Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 04/08/2021
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Há mais de 50 anos servindo a cultura e educação, é uma das maiores distribuidoras de livros para o ensino de idiomas, técnicos e científicos.
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
PublishNews, Redação, 04/08/2021

O Radar de Licitações, seção fixa do PublishNews+, tem essa semana, um edital visando a contratação de empresa para a prestação de serviços editoriais e impressão gráfica, com vistas à produção, edição e publicidade/divulgação de Livros Técnicos Científicos. O valor estimado é de R$ 896,8 mil e a disputa está marcada para o dia 10 de agosto. Já o segundo edital tem como objetivo a aquisição de obras literárias. Serão 54 exemplares de 40 diferentes títulos. O pregão acontece no dia 11 de agosto. A seção, exclusiva para os assinantes do PN+, é alimentada pelo Radar de Licitações, consultoria de Natália Vieira que, além de buscar novas licitações, presta um serviço de apoio aos editores e distribuidores interessados em vender para governos, nas mais diversas esferas de poder. Para acessar o Radar dessa semana, clique aqui.

PublishNews, Redação, 04/08/2021

Jonas Gomes, coordenador de marketing das Edições Sesc SP, anunciou a sua saída da editora nesta terça-feira (03). Ao PublishNews, ele disse que está partindo para outro ciclo de vida, que já vinha planejando nos últimos anos. Jonas trabalhou no Sesc SP por 26 anos, 11 deles dedicados à editora. Neste período, ele ajudou a casa a apostar no diálogo com o leitor, na aproximação do livro com outras linguagens artísticas como o teatro e a música, e a colocar as Edições Sesc em destaque nos principais eventos e festivais literários do Brasil. O PN procurou a assessoria das Edições Sesc para perguntar como será a reestruturação da empresa depois da saída de Jonas, mas foi respondido que não é da política da empresa informar sobre mudanças internas de pessoal.

PublishNews, Redação, 04/08/2021

A Todavia confirmou que vai publicar, em formatos papel e digital, o livro Mulher maravilha, de Chico Felitti. A história, publicada em formato de audiolivro em março de 2020 pela Storytel, chegará, em novembro, aos leitores em texto, nos formatos impresso e digital. O livro conta a história de Elke Maravilha, uma das mulheres mais emblemáticas da TV brasileira, desde a chegada ao Brasil, ainda na infância, com a sua família refugiada do regime nazista, até os tempos de grande sucesso. Lembrada por muitos como uma personalidade televisiva, Elke foi atriz, cantora e poeta. Mas também foi presa política por seis dias quando peitou a ditadura, em 1971 e foi também a modelo mais requisitada do país. Considerada como subversiva e de personalidade forte, foi uma das primeiras mulheres a afirmar em rede nacional de televisão que havia feito três abortos. A versão em áudio do livro foi narrada pela atriz Fernanda Stefanski e foi um marco na história da Storytel no Brasil, como o primeiro produção original em língua portuguesa da plataforma sueca.

PublishNews, Redação, 04/08/2021

A Fundação Biblioteca Nacional está com inscrições abertas para os seus prêmios literários. Como aconteceu no ano passado, a BN suspendeu a categoria Projeto Gráfico – Prêmio Aloísio Magalhães por conta da logística de recebimento e encaminhamento dos exemplares à comissão julgadora. Isso porque a equipe da Biblioteca trabalha em regime remoto como medida de contenção do coronavírus. As outras oito categorias seguem válidas: Poesia – Prêmio Alphonsus de Guimaraens, Romance – Prêmio Machado de Assis, Conto – Prêmio Clarice Lispector, Tradução – Prêmio Paulo Rónai, Ensaio Social – Prêmio Sérgio Buarque de Holanda, Ensaio Literário – Prêmio Mario de Andrade, Literatura Infantil – Prêmio Sylvia Orthof e Literatura Juvenil – Prêmio Glória Pondé. Podem participar obras publicadas em primeira edição entre 1º de maio de 2020 e 30 de abril de 2021 por editoras brasileiras e em língua portuguesa. Além disso, é preciso estar em conformidade com a Lei do Depósito Legal e possuir um ISBN. As inscrições podem ser feitas exclusivamente por meio da plataforma Prêmio Literário Biblioteca Nacional até o dia 20 de agosto. Para mais informações, consulte o edital clicando aqui.

PublishNews, Redação, 04/08/2021

O Grupo Ibep Educação, do qual fazem parte as editoras Ibep, Nacional e Conrad, está à procura de um analista de marketing. São requisitos ter experiência na área, no desenvolvimento de campanhas, construção de briefings, domínio das ferramentas do pacote Office, inglês intermediário ou avançado e formação em Comunicação Social, Publicidade e Propaganda, Marketing, Jornalismo ou áreas correlatas. É desejável também ter experiência em editoras. As funções do cargo incluem o gerenciamento das redes sociais dos selos do Grupo Ibep elaboração de briefings e planejamento das campanhas livro a livro e institucional; desenvolvimento de textos de divulgação e de materiais promocionais; análise de mercado e concorrência e análise e mensuração de resultados de ações on-line e off-line; organização e acompanhamento de eventos on-line e off-line (após o fim da pandemia); contato com fornecedores e relacionamento com a imprensa. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail vagas@grupoibep.com.br.

PublishNews, Redação, 04/08/2021

A cidade de Quelimane, capital da província da Zambézia, em Moçambique, inicia a partir desta quarta (04), a primeira edição da sua Feira Internacional do Livro (FLQ). Durante três dias, escritores, editores, pesquisadores, jornalistas e gestores culturais de sete países estarão reunidos para debater em torno do tema Literatura e viagem e prestar tributo a obra do poeta Armando Artur, o homenageado da Feira deste ano. Na programação, estarão presentes os brasileiros Nara Vidal, Luiz Ruffato, Wanda Monteiro, Vladimir Queiroz e Guiomar de Grammont, além dos moçambicanos Juvenal Bucuane, Hirondina Joshua, Ungulani Ba Ka Khosa e Mia Couto; os portugueses Nuno Júdice, Gabriela Ruivo, João Morales, e Luís Castro Mendes (ex-ministro da Cultura) e muitos outros. A programação completa, bem como a transmissão de todo o evento você encontra na página da FLQ no Facebook.

PublishNews, Redação, 04/08/2021

Acaba de sair pela Moinhos e Contafios o livro Prezada editora, (200 pp, R$ 58), organizado pelas professoras Ana Elisa Ribeiro, Maria do Rosario Pereira e Renata Moreira que reúne o resultado de pesquisas de sete investigadoras brasileiras sobre nove mulheres que atuaram ou atuam no mercado editorial no país. O objetivo é evidenciar a diversidade de mulheres que atuam no mercado editorial e dar visibilidade ao trabalho dessas profissionais. Estão perfiladas no livro as editoras Rose Marie Muraro (Rosa dos Tempos), Maria Mazzarello (Mazza), Rejane Dias (Autêntica), Sandra Espilotro (e-Galaxia e ex-Globo), Zahidê Muzart (Editora Mulheres) e o trio da baiana Currupio formado por Arlete Soares, Cida Nóbrega e Rina Ângulo. O livro fica completo com um perfil da poeta Lina Tâmega, editora do periódico Meia-Pataca, que abre o livro. O volume integra a coleção Pensar Edição, cujo propósito é compor um catálogo para os estudos da edição no Brasil em diálogo com a América Latina.

PublishNews, Redação, 04/08/2021

Quando 1984 foi publicado no Reino Unido, em 08 de junho de 1949, um crítico perguntou se um romance tão oportuno naquele momento teria a possibilidade de exercer a mesma influência nas gerações seguintes. Hoje, é praticamente impossível falar sobre propaganda, vigilância, autoritarismo ou fake news sem fazer referência à obra-prima de George Orwell. Em O ministério da verdade (Companhia das Letras, 488 pp, R$ 89,90 – Trad.: Claudio Alves Marcondes), o crítico britânico Dorian Lynskey remonta a gênese de 1984 e investiga o alcance do romance na nossa cultura. Além de expressões que se tornaram corriqueiras como “Big Brother”, “Polícia das Ideias”, “duplipensar”, “pensamento-crime” e “Novafala”, Lynskey mostra ao leitor como o romance inspirou filmes, séries de TV, peças de teatro, óperas, o álbum Diamond Dogs, de David Bowie, os livros O conto da aia, de Margaret Atwood, e V de Vingança, de Alan Moore e David Lloyd, o filme Brazil, de Terry Gilliam, entre outras obras. De modo acessível e informativo, o autor afirma a grandeza duradoura do romance de Orwell.

“A minha escrita é tributária de tantos autores lidos, da magia da literatura.”
Itamar Vieira Junior
Escritor brasileiro
1.
Mentirosos
2.
Vermelho, branco e sangue azul
3.
Torto arado
4.
Escravidão -Vol 2
5.
Lady Killers: Assassinas em série
6.
Desobedeça
7.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
8.
Os sete maridos de Evelyn Hugo
9.
Mais esperto que o diabo
10.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
 
PublishNews, Redação, 04/08/2021

Passadas mais de quatro décadas da publicação de Mímesis e modernidade: formas das sombras, em 1980, hoje um clássico dos estudos literários brasileiros, seu autor, Luiz Costa Lima, nunca deixou de lado a temática sobre a qual ali já se debruçava com autoridade: a conceituação filológica da mímesis – grosso modo, a ideia aristotélica de constituir na arte o mundo das ideias. E agora, a partir de novos olhares, em O chão da mente: a pergunta pela ficção (Editora Unesp, 328 pp, R$ 69), o crítico literário se debruça sobre múltiplos caminhos para a questão que se apresenta como pilar de seus estudos, desfiando seu raciocínio a partir de estudos de caso de escritores como Virginia Woolf, Freud, Nietzsche, Georg Simmel, Schlegel e Hegel. Ao longo de cinco eixos, Costa Lima formula sua proposta: compilar novas reflexões sobre outras problemáticas surgidas desde que encarou o tema primeira vez ainda nos anos 1980, de forma a oferecer ao leitor brasileiro um panorama renovado atrelado ao tema da mímesis.

PublishNews, Redação, 04/08/2021

Em meio à pandemia de covid-19 que assolou o mundo entre 2020 e 2021, Fernanda Medeiros e Liana de Camargo Leão lançaram a seguinte pergunta a atores, diretores, escritores, críticos e professores de várias partes do Brasil e do mundo: O que você precisa saber sobre Shakespeare antes que o mundo acabe? (Nova Fronteira, 560 pp, R$ 79,90). A proposta era que os convidados tentassem, da maneira mais verdadeira possível, responder a essa provocação e que o fizessem rápido, na urgência do momento, para que o livro ficasse impregnado da pressão de uma vivência inédita. As contribuições foram chegando, somando as 57 “falas” que estão reunidas no livro. São depoimentos e pensamentos de nomes como Rodrigo Lacerda, João Sérgio de Castro Rocha, Marcelo Cerrado e Vera Holtz. Há Shakespeares diversos – locais e universais; de uma única peça ou de um único personagem; mais ou menos feministas; trágicos e cômicos; renascentistas e contemporâneos; ingleses e cosmopolitas. E há estilos diversos também. Dos textos curtíssimos aos ensaios mais longos; dos depoimentos orais às pequenas coleções de pistas. O livro conta ainda com um texto de orelha assinado por Antonio Fagundes.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.