Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 06/08/2019
A BOOKPartners é uma distribuidora completa: atende toda a cadeia do livro e seus devidos processos. Em sua estrutura reúne cerca de 220 colaboradores, dois centros de distribuição, e-commerce e marcas voltadas a segmentos específicos de leitores.
Primavera Assessoria oferece serviço de revisão de textos em português, preparação de originais para editoras e autores, padronizações e outros serviços editoriais.
A Transpo Express é uma transportadora que já atua há 10 anos focada completamente no segmento editorial. Faz entregas e coletas em editoras, distribuidoras, livrarias, gráficas e grandes redes. A área de atuação atualmente engloba São Paulo (Capital), grande São Paulo, Jundiaí, Campinas e todo o estado do Rio de Janeiro.
PublishNews, Redação, 05/08/2019

O GEN, grupo que carrega no seu catálogo livros de CTP nas áreas de Ciências Exatas, Jurídicas, Humanas, Negócios e Gestão e Saúde, acaba de comprar o catálogo em português da Elsevier, segundo maior grupo editorial do mundo, com faturamento global superior aos 4,7 bilhões de euros. Com a transação, o grupo brasileiro passa a ter nas mãos um catálogo de mais de mil títulos que cobrem uma grande diversidade de disciplinas e incluem tanto autores brasileiros quanto carros-chefes estrangeiros, como Netter, Guyton, Cecil, Sabiston, Potter e Krause (todos esses na área da saúde). Em comunicado, as empresas informaram que, com a venda, a Elsevier passará a se dedicar mais fortemente a “soluções eletrônicas que estão direcionando sua estratégia de combinar conteúdo e tecnologia para produzir conhecimento que dê suporte a seus clientes na tomada de decisões. O recém-anunciado produto denominado Order Sets and Care Planning, que está em processo de integração com uma empresa líder soluções em prontuários de saúde, é um dos destaques dessa estratégia”. O valor da transação não foi divulgado.

PublishNews, Redação, 06/08/2019

Na Casa PublishNews, o alemão Eric Bartoletti apresentou o mercado alemão de audiobooks | © André ArgoloNo episódio de hoje da Audioteca Paraty, que tem trazido os áudios das mesas que compuseram a programação da Casa PublishNews em na Flip deste ano, vamos novamente falar de audiobooks. O alemão Eric Bartoletti, gerente de desenvolvimento de negócios da Bookwire, apresentou um panorama do mercado de audiobooks no seu país. Ele conta que desde o século 19, a Alemanha já produzia conteúdos em áudio, mas o nome audiolivro foi cunhado pela primeira vez em 1953, com a criação da biblioteca para cegos. Os livros eram lançados no formato de fitas cassete. Hoje a Alemanha é um dos maiores mercados desse segmento. Trazendo para os dias de hoje, ele contou que há uma queda constante nas vendas de audiolivros no formato de CDs, mas as vendas digitais crescem 30% por ano. Hoje, o país há uma população de 20 milhões de consumidores de audiolivros. “É um ouvinte fiel ao formato, que ouve mais de um audiolivro por mês”, disse. Na sua apresentação, ele trouxe ainda cifras e o perfil do leitor-ouvinte do seu país. No áudio, Bartoletti é traduzido por Marcelo Gioia, que dirige a Bookwire no Brasil. Para ouvir a mesa, clique no Leia Mais.

PublishNews, Redação, 06/08/2019

A Flip, encerrada no dia 14 de julho, continua reverberando. É que, no próximo sábado (10), o Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM - Parque Ibirapuera: Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº – Portões 1 e 3) recebe a escritora Jarid Arraes (a partir das 15h) e o historiador José Murilo de Carvalho (às 17h), ambos destaques da última edição da Festa Literária. Eles participam do debate Sertão: Flip encontra Panorama, que integra o 36º Panorama da Arte Brasileira: Sertão. Clique aqui para conferir a programação completa e ainda se inscrever gratuitamente.

PublishNews, Redação, 06/08/2019

Com histórias de vida que se cruzam a partir das narrativas, as escritoras Igiaba Scego (Itália) e Eliane Potiguara (Brasil) se encontram na próxima quarta-feira (07), às 19h30, no bate-papo Costumes Ancestrais dentro do projeto Lá na Laje, no Sesc Pompeia (Rua Clélia, 93 – São Paulo / SP). No bate-papo, as autoras vão conversar sobre como os costumes ancestrais moldam suas “tribos”, sejam elas indígenas, urbanas ou culturais. A escritora, artista e ativista Eliane Potiguara e a imigrante Igiaba Scego vão conversar sobre como o colonialismo pode afetar ou não tais costumes e como a escrita, a literatura e a resistência ajudam neste campo. A entrada é gratuita e a mediação, bem como a curadoria, é da jornalista Jéssica Balbino. Haverá tradução simultânea e também em Libras. O Lá na Laje neste ano tem como tema central “Resistência, substantivo feminino” e conta com a participação de autoras negras, indígenas e LGBTQi+.

PublishNews, Redação, 06/08/2019

A Faro Editorial anunciou a compra dos direitos de publicação do livro Hacking Darwin, do americano Jamie Metzl. Expert em geopolítica, em tecnologias do futuro, palestrante e escritor de diversos livros, Metzl apresenta na obra uma discussão sobre o futuro da raça humana. No mesmo estilo da obra Sapiens, Hacking Darwin fala sobre uma exploração inovadora das muitas maneiras em que a engenharia genética está agitando as bases fundamentais de nossas vidas - sexo, guerra, amor e morte. Hacking Darwin pretende ser revelador, afinal, de acordo com o autor, depois de 3,8 bilhões de anos, a humanidade está prestes a começar a evoluir com novas regras. O livro, que foi lançado nos Estados Unidos em abril, tem previsão de lançamento para 2020 no Brasil.

PublishNews, Redação, 06/08/2019

Flipelô lotou o Pelourinho na sua edição de 2018 | © Ricardo PradoA terceira edição da Festa Literária Internacional do Pelourinho (Flipelô) começa nesta quarta (7) e segue até domingo (11) ocupando mais uma vez o Centro Histórico de Salvador com uma programação que tem a literatura como foco principal, mas que terá também exposições, apresentações teatrais e musicais, e uma rota gastronômica. Entre os convidados confirmados estão o escritor português Bruno Vieira Amaral, vencedor do Prêmio José Saramago e do Prêmio Oceanos; o alemão Max Annas, que acumula prêmios por seus romances policiais; o colombiano Rómulo Bustos Aguirre; a mexicana María Vázquez Valdez; a professora indígena Eliane Potiguara; a nigeriana Oyinkan Braithwaite; e os brasileiros Ricardo Linhares, Edney Silvestre, Mariana Ximenes, Martinho da Vila, Ignacio de Loyola Brandão e Ana Maria Gonçalves. Já o homenageado deste ano é o poeta Castro Alves. Nos cinco dias do evento são esperados cerca de 80 mil participantes, onde autores locais, nacionais e internacionais estarão em contato direto com o público em mesas de debates, bate-papos com jovens, lançamentos de livros, saraus de poesia e slams, além da programação infantil. E, novamente, após o sucesso da edição anterior, haverá também a Rota Gastronômica Amados Sabores, que terá como tema Amado Recôncavo, com pratos inspirados no livro A Cozinha Praiana da Bahia, de Guilherme Radel, e que contará com a participação de 27 restaurantes do Centro Histórico. A programação completa você encontra no site do evento.

PublishNews, Redação, 06/08/2019

Urgência e polêmica são dois elementos que podem ajudar a explicar o sucesso de Michel Houellebecq, o autor francês mais lido da atualidade. “Urgência” porque seus livros tratam de temas atualíssimos, como imigração, desemprego, depressão, vício em medicamentos, clonagem, terrorismo, turismo sexual, etc. Já a “polêmica” fica por conta das provocações distribuídas pelo escritor ao longo de sua obra e que muitas vezes acabam por ferir suscetibilidades (“misógino” e “xenófobo” são adjetivos bastante usados por seus detratores). Essas duas características levaram o autor à capa da edição de agosto do jornal Cândido, publicado mensalmente pela Biblioteca Pública do Paraná. No texto principal do periódico, o escritor e jornalista Paulo Polzonoff Jr. destaca um terceiro elemento da personalidade de Houellebecq: o humor. Para ele, o francês é um palhaço, mas não daqueles escrachados. Sua capacidade de fazer rir está nos detalhes. “Um adjetivo aqui, uma metáfora quase que nonsense lá, um aforismo acolá e, às vezes, uma sentença irresponsável quando menos se espera”, explica Polzonoff. O Cândido é distribuído fisicamente em espaços culturais de Curitiba e pode ser acessado digitalmente clicando aqui.

PublishNews, Redação, 06/08/2019

Freya perdeu a voz no meio das gravações de seu álbum de estreia. Harun planeja fugir de casa para encontrar o garoto que ama. Nathaniel acaba de chegar a Nova York com uma mochila, um plano elaborado em meio ao desespero e nada a perder. Os três se esbarram por acaso no Central Park e, ao longo de um único dia, lentamente revelam trechos do passado que não conseguiram enfrentar sozinhos. Juntos, eles começam a entender que a saída do lugar triste e escuro em que se acham pode estar no gesto de ajudar o próximo a descobrir o próprio caminho. Contado a partir de três perspectivas diferentes, Eu perdi o rumo (Arqueiro, 240 pp, R$ 39,90 – Trad.: Mariana Serpa), romance de Gayle Forman, aborda o poder da amizade e a audácia de ser fiel a si mesmo. A obra marca a volta de Gayle – autora de best-sellers como Se eu ficar e Eu estive aqui - aos livros jovens, que a consagraram internacionalmente, e traz a prosa elegante que seus fãs conhecem e amam.

“A publicidade é uma das formas mais interessantes e difíceis da literatura moderna.”
Aldous Huxley
Escritor inglês (18394-1963)
1.
A sutil arte de ligar o foda-se
2.
Do mil ao milhão
3.
O milagre da manhã
4.
Mais esperto que o diabo
5.
F*deu geral
6.
Seja foda!
7.
O poder da autorresponsabilidade
8.
A garota do lago
9.
Brincando com Luccas Neto
10.
Buda dançando numa boate
 
PublishNews, Redação, 06/08/2019

Um casal de lenhadores observa, diariamente, comboios atulhados de gente passarem diante de seus olhos. Ingênua, a mulher sempre espera por um aceno ou mesmo um presente. Para onde vão essas pessoas?, ela se pergunta. Até que alguém joga o presente que ela jamais pensou receber: um bebê. Em A mercadoria mais preciosa (Todavia, 80 pp, R$ 39,90 – Trad.: Rosa Freire d’Aguiar), o autor e roteirista Jean-Claude Grumberg, à maneira das fábulas, fala de um dos capítulos mais tenebrosos da história da humanidade: a deportação de milhões de judeus para os campos de concentração nazistas. Uma história admirável e perturbadora destinada a leitores de todas as idades.

 
©2001-2019 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.