Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 19/12/2019
A Futura Editoração é especializada em Diagramação e design editorial
Projeto gráfico e diagramação de livros, revistas e boletins
Capitu Já Leu é uma empresa que oferece serviços de revisão e preparação textual para obras literárias e acadêmicas.
PublishNews, Redação, 19/12/2019

A Bertelsmann, empresa internacional de mídia, serviços e educação, deve se tornar a proprietária única da Penguin Random House, um dos maiores grupos editoriais do mundo. Para isso, o grupo pagou cerca de US$ 675 milhões pelos 25% que antes pertenciam à Pearson. A finalização da transação ainda depende da autorização dos órgãos competentes. A conclusão da transação está prevista para a partir do 2º trimestre de 2020. Quando isso acontecer, a Penguin Random House será dona de 300 editoras individuais em seis continentes, incluindo as suas participações nas brasileiras Companhia das Letras, Objetiva e Zahar. Clique no Leia Mais e confira a íntegra desta nota.

PublishNews, Redação, 19/12/2019

A Bookinfo, startup que oferece soluções de inteligência de negócios e ferramentas de apoio à gestão de editoras, distribuidoras e livrarias no País, acaba de dar um importante passo nessa sua missão: fechou acordo com a Leitura, que termina 2019 como a segunda maior rede de livrarias em número de lojas. Com isso, a plataforma passa a monitorar as vendas em 230 lojas localizadas em 67 cidades de 24 unidades da federação. “A partir de agora, vamos cumprir o papel de gerar, além de dados, ajuda comercial para as editoras”, comemorou Eduardo Cunha, diretor da plataforma. A partir da coleta automatizada de dados nesses estabelecimento, a Bookinfo oferece aos seus clientes relatórios que podem auxiliar na composição de mix de produtos.

PublishNews, Redação, 19/12/2019

Talvez a grande notícia desse fim de ano foi a ida dos serviços de ISBN da Biblioteca Nacional (BN) para a Câmara Brasileira do Livro (CBL), conforme foi anunciado na edição desta quarta-feira do PublishNews. Em matéria publicada nesta quinta-feira, o Estadão apurou que a BN deve perder R$ 4 milhões com a movimentação. “São recursos extras ao orçamento, que foram até hoje importantes à instituição, oitava maior Biblioteca do mundo, que vem operando como agência brasileira do ISBN no Brasil desde 1978, portanto, há 41 anos”, disse a instituição em nota enviada ao jornal.

PublishNews, Redação, 19/12/2019

Para encerrar a sua temporada de 2019 em grande estilo, a PublishNewsTV dessa semana trouxe para suas lentes o editor-chefe do PN, Leonardo Neto. Em sua conversa com André Argolo, Léo contou um pouco da sua história e da história do PublishNews. Nascido em Goiânia, trabalhou em diversos lugares de que se orgulha muito, como por exemplo quando foi assessor de relações públicas da Universidade Federal de Goiás e quando, em 2014, adaptou textos de Luis Fernando Verissimo para o espetáculo Eu, ela os Outros que cumpriu temporada no Teatro Folha, em São Paulo, e excursionou pelo interior de São Paulo. Há 16 anos em São Paulo (seis deles no PublishNews), Léo tem muitas histórias para contar. “Quando entrei pra cá, éramos eu e a Lu [Luciana Melo], que me dava uma super assistência, e a Marla, que ficava lá em Porto Alegre, mas era uma equipe que sei lá, não era uma equipe. Eram três pessoas e uma delas a distância. Hoje não, hoje tem uma turma grande aqui produzindo conteúdo nas mais diversas plataformas, isso é bonito, eu gosto”, disse orgulhoso. Os bastidores e o dia a dia do PN também fizeram parte da conversa. Clique no Leia Mais para conferir a íntegra desta nota e assistir ao programa.

PublishNews, Redação, 19/12/2019

Conceição Evaristo participa do Festival Grls! em março | Divulgação T4FA escritora Conceição Evaristo é mais uma presença confirmada no Grls!, festival que quer reconhecer, valorizar, transformar e celebrar o papel das mulheres na cultura. Com curadoria do Popload, o evento receberá, além de Conceição, a cantora australiana Kylie Minogue. A escritora vai participar do workshop Nos Leiam, em que serão discutidos temas como a participação da mulher na literatura e o acesso à leitura. O festival acontece nos dias 7 e 8 de março, no Memorial da América Latina (Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664), em São Paulo. Informações sobre venda de ingressos serão divulgadas em breve.

PublishNews, Redação, 19/12/2019

Em 2020, o Instituto Estação das Letras (Rua Marquês de Abrantes, 177 - Rio de Janeiro / RJ) completa 25 anos e já começa o ano com a sua programação de férias, voltada para quem quer investir na própria escrita e compartilhar ideias com profissionais do mercado. A programação começa no dia 6 de janeiro, com o curso Introdução aos gêneros literários, ministrado por Suzana Vargas e que tem como objetivo o foco na leitura de diferentes modalidades textuais. Na aula, que acontece das 18h às 21h, Suzana irá abordar também as técnicas da prosa, poesia e crônica, do romance e conto. No dia 11, Instituto preparou um Sábado Literário com oficinas gratuitas. Das 9h30 às 17h30, Silvia Carvão, João Paulo Vaz, Suzana Vargas e Ninfa Parreiras falarão, respectivamente, sobre a Escrita Criativa e como desbloquear essa escrita; sobre Conto e foco narrativo; Poesia e os melhores caminhos para que um poema tenha escuta, leitura e plasticidade; e Literatura Infantil e Juvenil, ritmo, imagens e vazios do texto. A programação completa dos cursos de férias do Instituto você confere clicando aqui.

PublishNews, Redação, 19/12/2019

Em 1918, enquanto o mundo assistia ao fim da Primeira Guerra Mundial, uma nova epidemia dizimava dezenas de milhares de pessoas. Com o Rio de Janeiro não foi diferente. Cerca de 600 mil pessoas – mais da metade da população – contraiu a gripe espanhola, e o pânico tomou conta da cidade. Não à toa, no ano seguinte, aqueles que sobreviveram foram às ruas celebrar o maior Carnaval que o Rio vira até então. Contudo, engana-se quem pensa que a agitação se restringiu aos dias de festa. Pelo contrário, ela daria o tom de toda a década que estava por vir. Em Metrópole à beira-mar (Companhia das Letras, 528 pp, R$ 79,90), Ruy Castro transporta o leitor para essa atmosfera fervilhante e faz uma reconstituição de tudo que aconteceu entre o Carnaval de 1919 e a Revolução de 30. Fazem parte dessa narrativa tanto as figuras que resistiram ao tempo como aquelas que foram esquecidas.

PublishNews, Redação, 19/12/2019

Nas páginas dos livros e nas aulas de história, os leitores já se acostumaram a ver a população afro-brasileira retratada dentro do signo da escravidão. Essa condição marcou e marca de forma permanente a experiência dos negros no Brasil, mas a trajetória pós-abolição, ainda pouco abordada na historiografia nacional, revela a construção de uma identidade própria para essa população, que escapa das análises eurocêntricas. Em Protagonismo negro em São Paulo (Edições Sesc-SP, 176 pp, R$ 50), o historiador Petrônio Domingues procura mapear o protagonismo negro paulista no século XX e fazer um balanço dessa produção histórica. São diversos elementos de análise: biografias, vida associativa, ações políticas, agenciamentos sociais, práticas culturais, relações de gênero, conexões afrodiaspóricas, concepções ideológicas, invenções identitárias e narrativas. Domingos demonstra os equívocos da visão de que, após 1888, os negros passaram a viver em condição de anomia – estado de desorganização pessoal que resulta numa individualidade desorientada, desvinculada do padrão do grupo social.

“Acredito muito na educação como ferramenta de libertação.”
Djamila Ribeiro
Escritora brasileira em entrevista à Época
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Escravidão
3.
Essa gente
4.
A oração mais poderosa de todos os tempos
5.
O poder da autorresponsabilidade
6.
Como fazer amigos e influenciar pessoas
7.
A garota do lago
8.
Seja foda!
9.
Como fazer amigos e Influenciar pessoas - Edição comemorativa 80 anos
10.
Mais esperto que o diabo
 
PublishNews, Redação, 19/12/2019

Em As bruxas da noite (Seoman, 248 pp, R$ 46 – Trad.: Karina Jannini), a jornalista italiana Ritanna Armeni reconstrói a história de um grupo de mulheres soviéticas fiéis à sua pátria: as aviadoras do 588º Regimento de Bombardeio Aéreo Noturno Soviético. Com um importante papel de liderança durante as batalhas contra o Terceiro Reich, elas prejudicavam e muito a vida dos alemães durante a Segunda Guerra Mundial, aparecendo nos céus carregadas de bombas. Os nazistas as chamavam de “bruxas da noite”. A autora revela informações sobre a criação, a luta e as vitórias dessas mulheres que foram apagadas da história após o declínio de suas carreiras como aviadoras devido ao conservadorismo e preconceito do Estado Soviético.

PublishNews, Redação, 19/12/2019

A obra Mais Médicos (Editora UFMG, 263 pp, R$ 56) é o resultado da pesquisa de avaliação dirigida por Helcimara Telles, que mostra a realidade que o projeto Mais Médicos revelou: milhões de brasileiros, entre eles pobres, indígenas e quilombolas que sequer viam médicos, passaram a se beneficiar do programa iniciado no governo Dilma. O público em geral conhece melhor o lado emergencial do programa – o atendimento aos recantos mais pobres do país –, mas o que a pesquisadora revela é que o Mais Médicos também ampliou as faculdades de Medicina no interior, reforçou a preocupação com o atendimento básico e determinou que houvesse critérios rigorosos de qualidade na formação, incentivando a avaliação dos alunos no segundo e quarto anos de curso. O que as vozes dizem, graças a pesquisa, é como, em pouco tempo, o Mais Médicos mudou o panorama da saúde no Brasil. O livro mostra que políticas públicas bem concebidas podem funcionar, sobretudo quando somam esforços – como os dos Ministérios da Saúde e da Educação – e atendem a necessidades reais da população.

 
©2001-2020 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.