas e não depender mais do irmão para se vestir. Utilizando sua imaginação e talento, Juliano se torna médico das roupas, salvando peças mortas e descartadas com o seu desenho e com a sua criatividade.

PublishNews, Redação, 10/08/2021

Relatos sobre animais que encontram crianças perdidas ou abandonadas numa floresta e as criam como se fossem seus próprios filhotes são recorrentes em várias partes do mundo. É o caso de Nobamba. Ela sentia o perigo que se aproximava de seu filho, mas não sabia o que fazer para protegê-lo. Apenas escolheu confiar naquela fêmea de babuíno que se postava na sua frente. Porém seu instinto maternal não se enganava. Era certo que algo de ruim aconteceria, e Nobamba decidiu superar sua angústia par salvar o seu bebê. Entre as histórias contadas ao pé da fogueira pelo povo Zulu, no interior da África do Sul, abundam contos sobre crianças raptadas e cuidadas por babuínos. A versão recontada na obra Nas garras dos babuínos (Gaivota, 36 pp, R$ 48) é baseada numa dessas inúmeras lendas. O livro foi escrito por Rogério Andrade Barbosa e conta com ilustrações de Mauricio Negro.

“Todo livro é uma escola, de certa forma.”
Paulo Tadeu
Dono da Matrix Editora
1.
Mentirosos
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Vermelho, branco e sangue azul
4.
Escravidão -Vol 2
5.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
6.
Torto arado
7.
O poder da autorresponsabilidade
8.
Do mil ao milhão
9.
Box Harry Potter
10.
A nova batalha
 
PublishNews, Redação, 10/08/2021

Elora: O acordo das três mulheres (Marco Editorial, R$ 8,50), de Deka Pimenta, conta a história de Sofia. Ela já está com 12 anos, mas seus pais nunca vieram buscá-la na Floresta de Ambrosia. Desde que ela nasceu, a árvore Ébano sabia que era sua responsabilidade cuidar daquela criança humana. Afinal de contas, o único jeito de uma garotinha surgir em seus frutos mágicos, era se os pais a desejassem de todo o coração. Mas os anos se passaram, Sofia cresceu, e ninguém veio atrás dela. Agora, o único jeito de descobrir o que aconteceu com seus pais, é usando os recém-descobertos poderes de transformar livros em realidade e partindo em uma aventura pelo mundo de Elora. Talvez Sofia receba a ajuda dos feéridos, dos dremitas, das mulheres-planta ou até mesmo dos videntes. Mas como diferenciar amigos de inimigos em um mundo desconhecido?

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.