Caso não consiga visualizar corretamente esta mensagem, clique aqui.
PublishNews 01/08/2018
A psi7 Printing Solutions & Internet 7 S.A. é uma empresa de tecnologia na gestão de conteúdos que ajuda as empresas, sejam editoras ou indústrias, a propagar o seu conteúdo nos formatos impresso, áudio, dados ou eletrônico.
Revisora, copidesque e produtora editorial há mais de dez anos com experiência em todas as etapas da produção editorial.
Com mais de 20 anos de experiência na diagramação de livros, Julio Fado oferece um trabalho profissional, de qualidade e rápido. Além da diagramação de livros para impressão, ele também diagrama livros em formato digital.
PublishNews, Redação, 1º/08/2018

Acontece amanhã, no Holiday Inn, a terceira edição do InterLivro, programação profissional da Bienal Internacional do Livro de São Paulo e que irá reunir as melhores cabeças da indústria para debater o livro no Brasil. Com curadoria do PublishNews, o dia de palestras começa às 10h com uma abertura e logo depois, às 10h15, Ronald Shild, CEO da MvB, plataforma de gestão de metadados irmã da Feira do Livro de Frankfurt, fará um panorama da indústria editorial global. Às 10h45 será a vez de Gustavo Lembert, fundador da TAG, ser entrevistado por Carlo Carrenho no Papo com o empreendedor. Das 11h30 às 12h15, o assunto será o audiolivro na mesa Leitores que ouvem: o audiolivro vem para ficar? que vai reunir Eduardo Albano (Ubook), Andrea Fornes (Google) e Ricardo Camps (Tocalivro). Até o final do dia haverá também palestras sobre acessibilidade, vendas on-line, clubes de assinatura e outras alternativas de vendas de livros, autopublicação e, para fechar, uma mesa que reunirá representantes de institutos de pesquisa que monitoram o mercado editorial brasileiro para mostrar o que dizem os números do mercado. As inscrições são gratuitas, mas é necessário fazer uma pré-inscrição clicando aqui. O InterLivro tem apoio da Primavera Editorial, Metabooks, #coisadelivreiro, BR75 e da Fundação Dorina Nowill para cegos. 

PublishNews, Redação, 31/07/2018

Sede da Bookwire na Alemanha. © Lima AndruškaEm comunicado enviado nesta terça-feira (31), a Bookwire informou ao mercado que está cortando o fornecimento de e-books para a Saraiva e Cultura, pois as empresas não honram seus pagamentos desde o início do ano. A distribuidora digital com sede em Frankfurt ainda informou que reverá os relatórios de vendas enviados recentemente para as editoras, e que os mesmos poderão sofrer dedução. A empresa quer evitar que continue pagando as editoras por vendas que não está recebendo. "Lamento a decisão, mas temos a responsabilidade perante as editoras, e fizemos pagamentos antecipados na expectativa de uma solução", explica Marcelo Gioia, diretor geral da Bookwire no Brasil. "Temos a expectativa que a situação se regularize e restabeleceremos o acesso assim que as livrarias retomarem o processo de pagamento", continuou. Clique no Leia Mais e leia o comunicado na íntegra.

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

Quem passar pelo estande da Girassol (C060) nessa Bienal Internacional do Livro de São Paulo, que será aberta oficialmente nesta quinta-feira, vai encontrar uma novidade. É que o espaço abrigará também o catálogo da Callis, editora de livros infantis capitaneada por Miriam Gabbai. As duas casas assinaram um acordo de cooperação operacional que prevê que a comercialização seja feita exclusivamente pela Girassol. Essa é a resposta que as duas editoras dão a esse momento de adversidades que o mercado editorial tem enfrentado. “Empresas fortes e respeitadas no mercado, ambas acreditam que trabalhar em conjunto com o que cada uma tem de melhor em sua área de atuação fará a diferença. Os catálogos e as linhas de publicação se complementam e a sinergia entre as duas casas é uma forma de ampliarem sua participação no mercado”, diz o comunicado que oficializou a parceria. Clique no Leia Mais para ler a íntegra dessa nota.

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

Depois de entender melhor a pesquisa Fipe, como funciona uma agência literária e como promover a bibliodiversidade é a vez de dar espaço para os audiolivros no quarto encontro UmLivro com PublishNews. Um dos grandes fenômenos globais da indústria do livro foi o ressurgimento dos audiolivros. Nos EUA e na Europa, esse formato já é um fenômeno de vendas e de público. Isso graças à popularização do streaming, que já mudou a forma que o mundo consome música e produtos audiovisuais, por exemplo. No Brasil, iniciativas já deram seus primeiros passos na tentativa de conquistar novos “leitores-ouvintes”, mas estamos longe ainda de viver a experiência nesses mercados mais maduros. O que tem sido feito para chegar lá? O brasileiro vai entrar nessa onda? Essa ideia vai colar por aqui? É isso que Eduardo Albano, cofundador do Ubook; Marcelo Camps, sócio da Tocalivro; e Andrea Fornes, do Google, que recentemente deu início às suas operações com audiolivros no Brasil, vão responder no bate-papo que acontece na próxima quarta (8), às 19h, na Unibes Cultural (Rua Oscar Freire, 2.500 – São Paulo / SP). Novamente o encontro, fruto da parceria com a UmLivro, plataforma que oferece diversas soluções de impressão por demanda e logística para as editoras, será mediado pelo nosso editor Leonardo Neto e terminará com a já tradicional cerveja que acompanha o PublishNews em todos os eventos. Os interessados em participar podem se inscrever clicando aqui.

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

O Ubook, startup brasileira focada no serviço de audiolivros por streaming, iniciou em maio uma nova etapa do processo de internacionalização de seu serviço, levando seu DNA e o mesmo tipo de atuação que opera no Brasil para o México, Chile e Colômbia. Com isso, a partir de agora, os usuários destes três países também poderão contratar o serviço do Ubook. “Desde a concepção, o Ubook foi projetado para atuar no mercado global. Logo no lançamento o site e aplicativo já estavam disponíveis nas versões inglês e espanhol, fazendo com que, mesmo antes do início da operação internacional, já tivéssemos um percentual significativo de consumidores fora do Brasil. O diferencial, porém, está na parceria firmada com as operadoras de telefonia celular nesses países, deixando o serviço mais acessível ao consumidor, pois possibilita que a cobrança da assinatura seja feita pela operadora, na conta ou abatendo do crédito pré-pago”, explica Flávio Osso, CEO do Ubook. A operação nesses três países começa com mais de 10 mil audiolivros em inglês e espanhol, mas o plano é iniciar o projeto em outros países da América Latina e começar a operar na Europa, totalizando 12 países onde o Ubook atuará ativamente até o final de 2018.

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

Mario Sergio Cortella | © Chico MaxMario Sergio Cortella, pensador brasileiro e um dos expoentes do movimento que tem trazido a Filosofia para o dia a dia da população, está relançando seu primeiro livro, Descartes: A paixão pela razão. A novidade é que o livro será publicado pelo Kindle Direct Publishing (KDP), ferramenta de autopublicação da Amazon. A obra de estreia do autor foi publicada pela primeira vez há 30 anos e estava esgotada desde 2003. Na obra, o autor fala sobre René Descartes, a quem atribui o início da filosofia na Modernidade, e a época em que o filósofo francês viveu. “Ficamos muito felizes quando em uma conversa ele sugeriu relançar Descartes através da publicação pelo KDP. Isso demonstra que o KDP é versátil e democrático, atendendo às necessidades de perfis variados: de autores iniciantes que buscam publicar seu primeiro livro até autores já consagrados”, conta Talita Taliberti, gerente do KDP. O e-book está disponível na Loja Kindle em todo o mundo e pode ser lido com o aplicativo gratuito Kindle para computadores, tablets e smartphones Android ou iOS, além dos e-readers Kindle.

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

A Boitempo abriu uma vaga para estagiário em comunicação. A editora pede que os candidatos estejam cursando o 3º ou 4º ano de faculdade de comunicação (jornalismo, relações públicas ou marketing) e busca pessoas com ótima organização e facilidade com linguagem acadêmica para rotinas de relações públicas, assessoria de imprensa, marketing, eventos e redes sociais. É necessário domínio da língua inglesa e disponibilidade no período da tarde, além de ser desejável experiência com marketing digital e interesse em filosofia, história ou sociologia. Os interessados devem enviar currículo e links para um ou dois trabalhos universitários ou experiência em estágio anterior até o dia 7 de agosto para o e-mail imprensa@boitempoeditorial.com.br.

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

A Bienal do Livro de São Paulo começa nessa semana e as editoras já divulgaram suas programações para todos os todos os dias do evento. A Intrínseca, por exemplo, irá abordar temas como as peculiaridades da crônica como gênero narrativo, as mudanças da blogosfera na última década e a literatura de fantasia produzida no Brasil. Ao todo, sete nomes da editora participam da programação oficial no evento até o dia 12 de agosto, com debates, encontros e sessões de autógrafo. A jornalista Míriam Leitão lança seu mais novo livro, Refúgio no sábado, uma coletânea de textos intimistas nos quais compartilha memórias de sua infância, pedaços de conversas que teve com os netos, seu amor por poesia e momentos singelos de viagens, entre muitas outras histórias pessoais. No dia 4 de agosto, a autora integra a mesa A crônica, realizada no Salão de Ideias. Em seguida, no estande da Intrínseca, assina exemplares de suas obras para o público. Também no sábado, dia 4, a feira recebe a premiada jornalista Daniela Arbex, que fala sobre o processo de produção de seu último livro na mesa intitulada Grandes reportagens sobre tragédias recentes, também no Salão de Ideias. Além das duas, a editora ainda receberá autores como Camila Coutinho, Pedro Gabriel e Felipe Castilho. A programação completa você confere clicando aqui.

“A arte é boa para se abrir ao atrito, ao desconforto, ao novo”
Elvira Vigna
Escritora brasileira (1947-2017)
1.
As aventuras na Netoland com Luccas Neto
2.
A sutil arte de ligar o foda-se
3.
O milagre da manhã
4.
Seja foda!
5.
Me poupe!
6.
Poesia que transforma
7.
O poder da autorresponsabilidade
8.
Combate espiritual
9.
Felipe Neto - A vida por trás das câmeras
10.
O poder da ação
 
PublishNews, Redação, 1º/08/2018

Desde que se lembra, Alice vive na estrada com a mãe, perseguidas por uma onda de azar quase sobrenatural. Mas quando sua avó – a reclusiva autora de um obscuro e cultuado livro de contos de fadas sombrios – morre sozinha na mansão Hazel Wood, Alice descobrirá o quão azarada pode ser: sua mãe é sequestrada por uma figura que alega ter saído da Hinterland, o cruel e fantástico mundo onde as histórias de sua avó são ambientadas. A única pista que Alice tem é a mensagem que sua mãe deixou: “Fique longe de Hazel Wood”. Alice sempre evitou o culto de fãs da sua avó, mas ela não tem outra escolha a não ser se aliar com Ellery Finch, seu colega de classe e um fanático por Hinterland – que tem suas próprias razões para ajudá-la. Para salvar sua mãe, ela precisa se aventurar primeiro até Hazel Wood, e depois para o mundo dos contos de sua avó – e quem sabe descobrir onde a sua vida deu tão errado. Hazel Wood – A origem do azar (Plataforma 21, 444 pp, R$ 49,90) foi escrito por Melissa Albert e será o tema principal do estande da editora na Bienal de SP (3 a 12/08). 

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

O romance Tão fútil e de tão mínima importância (Garamond, 112 pp, R$ 36), escrito por Tiago Franco, professor de psiquiatria e psicologia médica da UFRJ, tem como protagonista F., um anti-herói que manifesta sua angústia existencial no sexo e vive obcecado por questões de teor erótico. A narrativa trata de pessoas reais por meio de personagens fictícios. Paradoxal, intenso e humano até demais, F. faz parte de uma linhagem de personagens literários cujos nomes se resumem a iniciais e partilha traços de uma experiência radical de solidão com duas referências da literatura brasileira: a enigmática G. H. de Clarice Lispector e a obscena senhora D. de Hilda Hilst, conforme aponta na orelha do livro Eliane Robert Moraes, professora de Literatura Brasileira da USP.

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

Fã de Liza Bennett, de Orgulho e preconceito, Carrie Elks começou a flertar com as letras nos sites de fanfiction e decidiu se dedicar seriamente à escrita. Com a ajuda do treinamento para se tornar conselheira, que a ensinou a se colocar no lugar dos outros e a entender os sentimentos alheios, ela achou natural construir personagens, seus anseios e aspirações. Assim nasceram as irmãs Shakespeare, heroínas de sua série homônima. “Desde o início, eu soube que queria escrever uma história sobre quatro irmãs. E que cada livro se passaria em uma das estações do ano”, revela a autora. Um verão na Itália (Verus, 308 pp, R$ 39,90) abre o ciclo com as aventuras de Cesca Shakespeare, uma escritora vivendo um grave caso de bloqueio criativo. Depois de sua última — e premiada — peça ter acabado em desastre por culpa do ator principal, Cesca resolve abandonar sua carreira de dramaturga. Seis anos depois, ela perdeu o emprego e está prestes a perder, também, o apartamento. Pior: as irmãs não têm ideia do quanto ela está financeiramente comprometida. Então, quando sua fada-madrinha lhe oferece uma vila italiana pelo verão, ela decide aceitar e tentar retomar a carreira.

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

Principal obra de Stendhal e uma das mais importantes da literatura francesa, O vermelho e o negro (Penguin, 648 pp, R$ 54,90) é ao mesmo tempo um romance histórico e psicológico, uma inédita mescla de crônica social e incursão na natureza humana. A obra conta a história de Julien Sorel, um jovem pobre e talentoso que, nos convulsivos anos de 1830, deixa para trás sua origem provinciana para circular entre as altas esferas da sociedade parisiense. Mas o passado é traço difícil de apagar, e tão fortes quanto a determinação de Julien são as paixões que o dominam: o jovem tenta sufocar lembranças pessoais e a admiração ardente que nutre por Napoleão, figura non grata nos salões burgueses da Restauração, mas o faz em vão. Crônica mordaz de seu tempo e romance inaugural do gênero psicológico, não é à toa que esta obra cumpriria à risca o destino vaticinado por seu autor, vindo a ser compreendida apenas muitos anos após sua publicação.

PublishNews, Redação, 1º/08/2018

E se você soubesse que existe um lugar onde pode realizar todas as suas fantasias, mesmo aquelas mais secretas? Onde é possível testar seus limites e ir além, sem correr o risco de se expor ou ter sua identidade revelada? Em A sociedade secreta (Ler Editorial, 308 pp, R$ 45,90), o leitor é apresentado aos anseios por trás da sobriedade da Senhora V. Esposa e mãe dedicada, ela se revelará uma mulher insatisfeita com a vida conjugal e encontrará no Senhor P, um empresário charmoso e bem-sucedido, a chance de realizar seus sonhos mais loucos, dentro de uma sociedade secreta. O livro desvenda ainda a intimidade do Senhor F, um homem de comportamento questionável, que não esconde sua necessidade de fugir do comum, e a vida da misteriosa Senhorita M, que sob a máscara de mulher independente, esconde-se uma jovem dividida entre seu desejo de liberdade e a necessidade de se adequar às regras sociais impostas pela carreira política do pai. O livro será lançado na Bienal de SP no dia 4 de agosto, às 14h, no estande da Editora Angel (G-90).

 
©2001-2018 por Carrenho Editorial Ltda. Todos os direitos reservados.
Rua Fidalga 471, Conjunto 3 | Vila Madalena | São Paulo | SP | Brasil | 05432-070
O conteúdo deste site não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.