Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 09/10/2020
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei
Um agregador digital como a Bookwire, com tecnologia de ponta, informações ágeis e um painel de controle completo é fundamental para o sucesso de sua editora e de seus e-books. E agora toda esta tecnologia está disponível no Brasil.
PublishNews, Talita Facchini, 09/10/2020

Sarah J. Maas | © Josh WassermanNa lista dos mais vendidos dessa semana, outro livro estreante alcançou o lugar mais alto do pódio. Casa de terra e sangue (Galera Record), primeiro livro da série de fantasia Cidade da Lua Crescente, escrita por Sarah J. Maas vendeu 4.077 na semana e garantiu o primeiro lugar da Lista Geral e Infantojuvenil. Nesse primeiro volume, o leitor conhece a história da semifeérica Bryce Quinlan, que ao lado de Hunt Athalar, um anjo caído, vai atrás do assassino de seus melhores amigos. Conhecida por sempre trazer personagens fortes e inspiradoras, Sarah J. Mass já é um nome conhecido na lista dos mais vendidos: Trono de vidro, Herdeira do fogo (vol. 3), Império de tempestades (vol. 5) e Corte de asas e ruínas (vol.3) já fizeram suas aparições por aqui. Na comparação com a última semana, os números gerais da lista apresentaram um aumento de apenas 1%. Infantojuvenil (33%) e Autoajuda (4%) foram as únicas categorias que cresceram na semana. Clique no Leia Mais para conferir as outras novidades da lista.

PublishNews, Redação, 09/10/2020

Com duas lojas inauguradas no último mês - uma em São Paulo e outra em Minas Gerais -, a Livraria Leitura abriu nesta quinta (8), mais uma unidade na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Localizada na Rua do Ouvidor, a nova Leitura conta com produtos de livraria, papelaria, presentes, seção infantil, informática e área geek, distribuídos em 1500 m² no centro da capital carioca. Essa é a 76ª unidade da rede no Brasil e a 11ª no estado do Rio. Mantendo o seu plano de expansão, a Leitura pretende, ainda este ano, inaugurar mais três lojas: no Recife Shopping em Pernambuco (PE), no Shopping Diamond Mall em Belo Horizonte (MG) e no Mooca Plaza Shopping em São Paulo (SP), encerrando o ano com 79 lojas na rede.

PublishNews, Redação, 09/10/2020

Em um e-mail enviado aos seus parceiros esta semana, a Livraria da Vila anunciou a assinatura de contrato para abertura de três novas lojas em São Paulo, duas ainda este ano e outra no início de 2021. As lojas serão nos shoppings Eldorado, São Caetano e Anália Franco. No comunicado, a Vila explica que mesmo em um momento de crise, a decisão de abrir mais três unidades é oportuna e estratégica e que o "passo ousado" fortalecerá a sua posição no mercado. Atualmente, a Livraria da Vila conta com 10 unidades, sendo oito delas no estado de São Paulo e duas no Paraná.

PublishNews, Talita Facchini, 09/10/2020

Esta semana, a Feira do Livro de Frankfurt deu início ao Market Insights, série que oferece informações detalhadas sobre o mercado internacional de livros. China, Rússia, Indonésia, Eslovênia e Reino Unido foram os primeiros a falar sobre seus mercados, desafios, tendências e previsões para a indústria do livro, cada um da sua maneira. Os vídeos podem ser vistos no canal da Feira no YouTube. Na próxima segunda, os EUA iniciam a semana falando sobre os impactos da pandemia e os novos focos do mercado americano. Na terça (13), será a vez do Brasil falar sobre o mercado editorial e a tarefa ficou a cargo dos Jovens Talentos deste ano. André Fonseca, Anna Luiza Cardoso, Taty Leite, Kim Doria e Verena Alice Borelli participaram de uma conversa com Maju Alves, responsável pelos projetos especiais do PN, e falaram sobre os desafios enfrentados pelo mercado editorial brasileiro antes da pandemia, os impactos da covid-19 durante o ano, o consumo de livros no país, os resultados da pesquisa Retratos da Leitura e como cada um, na sua área, vê o mercado editorial. A conversa estará disponível na manhã da próxima terça (13). Para assistir, clique aqui.

PublishNews, Talita Facchini, 09/10/2020

Na próxima terça (13), às 8h, começa a primeira edição do Reboot: Books, Business & Reading, conferência virtual que focará no futuro imediato da indústria editorial. Idealizado por Carlo Carrenho (Word Audio / PublishNews), Rüdiger Wischenbart (Wischenbart Consulting) e Klaus-Peter Stegen (Darvis Inc.) o evento foi pensado para ser um momento de reflexão sobre os últimos acontecimentos no mercado do livro mundial e as lições aprendidas até aqui, de forma a definir a mentalidade e a estratégia empresarial para o próximo ano. Focando nos editores, vendedores de livros, fornecedores e consumidores, o evento começará com uma conversa com Colin McElwee (Worldreader / Espanha), sobre como levar a leitura e aprendizado aos desfavorecidos. Logo em seguida acontece o primeiro painel focado nos consumidores. Ao longo do dia, o Reboot receberá nomes importantes como Jesús Badens (Grupo Planeta / Espanha), Marcos da Veiga Pereira (Sextante, SNEL / Brasil), Håkan Rudels (Bonnier Books / Suécia), André Breedt (Nielsen Book / UK), Michael Tamblyn (Kobo / Canadá), entre outros. A programação completa você confere no site do evento. Os ingressos estão à venda clicando aqui e assinantes do PN têm desconto especial usando o código PublishNewsBR@Reboot.

PublishNews, Redação, 09/10/2020

Um dos mais influentes pensadores da atualidade, Ailton Krenak vem trazendo contribuições fundamentais para lidarmos com os principais desafios que se apresentam hoje no mundo: a evolução de uma pandemia, a ascensão de governos de extrema-direita e os danos causados pelo aquecimento global. Crítico mordaz à ideia de que a economia não pode parar, Krenak provoca: “Nós poderíamos colocar todos os dirigentes do Banco Central em um cofre gigante e deixá-los vivendo lá, com a economia deles. Ninguém come dinheiro”. Para o líder indígena, “civilizar-se” não é um destino. Sua crítica se dirige aos “consumidores do planeta”, além de questionar a própria ideia de sustentabilidade, vista por alguns como panaceia. A vida não é útil (Companhia das Letras, 128 pp, R$ 29,90) reúne cinco textos adaptados de palestras, entrevistas e lives realizadas entre novembro de 2017 e junho de 2020. A pesquisa e organização foram feitas por Rita Carelli.

PublishNews, Redação, 09/10/2020

Publicada pela primeira vez em 1781, a Crítica da razão pura (Edipro, 592 pp, R$ 99 – Trad.: Edson Bini) é um divisor de águas da filosofia ocidental, que revolucionou a forma como percebemos e lidamos com o conhecimento. Em sua complexa gênese, a estrutura e o argumento propostos na obra por Immanuel Kant traçam as fronteiras do conhecimento humano ao delinear um afastamento radical das formas de concepção precedentes, contrastando-as com os esboços de sua filoso­fia transcendental, e tornar-se uma influência inevitável aos movimentos filosóficos subsequentes. Uma das obras mais conceituadas da filosofia, a Crítica da razão pura é leitura obrigatória para todos os que almejam investigar em profundidade a filosofia do conhecimento. A edição conta com nova tradução do alemão com notas e numeração referencial da Academia de Ciências.

PublishNews, Redação, 09/10/2020

Fruto de uma investigação transnacional realizada no decorrer de 2018 e 2019 e de um profícuo diálogo envolvendo as duas autoras e o autor, Gênero, neoconservadorismo e democracia (Boitempo, 224 pp, R$ 49,90) analisa as relações entre gênero, religião, direitos e democracia na América Latina. Com o fim da chamada “onda vermelha” na região, é significativo o aumento da atuação de católicos e evangélicos conservadores na política, com forte reação às políticas de equidade de gênero, direitos LGBTQI e saúde reprodutiva. Flávia Biroli, Maria das Dores Campos Machado e Juan Marco Vaggione destacam o uso, por agentes conservadores, de expressões como “ideologia de gênero”, “feminismo radical” e “marxismo cultural” para justificar normas que promovem exclusões, vetos a perspectivas críticas e o fim de políticas públicas importantes para mulheres e minorias, corroendo, por dentro, a democracia na região. Num esforço de compreensão dos padrões atuais da reação ao gênero, o livro desenvolve uma moldura teórica em que o conceito de neoconservadorismo tem especial relevância. A disputa entre moralidades, analisada ao longo dos três capítulos que compõem a obra, inclui novos padrões de ação e de mobilização de enquadramentos, que abrem oportunidades para lideranças de extrema direita, colocam em xeque valores democráticos e reforçam tendências autoritárias.

“Querer escrever é um anseio legítimo de qualquer leitor que se sinta motivado a compartilhar o que vai pela cabeça.”
Joca Reiners Terron
Escritor brasileiro em entrevista ao jornal Cândido
1.
Cidade da Lua Crescente: Casa de terra e sangue
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Decida vencer
4.
A sutil arte de ligar o foda-se
5.
Batismo de fogo
6.
Sol da meia-noite
7.
Do mil ao milhão
8.
Conexão e Fé
9.
As muralhas vão cair
10.
Mulheres que correm com os lobos (capa dura)
 
PublishNews, Redação, 09/10/2020

Em Foucault, Bourdieu e a questão neoliberal (Elefante, 316 pp, R$ 60 - Trad.: Márcia Pereira Cunha e Nilton Ken Ota) Christian Laval, coautor de A nova razão do mundo, pretende desdobrar o movimento das pesquisas “quase contemporâneas” de Michel Foucault e Pierre Bourdieu sobre o que ambos identificaram como “neoliberalismo”, mostrando de que maneira esses pensadores franceses fizeram disso um objeto de reflexão em contextos e com ferramentas teóricas específicas, construindo duas confrontações que têm como característica comum uma explicação e uma resistência diante do surgimento histórico do acontecimento neoliberal. Laval ainda detecta e ilumina os processos, os elementos e as dimensões que, ao se entrelaçarem, possibilitaram que esses dois autores, tão importantes para a reflexão sobre o social e o político, apreendessem precocemente a novidade e o ineditismo do que identificaram como “neoliberalismo”.

PublishNews, Redação, 09/10/2020

A Mídia, o perverso e o gosto da vingança (Mauad X, 144 pp, R$ 42,50) analisa a questão do mal e da violência no mundo contemporâneo, em especial nas narrativas midiáticas. Mobilizando referenciais teóricos da filosofia, da psicanálise, da teoria literária e dos estudos de jornalismo, Danielle Brasiliense desenvolve reflexões sobre uma temática profunda, relevante e de grande atualidade. A obra trata essencialmente da maldade, da violência e da moral, temas difíceis, que, no limite, põem em discussão a própria noção de humano. É leitura essencial para quem deseja refletir sobre as articulações complexas que, no mundo contemporâneo, se desenham entre fenômenos psíquicos, imaginários sociais e narrativa midiática.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 09/10/2020
 
©2001-2021 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Henrique Schaumann, 1108 A, CEP 05413-011 Pinheiros, São Paulo -SP
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.