Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 17/07/2020
Editora focada em publicações Jurídicas e Literárias, Prestação de Serviços para Produção Editorial e Gráfica, como foco na Divulgação, Distribuição e visibilidade para o autor em todo o mercado editorial nacional
A área de Soluções em Acessibilidade é uma divisão da Fundação Dorina Nowill para Cegos criada para oferecer o mais amplo portfólio de produtos e serviços acessíveis a empresas que desejam não apenas se adequar à lei, mas atender a todos os seus clientes com a mesma atenção e respeito!
Empresa oferece suporte em todas as fases da produção editorial e gráfica do projeto do seu livro
PublishNews, Leonardo Neto, 17/07/2020

Borsellino e Falcone, ambos assassinados pela máfia Casa Nostra em 1992, são temas de um dos títulos que estreou na Lista dos Mais Vendidos desta semana | © Tony Gentile / WikipediaNo início do mês, a Citadel colocou no mercado o livro Morte a Vossa Excelência, biografia dos juízes italianos Giovanni Falcone e Paolo Borsellino escrita pelo jornalista norte-americano Alexander Stille. O livro traz prefácio do ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sérgio Moro. Falcone foi um juiz que se tornou um símbolo da luta contra a máfia na Itália até ser morto em 1992 pela máfia siciliana Cosa Nostra. Borsellino seria o sucessor natural de Falcone, mas também foi morto, pelo mesmo grupo, pouco tempo depois. Os assassinatos deram início à Operação Mãos Limpas, que, como se sabe, inspirou o juiz brasileiro na condução da Lava-Jato. Nesta semana, o livro estreou na Lista dos Mais Vendidos, ocupando o primeiríssimo lugar de Não Ficção, com 914 unidades vendidas. Este número garantiu também a quinta posição do Ranking Geral. Além de Morte a Vossa Excelência, a lista trouxe outras seis novidades. Destaque para duas novidades em Não Ficção: O genocídio do negro brasileiro (Perspectiva), de Abdias Nascimento, na 14ª, com 232, e Lugar de fala (Pólen), de Djamila Ribeiro, na 20ª, com 183. Importante destacar aqui que o livro de Abdias Nascimento marca a estreia da Perspectiva na lista. Em Ficção, duas estreias duplas, canônicas e de peso. Pela primeira vez nos dez anos da história da lista, apareceu um livro de Victor Hugo. A edição da Martin Claret de Os miseráveis estreou ocupando a posição de número 16, com 171 cópias vendidas na semana. A outra novidade é Romanceiro da Inconfidência (Global), de Cecília Meireles. É a primeira vez que a autora aparece na lista semanal do PublishNews. Foram 168 exemplares, garantindo a posição de número 17 da lista de Ficção. Clique no Leia Mais para conferir outros destaques da lista desta semana.

PublishNews, Redação, 17/07/2020

Logo mais, às 14h, Raíssa Pena, diretora de Publicações do Catarse, e o escritor e editor Felipe Castilho estarão no Facebook do PublishNews para 18º episódio do ColabPublishNews, série de lives que tem trazido soluções criadas pelo próprio mercado editorial para enfrentar a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Os dois vão falar do +LIVROS – Fundo de incentivo para autores, editoras e livrarias independentes que já arrecadou mais de R$ R$ 445 mil que serão, ao fim da campanha, partilhado entre editoras, livrarias e autores independentes. Na conversa que terão com Leonardo Neto, editor do PublishNews, eles falarão sobre os critérios para acessar o fundo, bem como dos benefícios que o apoiador da campanha poderá acessar. Depois de ir ao ar pela página do PN no Facebook, o conteúdo estará disponível no canal do PublishNews no YouTube e nas plataformas de áudio Spotify, iTunes, Google Podcasts e Overcast.

PublishNews, Redação, 16/07/2020

O Clube de Leitura Quindim, serviço de assinatura de livros infantis, começa a partir deste mês o Festival Literário Quindim On-line, uma série de mesas para discutir temas relevantes e atuais da literatura infantil. O ciclo de julho será o primeiro de seis que acontecerão mensalmente até o final do ano. O objetivo é compartilhar conhecimento, discutir literatura infantil e apontar novas perspectivas, adequando-se ao formato digital, para que festivais literários ganhem força neste período em que os encontros presenciais não podem ocorrer. Quem abre o ciclo deste mês é Eva Furnari, Orlando Pedroso e Blandina Franco, no dia 23, com a mesa O humor que analisa o mundo na literatura infantil. No dia 30, Marina Colasanti, Rosana Rios e Kátia Canton participam da mesa A potência dos contos de fadas e a censura do mágico. Todos os encontros ocorrerão às quintas-feiras, às 20h, nas redes sociais do Clube Quindim. As próximas conversas contarão com nomes como Daniel Munduruku, Cristino Wapichana, Mauricio Negro, Cidinha da Silva, Graça Lima e Ciça Fittipaldi.

PublishNews, Redação, 17/07/2020

O Grupo Companhia das Letras uniu os seus dois selos infantis – Companhia das Letrinhas e Pequena Zahar – para lançar uma nova plataforma: o Canal LetrinhaZ no YouTube, que irá concentrar em um só lugar os materiais audiovisuais dos dois selos, como booktrailers, contações de histórias, séries temáticas e, em breve, bate-papos sobre assuntos relacionados ao livro infantil, dentre outros. O canal é uma das primeiras ações nas redes sociais que marca o encontro dos dois selos infantis da casa. Em 2019, o selo Pequena Zahar foi absorvido pelo Grupo Companhia das Letras. A inauguração do canal será neste sábado (18), às 15h, com uma contação de histórias conduzida pela contadora Flavia Sherner, mais conhecida como Fafá Conta Histórias, do perfil @fafaconta no Instagram. A contação será do livro O Homem-Cão: O confronto selvagem, de autoria do cartunista e ilustrador americano Dav Pilkey, também autor da coleção Capitão Cueca.

PublishNews, Redação, 17/07/2020

Na próxima segunda-feira (20), a partir das 17h, a Academia Brasileira de Letras (ABL) comemora seus 123 anos de fundação, em solenidade virtual. O acadêmico Alberto Venancio Filho será o orador oficial do evento, que contará com a participação virtual dos acadêmicos Marco Lucchesi, Merval Pereira, Antônio Torres e Edmar Bacha, membros da atual diretoria. Também serão disponibilizadas mensagens gravadas por diversos acadêmicos em alusão ao aniversário da ABL. Todo o conteúdo poderá ser acessado no site da instituição (academia.org.br). Na ocasião, será apresentado ao público o selo comemorativo em homenagem aos 100 anos de nascimento do acadêmico João Cabral de Melo Neto, produzido pela Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos. Ao final da solenidade, haverá a apresentação da cravista Rosana Lanzelotte em um concerto especial, no qual executará a Sonata em sol maior de Sigismund von Neukomm. Outra ação promovida pela Academia Brasileira de Letras para a comemoração do seu aniversário será a disponibilização de uma exposição virtual em seu site. Realizada em uma reconstrução tridimensional da Biblioteca Acadêmica Lúcio de Mendonça, a mostra exibirá fotografias de cerimônias de posses de acadêmicos realizadas entre 1916 a 1969. O visitante terá a chance de apreciar registros raros de grandes nomes da ABL, como Assis Chateaubriand e Guimarães Rosa.

PublishNews, Redação, 17/07/2020

Já não há dúvidas: nosso tempo se dividirá entre o antes e o depois da covid-19. De fato, dificilmente houve acontecimento tão determinante neste século quanto a pandemia. E, importante que se diga, as consequências das recentes ações políticas, sanitárias e econômicas ainda mal começaram a ser vislumbradas. O que, portanto, deve-se esperar para nosso futuro e o futuro das próximas gerações? Uma transformação drástica em tudo o que é humano? Ou apenas o retorno do mundo tal como ele sempre foi? O livro O mundo pós-pandemia (Nova Fronteira, 416 pp, R$ 49,90), organizado por José Roberto de Castro Neves, reúne nomes de peso para opinar sobre as principais esferas da atuação humana, levando em consideração cada uma de suas complexidades e dilemas. Nomes como Fernanda Torres, Bernardinho, Cora Rónai, Alessandra Horta, Fernando Henrique Cardoso, Marcelo Adnet e Pedro Bial fazem parte do livro.

PublishNews, Redação, 17/07/2020

Coronavírus e as cidades no Brasil (Outras Letras, 186 pp, R$ 45) reúne mais de 30 mestres e doutores – entre arquitetos, urbanistas, economistas, historiadores, cientistas sociais, engenheiros, filósofos envolvidos com planejamento urbano para, em até cinco páginas, exporem suas reflexões sobre o momento atual nas cidades. Analisando causas e efeitos, resgatando fatos recorrentes e notícias recentes, comparando momentos e cidades distantes, intermediando a dosagem entre o que pode ser remédio e veneno para a sociedade, os autores abordam de diferentes ângulos as principais questões urbanas de uma cidade doente, mas que, certamente se salvará e precisará se reinventar. Organizado pelas arquitetas e urbanistas Andrea Borges e Leila Marques, o livro reúne 33 artigos sobre vários aspectos urbanos durante a pandemia e coloca algumas questões: quais caminhos serão trilhados pela cidade pós-pandemia diante do retorno de homens e mulheres como protagonistas das cidades?

PublishNews, Redação, 17/07/2020

Em 11 de março de 2020, a Organização Mundial da Saúde decretou a pandemia do novo coronavírus. Ato contínuo, países ao redor do mundo decretaram medidas de isolamento social para proteger a população e os efeitos econômicos foram imediatos e profundos. Não por acaso, voltaram ao debate as soluções adotadas no passado para conter tempestades financeiras. A crise de 2008 é um dos exemplos mais emblemáticos. Naquele ano, a falta de lastro de papéis ligados ao setor imobiliário levou à falência inúmeros bancos de investimento e mergulhou o mundo num terremoto cujos efeitos são sentidos até hoje. Mas os resultados poderiam ser ainda mais catastróficos não fossem as soluções adotadas pelos "bombeiros" que assinam Apagando o incêndio (Todavia, 272 pp, R$ 74,90 – Trad.: Pedro Maia Soares). Ben Bernanke, presidente do Federal Reserve; Tim Geithner, presidente do Federal Reserve Bank de Nova York, e Henry Paulson, secretário do Tesouro americano, estavam à frente de políticas de socorro drásticas e controversas, mas que se provaram necessárias para estabilizar o sistema financeiro. Neste livro eles examinam as causas da crise, explicam por que ela foi tão impactante e relatam uma a uma as medidas necessárias para evitar uma depressão como a de 1929.

“Cada livro, cada volume que você vê, tem alma. A alma de quem o escreveu e a alma dos que o leram, que viveram e sonharam com ele.”
Carlos Ruiz Zafón
Escritor catalão (1964-2020)
1.
DNA da cocriação
2.
Mais esperto que o diabo
3.
Decida vencer
4.
Box Harry Potter
5.
Morte a Vossa Excelência
6.
Pequeno manual antirracista
7.
Do mil ao milhão
8.
O milagre da manhã
9.
A sutil arte de ligar o foda-se
10.
O poder da autorresponsabilidade
 
PublishNews, Redação, 17/07/2020

Affonso Celso Pastore trilhou uma trajetória importante, desde a década de 1960, quando passou a integrar a equipe de Antonio Delfim Netto na Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo e posteriormente no ministério da pasta. Entre agosto de 1983 e março de 1985, foi presidente do Banco Central e liderou as negociações da dívida externa. Além dos cargos públicos, Pastore se dedicou à docência, criou a própria consultoria e permanece em plena atividade como analista, colaborando com textos para a imprensa e participando das principais discussões sobre economia. Fruto do seminário organizado pelo CDPP em homenagem aos oitenta anos de Pastore, A economia com rigor (Portfolio Penguin, 160 pp, R$ 49,90) reúne nove artigos de colegas e discípulos intelectuais, que analisam a carreira e o legado do economista. Ao fim, o leitor encontrará uma entrevista inédita com Pastore. A obra foi organizada por Ilan Goldfajn e Fernando Dantas.

PublishNews, Redação, 17/07/2020

A análise do desenvolvimento do processo de acumulação primitiva na zona portuária do Rio de Janeiro é o tema de Um porto no capitalismo global (Boitempo, 152 pp, R$ 39), que apresenta a história da região desde o surgimento do porto. De maior mercado de escravos do mundo a escoadouro de açúcar, ouro e café, até objeto de grandes empreendimentos imobiliários e turísticos da contemporaneidade, especialmente o projeto Porto Maravilha, que antecede os Jogos Olímpicos realizados em 2016, o local foi palco de múltiplas transformações. Os autores Guilherme Leite Gonçalves e Sérgio Costa buscam mostrar que os processos de incorporação e reincorporação da região acompanham a dinâmica de acumulação de capital naquele espaço desde a criação do porto no final do século XVI até os dias atuais. Dessa forma, a área representa uma espécie de lugar-síntese em que se evidenciam as diversas etapas do processo histórico brasileiro e mundial. No capítulo final, os autores discutem ainda a crise atual e a reinvenção da acumulação financeira nesse território.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 17/07/2020

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.