Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 10/02/2021
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A Catavento atua no mercado de distribuição de livros para todo o país.
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Redação, 10/02/2021

No período, as receitas líquidas da varejista somaram R$ 17,6 milhões © Fernando Dias / ShuterstockO administrador judicial da Saraiva divulgou o relatório mensal de atividades da varejista referente ao mês de dezembro. No período, a empresa que está em recuperação judicial registrou receita líquida de R$ 17,6 milhões e prejuízo consolidado de R$ 28 milhões. Dividindo o lucro bruto pelas receitas líquidas, a empresa apurou margem bruta de 28,1%, dois pontos percentuais abaixo do registrado em dezembro de 2019. A recuperanda informou que a queda das margens brutas em dezembro de 2020 está relacionada aos descontos e promoções no fechamento de lojas e do centro de distribuição, com impacto de R$ 3,5 milhões no custo da mercadoria vendida. As receitas operacionais representaram 213% da receita líquida no período, fechando o mês de dezembro em R$ 37,1 milhões. O índice de liquidez da empresa (resultado da divisão do ativo circulante pelo passivo circulante) é de 0,66x, o que significa dificuldades de cumprir as obrigações de curto prazo. Entre novembro e dezembro houve aumento no saldo das linhas Fornecedores e Outras Contas a Pagar. Em novembro, o somatório das cifras registradas nessas duas linhas era de R$ 130 milhões. Em dezembro, esse saldo saltou para R$ 158,9 milhões. Isso significa aumento de 22,2% nos passivos circulantes de curto prazo no mês de dezembro. O relatório aponta ainda que o saldo em aberto de créditos pós-concursais com fornecedores – ou seja, aqueles que foram assumidos depois do pedido de recuperação judicial – é de R$ 61,42 milhões. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews+, Natalia Vieira, 10/02/2021

© Saulo Cardoso / FNDEA novidade de hoje no PublishNews+, área exclusiva para assinantes do PublishNews, é o Radar de Licitações. Semanalmente, traremos uma seção com informações sobre processos licitatórios para a compra e/ou confecção de livros. A seção é alimentada pelo Radar de Licitações, consultoria de Natália Vieira que, além de buscar novas licitações, presta um serviço de apoio aos editores e distribuidores interessados em vender para governos, nas mais diversas esferas de poder. Esta semana, as prefeituras de Fortaleza e Miraíma, ambas no Ceará, abriram processo de licitação para compra de livros didáticos. Os dois editais darão atenção especial para microempresas e empresas de pequeno porte. Para que todos possam experimentar, o PN+ estará aberto essa semana como forma de degustação. Depois disso, a assinatura mensal custará R$ 39,90 no plano anual ou R$ 59,90 no mensal. Para mais informações sobre os processos, clique aqui.

PublishNews, Redação, 10/02/2021

A Oficina de Textos abriu uma vaga para analista de conteúdo. São requisitos ter superior completo em Jornalismo, Relações públicas, Publicidade ou Marketing; ter experiência com mídias sociais, geração de conteúdo e assessoria de imprensa; com práticas de SEO para conteúdo; inglês intermediário e interesse por conteúdo técnico científico. O contratado irá alimentar o blog da editora com matérias e entrevistas; cuidar da otimização de blogposts e páginas para SEO; planejar e criar conteúdo nas mídias sociais e irá elaborar e revisar e-mails marketing e newsletters. Os interessados devem enviar e-mail para adm@ofitexto.com.br.

PublishNews, Redação, 10/02/2021

Em 2020, a Feira do Livro de Frankfurt apresentou a sua edição especial, com uma extensa programação on-line e que tinha como objetivo fazer com que todos os internautas ao redor do mundo se sentissem mais próximos do evento. A programação do The Hof talvez tenha sido a que mais chegou perto desse objetivo. Com a ideia de reproduzir a experiência que os profissionais do mercado têm ao visitar o Frankfurter Hof – hotel que é ponto de encontro obrigatório nas noites de Frankfurt – os encontros trouxeram para as salas do Zoom palestras, debates, sessões de netwotking e até uma programação musical. Dando continuidade a esse projeto, o The Hof realiza nas próximas semanas, encontros com foco no áudio. Já nesta quinta (11), Indira Birnie, gerente sênior de marketing de público da Penguin Random House, falará sobre como a Geração Z está transformando a indústria editorial, e no dia 5 de março, a autora Cornelia Funke e Eduardo Garía, co-fundador e Diretor Executivo do German Wahnsinn – um dos estúdios de gravação mais premiados da Alemanha – falarão sobre a inovação no áudio, quando os livros se transformam em som. Para se inscrever nos encontros é só clicar aqui.

PublishNews, Redação, 10/02/2021

Aproveitando a entrada das obras de George Orwell em domínio público, a Tordesilhas lança este mês o romance distópico 1984, com tradução de Ronaldo Bressane. Publicado pela primeira vez em 1949, 1984 é um dos principais trabalhos de George Orwell e constrói uma sociedade em que toda a liberdade individual e civil é cerceada pelo poder acachapante do Estado, que tudo ouve e que tudo vê. Para celebrar o lançamento da obra, a editora organizou um ciclo de três eventos para debater aspectos diversos da vida e da obra de Orwell. No dia 28, Richard Bradford – autor de Orwell: um homem do nosso tempo – conversa com a escritora, jornalista e mestre em estudos de ficção científica Cláudia Fusco sobre a importância de Orwell como pressagiador dos novos tempos. No dia 3 de março, Rita von Hunty conversa com a escritora e pesquisadora Ana Rüsche sobre autoritarismo e vigilância na obra do autor; e no dia 6 de março, o tradutor Rogerio Galindo conversa com Ronaldo Bressane (Tordesilhas Livros), Bruno Mattos (Buzz), Antonio Xerxenesky (Antofágica), Luisa Geisler (Novo Século) e Aline Storto (Aleph), tradutores de 1984, sobre os desafios de se traduzir um clássico. Todas as mesas serão transmitidas pelo canal da Tordesilhas no YouTube.

As escolas das redes públicas de ensino têm ao seu dispor uma ferramenta que permite o intercâmbio de materiais didáticos comprados pelo PNLD. Nesse ano, ela ganha importância já que houve uma movimentação grande de alunos entre unidades, além daqueles que migraram das escolas privadas para as públicas por conta das crises sanitária e econômica. Ela ajudará as escolas a atender a esses estudantes que não constavam no último Censo Escolar, balizador da distribuição dos livros comprados no programa. A coordenadora-geral do PNLD, Nádja Cézar, destaca a importância de as escolas participarem dessa realocação: “O remanejamento é uma ação essencial para contornar as oscilações de alunado, tão comuns em nossas escolas. O intercâmbio de livros entre unidades próximas ajuda a garantir que todos os estudantes recebam seus livros didáticos”. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 10/02/2021

Por muitos séculos a ciência forneceu à sociedade o conceito de que homens e mulheres são essencialmente diferentes, e de que o mundo se divide entre dois tipos de cérebro: o masculino e o feminino. A neurocientista britânica Gina Rippon, em seu primeiro livro não-acadêmico – Gênero e os nossos cérebros (Rocco, 448 pp, R$ 89,90 – Trad.: Ryta Vinagre) –, desafia esse mito danoso ao mostrar como a comunidade científica criou preconceitos e estereótipos ao reconhecer apenas os estudos que revelavam as diferenças em detrimento das semelhanças entre os sexos. Com um texto de fácil compreensão para leigos, a cientista apresenta diversos estudos para mostrar que as diferenças entre os cérebros são individuais e não estão relacionadas ao gênero. A autora aborda a construção social do gênero e suas consequências neuropsicológicas em contraposição ao que se pensa sobre o papel do sexo no comportamento e nas habilidades e preferências de cada um, por exemplo. Ela também questiona o quanto crenças como essas podem interferir na busca por uma sociedade mais igualitária entre homens e mulheres.

PublishNews, Redação, 10/02/2021

Neurocientista de carreira internacional, Sidarta Ribeiro nunca abriu mão de exercer seu papel de intelectual público. Por mais de uma década assinou uma coluna mensal na revista Mente e Cérebro, além de contribuir até hoje com diversos textos para jornais como Folha de S.Paulo e Estadão. Limiar (Companhia de Bolso, 192 pp, R$ 34,90) reúne os 56 melhores artigos de Ribeiro e volta agora em edição revisada, com escritos recentes e uma introdução inédita. Dividido em cinco partes, o livro traz temas recorrentes em sua atuação como pesquisador, professor e escritor: neurociência, sonhos, drogas, política e educação. Sempre embasado nas mais recentes pesquisas científicas, o autor de O oráculo da noite faz análises e provocações sobre religião, morte e desastres ambientais, além de comentários afiados sobre o posicionamento do governo brasileiro diante da pandemia de coronavírus.

“Minha mediação com o mundo é pela escrita desde que sou criança.”
Eliane Brum
Jornalista e escritora brasileira em entrevista para a BPP
1.
Mais esperto que o diabo
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
Pai rico, pai pobre - Edição de 20 anos
4.
O duque e eu
5.
Do mil ao milhão
6.
Box - Obras de George Orwell
7.
O poder da autorresponsabilidade
8.
A revolução dos bichos
9.
O milagre da manhã
10.
Orações poderosas para o cerco de Jericó
 
PublishNews, Redação, 10/02/2021

Boa parte da nossa comunicação se dá por uma linguagem não verbal que engloba expressões faciais, o tom da voz, linguagem corporal, entre outros elementos. Tudo isso se perde quando nos comunicamos por celulares e computadores, pois é justamente essa comunicação não verbal que distingue o homem das máquinas. Para combater essa perda da inteligência emocional on-line, a cientista Rana el Kaliouby criou, com Rosalind Picard, a Affectiva, empresa pioneira nesse novo campo da inteligência emocional artificial. A Affectiva tem como objetivo principal permitir que nossa tecnologia entenda os humanos da mesma forma que entendemos uns aos outros. Em Decodificada (Nacional, 292 pp, R$ 59,90 – Trad.: M. Paula Coutinho e M. Lourdes Spinola), Rana narra sua própria jornada, a de uma jovem egípcia que, com a missão de humanizar a tecnologia, tornou-se uma das maiores e mais conhecidas pesquisadoras no campo e uma das poucas líderes em um mercado predominantemente masculino.

PublishNews, Redação, 10/02/2021

Uma lição a aprender nesta virada do século XXI é a de que não é mais possível negar as consequências das ações dos seres humanos para o planeta como um todo. Uma nova relação com as plantas se faz urgente. A obra Vozes vegetais (Ubu, 384 pp, R$ 69,90) traz 17 textos escritos por um filósofo, uma botânica, uma arqueóloga e um arqueólogo, uma agricultora e agrônoma, um agrônomo, antropólogas e antropólogos, cientistas sociais, pensadores indígenas e uma poeta, reunindo o que há de mais avançado na pesquisa da relação entre seres humanos e plantas no Brasil, tendo como pano de fundo os campos político, ambiental e econômico. Dividido em quatro partes, o livro aborda os modos de resistência contra o reacionarismo moderno; os saberes dos povos do passado e do presente; as socialidades vegetais e os ciclos de vida e interações multiespécies. Vozes vegetais foi organizado por Joana Cabral de Oliveira, Marta Amoroso, Karen Shiratori, Stelio Marras, Laure Emperaire e Ana Gabriela Morim de Lima.

 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.