Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 03/08/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Talita Facchini, 03/08/2018

Hilda Hilst | © Fernando LemoDepois de uma semana intensa de Flip, a lista dos mais vendidos do PublishNews trouxe os reflexos do evento literário. O livro Júbilo, memória e noviciado da paixão (Companhia das Letras), de Hilda Hilst, por exemplo, foi a obra mais vendida pela Livraria da Travessa nos cinco dias de festa, conforme já noticiado aqui pelo PN, e agora apareceu na lista de Ficção dessa semana na 12ª posição com 800 exemplares vendidos. Essa é a primeiríssima vez que um livro de Hilda aparece nas Listas do PublishNews. Lançado poucos meses antes da Flip, a obra reúne poemas escritos por Hilda e que abordam temas como a entrega amorosa, a devoção mística, o anseio pelo encontro e o temor da morte. O pódio da Lista Geral segue o mesmo: As aventuras na Netoland com Luccas Neto (Pixel – 11.883) em primeiro lugar, A sutil arte de ligar o foda-se (Intrínseca – 9.217), em segundo e O milagre da manhã (BestSeller / Record – 5.433), que ficou novamente com o bronze. A lista fechou a semana com um crescimento de 7% no volume geral de vendas: Não Ficção, Autoajuda e Infantojuvenil apresentaram crescimento de 10% cada, Negócios cresceu 7% e Ficção, ficou no negativo com -2%. No Ranking das Editoras, a Sextante continua na liderança om 16 livros. O Grupo Companhia das Letras aparece em segundo com 11 e Planeta em terceiro com nove. Clique no Leia Mais para conferir outros destaques da lista.

PublishNews, Redação, 03/08/2018

No InterLivro, Sérgio Ciglione, CDO da Livraria Cultura, falou sobre os planos de tornar a Livraria Cultura uma empresa digital | © Leonardo NetoRecentemente, quando a Livraria Cultura demitiu uma leva de funcionários na qual estava incluso Ricardo Schil, a empresa se posicionou dizendo que a reestruturação faz parte do seu plano estratégico que prevê que 80% das suas receitas venham de canais digitais até 2020. No mesmo posicionamento, a empresa falava, sem dar detalhes, sobre a criação do EVA, um centro de inovações. Em sua participação no InterLivro, na tarde da última quinta-feira (02), Sérgio Ciglione, CDO da companhia, deu mais detalhes sobre o assunto. Segundo ele explicou, o EVA é um laboratório de inovação que carrega em seu nome uma homenagem a Eva Herz, fundadora da empresa. “Quando a Cultura comprou a Estante Virtual, não comprou só um marketplace de livros usados. Ela comprou uma startup de tecnologia. Sérgio Herz e o conselho viram uma oportunidade de transformar a Cultura em uma empresa digital”, comentou. Ciglione lembrou que a Amazon, embora seja sempre lembrada como uma varejista, é mais do que isso. É uma empresa de tecnologia. E é nisso que a Cultura se inspira quando propõe esse conversão. Clique no Leia Mais e veja mais alguns detalhes sobre a atuação do EVA.

PublishNews, Redação, 03/08/2018

A cerimônia de abertura da 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que aconteceu na noite desta quinta-feira (02), serviu de palco para que a Câmara Brasileira do Livro (CBL) cobrasse do ministro Sérgio Sá Leitão, da Cultura, que estava ali presente, a regulamentação da Lei Castilho, que instituiu a Política Nacional de Leitura e Escrita. Dirigindo seu discurso ao ministro, Luís Antonio Torelli disse que conta com o compromisso e o empenho dele para a regulamentação da lei ainda neste ano. “A CBL acredita que só com o compromisso de governo e sociedade poderemos nos ver em tempos melhores, com o fortalecimento e crescimento do mercado editorial e da fundamental inclusão de milhares de brasileiros no rol de leitores”, disse. Em seu discurso, Sá Leitão respondeu Torelli e se comprometeu publicamente a regulamentar a lei até o fim do ano. O documento sancionado pelo presidente Temer em julho prevê que os ministérios da Cultura e da Educação regulamentarão conjuntamente o que está disposto na Lei. 

PublishNews, Redação, 03/08/2018

Ricardo Costa, CEO da Metabooks Brasil; Ronaldo Schil, CEO da MVB, Luís Antonio Torelli, presidente da CBL, e Guilherme Relvas, do MinC, assinaram o convênio que licenciou o conteúdo da plataforma de gestão de metadados para as bibliotecas públicas brasileiras | © DivulgaçãoRonald Schild, CEO da empresa alemã detentora da Metabooks, aproveitou a sua vinda ao Brasil para assinar um convênio com o Ministério da Cultura (MinC) que prevê o licenciamento gratuito da plataforma de gestão de metadados para que o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas possa acessar as informações atualizadas sobre os títulos do mercado editorial brasileiro, seja para pesquisas sobre especificações técnicas, disponibilidade ou lançamentos de títulos, seja para consultas segmentadas sobre a produção editorial brasileira para subsidiar decisões de compra de acervo. “É uma base de dados qualificada, segura, com dados confiáveis e disponibilizada de forma gratuita para as seis mil bibliotecas que formam a rede do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas”, enalteceu Guilherme Relvas, diretor do Departamento do Livro, Literatura, Leitura e Bibliotecas do MinC durante a cerimônia de assinatura do convênio. A Metabooks é uma joint venture entre a Câmara Brasileira do Livro (CBL) e a Associação Alemã de Editoras e Livrarias, por meio de suas duas empresas – a Feira do Livro de Frankfurt e a MVB. Ela nasce para atender a uma antiga demanda do mercado editorial brasileira: a criação de uma base unificada e padronizada de metadados editoriais.

PublishNews, Redação, 03/08/2018

O Conselho Regional de Biblioteconomia - 8ª região (CRB-8), levou para a Bienal de São Paulo uma Biblioteca Escolar Modelo. Com cerca de 50 m², a biblioteca conta com um rico acervo de livros, mobiliário arrojado, sistema informatizado para pesquisa e empréstimo de materiais, além de uma programação cultural, voltada para o incentivo à leitura, sempre com a participação ativa de um bibliotecário, mostrando como uma biblioteca bem estruturada deve ser. A ideia do estande é sensibilizar a população, os profissionais e as instituições sobre a Lei 12.244/2010, que regulamenta que todas as instituições de ensino públicas e privadas do Brasil tenham bibliotecas até 2020. Além de conhecer a Biblioteca Modelo, as crianças, professores e as famílias poderão participar de uma série de atividades que tem como objetivo incentivar o gosto pela leitura. E os bibliotecários que passarem pelo estande poderão emitir e já sair com sua Cédula de Identidade de Bibliotecário (CIB) com todos os dados. Basta levar cópia simples e o original dos seguintes documentos: RG, CPF, título eleitoral, certidão de estado civil e uma foto (3x4) em fundo branco.

PublishNews, Redação, 03/08/2018

Como em edições anteriores, a 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, realizada pela Câmara Brasileira do Livro (CBL), recebe mais uma vez o projeto de incentivo à leitura do SESC São Paulo, o BiblioSesc: bibliotecas volatantes que oferecem gratuitamente o empréstimo e consulta de livros, jornais e revistas. Para esta edição, o Sesc customiza o projeto para que o público possa viver experiências únicas ligadas ao universo das artes e da literatura. Foram montados dois espaços BiblioSesc Praça da Palavra e Praça de Histórias, em ambos caminhões bibliotecas, os visitantes acompanham e participam de saraus, contação de histórias, slams, além de espetáculos de música e literatura. Na Praça de Histórias a programação é bem diversificada, com destaques para as performances literárias; quadrinhos; cultura geek e literatura na internet e bate papos sobre gastronomia, comida e livros; o consumo de revistas adolescentes na era da internet, e uma conversa sobre histórias de família, avós e memórias. Já a Praça da Palavra, aborda temas bastante atuais, presentes na cultura jovem, com grande carga, histórica, identitária e exaltação de protagonismos.

PublishNews, Redação, 03/08/2018

Neste próximo domingo (6), começa a Livre! Festival Internacional de Literatura e Direitos Humanos (5 a 26/08), evento gratuito que acontecerá pela primeira vez em Brasília. Homenageando a escritora mineira Conceição Evaristo e o poeta mato-grossense Nicolas Behr, o Festival tem as primeiras atividades no Taguaparque, em Taguatinga, a partir das 14h. Sobradinho, São Sebastião e Plano Piloto recebem a programação nos próximos domingos do mês, respectivamente. Ao todo, serão cinquenta autores convidados, quatro mesas temáticas, duas ações sociais e uma publicação inédita produzida pelo Festival. A boa fase da literatura brasiliense, com revelações de destaque nos circuitos nacionais, é o mote da curadoria, que apresenta um modelo de mesas em que autores da cidade recebem autores de grande projeção nacional como Cristiane Sobral, Julián Fuks, Natalia Borges Polesso, Lisa Alves e Sheyla Smanioto. José Luís Peixoto é o autor estrangeiro confirmado, em parceria da Livre! com o Instituto Camões. Em cada domingo, dois autores se encontram na mesa principal da Livre! para debater temas atuais referentes à literatura e aos direitos humanos. No primeiro dia do evento, Cristiane Sobral e Conceição Evaristo abrem o festival com a pauta (In)Visibilidades: a presença negra na prosa e na poesia brasileiras. No segundo encontro, Beatriz Leal e Julián Fuks são os convidados para o debate Democracia em tempos sombrios: o romance como resistência. O evento é idealizado pela escritora brasiliense Paulliny Gualberto Tort, autora do romance Allegro ma non troppo (Oito e Meio) e a programação completa você confere aqui

PublishNews, Redação, 03/08/2018

A SBS Livraria abriu uma vaga para vendedor para atuar na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. A empresa pede que o candidato tenha experiência no mercado livreiro, Excel avançado e é desejável curso superior em administração, marketing, comunicação social ou cursos relacionados. O contratado será responsável pelo atendimento aos clientes, organização e abertura e fechamento da loja, além de participar ativamente do processo de compra. Entre os benefícios estão os bônus anuais e comissão de vendas. Os interessados devem enviar currículos para o e-mail c4letrascontrata@gmail.com, informando no assunto: Vendedor Sr. – AGO2018, até o dia 15 de agosto.

“Escrever, com o passar do tempo, fica mais difícil”
Antônio Torres
Escritor brasileiro
1.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
Felipe Neto - A vida por trás das câmeras
5.
Seja foda!
6.
Combate espiritual
7.
Me poupe!
8.
O poder da autorresponsabilidade
9.
Poesia que transforma
10.
Textos cruéis demais para serem lidos rapidamente
 
PublishNews, Redação, 03/08/2018

Na próxima quarta (8), no Itaú Cultural (Av. Paulista, 149 – São Paulo / SP), acontece o lançamento do projeto Macbeth – Som e Fúria, com a leitura dramática da peça de Wiliam Shakespeare. A narrativa evolui sobre a história do personagem homônimo, que, seguindo a profecia de três bruxas, inicia uma árdua jornada em busca do trono escocês. No palco, os atores Djin Sganzerla e André Guerreiro Lopes, também diretor da produção, emprestam as vozes aos emblemáticos personagens da obra. A respeito deste novo projeto, que é um embrião, pois futuramente se tornará um espetáculo teatral, Guerreiro conta: “Macbeth é uma peça muito atual, de como a ambição deforma o caráter e a mente. Como a ideia pode transformar a cabeça da pessoa e ser maior até do que a própria cabeça”. A apresentação gratuita começa às 20h.

PublishNews, Redação, 02/08/2018

No ano em que comemora 75 anos, a Editora do Brasil tem realizado uma série de ações para reiterar seu propósito de mudar o país pela educação. Para proporcionar reflexões sobre a vida do professor de forma bem-humorada, foi criada a série de vídeos Desabafo de um professor. O Papo com os Autores, sequência de lives com autores da casa também voltou com o intuito de aproximar professores e educadores de renomados escritores. Além das ações, a editora esteve presente em diversos eventos de importância para o mercado e na próxima semana (7), participa do Papo de Mercado, na Bienal de São Paulo, com a presença do diretor-geral da companhia, Vicente Tortamano Avanso. Por fim, para reiterar os seus 75 anos de atuação, a Editora do Brasil lança um livro comemorativo sobre a sua história. A obra é uma homenagem à trajetória de Carlos Costa – líder do grupo de fundadores da Editora do Brasil e traz ainda uma linha do tempo com fatos marcantes da Editora, como o lançamento da revista EBSA (A Revista da Editora do Brasil), em 1947; até quando a herdeira Aurea Regina Costa assume o controle acionário e a presidência da Editora do Brasil, em 2017. A obra será distribuída nas principais escolas do país e disponibilizada para download no site da editora.

PublishNews, Redação, 03/08/2018

Publicados entre as décadas de 1970 e 1990, os contos de Caio Fernando Abreu são o retrato de uma geração. Os tempos autoritários e sombrios dos anos de chumbo aparecem nesta reunião não apenas como pano de fundo, mas como parte constituinte de uma prosa que se consagrou pelo estilo combativo e radical. Vida e obra, aqui, se misturam a ponto de biografia se transformar em literatura e vice-versa. Em Contos completos (Companhia das Letras, 760 pp, R$ 79,90), o leitor tem a chance de percorrer toda a produção do autor no gênero da prosa breve. O volume abarca seis títulos — Inventário do ir-remediável (1970), O ovo apunhalado (1975), Pedras de Calcutá (1977), Morangos mofados (1982), Os dragões não conhecem o paraíso (1988) e Ovelhas negras (1995) —, além de dez contos avulsos, sendo três deles inéditos em livro. O livro inclui, por fim, textos de Italo Moriconi, Alexandre Vidal Porto e Heloisa Buarque de Hollanda, que jogam luz sobre a atualidade de Caio Fernando Abreu.

PublishNews, Redação, 03/08/2018

Conhecida pelo público principalmente por sua cobertura jornalística de economia e dos bastidores do poder, Míriam Leitão reúne pela primeira vez, na obra Refúgio no sábado (Intrínseca, 288 pp, R$ 39,90), suas crônicas, nas quais aborda conversas que a marcaram, memórias da infância e momentos do cotidiano. Os textos, publicados inicialmente no blog de seu filho Matheus Leitão, são uma oportunidade para os leitores conhecerem melhor o dia a dia de Míriam, suas origens e o processo de formação de uma escritora. Em suas crônicas, Míriam escreve sobre o que pensa ou sente: conversas com os netos, tristeza, saudade, amizades, música e poesia. Este livro é mais uma prova de que o olhar atento e a escrita elegante da autora a fazem deslizar por diferentes gêneros literários com maestria. Miriam autografa a obra no dia 4, às 16h, no Estande da Intrínseca (G058).

PublishNews, Redação, 02/08/2018

Turistando por Abu Dhabi, Dubai e Sharjah (Edição do Autor, 142 pp, R$ 35) não é um guia tradicional de turismo, como o título parece sugerir, mas um diário de viagem repleto de fotos que revelam aspectos fascinantes da cultura, costumes e tradições dos Emirados Árabes Unidos, muito além dos roteiros tradicionais. No livro, a autora Téia Camargo desmistifica o país do Oriente Médio como um destino exclusivo e caro, dando dicas acessíveis de consumo e passeios. Apesar do tom pessoal e envolvente das experiências pessoais de Téia, as recomendações foram apuradas em sites de órgãos oficiais governamentais brasileiro e dos Emirados Árabes Unidos e conta, no fim de cada capítulo, com dicas de Cassilda (Cacá) Castello, brasileira que trabalha há 12 anos com turismo local focado a brasileiros. A obra será lançada na Bienal do Livro São Paulo em duas datas, no estande Eu Leio Brasil (Rua K, 92) no dia 4, às 13h e no dia 5, às 16h.

PublishNews, Estevão Ribeiro, 03/08/2018

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.