Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 23/03/2020
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
Ao longo de 10 anos de atuação no mercado editorial, a Ilustrarte se dedica a prestar vários serviços na área editorial.
PublishNews, Leonardo Neto, 23/03/2020

Como resposta às ameaças do coronavírus à economia, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou a injeção de R$ 55 bilhões como ajuda a empresas e pessoas físicas. Desse total, R$ 30 bilhões serão destinados especificamente aos setores de aeroportos, portos, energia, petróleo e gás, transporte, mobilidade urbana, saúde, indústria, comércio e serviços. O primeiro passo será a transferência de R$ 20 bilhões dos recursos do PIS PASEP para o FGTS, o que permitirá o governo liberar aos trabalhadores novos saques. O banco anunciou também que vai injetar R$ 19 bilhões em refinanciamentos de operações diretas feitas com o BNDES, sobre as quais haverá suspensão integral de juros por seis meses. O banco colocará outros R$ 11 bilhões em operações indiretas. Haverá ainda uma linha de crédito no valor de R$ 5 bilhões destinados ao financiamento de capital de giro para empresas que possuem faturamento de até R$ 300 milhões / ano. Essas empresas poderão, segundo o banco, pedir empréstimos de até R$ 70 milhões, com carência de dois anos e prazo de pagamento de até 60 meses. E por falar no BNDES, em e-mail enviado à redação do PublishNews, o banco confirmou que a Caixa Econômica Federal decidiu reestruturar o Cartão BNDES Caixa por "iniciativa própria". Reafirmou ainda que as operações - novas contratações e autorização de compras - estarão suspensa a partir do próximo dia 30, mas que os bancos Banestes, Banrisul, Bradesco, BRDE, Itaú, Santander, Sicredi e Sicoob são os emissores do Cartão BNDES e estão operando normalmente.

PublishNews, Redação, 23/03/2020

Como medida de contenção à pandemia do coronavírus, toda a programação cultural foi suspensa em São Paulo e Rio pelos governos estaduais e municipais. Ao Valor, o secretário de Cultura e Economia Criativa de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, disse que o prejuízo estimado ao setor poderá ser de R$ 43,5 milhões só no estado de São Paulo. “Tirando as áreas da cultura menos afetadas, como games, streaming e televisão, avaliamos um impacto de 1,7% do PIB do Estado de São Paulo”, disse Sá Leitão ao jornal. Com a previsão, um pacote de medidas está sendo estudado pelo governo, que deverá incluir desoneração fiscal e linhas de crédito. Na última semana, a redação do PublishNews correu atrás de livrarias e editoras para saber como o coronavírus está afetando o mercado editorial, quais as visões deles sobre esse novo momento e que atitudes estão tomando para driblar a situação. O episódio foi ao ar na última sexta e no final de semana, Estadão e Folha também fizeram matérias semelhantes. O Estadão destacou a aposta na venda on-line e a Folha, no Painel das Letras, falou em uma retração “muito pior do que aquela causada com a crise das duas maiores redes de livrarias do país”. Ainda na coluna, destaque para a Âyiné, que iniciou uma campanha de ajuda às pequenas livrarias: do que for comercializado na venda direta de seu site, 35% irão para uma livraria independente. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 23/03/2020

Para dar conta do aumento nos pedidos, Amazon anunciou a abertura de 100 mil novas vagas para seus sistema de logística | © Jordan Stead / AmazonUm comunicado publicado pela Amazon no seu Seller Central informa a seus fornecedores dos EUA e da Europa que, pelo menos até o dia 5 de abril, a varejista vai priorizar pedidos de “produtos básicos para uso doméstico, suprimentos médicos e outros produtos de alta demanda”. Em consequência disso, a empresa alerta que editores, por exemplo, terão seus pedidos reduzidos. "Entendemos que isso representa uma mudança no seu negócio e não foi fácil tomar essa decisão. Estamos trabalhando incansavelmente para aumentar nossa capacidade", diz o documento. Na semana passada, a empresa anunciou a criação de 100 mil novas posições para seus centros de atendimento, operações de transporte e entregadores para dar conta do "momento estressante". Por enquanto, a medida não vale para o Brasil.

PublishNews, Redação, 23/03/2020

Na última semana, os efeitos do novo coronavírus começaram a ser sentidos, com mais peso, pelo mercado editorial quando os governos estaduais começaram a decretar o fechamento de shoppings. Pensando nisso, o PublishNews se antecipou e correu para conversar com editores e livrarias para entender melhor os impactos da pandemia na indústria do livro. O episódio, que você pode ouvir clicando aqui, foi ao ar na última sexta (20), por isso, excepcionalmente, nesta segunda, não teremos uma nova edição. O Podcast do PublishNews está disponível no Spotify, iTunes, Google Podcasts, Overcast e YouTube.

PublishNews, Redação, 23/03/2020

Antes marcado para terminar no dia 12 de março, o prazo para responder o questionário da Pesquisa Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro foi estendido até a próxima terça-feira (31). Coordenada pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e Câmara Brasileira do Livro (CBL) e realizada pela Nielsen, a pesquisa é um dos instrumentos mais importantes na mensuração da indústria do livro no Brasil.

Depois do dia 31 se inicia a próxima etapa: a compilação dos dados para a posterior divulgação. Vale ressaltar, novamente, que o questionário não precisa ser respondido de uma única vez, os dados já inseridos são salvos automaticamente e o usuário pode retomar de onde parou. Para mais informações ou dúvidas, escrever para Mariana Bueno, no e-mail producao.vendas@nielsen.com.

PublishNews, Redação, 23/03/2020

O AlfaCon, portal de serviços educacionais com foco em concursos públicos com apostilas e material didático próprio, abriu uma vaga para editor jurídico. É necessário ter formação em Direito e já ter atuado na área editorial jurídica. O contratado será responsável por pesquisar e atualizar normas; realizar as atualizações dos dispositivos que já foram publicados; analisar normas nos diários oficiais; realizar notas de atualização, correlatas e informativas para as obras e programar atualizações que serão disponibilizadas nas obras publicadas. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail vagas@alfaconcursos.com.br. As entrevistas serão feitas via Skype.

PublishNews, Redação, 23/03/2020

Olavo Romano | © Diego SantosAntes marcada para acontecer de 22 a 31 de maio, a Bienal Mineira do Livro 2020 anunciou a nova data para o evento que teve que ser mudada por conta da pandemia do coronavírus. Agora, o evento tem uma nova data: 18 a 27 de setembro, ainda no BH Shopping (BR 356, 3.049, Bairro Belvedere - Belo Horizonte / MG) e o homenageado será o escritor mineiro Olavo Romano. O autor tem 20 livros publicados, oito deles adotados em escolas de Minas e de outros estados. Com o tema Conquiste Paixões. Leia Livros, a Bienal é realizada pela Câmara Mineira do Livro e pelo Grupo Asas.

PublishNews, Redação, 23/03/2020

Que semelhanças têm o Brasil de 2020 com aquele de 31 de março de 1964? Os anos de chumbo (Planeta, 432 pp, R$ 69,90) refaz o percurso político, social e histórico do país desde o governo de Jânio Quadros até a instauração da Ditadura Militar. Escrito pelo jornalista Luiz Octavio de Lima, o livro apresenta um compilado de materiais inéditos sobre os acontecimentos políticos que desencadearam no Golpe de 64. Dedicado em sua epígrafe “às novas gerações”, a obra também questiona essencialmente como os caminhos da repressão e da censura afetaram o Brasil e o cotidiano das pessoas, e o que foi feito para levar o país à redemocratização. Os anos de chumbo também contém entrevistas inéditas com personalidades da época e revisões bibliográficas. O prefácio da obra é assinado pelo historiados Laurentino Gomes e a quarta capa, pelo filósofo e linguista, Noam Chomsky.

“A poesia brilha além do verso”
Carlos Nejar
Poeta e Imortal da ABL
1.
Mais esperto que o diabo
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
Do mil ao milhão
5.
Luluca - No mundo dos desafios
6.
Seja foda!
7.
Os segredos da mente milionária
8.
O poder da autorresponsabilidade
9.
Felicidade
10.
Mindset
 
PublishNews, Redação, 23/03/2020

Último livro organizado pelo autor em vida, Escritos corsários (Editora 34, 296 pp, R$ 68 – Trad.: Maria Betânia Amoroso) é uma das principais obras de Pier Paolo Pasolini (1922-1975), poeta, cineasta, romancista, ensaísta e dramaturgo italiano que também atuou como intelectual engajado, capaz de pensar a esfera da arte e da cultura, mas também da economia, da política, do comportamento. A obra reúne artigos publicados na imprensa italiana entre 1973 e 1975, onde Pasolini aborda, entre outros temas, as rebeliões da juventude que se seguiram aos movimentos estudantis de 1968, a decadência da Igreja Católica, a ascensão das corporações multinacionais, as relações entre governo e máfia na Itália e, especialmente, aquilo que ele chama de Novo Poder – ou novo fascismo –, isto é: o advento de uma sociedade de consumo global, que promove um verdadeiro extermínio das formas de vida tradicionais. Considerado em retrospecto, fica claro que Pasolini anteviu o movimento de aceleração do capitalismo que viria a ocorrer nas décadas seguintes, resultando nas graves crises do século XXI.

PublishNews, Redação, 23/03/2020

Como os escritores, tanto aqueles que viveram na sua luz, ou à sua sombra, viram Machado de Assis? Complementando o primeiro volume do livro que abrangeu o período de 1908 a 1939, Escritor por escritor: Machado de Assis segundo seus pares (Imprensa Oficial, 1.612 pp, R$ 80) avança até o centenário da morte de Machado de Assis, em 2008. Organizado por Hélio de Seixas Guimarães e Ieda Lebensztayn, a obra reúne impressões de mais de 70 autores, grandes nomes da literatura, tais como Ariano Suassuna, Oswald de Andrade, Rachel de Queiroz, Graciliano Ramos, Ferreira Gullar, Jorge Amado, Carlos Drummond de Andrade, Lygia Fagundes Telles, entre outros. O segundo volume arremata a construção de uma personalidade pública atribuída à Machado de Assis pelos seus contemporâneos e por aqueles que vieram depois dele. Algumas das polêmicas em torno de Machado são igualmente debatidas, como o seu silêncio em relação à infância, o suposto posicionamento abstencionista aos grandes movimentos sociais e políticos do seu tempo, até a clássica e perpétua dúvida de se Capitu teria realmente traído Bentinho.

PublishNews, Redação, 23/03/2020

Autores da Antiguidade concordam que Alexandre, o Grande foi extraordinário, assemelhando-se mais a um deus do que a um ser humano aos olhos de todos – especialmente a seus próprios olhos. No livro Alexandre, o Grande (Zahar, 264 pp, R$ 54,90 – Trad.: Maria Luiza X. de A. Borges), Thomas R. Martin e Christopher W. Blackwell escrevem uma breve biografia para não especialistas, explicando a grandeza de Alexandre segundo os valores de seu tempo e lugar. Os autores retomam uma tradição de interpretação da figura de Alexandre amparando-se em fontes, com especial atenção à literatura grega antiga, que ele conhecia a fundo e apreciava como base para inspiração e reflexão. Abordam seu nascimento, num mundo de forte competição entre mulheres da realeza, sua formação militar com soldados, sua rica educação geral com Aristóteles; analisam amizades, rivalidades, conquistas, negociações; e fornecem ainda um panorama de como Alexandre foi visto e lembrado desde sua morte até hoje.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.